Vamos falar sobre Terapia Cognitivo Comportamental?

Vamos falar sobre a Terapia Cognitivo Comportamental?

A Terapia Cognitivo Comportamental, também conhecida como TCC, é uma das abordagens psicológicas com mais estudos científicos comprovando sua eficácia. Não por acaso, hoje é uma das abordagens mais indicadas por psiquiatras e uma das mais procuradas por pessoas que querem fazer terapia.

Focos de tratamento da Terapia Cognitivo Comportamental

No entanto, quais são os problemas psicológicos que podem ser tratados pela TCC? Basicamente todos que abrangem comportamentos, pensamentos e emoções humanas.

Assim, entram nessa lista ansiedade e medos em geral, depressão, insônia, timidez, insegurança sobre vários assuntos, dificuldades em tomar decisões, dificuldades em relacionamentos (amorosos e interpessoais). Impulsividade, estresse e várias compulsões.

Falta ou excesso de autoconfiança, dificuldades em abandonar memórias do passado, traumas, procrastinação, dúvidas acerca de escolhas profissionais etc. 

Portanto, em algum momento de nossas vidas, a maioria de nós se beneficiaria muito dentro de um processo de psicoterapia, sem que, necessariamente, tivéssemos algum transtorno específico ou patologia associado.

A Terapia Cognitivo Comportamental na prática

Mais do que uma conversa, o objetivo do psicólogo é ajudar seu paciente a organizar suas próprias ideias, priorizar suas escolhas, pensar com base em fatos e não em “suposições”.

Assim, o terapeuta  leva o cliente a conhecer seus pensamentos, sentimentos e comportamentos, ajudando-o a identificar pensamentos “irracionais” ou exagerados conhecidos como distorções  cognitivas.

O terapeuta também trabalha com as crenças limitantes do paciente, que podem estar por traz do medo. Por exemplo: acreditar que você não tem valor ou não é capaz.

Consequências e benefícios do processo

Enfim, esse processo ajuda a pessoa a se conhecer e a ter um entendimento melhor sobre si, sobre o outro e o mundo. Consequentemente, isso leva a pessoa a se relacionar melhor via técnicas específicas, perguntas, testes etc.

Por fim, é importante ressaltar que o bom psicólogo não dá conselhos, mas coloca questionamentos que produzem reflexão para que o cliente  promova mudanças em sua vida e sinta-se mais confortável em tomar uma decisão.

Avalie esse artigo:

Comentários:

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments