Orientação vocacional - quando procurar um psicólogo?

Orientação vocacional: por que fazer?

  |  Tempo de leitura: 4 minutos

Orientação vocacional não é coisa só de estudantes. A qualquer momento de sua vida profissional você pode e deve procurar ajuda para ajustar os rumos de sua carreira.

Escolher uma profissão se torna cada vez mais difícil diante de crise econômica e taxas de desemprego crescentes. Isso faz com que os trabalhadores busquem outras possibilidades de obter renda, uma vez que a concorrência por uma boa colocação profissional também é cada dia mais acirrada.

Tanto jovens que estão ingressando no mercado de trabalho, quanto os que já possuem anos de experiência, desejam uma boa colocação. Esta é uma tarefa desafiadora. De um lado temos os jovens que estão em plena fase de transformações físicas e psicológicas, o que por si só é uma situação de conflito. Além disso, a sociedade, a família e os amigos também cobram urgência para uma escolha de carreira. Do outro, temos um profissional que precisa adequar a sua rotina já atribulada a novas atividades. Ou então encarar uma área totalmente diferente – que pode até exigir mudar de cidade ou que implicar em escolhas difíceis.

Investimento emocional e financeiro

Quando falamos em escolha por um caminho profissional, sem dúvida, não podemos subestimar a grande complexidade que existe nesta tarefa. O prejuízo de uma decisão errada pode ser imensurável, quando tratamos do investimento emocional aplicado naquela atividade. Além do prejuízo financeiro e do grande investimento de tempo que é necessário em um projeto de longo prazo.

Escolher realizar curso superior, por exemplo, pode gerar valores superiores a 60 mil reais, incluindo despesas com transporte e alimentação. Após concluir o curso, o recém-formado ainda tem um longo caminho ao encontro da satisfação profissional. E corre o risco de não encontrá-la, caso a expectativa criada inicialmente não seja satisfeita. É importante lembrar que adotar este tipo de pensamento não se trata de pessimismo. A escolha de uma profissão de forma equivocada ou prematura pode, infelizmente, se tornar uma grande cicatriz para toda a vida.

Orientação vocacional por um psicólogo

Tanto os jovens quanto os mais experientes precisam levar em consideração várias questões. Como o seu companheiro (a) sentimental que o aguarda chegar tarde da faculdade ou daquelas horas extras no trabalho, um parente carente de sua atenção, ou até, porque não, os momentos de lazer que serão abdicados. Todo este conjunto de fatores deve ser colocado em uma balança, onde iremos pesar a relação entre todas as questões envolvidas na vida pessoal, conjugal, profissional e acadêmica. E pode haver inúmeras questões a serem pensadas para que seja possível adequar a sua profissão ao seu estilo de vida e as suas características pessoais.

Orientação vocacional - quando procurar um psicólogo?
A Orientação Vocacional pode sugerir caminhos ou tendências profissionais. Opções alinhadas com as habilidades e interesses do paciente

Uma alternativa para quem deseja ingressar no mercado de trabalho ou a relocação profissional é buscar a orientação profissional, trabalho realizado por um psicólogo. Ele irá lhe direcionar para a melhor saída em meio às dificuldades que podem surgir neste momento. A orientação profissional não se trata de uma avaliação onde você receberá uma resposta sobre qual caminho deve seguir. Afinal, você é o responsável por esta decisão que é de grande importância para sua vida. O processo de orientação profissional com o psicólogo ajuda a buscar a melhor alternativa e evitar que possa haver maiores prejuízos decorrentes das dificuldades relacionadas à escolha da colocação profissional no mercado de trabalho.

Plataformas como a Vittude podem facilitar a busca por um psicólogo especializado em orientação vocacional que atenda a requisitos específicos para atender adultos e adolescentes. Acesse nosso site e confira você mesmo todas as oportunidades oferecidas!

Gabriel Berigo, psicólogo que trabalha com orientação vocacional e psicologia clínica, é parceiro da Vittude. Marque sua consulta!

Leia também

Orientação profissional: você tem cuidado de sua carreira?

Coaching de carreira: o que é e quem precisa

Eu e meu ego: psicólogo e ex-atleta olímpico

Tatiana Pimenta

CEO e Fundadora da Vittude. É apaixonada por psicologia e comportamento humano, sendo grande estudiosa de temas como Psicologia Positiva e os impactos da felicidade na saúde física e mental. Cursou The Science of Happiness pela University of California, Berkeley. É maratonista e praticante de Mindfulness. Encontrou na corrida de rua e na meditação fontes de disciplina, foco, felicidade e produtividade.