confiança

Confiança: 10 maneiras de construí-la dentro das empresas

  |  Tempo de leitura: 9 minutos

A confiança é a base de qualquer relacionamento, seja este pessoal ou profissional. Ao confiarmos no outro, temos certeza de que ele irá cumprir o que promete e será capaz de atingir determinados resultados. No entanto, a confiança não nasce do dia para a noite e na realidade não é preciso de muito para destruí-la.

No mundo corporativo, líder e liderados precisam estabelecer uma relação de confiança para o trabalho fluir. Sem esse elemento, a relação se torna quase que insustentável. De um lado, o líder não confia no trabalho de quem está abaixo dele; de outro, os liderados não botam fé no gestor e isso desmotiva a equipe como um todo.

A importância da confiança no ambiente de trabalho

Confiar vai muito além de delegar responsabilidades. Está relacionado também a acreditar no outro e ter a certeza de que é possível contar com ele nos momentos bons e ruins.

No ambiente profissional, a confiança gera um senso de pertencimento e une as pessoas. Isso porque é capaz de criar um elo entre os colaboradores quando todos sabem que estão no mesmo barco e podem pedir ajuda quando necessário.

Além disso, a confiança com certeza irá influenciar no sucesso e crescimento do negócio. Quando o seu time confia na história da empresa, seus valores e líderes, todos trabalham mais motivados para fazer um bom trabalho, principalmente porque confiam que serão reconhecidos no momento certo.

Como construir a confiança dentro de uma empresa

A construção da confiança em um time é diária, intensa e desafiadora. Os frutos serão colhidos em longo prazo, ao se estabelecer um time unido e que tenha clareza de que as pessoas ali podem contar umas com as outras.

Para esse processo, confira algumas dicas que podem ser aplicadas no seu dia a dia profissional!

1. Trabalhe a autoconfiança

Para criar relações de confiança, antes de tudo você precisa confiar em si mesmo. Sabe aquele cara do seu trabalho que não demonstra nem um pouco de segurança quando está apresentando para o cliente? Dificilmente ele conseguirá criar relações de confiança. Para isso, primeiro as pessoas precisam ter certeza de que ele sabe do que está falando.

A autoconfiança automaticamente passa confiança para as quem está ao seu redor, portanto, o primeiro passo é confiar mais em si mesmo e ser capaz de transparecer isso.

2. Cumpra o que promete

Stephen M.R. Covey, autor do livro “O Poder da Confiança”, é um dos maiores especialistas quando o assunto é confiança: 

“Cumpra as promessas – é o ‘Grande Kahuna’ de todos os comportamentos. É o jeito mais rápido de construir confiança em qualquer relacionamento – seja junto a um empregador, chefe, membro de equipe, fornecedor, cônjuge, filho ou público em geral. Seu oposto – deixar de cumprir promessas ou violar compromissos – é, sem dúvida a maneira mais rápida de destruir a confiança.”

Como Stephen disse, independentemente do seu cargo ou posição, cumprir o que promete é essencial para gerar confiança com os outros. É um ciclo: a partir do momento em que você faz promessas e cumpre-as, as pessoas consequentemente irão associá-lo à uma figura confiável. “Poxa, ele sempre entrega no prazo, sabe o que está falando e faz o que cumpre!”, essa imagem irá se consolidar e, aos poucos, as relações vão se fortalecendo.

Cuidado: não se esqueça de que gerar confiança é muito mais difícil do que destruí-la. Se você cometer muitos erros e deixar de cumprir o que promete, a sua imagem será danificada e as pessoas deixarão de enxergá-lo como confiável.

3. Dê feedbacks sinceros e construtivos

Não importa se você é líder ou liderado, os feedbacks sempre precisam ser sinceros e construtivos. Ao se dedicar na estruturação de um feedback, você demonstra que é um colaborador dedicado, atento e preocupado com a evolução do outro.

Dar e receber um feedbacks exige bastante das pessoas. Muitos não dão a importância devida e fazem de qualquer jeito, o que acaba afetando a construção da relação. Um líder desatento e pouco focado em gestão de pessoas não é capaz de proporcionar um feedback construtivo que realmente seja pautado nos pontos fortes e fracos do indivíduo. Por outro lado, um liderado desengajado pouco se importa em estruturar uma conversa franca com seu gestor sobre possíveis melhorias.

Profissionais que fornecem bons feedbacks constroem relações mais honestas e confiáveis. Esse é um momento muito importante para entender que o seu gestor e/ou time está ao seu lado e vocês podem contar uns com os outros.

4. Demonstre acreditar no potencial das pessoas

A confiança está muito ligada a acreditar nos outros. Ao acreditar no potencial do seu time ou do seu par, naturalmente gera-se um ambiente de confiança.

Além disso, quando uma pessoa sente que aqueles ao seu redor acreditam no seu potencial, consequentemente ela se sente mais confiante e preparada para atingir os seus objetivos. E como citamos anteriormente, a autoconfiança é o primeiro passo para a criação de relações de confiança entre as pessoas.

5. Vá além do trabalho

As pessoas passam mais de 40 horas por semana no escritório, o que resulta em mais tempo com os colegas de trabalho do que com as suas próprias famílias. Para que o ambiente não se torne completamente regrado e entediante, as relações entre as pessoas podem ir além do dia a dia de trabalho.

Por que não fortalecer a sua relação de confiança com os colaboradores conversando sobre assuntos que vão além do profissional? Bons gestores se interessam genuinamente pelo o que acontece na vida das pessoas da sua equipe e isso automaticamente ajuda a fortalecer o elo.

Almoços, happy hours e atividades que não se limitam apenas ao trabalho contribuem para a relação e aumento não só dos níveis de confiança, como de cooperação e empatia.

6. Comunicação transparente

Uma pesquisa conduzida pelo Centro de Inteligência Padrão em parceria com a MindMiners revelou que, além de conectividade, inclusão e mobilidade, os jovens prezam por empresas que permitam uma comunicação aberta e transparente.

E há forma mais eficaz de construir relações de confiança do que gerando conversas honestas, claras e transparentes? As empresas que abrem resultados e explicam suas estratégias para todos os colaboradores têm mais chances de criar um ambiente confiável. Sem contar que, dessa maneira, o time como um todo se sente parte da empresa.

7. Proporcione autonomia e liberdade

Entre todas as transformações que o mundo do profissional vem sofrendo nos últimos anos, uma das mais notáveis é o crescimento do trabalho remoto. Segundo uma pesquisa da Flexjobs, essa modalidade de trabalho cresceu 115% na última década.

Não há como negar que é uma tendência mundial e o mito de que a produtividade acontece apenas das 9h às 18h está sendo derrubado. Cada vez mais as empresas estão aderindo ao Home Office ou a profissionais 100% remotos.

Se você é daqueles gestores que fiscaliza o que o seu time faz todos os dias, com certeza isso está abalando a relação de confiança com a equipe. A confiança não está mais relacionada a estar presencialmente em um lugar e sim a entregar um trabalho de qualidade no prazo estipulado.

8. Reconheça quem merece

O reconhecimento é uma poderosa dose de injeção motivadora. Quando um membro da equipe atinge determinado objetivo ou meta, o reconhecimento de seus colegas ou do gestor fazem com que ele se sinta satisfeito consigo mesmo.

Dessa forma, toda vez que um colaborador recebe um reconhecimento os seus níveis de desejo por desafio, busca por melhoria da qualidade do seu trabalho e a confiança que possui no seu time devem aumentar gradativamente.

9. Não tenha medo de se mostrar vulnerável

A vulnerabilidade não deve ser motivo de vergonha. Ao pedir ajuda em alguma tarefa, seus colegas e líderes podem fornecer o suporte necessário para que você consiga dar continuidade ao trabalho.

A partir do momento que as pessoas perdem o medo de colocarem suas dificuldades para fora, consequentemente o ambiente se torna mais seguro e elas passam a confiar mais umas nas outras. Por outro lado, se o ambiente reprime os colaboradores, fazendo-os se sentirem desconfortáveis no momento de pedir ajuda, o dia a dia fica mais difícil e solitário.

10. Incentive a participação

Durante reuniões de trabalho entre toda a equipe, as pessoas precisam se sentir à vontade para expor críticas e sugestões.

Primeiramente, é importante deixar claro que a opinião de todos é válida, independentemente do cargo. Em segundo lugar, não deve ser cultivada uma cultura intolerante ao erro, caso contrário, alguns ficarão com receio de falar algo errado. Por fim, é importante criar um momento propício para a discussão e geração de novas ideias. 

A partir do momento em que as pessoas sentirem que são importantes e possuem opiniões válidas, a confiança rapidamente irá se fortalecer.

Por fim, vale a ressalva de que a saúde mental tem papel importantíssimo no desenvolvimento e na construção da confiança. Plataformas como a Vittude podem facilitar a busca por um psicólogo que atenda a requisitos específicos para atender a todos que precisem de acompanhamento. Acesse nosso site e confira você mesmo todas as oportunidades oferecidas!

Se você gostou do conteúdo, compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas saibam como construir a confiança no ambiente de trabalho!

Você também pode gostar:

14 Sintomas físicos do estresse

Ansiedade generalizada: você sabe identificar os sintomas físicos?

Bruna Cosenza

Escritora, produtora de conteúdo e LinkedIn Top Voice 2019. Autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar. É apaixonada por comportamento humano e pela relação entre corpo e mente. Escreve porque considera o conteúdo uma das ferramentas mais poderosas que existem para provocar reflexões e derrubar barreiras.