por que fazer terapia

Por que fazer terapia? Conheça os principais benefícios do processo

  |  Tempo de leitura: 10 minutos

Você já pensou em por que fazer terapia

Terapia não é para “loucos” ou pessoas completamente perturbadas. Saiba que é possível procurar um psicólogo mesmo na ausência de transtornos mentais. 

Apesar de ainda existir opiniões equivocadas sobre o acompanhamento terapêutico, mais pessoas estão procurando profissionais para se autoconhecer ou para superar problemas que parecem insolúveis à primeira vista. 

De acordo com o teste DASS-21, aplicado no site da Vittude, 86% dos respondentes possuem algum transtorno mental. Este dado evidencia a necessidade de dedicar mais atenção à nossa saúde mental, tanto para tratar transtornos quanto para preveni-los. 

Por que fazer terapia?

Neste ambiente ultra-acelerado, a nossa saúde mental é facilmente afetada por uma quantidade considerável de estímulos. A fragilidade dos relacionamentos interpessoais devido à correria e a competitividade do mercado de trabalho sobrecarregam o nosso emocional.

A dificuldade para manter uma autoimagem positiva diante da aparente “vida perfeita” dos colegas exibidas nas redes sociais também é um problema comum da atualidade.

Você provavelmente já chegou ao fim de vários dias exausto e com a cabeça cheia de preocupações que carecem de soluções. Após períodos de estresse intenso, é normal desejar descansar no sofá de frente para a TV e não pensar em nada. 

Entretanto, quando a fadiga se torna diária e passamos a negligenciar relacionamentos e as outras esferas de nossas vidas, cabe a nós repensar nossas escolhas

Infelizmente, ao receber o conselho de procurar um terapeuta de amigos ou de familiares, algumas pessoas logo pensam “por que fazer terapia quando posso cuidar deste problema sozinho?”.

O receio e a vergonha de transparecer fraqueza, especialmente para as pessoas conhecidas, são impedimentos típicos. Todavia, a terapia existe justamente para encontrar soluções práticas e eficazes para os impasses que nos perseguem na vida cotidiana, sejam estes grandes ou pequenos. 

É impossível ser forte o tempo inteiro. Procurar ajuda, na maioria dos casos, acaba sendo a opção mais sábia.  

Benefícios da terapia

O tratamento terapêutico traz diversos benefícios para a vida do paciente além daqueles já reconhecidos, como o tratamento de transtornos mentais

No fim desta lista, você entenderá por que fazer terapia é tão necessário para cultivarmos uma vida saudável e, indubitavelmente, mais feliz.

Promove o autoconhecimento

À medida que crescemos, ouvimos diversas críticas e elogios sobre a nossa personalidade e modo de pensar. É comum internalizar a visão dos outros sobre nós e acreditar que, na verdade, somos a pessoa que nossos entes queridos, amigos e colegam enxergam. 

O autoconhecimento te ajuda a encontrar a sua essência. Através de questionamentos e reflexões, o caminho para o seu verdadeiro “eu” se torna visível. 

Quanto mais conhecimento você tiver sobre suas qualidades, defeitos, crenças, opiniões, desejos e sonhos, mais leve a sua vida será. Isto é, você conseguirá tomar decisões mais sabiamente, mudar aspectos negativos de sua vida, e tratar a si mesmo com mais amor e compreensão, da forma como deveria ser. 

Como não estamos acostumados a refletir sobre quem somos na vida diária, é na terapia que essas respostas costumam aparecer. Com elas, problemas que antes pareciam tão importantes perdem a sua intensidade. 

Ajuda a encontrar um propósito

As quase infindáveis alternativas e caminhos disponíveis são intimidadores para muitos. Você não sabe que rumo seguir por conta disso? Ou sente que poderia estar fazendo mais, porém, não tem motivação o suficiente para colocar seus planos em prática? 

O acompanhamento terapêutico pode ajudá-lo a encontrar as respostas que você tanto almeja. A origem da sua confusão é investigada para remover os bloqueios que o impossibilitam de viver da forma desejada.   

Assim, é possível encontrar as suas paixões e estabelecer objetivos de vida que condizem com quem você realmente é. 

Além disso, o sentimento de vazio pode ser resultado de uma depressão não diagnosticada. 

Alivia tensões provenientes de conflitos ou situações ruins 

Demissão, desemprego, trabalho em excesso, crises financeiras, divórcio ou término de relacionamento, luto… Todas essas situações causam extrema ansiedade e podem até mesmo levar a depressão quando não se sabe lidar com elas. 

Na terapia, as emoções negativas resultantes desses cenários são trabalhadas para que o paciente reencontre a esperança. O terapeuta pode ajudá-lo a encontrar o caminho para sair dessas situações e ser um apoio emocional para impedir que você sucumba ao desejo de desistir diante das dificuldades

Em outras palavras, você aprende a ter resiliência. Muitos pacientes descobrem o quão forte realmente são durante as sessões, pois, no dia a dia, acabam focando apenas no negativo e esquecendo-se de dar o devido valor para si mesmos

Desenvolve a inteligência emocional

Além de aprender a enfrentar os problemas com a cabeça erguida, a terapia auxilia o paciente a encontrar soluções lógicas para conflitos. Às vezes, nossos problemas são criados por nós mesmos. 

Ao depositarmos mais importância do que deveríamos em determinada situação, somos incapazes de enxergar a solução mais óbvia. Isso acontece frequentemente em ocasiões que consideramos ameaçadoras para o nosso ego.

Por exemplo, alguém com baixa autoestima, para se proteger de comentários negativos e críticas, pode escolher se isolar socialmente ou manter uma postura agressiva para afastar os demais ou procurar agradar os outros mais do que a si mesmo. 

São diversos os mecanismos de defesa que utilizamos para evitar que nossos sentimentos sejam feridos. Nem sempre, contudo, eles são os mais favoráveis ou racionais.  

A inteligência emocional eleva a sua capacidade de resolver problemas com maior eficiência bem como identificar sentimentos e impulsos indesejados para melhor administrá-los.

Melhora os relacionamentos

O convívio social, embora primordial, talvez seja a grande causa de impasses e ansiedade para a maioria das pessoas. 

No trabalho, tem aquele colega chato ou preguiçoso que dificulta a execução de tarefas. Em casa, o parceiro ou algum parente está sempre pronto para causar intrigas. Na família, o relacionamento com os sogros, tios, cunhados, primos, irmãos, pais, ou seja lá quem for, é o motivo por trás de suas enxaquecas. 

Lidar com as pessoas pode ser uma grande complicação, mas, na verdade, não precisa ser assim

O acompanhamento terapêutico desenvolve as habilidades sociais para melhorar a qualidade dos relacionamentos interpessoais. Com ele, você aprende táticas para não se deixar afetar pelo comportamento alheio.

Proporciona aprendizados para a vida toda

A terapia é uma fonte infinita de conhecimento. Você pode optar por diversos acompanhamentos ao longo da vida e sempre aprenderá algo novo sobre si mesmo e o mundo em que habita. 

As capacidades desenvolvidas e o esclarecimento adquirido com o auxílio do terapeuta permanecem para sempre, pois se tornam uma parte de você. Quando se deparar com os mesmos impasses e neuras do passado, você saberá como lidar com eles sem hesitação

Em síntese, a terapia promove o bem-estar e a saúde mental dos pacientes ao investigar a origem de suas perturbações e encorajá-los a fazer as mudanças necessárias para viverem melhor consigo mesmos

Por onde começar? 

Agora que você já compreendeu por que fazer terapia é importante para a sua felicidade e saúde, o próximo passo é encontrar um profissional

A conexão entre o paciente e o terapeuta é essencial para o máximo aproveitamento do acompanhamento terapêutico. Afinal, ninguém consegue se abrir totalmente com uma pessoa que não confia.

Como existem diversas abordagens terapêuticas, pode levar um tempo até você encontrar aquela que lhe pareça mais interessante. Procure recomendações de pessoas conhecidas ou em grupos apropriados nas redes sociais, e marque uma primeira conversa para sentir se houve aquele “clique” com o profissional

Se ao longo das sessões você desejar encerrar o processo e procurar outro terapeuta ou abordagem, faça isso. Não continue apenas por continuar. 

Terapia presencial ou Terapia online?

A modalidade presencial costuma ser a mais popular entre os pacientes porque muitos optam por referências de profissionais locais. Porém, a mesma qualidade pode ser encontrada no ambiente virtual

Em certos casos, você encontra profissionais com mais experiência e conhecimento voltado para o problema que deseja resolver na internet. Mesmo estando longe, é fácil e possível fazer contato com eles. Esta é uma das grandes vantagens da modernização das tecnologias.  

É impossível ditar se a presencial é melhor do que a online e vice-versa. Cada paciente responde de uma forma única ao acompanhamento. Há pessoas que se sentem mais à vontade falando com um terapeuta através da tela de um computador. Para elas, o contato cara a cara é desconfortável. 

A terapia online também é benéfica para brasileiros que residem fora do país já que este serviço pode ser inacessível onde estão. Dessa forma, conseguem encontrar terapeutas qualificados do seu próprio país. No fim, ninguém é privado de buscar ajuda.

Não tenha vergonha!

Procurar ajuda profissional para melhorar aspectos da sua vida os quais não lhe agradam não deveria ser motivo de embaraço. Na verdade, cuidar da saúde mental deveria a prioridade número um de todos. Viveríamos em um mundo menos caótico se a terapia fosse mais disseminada.

Então, não deixe que opiniões de terceiros interfiram na sua decisão de ter uma vida mais agradável, saudável e alegre

Plataformas como a Vittude podem facilitar a busca por um psicólogo que atenda a requisitos específicos para atender pais e/ou crianças que precisam de acompanhamento. Acesse nosso site e confira você mesmo todas as oportunidades oferecidas!

Gostou do post? Então assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de nossos conteúdos e novidades

Artigos que você pode gostar:

Psicoterapia – O que é, quais são os tipos e onde encontrar um psicólogo

Terapia online: será que ela funciona mesmo?

Tatiana Pimenta

CEO e Fundadora da Vittude. É apaixonada por psicologia e comportamento humano, sendo grande estudiosa de temas como Psicologia Positiva e os impactos da felicidade na saúde física e mental. Cursou The Science of Happiness pela University of California, Berkeley. É maratonista e praticante de Mindfulness. Encontrou na corrida de rua e na meditação fontes de disciplina, foco, felicidade e produtividade. Você também pode me seguir no Instagram @tatianaacpimenta