Quando eu estou de Luto

Quando eu estou de Luto

Quem nunca ficou em dúvida sobre o que fazer quando perdeu um ente querido ou algo que gostava muito?

Alguns temas são tabus em nossa sociedade por serem considerados negativos, mesmo sendo muito presentes em nossas vidas, como a morte. Afinal, essa é a única certeza de que temos: todo ser humano, em algum momento de sua existência, falecerá, apesar de não saber quando e nem como.

Quando a perda de alguém/algo ocorre, muitas vezes, é difícil lidar com ela. Não são todas as pessoas que falam sobre finais de ciclos. Tampouco há orientação sobre a experiência do luto, por isso é comum surgirem dúvidas sobre como agir.

O que fazer? O que dizer? Posso chorar? Enfim, são inúmeras questões.

 

Mas afinal, o que é o luto?

O luto é um conjunto de reações causado por uma ameaça de perda ou pela própria perda emocional. É muito importante ser vivenciado para que a pessoa consiga reorganizar sua relação com o mundo e consigo mesma, para se adaptar à nova realidade psicológica, social, financeira, física e espiritual.

 

Em quais ocasiões o luto ocorre?

Pode ser ocasionado, por exemplo, pela morte de um ente querido, perda de um emprego, encerramento do ciclo da adolescência para a vida adulta, término de um relacionamento (familiar, amoroso, amizade), exigência de um novo padrão restritivo de hábitos exigido por um tratamento médico, ou regime para emagrecimento, ou até no controle a disseminação de contaminação em uma pandemia, como a que temos vivenciado na pandemia da Covid-19.

O luto também pode se iniciar antes da perda acontecer, como quando decide se aposentar ou alguém da família adoece.

 

As pessoas vivem o luto da mesma forma?

Com base nos estudos da psiquiatra suíça Elisabeth Kübler-Ross, há 5 fases no luto:

Elas podem não ocorrer nesta ordem, em alguns momentos, pode acontecer mais de uma fase concomitantemente. Não há um tempo médio previsto de duração para cada uma destas fases e nem do processo de luto como um todo, há pessoas que conseguem elaborar em poucas semanas, já outras levam anos. Algumas passam mais tempo em uma determinada fase, outras passam mais brevemente por ela. Infelizmente, nem sempre todos conseguem chegar na fase de aceitação.

Tudo isso porque devemos considerar que cada indivíduo é único no seu jeito de ser com a sua personalidade, suas crenças, como era o relacionamento com a pessoa ou com aquilo que se perdeu, sua história e momento de vida, portanto cada um vivencia as fases do luto de forma singular. Alguns podem experienciar uma sensação de dever cumprido, gratidão e alívio. Já outros podem vivenciar um processo muito dolorido, com sentimento de tristeza, solidão, desesperança, confusão ou culpa.

Viver o luto ajuda muito o enlutado a lidar de forma mais saudável com a sua perda.

 

Cuidados básicos para atenção de uma pessoa enlutada

Devido à singularidade de cada indivíduo, não há um manual ou roteiro exato sobre o que se deve ou não fazer. Porém, há alguns cuidados básicos a serem observados e que podem ajudar as pessoas durante este período, considerando o período da adolescência, vida adulta e idosos:

É importante que a pessoa enlutada perceba suas limitações nesse processo e procure ajuda de um psicólogo quando necessitar de apoio.

Quer saber mais sobre orientações para aqueles que estão interessados em ajudar uma pessoa enlutada? Acesse o artigo “Quando alguém que eu gosto está em Luto”.

Infelizmente, muitos enlutados procuram ajuda profissional apenas quando chegam a uma situação extrema, a qual seria evitada se buscassem auxílio antes. Não espere surgir pensamentos de não querer viver mais, desistir das suas atividades, ou sentir que enlouquecerá etc.

O psicólogo pode ajudar no acolhimento emocional, auxiliar o enlutado a se reorganizar psiquicamente e a lidar melhor com a nova realidade.

Compartilhe este artigo, com este simples ato você pode ajudar outras pessoas a entenderem melhor o que está acontecendo com elas ou com quem elas se importam.

 

Carolina Maria Nogueira

Psicóloga / Psicoterapeuta

Atendimentos online e presencial para adolescentes, adultos e idosos

CRP 06/74004

carolmnogueira@yahoo.com

Avalie esse artigo:

Comentários:

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments