Sou adolescente, e Agora?

4.2/5 - (20 votes)

Se você está lendo este texto agora pode ser que esteja se sentindo em apuros. Mas também pode ter chegado aqui por estar curioso sobre o que é essa tal adolescência. Se é uma criança, mas tem vergonha de admitir que sim, e já se enxerga como um pré-adolescente, tudo bem, continue lendo, ainda que por curiosidade.

Talvez você tenha 10 ou 12 anos, viu que algumas coisas estão mudando rápido demais. Mas que tipo de mudanças? Mudanças na voz…afinando ou engrossando, não é mesmo garotão?! Ou de repente bateu aquela insegurança em relação a sua imagem, não é mocinha?!

E aí, diante de algumas mudanças, você para na frente do espelho e diz, quase com um grito mental: SOU ADOLESCENTE, E AGORA?

Bem-vinda ou bem-vindo para você que acaba de chegar a uma das fases mais curtas da vida. Você acabou de sair da infância agora pouco e hoje olha para eles e talvez pense; crianças. Pois é, ainda ontem você era um deles, mas agora está entrando em um novo momento e com este novo momento, muitas vezes, aparecem uma insegurança, um medo, uma dúvida, certo? Ou o certo seria inúmeras inseguranças, vários medos, milhares de dúvidas?

Muita calma e paciência serão necessárias para andar nesta montanha russa que vem por aí. Da medo e insegurança, mas também tem um monte de momentos muito legais. Acredite! Daí você me pergunta, mas o quê tem de legal? Bom, não ser chamado de criança mais. Bom, descobrir que tem um monte de pessoas da sua idade ou idade parecida que têm os mesmos interesses que você. E que te entendem pelo que está passando porque eles também estão na mesma vibe.

E os adultos? E seus pais, como ficam nesta história? Bom, talvez você não ache alguns adultos tão divertidos assim, como quando era criança. Às vezes você pode até sentir vontade de conversar um pouco mais com seus amigos do que com seus pais. Tudo bem! Isso também acontece. Mas uma regrinha de ouro. Seus pais sempre estão bem aí esperando para te apoiar, para tirar suas dúvidas e te acolher se você tropeçar neste caminho de descobertas.

Mas e quando você fica chateado com seus pais? Bom, se ficar chateado com o pai, você tem a mãe para recorrer. E o contrário também. Agora pode ser que ainda tenha ficado chateado com os dois, ou não tenha tanta segurança de falar com eles sobre algum assunto difícil. Bom, aqui estou, um psicólogo com quem pode conversar. Você sabia que pode contar com uma ajuda através de um psicólogo? Sim, isso mesmo! Às vezes seus próprios pais pode ser que sejam quem te incentive a procurar um psicólogo para te ajudar. Aproveita o apoio deles e vá conhecer sim. Esta pode ser outra experiência da sua adolescência e bem bacana. Você vai descobrir que outros colegas e amigos da sua escola também já foram ao psicólogo. Olha, diz aí, pode ser que tenha até um ídolo seu que também vai ao psicólogo, sabia? A verdade é que muitas pessoas que querem desenvolver uma inteligência emocional ou que esteja passando por alguma dificuldade pode encontrar ajuda ao ir até um psicólogo.

Por isso, meu querido e querida adolescente, bem-vindos nesta viagem que se chama adolescência e curta bastante!!!

Avalie esse artigo:

4.2/5 - (20 votes)

Comentários:

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments