respeito

Respeito vs “ser legal”

Quanto mais agradável você é com as pessoas, mais elas te respeitam.

Mito. Uma coisa é respeito, outra é “ser legal”. Quem acredita que essa afirmação seja verdade está confundindo ser respeitado com ser legal. São coisas diferentes e uma coisa não leva à outra.

As pessoas costumam se surpreender com essa revelação nas consultas. “Afinal – elas dizem – sou agradável com os outros, faço tudo para não desagrada-los e, quando chega a hora, eles simplesmente não me valorizam”. A lógica das relações humanas pode ser confusa, então vejamos algumas regras básicas:

  • A) Se você for DESAGRADÁVEL com as pessoas, isso aumenta a chance de serem DESAGRADÁVEIS com você;
  • B) Se você for AGRADÁVEL com as pessoas, isso aumenta a chance de que elas sejam AGRADÁVEIS com você (isso é diferente de ser respeitado ou valorizado);
  • C) Se você for SEMPRE AGRADÁVEL com as pessoas, independente das circunstâncias, é provável que as pessoas comecem a NÃO RESPEITAR os seus limites e DESVALORIZAR suas necessidades (elas se acomodam com você, ainda que gostem muito de você);
  • D) Para SER RESPEITADO é preciso também saber ESTABELECER REGRAS e LIMITES claros para as outras pessoas (sempre que necessário).

Com isso, podemos dizer que ser respeitado não é uma questão de ser legal e sim de aprender a estabelecer limites e se posicionar. Muitas vezes é possível fazer isso com elegância e sem desagradar os outros. Porém, não faça disso uma condição. Algumas vezes a outra parte precisará sentir algum incômodo, isto é, ser advertida para compreender que invadiu seus limites ou lhe desrespeitou.

Pessoas socialmente habilidosas sabem dosar atitudes agradáveis com posturas firmes. Não deixe de ser uma pessoa agradável, mas também não tenha receio de estabelecer limites quando necessário. Se ambos os envolvidos tiverem maturidade suficiente e a relação for verdadeiramente importante, então tudo vai ficar bem e melhor. ?

Psicólogo Eduardo Santos

Mitos e Verdades são enquetes que realizo em minha página profissional do Facebook “Psicólogo Eduardo Santos”. Eu coloco as enquetes, as pessoas participam e posteriormente eu coloco minha opinião. Fique à vontade para participar.

Avalie esse artigo:

Comentários:

Please Login to comment