meditação para crianças

Meditação para crianças: como ensinar seus filhos a perceber a mente

  |  Tempo de leitura: 10 minutos

Meditação para crianças: funciona? Temos o costume de dizer que crianças não têm nenhuma preocupação no mundo. Que não existem motivos para se estressar, ficarem tristes ou angustiadas. Entretanto, desde que nascemos, somos submetidos constantemente a uma grande quantidade de informações. Elas saturam nossos sentidos e afetam diretamente a nossa mente.

Especialmente na infância atual, um turbilhão de atividades e tarefas vão aparecendo junto com a superexposição a estímulos externos, como computadores, celulares, tablets, sem que tenha sido nos dada uma autonomia sobre a mente para lidar com as consequências de tudo isso.

Esse aumento no nível de atividade cerebral pode levar a consequências graves na saúde física e mental durante os anos. Entretanto, se treinamos nossa consciência para que ela desperte desde cedo, conseguimos treinar nossa mente para o nosso bem e para um olhar mais compassivo com o mundo.

Percepção da mente

Vamos conviver a vida toda com a nossa mente. Ela vai determinar a forma como enxergamos tudo ao redor. Logo, o primeiro aprendizado que deveríamos receber desde os primeiros anos de vida é de como perceber essa mente. Aprender a assistir o fluxo de pensamentos constante que nos desestabiliza, entendendo os significados que damos para as aparências do mundo. Tudo isso pode ser feito por meio da meditação.

“O papel da neuroplasticidade de transformar o cérebro emocional, abre novos mundos de possibilidades. Não estamos presos ao cérebro com o qual nascemos, pois temos a capacidade de direcionar deliberadamente as funções que vão florir e as que vão fenecer, as capacidades morais que vão surgir e as que não vão surgir, as emoções que vão florescer e as que vão ser silenciadas “, disse o cardiologista Dr. Georg Tuppy.

O que é meditação?

o que é meditação

A meditação é uma prática milenar surgida no oriente. Consiste em repousar o corpo e aquietar a mente para perceber a consciência. Assistir o fluxo de pensamentos como que sentado em uma estação onde passam trens. Você nunca entra em nenhum trem, apenas assiste com atenção e brilho nos olhos, compreendendo suas visões sobre o mundo para poder modificá-las de forma ativa, com cuidado e compaixão.

A meditação é a consciência que emerge por prestar atenção propositalmente no momento presente, sem julgar os desdobramentos das experiências momento a momento. É uma jornada baseada na observação, uma prática para encontrar quietude no meio das atividades, para encontrar uma centralidade ainda que você esteja ouvindo, vendo, cheirando e degustando.


Procurando Psicólogos em São Paulo? Agende hoje mesmo uma consulta!


Por que ensinar meditação para crianças?

Como já falamos acima, a prática da meditação ajuda as crianças a adquirirem consciência e terem o controle da mente desde cedo. Contribui para aumentar a inteligência emocional. Incentivar esse tipo de atividade é essencial para o equilíbrio de todas as pessoas, em qualquer idade. Além disso, a meditação para crianças ajuda a:

  • aquietar suas mentes, melhorando a concentração e relaxamento;
  • desenvolver a criatividade, imaginação e resiliência;
  • aprender a respirar em situações de estresse;
  • melhorar a autoestima e treinar a autodisciplina;
  • diminuir a ansiedade;
  • dormir melhor;
  • melhorar o sistema imunológico.

A prática da meditação com seus filhos também inspira conexões saudáveis ​​com você e com todas as outras pessoas. Aumenta a empatia, independente de crenças, origens culturais, étnicas e religiosas.

Como ensinar meditação para crianças?

meditação para crianças

Não adianta esperar que, logo na primeira prática, seus filhos fiquem em uma posição de lótus parados em silêncio por uma hora. É preciso introduzir a meditação para crianças de forma gradual e natural, a partir de orientações que estimulem a vontade de praticar meditação.

A meditação para crianças não pode ser vista como uma obrigação, mas sim como algo que vai sendo introduzido aos poucos na rotina, causando interesse, trazendo calma e equilíbrio para a criança. Quando pequenos, temos muita energia e nos distraímos facilmente, por isso o ideal é que as sessões de meditação durem poucos minutos, acrescentando um minuto a mais para cada ano de vida. Por exemplo, se o seu filho tem 5 anos, tente parar por 5 minutos para meditar com ele.

Existe uma idade ideal para meditar?

Não existe uma idade ideal para começar a praticar a meditação. Entretanto, a atividade se torna possível a partir do momento em que seu filho já consegue acompanhar uma história. Ele precisará seguir as instruções que serão guiadas por você ou por áudios (indicaremos alguns ao final do texto).

Para começar a praticar meditação com seus filhos, crie um ambiente calmo, silencioso e sente-se em uma posição confortável com ele. O ideal é que você sente junto, de pernas cruzadas no chão, com as costas apoiadas na parede para manter a coluna ereta. Para as crianças, é mais difícil se manter reto sem uma superfície de apoio, já que o corpo estará mais inquieto, por isso é importante esse apoio.

meditação para crianças

Depois de encontrar a melhor posição, simplesmente comece dizendo para que a criança feche os olhos e preste atenção em sua respiração, como se fosse um balão enchendo e esvaziando, bem devagar. Diga para que ela sinta o ar entrando e percorrendo todo o espaço do balão, até que sai e murcha completamente. Somente esse exercício de ficar em silêncio já é uma forma de ativar a consciência. Se esse silêncio estiver muito difícil de manter logo no começo, inicie a prática com uma narrativa, como uma história.

Ambiente ideal de meditação para crianças

Coloque a mente da criança em um ambiente que ela goste e se sinta bem: um parque vazio ao pôr do sol, um campo com flores, sentada sob uma piscina tranquila e rasa. Criar um ambiente lúdico, com seres fictícios e elementos que atraem a atenção de seu filho é ideal para que a meditação seja vista como algo agradável desde o começo. A ideia é que a criança se coloque imersa na história, como se realmente estivesse lá, sentindo todas as sensações que você descrever com atenção.

Para tornar isso ainda mais interessante para a criança no começo, pratique a meditação depois de um passeio no parque para contemplar a natureza, brinque com objetos que representem a fluidez, como uma ampulheta, observando a areia caindo. Para incentivar a atenção na respiração, fale para a criança colocar o bichinho de pelúcia favorito sobre o peito e observar como ele se movimenta enquanto ela respira.

meditação para crianças

Depois de praticar a respiração, ainda em silêncio, incentive que seu filho procure sentir cada parte do corpo, do dedinho do pé até a cabeça. Você pode brincar dizendo que uma luz mágica entrou escondida por sua unha do pé e agora está caminhando por todo o corpo fazendo um carinho, iluminando e aquecendo cada lugar.

Com alguns minutos de meditação guiada por dia já será possível perceber os efeitos positivos na vida da criança, especialmente se a meditação se tornar uma prática conjunta, compartilhada, frequente e leve.

Exemplos de meditação guiada para crianças

Abaixo você vê um exemplo de meditação guiada para crianças, fornecido pelo professor João Carlos Soares, do Yoga com Histórias. Narre à criança, de forma calma e pausada:

“Feche seus olhos e me acompanhe nessa jornada! Sinta seu corpo confortável, suas costas esticadas e seu rosto completamente relaxado. Respire bem devagar como se seu corpo fosse um imenso balão a se encher. Solte o ar devagar como se o seu corpo fosse um imenso balão a se esvaziar.

Encha o balão. Esvazie o balão.

Encha o balão. Esvazie o balão

Agora, sua mente está tranquila e pronta para passear pelo mundo da imaginação. Gostaria de lhe apresentar um amigo muito especial! Um antigo mago, que viajou por toda a Índia e aprendeu muitas coisas interessantes. Com suas barbas compridas e bochechas rosadas, sempre foi respeitado por todos, em todos os lugares do mundo, pois seus poderes mágicos, sua sabedoria e sua bondade já ajudaram muitas e muitas pessoas.

Sinta!

Ele traz com ele uma pedra, coloca em suas mãos e pede para que você a segure. Sinta a pedra com suas mãos. Toque, explore. Sinta sua forma. Sinta sua textura. Sinta sua temperatura. Perceba se ela é lisa, quente ou fria, grande ou pequena. O mago pede que você segure a pedra com as duas mãos e sinta tudo que você consegue perceber. Esta pedra foi criada pela Mãe Terra há muito, muito tempo atrás. Ela traz dentro dela a força de todo este tempo: uma grande e poderosa energia!

Perceba que, ativada pelo toque de suas mãos, pelo seu poder pessoal, toda esta força se ativa, torna-se novamente viva. Sinta como a pedra brilha intensamente. Perceba que ela se transforma em um lindo cristal. O cristal tem o poder de enviar energia para todo o seu corpo! Sinta seu corpo forte e vivo! Sinta seus pensamentos tranquilos e inteligentes. Sinta a força viva dentro de você.

Perceba que a energia de todas as coisas da vida também está presente dentro de você. E sentindo toda esta magia dentro de você, permaneça em silêncio [pausa de alguns minutos].

Agora, perceba novamente sua respiração, seu corpo e vá retornando lentamente.”

Além dessa narração, você também pode encontrar outras meditações guiadas para crianças no youtube, como as que indicamos a seguir:

Leia também:

3 sintomas de problemas psicológicos em crianças

Hiperativo: 8 sinais para identificar TDAH em crianças

Juliana Battistelli

Formada em Comunicação e Multimeios pela Universidade Estadual de Maringá, trabalha como redatora de conteúdos. O que mais encanta e move Juliana no mundo são as tentativas constantes e impossíveis de compreender o outro.