Como lidar com o diagnóstico positivo de coronavírus

Como lidar com o diagnóstico positivo do coronavírus?

  |  Tempo de leitura: 12 minutos

Por mais assustador que possa ser saber que você está com COVID-19, é preciso manter a calma e aprender como lidar com o diagnóstico positivo do coronavírus. A tensão e a ansiedade não ajudarão em nada nesse momento, por isso é importante ter as principais informações em mãos e saber quais cuidados são necessários.

Embora a mídia divulgue o tempo todo os casos graves e números de mortes ao redor do mundo, vale ressaltar que uma análise dos dados oficiais da China, divulgada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), apontou que 80,9% dos casos confirmados da doença é leve. Isso quer dizer que são casos sem pneumonia ou com pneumonia branda.

Esta já é uma ótima notícia, não é mesmo? Afinal, diante de tantas notícias ruins, é importante ter consciência de que a maioria são casos leves que se resolvem facilmente sem a necessidade de internação.

Cupom Quarentena

No entanto, isso não quer dizer que você deva se descuidar, pois nunca se sabe como cada corpo irá reagir ao vírus. Acima de tudo, é preciso tomar cuidado com os grupos de riscos, como idoso e pessoas com hipertensão, diabetes, doenças cardiovasculares, doenças respiratórias crônicas ou câncer.

Além disso, outros estudos também apontam um dado que deve ficar no radar: os assintomáticos, ou seja, pessoas sem sintomas da doença, são responsáveis por dois terço das infecções da COVID-19. Portanto, é importante sim ter muito cuidado.

Tudo isso para você entender o contexto no qual nos encontramos e como é importante estar atento, mas o objetivo deste artigo é te ajudar a como lidar com o diagnóstico positivo do coronavírus.

Se quiser conferir algumas dicas, siga comigo até o final!

Como lidar com o diagnóstico positivo do coronavírus?

Diante de tantos dados e notícias alarmantes pode ser bem difícil manter a calma no momento em que você ou algum familiar testarem positivo para a COVID-19. Embora todos estejam ansiosos e tensos com a situação, é primordial manter a tranquilidade e cuidar da saúde mental, que será de extrema importância para enfrentar a doença e se recuperar.

Aceite a tristeza, mas pense positivo

Manter os pensamentos positivos e ter a certeza de que você vai sair dessa é o primeiro passo. Evite se colocar em uma posição de vítima, afinal, as pessoas do mundo todo estão enfrentando o mesmo problema que você. No entanto, isso não quer dizer que você não possa se sentir triste e sim que não deve se deixar dominar por esse sentimento.

A pandemia que colocou boa parte do mundo em quarentena é uma questão mundial, muito maior do que todos nós, portanto, ter essa consciência é importante para enfrentar a doença. 

Se estiver se sentindo muito ansioso e continuar apenas cultivando pensamentos negativos, procure desabafar sobre suas emoções. Converse com familiares e amigos com o objetivo de colocar para fora o que sente e buscar apoio emocional. Nessas horas de dificuldade, as pessoas que amamos têm um papel essencial em nossas vidas.

Manual Diário da Quarentena

Acredite na medicina

Quando estamos doentes, uma das coisas que precisamos fazer é acreditar na medicina, pois é uma das responsáveis pela nossa recuperação. Quando o assunto é como lidar com o diagnóstico positivo do coronavírus, não poderia ser diferente.

Por mais que ainda existam muitos questionamentos sobre a doença e o tratamento, é importante confiar que aquilo que os médicos dizem é o caminho que irá nos levar à cura. Seguir as recomendações e cuidar para que outras pessoas não se contaminem é o mínimo que podemos fazer.

Além disso, quando acreditamos em algo ou alguém, é mais fácil confiar que iremos nos recuperar. A confiança não pode ser quebrada neste momento, pois todos os profissionais de saúde estão batalhando intensamente para que a doença não tire a vida de mais pessoas.

Relembre momentos de superação

Se você não sabe como lidar com o diagnóstico positivo de coronavírus e se sente o tempo todo angustiado e ansioso, faça um exercício simples, mas que pode ajudar. Pare e pense em outros momentos da sua vida em que você enfrentou dificuldades e como, aos poucos, tudo foi superado.

Nada some da noite para o dia e a sua recuperação levará algum tempo, mas nesse período é importante se lembrar de que a maioria dos casos da doença são leves e que você, assim como boa parte das pessoas, vai sair dessa. 

Durante momentos ruins é normal termos a tendência de deixar de acreditar e se voltar apenas para o lado ruim de tudo. Por outro lado, quando a tempestade acaba, olhamos para trás e nos damos conta de como amadurecemos e evoluímos com as dificuldades. É justamente por isso que, ao se lembrar de outros momentos de traumas que foram superados, será mais fácil acreditar que tudo vai passar.

Ebook Quarentena

Construa uma rede de apoio

Não se esqueça de que você deve ter uma rede de apoio com a qual pode contar nesse momento difícil. É importante ter familiares e amigos por perto, mesmo que não seja fisicamente.

O amor dos entes queridos é essencial e fará com que você se sinta acolhido e seguro. Portanto, por mais que uma das recomendações médicas seja o isolamento para evitar a transmissão da doença, busque outras maneiras de se conectar com as pessoas.

A tecnologia está aí para isso: marque videoconferências, envie áudios, ligue e converse. Além de tudo isso ajudar a passar o tempo, também é uma maneira de cultivar pensamentos positivos e se sentir mais confiante.

Fique atento à saúde mental

Um dos pontos mais importantes em relação a como lidar com o diagnóstico positivo do coronavírus é sobre a necessidade de estar em dia com a saúde mental, pois ela será uma das responsáveis pelo seu bem-estar durante esse  período. 

Em momentos como o que estamos vivendo, em que as pessoas precisam lidar com uma nova realidade de quarentena, e ao mesmo tempo enfrentar incertezas em relação ao futuro, é primordial cuidar da mente.

Se você estiver enfrentando a doença e sentir que a sua saúde mental não vai bem, não hesite em procurar ajuda. Algumas pessoas têm vergonha ou acham que isso é sinal de fragilidade, mas pelo contrário. Ter a coragem de assumir que você não está bem e demonstrar a sua vulnerabilidade é um sinal de força.

Mais do que nunca, as pessoas estão se sentindo ansiosas, estressadas e com medo. É normal e caso perceba que não está conseguindo lidar sozinho com todos esses sentimentos, o mais indicado nesses casos é procurar a ajuda de um psicólogo.

Mais uma vez é preciso agradecer à tecnologia pelas possibilidades que ela cria, principalmente durante o isolamento social. Como não é possível ir até o consultório de um psicólogo, o ideal é fazer as sessões online. E se você não sabia que isso era possível, agora já sabe.

A Vittude, por exemplo, é referência em Psicologia Online no Brasil, sendo uma das pioneiras nos estudos e debates junto aos conselhos de classe. Trata-se de uma plataforma que conecta psicólogos a pacientes, com a possibilidade de realização de sessões presenciais ou à distância.

Portanto, não importa em qual lugar do mundo você está, a Vittude leva um psicólogo até você. Se você é um brasileiro que vive no exterior ou em algum lugar do Brasil em que não há grande oferta de psicólogos, procure um profissional na Vittude.

Desafio das 4 semanas

Outros cuidados após o diagnóstico positivo de COVID-19

Cuidados médicos

No Brasil, ainda não há testes em massa para identificar mais casos de coronavírus. Esse é um problema que muitos países têm enfrentado. Por conta deste cenário, muitas pessoas acabam não realizando o teste.

Caso você tenha algum dos sintomas, a recomendação é diferente dependendo da gravidade. Se apresentar sintomas leves de gripe, sem falta de ar e sem mal estar muito grave, deve ficar em casa até se recuperar.

O indicado é descansar bastante, manter o corpo aquecido e beber bastante líquido. Para aliviar sintomas como febre, dor de garganta e indisposição, procure seguir as recomendações médicas.

Já se estiver com febre, muita tosse e dificuldade para respirar, é importante procurar atendimento médico o quanto antes, pois o quadro pode se agravar. Para se informar, confira sempre fontes confiáveis, como o site do governo.

Cuidados em casa

O primeiro passo deve ser se isolar, evitando contato com outras pessoas. Caso more com familiares ou amigos, o ideal é escolher um cômodo na casa para passar a maior parte do tempo, privando-se de circular muito pelos demais ambientes. 

Além disso, para evitar a contaminação de outros indivíduos, não é recomendado compartilhar pratos, garfos, copos e toalhas. Todos estes itens devem ser separados para quem está doente e lavados separadamente dos utensílios de outros moradores.

Para cuidar da saúde de quem vive com você, use máscara para se comunicar e mantenha uma distância de pelo menos 2 metros de outros indivíduos. Se possível, também evite dormir no mesmo cômodo que as demais pessoas.

Maçanetas, torneiras e demais superfícies que todos costumam colocar a mão devem ser limpas o tempo todo para evitar a contaminação. Não se esqueça de que o ideal é usar álcool 70%, pois é o produto capaz de eliminar o vírus.

Outro ponto muito importante é que a pessoa contaminada não deve sair de casa de jeito nenhum. Opte por serviços de entrega ou peça para alguém fazer as compras necessárias para você. Nessas horas é primordial pensar no outro e em como proteger as pessoas da doença.

Cuidados com medicamentos

Nunca se automedique, ou seja, só tome os remédios que forem indicados pelo médico. Ao tomar medicamentos com contraindicações você corre o risco de agravar o seu caso.

Vale ressaltar também que a telemedicina foi liberada no Brasil com o objetivo de ajudar no combate ao coronavírus. É uma maneira prática e segura de pedir orientações a um médico em relação ao seu estado de saúde e medicamentos.

Cuidados com a alimentação

A recomendação é sempre cuidar muito bem do seu sistema imunológico por meio da alimentação saudável e balanceada. Aposte na diversidade de vitaminas e nutrientes.

O feijão, tão tradicional na nossa culinária, é rico em ferro; os peixes contam com bastante ômega 3; as frutas cítricas e ricas em vitamina C, como limão e laranja, são muito recomendadas também; as verduras, como cenoura e beterraba, são boas para ajudar na produção de células do sistema imune.

Os chás também são uma ótima pedida, pois alguns contam com ingredientes que agem como anti-inflamatórios, como por exemplo o gengibre e a hortelã. Além disso, a bebida ajuda a hidratar o corpo.

Sobre os cuidados com a comida, é importante ressaltar que o risco de contaminação não está nos alimentos, mas em como são manipulados e na limpeza de suas embalagens. É recomendado lavar muito bem as mãos antes de tocar o alimento e também higienizar a embalagem, pois pode estar contaminada.

Por fim, vale ressaltar também que se deve cozinhar bem os alimentos, evitando comer coisas cruas. Além disso, não tossir ou falar em cima da comida são dicas essenciais para evitar a propagação dentro da sua própria casa.

Cuidados com a hidratação

Falando em hidratação, não se esqueça de que se manter hidratado é essencial para combater o vírus, pois a febre agrava a perda de água do corpo e o pulmão precisa de umidade para que suas células de defesa estejam prontas para se defender.

A água ajuda as células de defesa a chegarem em todo o corpo, além de amenizar dores de cabeça e eliminar toxinas. Já deu para perceber que só há benefícios no consumo de líquidos, não é mesmo?

Agora você já sabe como lidar com o diagnóstico positivo de coronavírus, mas que tal compartilhar esse artigo com seus amigos e familiares para que mais pessoas tenham acesso ao conteúdo?

Nesse momento de tantas incertezas e angústias é preciso ter um olhar carinhoso com o próximo. O seu primeiro ato de cuidado pode ser ajudar mais pessoas a lidarem com a doença de maneira positiva e segura!

Bruna Cosenza

Escritora, produtora de conteúdo e LinkedIn Top Voice 2019. Autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar. É apaixonada por comportamento humano e pela relação entre corpo e mente. Escreve porque considera o conteúdo uma das ferramentas mais poderosas que existem para provocar reflexões e derrubar barreiras.

Avalie esse artigo:

Artigo publicado em Coronavírus

Comentários:

Please Login to comment
1 Comment threads
0 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Recent comment authors

O artigo, na verdade não é artigo científico, é uma matéria, poderia ter dispensado a expressão “embora a mídia divulgue….”. Tipo de comentário desnecessário, remetendo o leitor ao entendimento de que as mídias não informam, na minha opinião. Especialmente depois das pandemias chamadas novo coronavírus e o novo governo, as mídias parece que trabalham para desenformar a população, mas não é assim. esse blog aqui também é considerado “mídia”. O teor da matéria, que é muito bom, já fora exaustivamente comentado e divulgado por diversas mídias profissionais. Obrigado por partilhar esse conhecimento. SDS Guilherme.