Categoria: Abordagens

psicologia analítica

Psicologia Analítica: conheça a abordagem de Jung

  |  Tempo de leitura: 9 minutos

Psicologia analítica é o termo designado pelo psiquiatra suíço Carl Gustav Jung (1875-1961) para o seu método de interpretação da psique humana. Para se diferenciar da metodologia da psicanálise de Sigmund Freud (1856-1939), Jung atribuiu este nome à sua abordagem.  O que é psicologia analítica de Jung? Jung explorou o consciente e o inconsciente como um todo. Ele dava grande importância para as experiências simbólicas vividas por todas as pessoas e não apenas focava na história individual de cada um. Dessa forma, é possível olhar para a humanidade por meio das mais variadas lentes, como religiosa, artística, intelectual, entre outras. Ele reconheceu que as pessoas são influenciadas por fatores inconscientes que estão além de seu controle. Estes formam o inconsciente coletivo. Há também o inconsciente pessoal, o qual contém todas as primeiras experiências vividas pelo indivíduo. Os eventos da primeira infância, em particular, causam grande impacto na psique humana.  Um...

Continue lendo
o que é psicanálise

O que é psicanálise: entenda os conceitos e abordagens básicas

  |  Tempo de leitura: 9 minutos

O que é psicanálise? Essa é uma pergunta que recebemos diariamente aqui na Vittude! Trata-se de uma abordagem que trabalha profundamente o inconsciente, responsável pelas nossas atitudes que temos “em modo automático”. Essas podem chegar a desafiar a lógica e o bom senso. Para exemplificar, pense em todas as vezes que você disse “a partir de amanhã não vou mais fazer X coisa” e se pegou repetindo o comportamento sem perceber. Ou quando falou algo que não queria e emendou um “é brincadeira” no fim para não parecer rude. O inconsciente é responsável por isso. Sigmund Freud (1856-1939) foi fundador dessa abordagem e talvez o psicanalista mais conhecido, mas há outras escolas de pensamento que contribuíram para o movimento psicanalítico. O inconsciente é a chave da psicanálise Freud descobriu que muitos comportamentos conscientes são influenciados por forças inconscientes, como memórias, impulsos e desejos reprimidos. Estes podem ser desagradáveis ou inaceitáveis...

Continue lendo
existencialismo

Existencialismo: o que é a psicoterapia existencial

  |  Tempo de leitura: 9 minutos

O existencialismo é o conceito que sustenta a psicoterapia existencial. A psicoterapia existencial é uma forma de psicoterapia baseada no modelo da natureza humana e na experiência desenvolvida pela tradição existencial da filosofia européia. O existencialismo se concentra em conceitos universalmente aplicáveis à existência humana, incluindo morte, liberdade, responsabilidade e significado da vida Ao invés de considerar as experiências humanas como ansiedade e depressão como presença de uma doença mental, a psicoterapia existencial vê essas experiências como estágios naturais em um processo normal de desenvolvimento e amadurecimento do ser humano. Compreendendo o existencialismo A psicoterapia baseada no existencialismo tem como pressuposto que o ser humano é livre para fazer escolhas. Logo, elas determinam quem ele se torna perante o mundo e perante a si mesmo. Para o existencialismo, o ser humano é primeiro “existência”, para depois ser “essência”. Significa que não existe uma natureza que determine o que o indivíduo...

Continue lendo
humanismo

Humanismo: tudo sobre essa abordagem terapêutica

  |  Tempo de leitura: 8 minutos

No humanismo, o indivíduo é visto como um ser holístico. Ou seja, como um todo, seu corpo, mente, espírito e emoções. O ser humano é considerado um ser único, com sua psique naturalmente saudável e como um indivíduo bom. As pessoas são seres ativos e capazes de se desenvolverem, em busca da sua autorrealização. O humanismo propõe uma abordagem terapêutica não-diretiva e centrada na pessoa. Parte-se do pressuposto que é o indivíduo que possui a responsabilidade pela condução e pelo sucesso do tratamento. O humanismo é considerado como uma abordagem otimista. Enfatiza que todo indivíduo deve se transformar na melhor pessoa que deseja e pode ser.    Nesse artigo, vamos falar da origem dessa abordagem terapêutica. Também vamos mostrar como ela contribui no processo de desenvolvimento e autorrealização do indivíduo.  Origem do Humanismo A psicologia humanista tem origem nos principais pressupostos de Abraham Maslow, instituidor da pirâmide das necessidades. Foi na...

Continue lendo
Behaviorismo

Behaviorismo: guia completo sobre a Psicologia Comportamental

  |  Tempo de leitura: 9 minutos

Behaviorismo é uma teoria psicológica que objetiva estudar a psicologia através da observação do comportamento, com embasamento em metodologia objetiva e científica fundamentada na comprovação experimental, e não através de conceitos subjetivos e teóricos da mente como sensação, percepção, emoção e sentimentos.  É uma das três principais correntes da Psicologia, junto com a psicologia da forma (Gestalt) e psicologia analítica (Psicanálise).  Neste artigo, vamos falar da origem do behaviorismo e os principais conceitos da psicologia comportamental. O que é Behaviorismo O nome Behaviorismo tem origem no termo em inglês Behavior, que significa comportamento. O Behaviorismo, também chamado de Comportamentismo ou Comportamentalismo, tem como objeto de estudo o comportamento. Essa teoria psicológica defende que a psicologia humana ou animal pode ser objetivamente estudada por meio de observação de suas ações, ou seja, observando o comportamento.  Os Behavioristas acreditam que todos os comportamentos são resultados de experiência e condicionamentos. As figuras influentes do...

Continue lendo
gestalt

Gestalt: conceito, princípios e exercícios usados na terapia

  |  Tempo de leitura: 11 minutos

Gestalt é uma abordagem psicoterapeutica centrada no cliente. Essa abordagem ajuda os clientes a se concentrarem no presente. Eles passam a entender o que realmente está acontecendo em suas vidas agora. Em vez de simplesmente falar sobre situações passadas, os clientes são encorajados a experimentar demandas atuais por meio de reencenação. Através do processo gestáltico, os clientes aprendem a tornar-se mais conscientes de como seus próprios padrões de pensamento. Passam, então, a conhecer comportamentos negativos que possam bloquear a verdadeira autoconsciência e tornando-os infelizes. De origem alemã, a palavra gestalt, por definição, refere-se à forma de algo. Ela sugere que o todo é maior que a soma de suas partes. Há uma ênfase na percepção nesta teoria particular de psicoterapia. A terapia gestaltista dá atenção a como colocamos o significado e damos sentido ao nosso mundo e às nossas experiências. Dentro da terapia Gestalt, o cliente tem espaço para explorar...

Continue lendo