Será que os sintomas dos cuidadores influenciam nos sintomas dos filhos?

Olá, sou Victoria Deluca. Sou Psicóloga, formada pela PUC-RS. Atualmente, faço Especialização em Psicoterapia Cognitivo Comportamental e Mestrado em Psicologia Clínica.

Nesta pesquisa empírica, trago resultados de uma pesquisa quantitativa feita em Porto Alegre no Rio Grande do Sul, onde foram avaliados os sintomas psicopatológicos nas crianças e nos cuidadores que os levavam.

Alguns dos resultados são que, os problemas internalizantes, como depressão e ansiedade, foram os que mais obtiveram índice elevado nas duas amostras, cuidadores e filhos. Como os comportamentos internalizantes são de mais difícil acesso e percepção, acabam-se acentuando ao longo do tempo pois pode parecer que aquela criança é “quietinha”ou “tímida”.

Temos que prestar atenção com o que não está sendo verbalizado.

Com isso, convido à todos que gostam desse tema, a ler meu artigo publicado na Revista Aletheia em 2018.

http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/aletheia/article/view/4905/3259

Avalie esse artigo:

Comentários:

1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments