o que significa resiliência

O que significa resiliência? Aprenda a desenvolvê-la no trabalho

5/5 - (3 votes)

  |  Tempo de leitura: 10 minutos
5/5 - (3 votes)

O que significa resiliência? De acordo com o dicionário é a a capacidade que um objetivo possui de retornar ao estado natural, após ser submetido ao estresse ou pressão.

Quando olhamos para o ambiente corporativo, vemos resiliência sendo tratada como característica definidora dos funcionários que lidam bem com as tensões e pressões do ambiente de trabalho moderno.

Trata-se, então, da capacidade de uma pessoa responder à pressão e às exigências da vida diária. Outras definições incluem conceitos como elasticidade, flexibilidade, durabilidade, força, velocidade de recuperação e adaptabilidade. Resumindo, estamos falando de uma característica humana que afeta nossa capacidade de “se recuperar”.

No trabalho, as pessoas resilientes são mais capazes de lidar com as demandas que lhes são impostas. Especialmente quando essas demandas exigem que elas lidem com cenários em constante mudança e uma carga de trabalho pesada.

Já se perguntou por que algumas pessoas prosperam diante do desafio? Em momentos de adversidade essas mesmas pessoas parecem estar à frente enquanto outras patinam ou se afogam lentamente em águas turbulentas da vida?

Se estamos falando de um ingrediente fundamental ao sucesso, como desenvolvê-la?

O que significa resiliência no ambiente de trabalho?

No ambiente de trabalho, há complicações que geram estresse ou nervosismo, seja com os outros ou consigo mesmo. A saúde mental precisa estar fortalecida para que tudo difícil não seja refletido em problemas para até além do emprego.

É necessário que o lado psicológico esteja pleno. Assim será possível superar todas as complicações deste período do dia.

Por isso, pessoas resilientes estão mais aptas a passar por estes obstáculos e assim conseguir aproveitar todos os benefícios relacionados a este estado mental. Desenvolver essa característica no ambiente de trabalho é fundamental para ter uma vida mais tranquila.

Atitudes para ser mais resiliente no ambiente de trabalho

O trabalho tem uma grande ligação com o estresse. As cobranças diárias, pressão e metas a serem batidas causam agitações na mente e levam a um transtorno e esgotamento psicológico.

Deste modo, algumas ações podem ser estudadas e colocadas em prática. O objetivo? Evitar que o cansaço mental chegue a um nível tão elevado de gravidade, evitando riscos de ser prejudicado profissionalmente. Confira abaixo algumas dicas:

1. Aprenda a lidar com críticas

Algo comum a muitos trabalhadores é levar certas análises e críticas para o lado pessoal. Esse tipo de interpretação causa uma desestabilidade emocional e desencadeia diversos outros problemas no ambiente profissional.

Conseguir um amadurecimento neste contexto, podendo assim analisar friamente os pontos negativos e saber como mudá-los e resolvê-los é essencial para ser uma pessoa mais resiliente neste ambiente.

Esta atitude é benéfica e pode até fazer com que haja um crescimento profissional, visto que a maturidade neste sentido faz bem não somente a si, como também a todos ao redor em uma empresa.

2. Estabeleça relações com os companheiros de trabalho

Saber que não está sozinho é fundamental para o desenvolvimento da resiliência. O mínimo recomendável é que haja uma relação de respeito na qual há uma liberdade para que os companheiros possam se abrir em situações de adversidades.

Poder dar conselhos aos outros e enxergar uma adversidade como algo reversível ajuda a conseguir encarar os próprios problemas e encontrar uma forma de solucioná-los.

3. Dedique tempo a um intervalo

A alta demanda de tarefas gera um transtorno momentâneo e faz com que a pessoa pense em muitas atividades ao mesmo tempo, prejudicando assim a realização das mesmas. Para haver um maior controle, dedicar um tempo para descansar, respirar e organizar a mente é essencial. O descanso de alguns minutos faz toda a diferença ao restante do dia.

4. Treine técnicas específicas de concentração

O mindfulness é uma técnica que consiste em se concentrar unicamente em um objeto ou uma reação do corpo, como a respiração ou os batimentos cardíacos, por exemplo. É um modelo de lidar com o estresse que vem ganhando popularidade nas empresas de diversos países.

5. Veja mudanças como oportunidades de crescimento

Mudanças assustam. É comum ter uma sensação de insegurança em meio a mudanças de funções no trabalho, porém é preciso enxergar esse tipo de situação como uma chance de subir mais um degrau profissional.

Ainda que nos primeiros momentos haja uma dificuldade, o que é natural, ao conseguir passar por esta barreira, a sensação de vitória é mais bem apreciada.

5. Valorize pequenos objetivos cumpridos

Dar valor a pequenas tarefas concluídas é uma boa alternativa para deixar de modo claro que o indivíduo tem capacidade de fazer determinada função, criando assim uma maior sensação de autoestima e autoconfiança. Ainda que não seja algo complexo, ter o conhecimento de que  é merecedor de ocupar aquela vaga no trabalho traz uma maior tranquilidade.

Quando chegar o momento de objetivos com um maior nível de dificuldade serem requisitados, o preparo mental já estará melhor trabalhado, facilitando assim o processo de atingir os objetivos e metas.

6. Tenha em mente qual é o seu propósito

Há uma razão para estar inserido no ambiente de trabalho. Desde que se tenha de modo claro em mente o motivo para trabalhar no local e até onde se quer chegar, a forma de lidar com complicações pode ser melhor desenvolvida. O conhecimento sobre si mesmo é um grande horizonte para determinar qual é o modo de agir frente a adversidades.

Ter um objetivo em mente pensando mais à frente, projetando uma meta a ser alcançada, é bom para manter o foco em meio a crises e não deixar o desespero ou estresse tomar conta.

7. Seja realista

É necessário ser realista e ter a consciência não apenas do próprio limite, como também de todos aquele ao seu redor e a empresa como um todo. Isso ajuda a evitar a ansiedade e o sofrimento por antecipação. A organização mental de acordo com as capacidades técnicas é essencial para o indivíduo resiliente.

8. Mantenha o bom humor

Um ambiente leve é benéfico de diversas formas. Para isso, o bom humor é necessário para criar um clima de serenidade e tranquilidade, podendo assim até mesmo influenciar aos outros. Embora em algumas situações seja difícil, ter um autocontrole emocional é imprescindível para o bom andamento da rotina de trabalho.

Para que isto seja realizado, uma dica importante é não levar complicações e estresses da vida pessoal para dentro do âmbito profissional. Saber separar estes dois tópicos é um passo à frente no caminho de ser alguém resiliente. Os benefícios são evidentes.

9. Aprenda com as experiências de vida

Se por um lado os estresses da vida pessoal devam ser ignorados, por outro, as experiências de vida de um modo geral, principalmente positivas, são muito bem-vindas. Cada aprendizado deve ser levado em conta para um maior desenvolvimento pessoal no que diz respeito à evolução psicológica. Mesmo que não sejam necessariamente momentos de vitórias, ter um conhecimento prévio sobre determinadas situações ajuda a lidar com as complicações que tenham um mínimo de semelhança.

O aprendizado é eterno e deve ser colocado em prática nos momentos mais convenientes a isso. As vantagens são claras e possibilita um maior crescimento profissional, desde que bem aplicado.

É possível conferir outras dicas aqui.

Por que ser resiliente?

Saber o que significa resiliência é saber que há um meio de se adaptar a dificuldades e desta forma tomar um novo rumo de filosofia de vida. Ser resiliente faz com que a pessoa consiga de modo espontâneo realizar um tratamento mental. Assim, evita ou minimiza doenças que atingem a milhões de pessoas como a ansiedade e a depressão.

O indivíduo resiliente conta com muitos benefícios atrelados a esse status psicológico, como:

  • Maior preparo para desafios;
  • capacidade de manter o foco;
  • maior facilidade para lidar com adversidades;
  • flexibilidade para se adaptar a mudanças

É um estilo de vida benéfico ao corpo e à mente e a sua importância não deve ser subestimada. Ao longo do dia, tarefas simples do cotidiano podem ser realizadas de modo mais sereno, desde que haja uma mudança na cabeça do indivíduo em relação a como lidar com elas.

Podendo ser aplicada em momentos triviais do dia a dia, um período em que há uma grande necessidade de desenvolver a resiliência é no trabalho, pois por muitas vezes alguns problemas ficam em evidência e então passa a ser preciso ter um controle para que a adversidade não apresente um tamanho maior do que a capacidade da pessoa em resolvê-la.

Tratamento contra doenças

A resiliência é muito bem vista por profissionais de saúde, como psicólogos, para o tratamento de doenças ligadas à mente. O combate à ansiedade, estresse e depressão é um modo em que essa forma de enxergar a vida se torna um grande auxílio. Recorrer a um médico da área é uma boa opção.

Ter uma condição de perturbação psicológica é prejudicial à vida e é refletida no ambiente de trabalho, podendo levar a consequências agravadas como a demissão. Um estado pleno de saúde mental é um ponto muito importante para conseguir trabalhar de modo eficiente.

Plataformas como a Vittude podem facilitar a busca por um psicólogo que atenda a requisitos específicos para atender a todos que precisem de acompanhamento. Acesse nosso site e confira você mesmo todas as oportunidades oferecidas!

Entendendo o que significa resiliência

Seguindo os passos recomendados, a tendência é que tudo melhore em relação aos estresses no trabalho. Saber o que significa resiliência é um ponto de extrema importância para que haja um melhor controle mental, conseguindo lidar com adversidades no ambiente de trabalho.

Não deixe os problemas tomarem conta de sua vida profissional. Seja uma pessoa resiliente e aproveite um maior conforto psicológico ao aplicar esse conceito mental no cotidiano. A evolução no emprego fica evidente e pode ser a principal peça para promoções de cargo na empresa no futuro.

Gostou do post? Então assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de nossos conteúdos e promoções!

Leia também:

Empatia, elemento fundamental para o sucesso de um líder

Timidez: 7 estratégias para dar um chega pra lá nela

Tatiana Pimenta

CEO e Fundadora da Vittude. É apaixonada por psicologia e comportamento humano, sendo grande estudiosa de temas como Psicologia Positiva e os impactos da felicidade na saúde física e mental. Cursou The Science of Happiness pela University of California, Berkeley. É maratonista e praticante de Mindfulness. Encontrou na corrida de rua e na meditação fontes de disciplina, foco, felicidade e produtividade. Você também pode me seguir no Instagram @tatianaacpimenta