Todos

Propósito: o que é e como descobrir o seu

Muito se fala sobre propósito e a sua importância para ter uma vida mais significativa.

Esse sentimento de que você está no caminho certo e cumprindo o seu papel no mundo é muito valioso, mas é necessário nos lembrarmos de que não necessariamente precisa estar atrelado à carreira.

O propósito de vida de uma pessoa pode se manifestar somente na vida pessoal e não há problema nenhum nisso. O processo de descoberta do que traz sentido para a sua existência não é tarefa fácil e parte de muito autoconhecimento.

Ao longo deste artigo, vamos explorar algumas dicas sobre como descobrir o seu propósito e entender a sua relação com a psicoterapia e a saúde mental. Que tal continuar a leitura para conferir tudo?

O que significa ter um propósito e qual é a sua importância?

Ter um propósito está atrelado a ter consciência sobre o porquê da sua existência para que, assim, você passe a conviver com uma sensação de direção e significado. Ou seja: é sobre ver sentido naquilo que você faz diariamente.

Quem tem clareza sobre o seu propósito tende a viver com mais motivação porque enxerga uma razão por trás de suas ações. Assim, se constrói uma vida mais gratificante quando há muito mais sentido nas suas atividades cotidianas, mesmo aquelas que não são tão agradáveis.

Justamente por estar relacionado à nossa essência, o propósito ajuda a fortalecer uma postura mais segura e confiante diante da existência como um todo, sendo muito valioso para orientar objetivos e decisões.

Em outras palavras, o propósito oferece condições para uma vida mais plena, na qual se tem entendimento sobre pelo o que vale a pena viver.

Como descobrir o seu propósito?

Entender qual é o seu propósito não é uma tarefa fácil. 

Além disso, é importante ter em mente que ele pode mudar ao longo da vida, afinal, o que faz sentido para você hoje pode não fazer mais daqui a vinte anos. O propósito, portanto, é mutável.

Aqui vão alguma dicas que podem te ajudar nesse processo de autodescobrimento:

1. Invista em autoconhecimento

Há uma relação direta entre autoconhecimento e propósito, afinal, quanto mais você se conhece, mais fácil é compreender o que dá significado para a sua vida.

É importante ter conhecimento sobre os seus princípios e valores, ou seja, aquilo que é importante e inegociável para sua existência. A partir disso, você pode começar a encontrar algumas pistas.

Outra dica é se questionar sobre as suas paixões e habilidades. Reflita sobre o que você gosta de fazer e que te proporciona prazer no seu dia a dia e, junto disso, pense sobre o que você é bom, ou seja, as suas principais competências.

Dessa forma, você pode tentar conectar as suas paixões às suas habilidades para, assim, começar a fazer cruzamentos que possam levar a algumas possíveis respostas relacionadas ao seu propósito.

2. Coloque em prática

A única maneira de descobrir se algo faz sentido para você é testando, ou seja, colocando em prática.

Lembre-se de que o seu propósito não precisa estar atrelado somente ao trabalho. Pelo contrário, pois algumas pessoas o colocam em ação em atividades da vida pessoal, e está tudo bem.

A prática é fundamental porque, muitas vezes, idealizamos situações e, quando as vivenciamos de verdade, entendemos se gostamos de realizá-las e se nos movem em direção a algo que faça sentido. É apenas experimentando que é possível reconhecer no que somos bons e o que traz sentido para a vida.

3. Tenha prioridades

Pessoas que querem fazer de tudo ao mesmo tempo e não conseguem definir o que é essencial correm o risco de perder a clareza sobre o propósito.

Por mais que você possa se interessar por muitas atividades e se engajar em diversas causas, sempre há aquilo que traz mais sentido e direção para a sua existência. 

É importante, portanto, definir um tempo na sua agenda para se dedicar àquilo que realmente é prioridade, sem deixar sempre para depois devido à rotina e às obrigações do dia a dia.

4. Reflita sobre o que você não quer para si

A busca pelo propósito pode ser um pouco angustiante, afinal, são tantas opções, não é mesmo?

Para ajudar nesse processo, uma dica valiosa é pensar sobre o que não faz sentido para a sua vida. Você pode realizar uma lista de atividades que estão presentes no seu dia a dia, mas que, por quaisquer motivos que sejam, não contribuem para trazer significado para a sua existência.

Às vezes, é mais fácil começar pensando o que você deseja eliminar para, posteriormente, refletir sobre o que deseja incluir ou fortalecer na sua vida.

5. Permita-se sair da zona de conforto

Em alguns momentos da vida, é muito fácil cair em uma zona de conforto e, assim, deixar passar oportunidades de vivências que poderiam abrir os seus olhos para novos horizontes.

Naturalmente, o ser humano não gosta de sentir dor ou desconforto, mas às vezes é necessário se expor e enfrentar os próprios medos para, então, fazer grandes descobertas sobre o que contribui para o sentido da sua existência.

Para encontrar o seu propósito, é necessário expandir as suas habilidades e a sua mente, se permitindo enxergar além do óbvio. A coragem é fundamental para descobrir aquilo que te move.

6. Aceite que é um processo longo

Você não vai encontrar o seu propósito da noite para o dia. Muitas pessoas passam anos aprofundando o autoconhecimento e experimentando diferentes caminhos até encontrarem aquilo que faz sentido para as suas vidas.

É importante não tornar essa busca um fardo, ou seja, algo muito pesado e doloroso.

Entenda que o propósito pode morar nas coisas simples, não precisa necessariamente ser algo grandioso ou com o potencial de transformar a vida de milhões de pessoas. E isso não o torna menos valioso.

O mais importante é se lembrar de que o propósito é mutável e, portanto, não é incomum que sofra mudanças ao longo da vida. Justamente por isso o processo de autoconhecimento é uma jornada eterna.

Qual é a relação entre saúde mental e propósito de vida?

Uma pesquisa publicada na revista médica “Alzheimer’s Research & Therapy” revelou que enxergar sentido na sua existência faz a diferença para o raciocínio, a memória e o bem-estar mental

Ao analisar um grupo de pessoas de meia-idade, o estudo apontou que aquelas que tinham maior senso de propósito apresentavam maior resiliência cognitiva, o que significa que o estão aptas a lidar melhor com fatores estressantes e patológicos presentes no envelhecimento.

Esta é apenas uma das diversas pesquisas sobre o assunto que comprovam uma relação direta entre saúde mental e propósito.

Por um lado, ter um propósito traz mais significado para a sua vida, o que consequentemente beneficia a qualidade de vida e bem-estar. 

Ao mesmo tempo, se você não está com a saúde mental em dia, pode ser muito mais difícil e dolorosa a busca por aquilo que traz significado à sua vida. Afinal, quando não estamos nos sentido bem mentalmente, há efeitos que reverberam em todas as esferas da vida.

Pessoas com diagnósticos de depressão e ansiedade, por exemplo, tendem a se sentir menos motivadas e mais estressadas, o que gera perturbações em vários âmbitos, inclusive a jornada de encontrar um sentido para a sua existência.

Como a psicoterapia auxilia na descoberta e motivação do seu propósito?

A psicoterapia é um processo profundo de autoconhecimento e, portanto, é capaz de auxiliar significativamente quem está em busca de um propósito.

Ao longo das sessões, o(a) psicólogo(a) conduz o paciente em um mergulho profundo em suas emoções, seus padrões de comportamento e, é claro, em seus desconfortos também. Dessa forma, com o passar do tempo é possível compreender também as suas motivações e paixões para, assim, ter maior clareza sobre o que traz sentido para a sua vida.

Trata-se de uma jornada de autodescoberta muito valiosa para diferentes situações da vida. 

Inclusive, a psicoterapia também é recomendada para aqueles momentos em que você está se sentindo perdido porque parece que o seu propósito se perdeu, mesmo que em algum momento do passado estivesse bastante vivo.

Nessas horas, para evitar que esse sentimento se torne ainda maior e ocasione problemas mais graves, o auxílio psicológico é fundamental para a compreensão profunda sobre o que está gerando tais perturbações e incômodos.

Ao longo da vida, é normal passar por crises existenciais e questionamentos que nos fazem até mesmo duvidar do nosso propósito. A psicoterapia é uma grande aliada e tem como papel contribuir para tornar a vida mais leve e direcionar as escolhas para aquilo que realmente traz sentido para os seus dias.

Gostou deste conteúdo? Continue lendo artigos sobre saúde mental e autoconhecimento no blog da Vittude.

Bruna Cosenza

Escritora, produtora de conteúdo freelancer e LinkedIn Top Voice 2019. Autora de "Sentimentos em comum" e "Lola & Benjamin", escreve para inspirar as pessoas a tornarem seus sonhos reais para que tenham uma vida mais significativa.

Recent Posts

Benefícios dos exercícios de mindfulness + 5 exemplos para incluir na sua rotina

Os exercícios de mindfulness são uma ótima estratégia para encontrar um pouco de paz, silêncio…

1 mês ago

Qual é a relação entre saúde mental e qualidade de vida?

Entenda como saúde mental e qualidade de se relacionam e confira hábitos que você deve…

1 mês ago

Quais são os efeitos colaterais de medicamentos psiquiátricos?

Entenda quais são os efeitos colaterais que podem ser causados por medicamentos psiquiátricos e tire…

1 mês ago

Técnicas de relaxamento para ansiedade: 8 dicas para aliviar crises

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem a maior prevalência…

1 mês ago

Psicoterapia dentro das empresas: por que apostar nesse benefício?

O cenário de saúde mental no Brasil é um dos piores do mundo, mas até…

1 mês ago

Testes de inteligência emocional: o que é, importância e exemplos

Entenda o que são testes de inteligência emocional, a sua importância e confira opções gratuitas…

1 mês ago