Esquizofrenia em jogos eletrônicos

Jogos eletrônicos e saúde mental

Os jogos eletrônicos tem sofrido uma tremenda evolução ao longo dos anos, desde uma compilação gráfica mais detalhada até a utilização de atores de verdade para a confecção dos personagens e a execução das cenas.

Sendo assim conseguem trazer temas de forma vívida à tona, onde a pessoa além de ter uma perspectiva mais profunda, pode experienciar tal situação proposta pelo jogo eletrônico, ou seja, é possível encontrar jogos que tratem sobre bullying, suicídio, depressão e até mesmo esquizofrenia.

Desse modo, percebe-se esta forma de entretenimento como uma arte nova que se equipara ao cinema, com roteiro, direção e um objetivo próprio. Sendo assim neste texto vamos abordar sobre duas obras icônicas onde o jogador se coloca na pele de indivíduos portadores de esquizofrenia.

Esquizofrenia nos jogos eletrônicos

A esquizofrenia se caracteriza pela perda de contato com a realidade, afetando os pensamentos e comportamentos do indivíduo de forma negativa, podendo apresentar segundo o DSM-V sintomas como alucinações, delírios, discurso desorganizado, comportamento grosseiramente desorganizado ou catatônico e expressão emocional diminuída.

Vale ressaltar que tais sintomas tem que estar presentes por pelos menos seis meses, além de ter comprometimento na realização de ações as quais a pessoa executava com normalidade para se considerar um diagnóstico válido.

Sendo assim é uma doença psíquica que traz um sofrimento enorme para o portador, tornando-se necessário que este tenha todo o apoio possível para lidar com ela.

HELLBLADE SENUA’S SACRIFICE

Nesta obra você é jogado na pele de uma viking chamada senua a qual sofre de esquizofrenia, percebendo-se logo no início do jogo pelas vozes constantes que vão do seu ouvido esquerdo ao direito dando uma noção de posicionamento devido a tecnologia de áudio binaural, sendo esta necessária a utilização de fones de ouvido.

Ao prestar atenção a essas vozes nota-se que elas são repletas de dúvidas e criticismo próprio além de parecerem ser promovidas por mais de uma pessoa, sendo estas mantidas ao longo de toda a experiência do jogo e de certa forma se intensificam quando a protagonista passa por alguma dificuldade.

Mas não é somente isso que SENUA’S SACRIFICE utiliza para retratar a doença, ou seja, toda a história e cenas são repletas de metáforas acompanhadas de alucinações audiovisuais, as quais tem um significado próprio de acordo com a história de senua.

Desse modo, se trata de um roteiro retilíneo, mas ao mesmo tempo não, pois o que realmente aconteceu ou o que está acontecendo é arremessado na tela de forma quebrada, para o próprio jogador tentar entender os acontecimentos de uma perspectiva mais imersiva, passando pelas mesmas dificuldades que senua tem que lidar todos os dias.

LAYERS OF FEAR

Nesta história o jogador é transportado para a visão de um pintor o qual passou por traumas intensos com sua família que ocasionou em sua doença, dessa forma você vivência a perda de realidade do protagonista em sua própria moradia a medida que este tenta concluir uma pintura que pode variar de acordo com a forma que ele lida com suas emoções e pensamentos.

Sendo esta uma outra obra repleta de metáforas onde um objeto pode ter um significado tão grande quanto sua transformação de acordo com as experiências que o protagonista possui em sua história.

Nele você irá abrir portas e cenários cada vez mais vastos dentro de uma casa a qual não tem um tamanho tão grande quanto o caminhado durante o jogo eletrônico, fazendo com que o jogador se sinta mais perdido a medida que avança na história, tendo um contato fidedigno com o que representa a perda do senso de realidade.

Qual o proveito disso?

Por meio da tecnologia que se possui até então é possível utilizar tal para espalhar o conhecimento sobre temas os quais as vezes passam despercebidos pelas pessoas em seu cotidiano, promovendo então um conhecimento básico a respeito de um tema, além da busca por mais informações sobre o assunto caso houver interesse por parte de quem está usufruindo do material desenvolvido.

Sendo assim os jogos eletrônicos proporcionam uma nova forma de transmissão do conhecimento, tornando temas como a esquizofrenia abrangidos por mais fontes de comunicação, assim como a televisão, internet, cinema, jornal, entre outros.

Para finalizar se você ou alguma pessoa próxima está passando por algo similar ao diagnóstico abordado neste texto, procure um serviço de saúde mental.

Avalie esse artigo:

Comentários:

1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Clemildo Ferreira Benevides
11 meses atrás

Eu achei seu texto muito bom, sou apaixonado por jogos