Categoria:

Relacionamentos

Ciúme possessivo

Descubra como tratar o ciúme possessivo

  |  Tempo de leitura: 7 minutos

Você sabia que existe como tratar o ciúme possessivo? Embora esse sentimento seja avassalador, há maneiras de contorná-lo para tornar o seu relacionamento mais saudável. Mesmo que o ideal seja trabalhar a confiança entre o casal, uma quantidade aceitável de ciúme geralmente é apreciada pelos parceiros. As pessoas gostam de saber que são amadas e desejadas, logo acreditam que uma manifestação de ciúme é como uma reafirmação do laço entre o casal. Porém, o ciúme possessivo é tão intenso e invasivo que rapidamente estraga os relacionamentos. Ou o casal termina e cada um segue o seu próprio caminho ou a relação se transforma em um relacionamento doentio. O mecanismo do ciúme possessivo Todo mundo sente um pouco de incerteza quando o assunto são relacionamentos. As relações não amorosas também podem despertar o medo da rejeição. No entanto, esse medo se transforma em pavor quando se trata de amor. Ele nasce...

Continue lendo
Aplicativos de relacionamento

7 aplicativos de relacionamento para um novo amor na quarentena

  |  Tempo de leitura: 9 minutos

A oportunidade de explorar os aplicativos de relacionamento chegou com a quarentena. Como o contato direto está limitado, a tecnologia pode ajudar quem está em busca de viver um amor arrebatador! Durante a quarentena, os principais apps de namoro registraram um aumento de encontros virtuais e troca de mensagens entre os brasileiros. Uma pesquisa do Happn, concorrente do conhecido Tinder, destacou que 54% dos usuários não se importavam em ter o primeiro encontro via videoconferência. O convívio social pode estar limitado, mas, como é esperado do ser humano, formas alternativas foram encontradas para suprir a necessidade de conexão com outras pessoas. E se esse período tem te deixado mais ansioso(a) que o normal, a gente te ajuda a enfrentar essa quarentena vencendo a ansiedade. Que tal se divertir mais? 😉 Aplicativos de relacionamento: a oportunidade para se reinventar na quarentena Ainda existe um receio em relação aos aplicativos de...

Continue lendo
possessivo-como-se-livrar-de-um-relacionamento-doentio

Possessivo: como se livrar de um relacionamento doentio

  |  Tempo de leitura: 9 minutos

Falar sobre relacionamento doentio está cada vez mais comum. Ao longo dos últimos anos, muitas pessoas mostraram que é possível se desvincular de um parceiro possessivo, agressivo e com más intenções. Por mais que assistir a essas histórias libertação e mudança de vida seja inspirador, quando você faz parte do relacionamento, enxergar a realidade da situação não costuma ser tão simples. Muitos sentimentos e momentos marcantes estão envolvidos. Nos casos em que filhos precisam ser considerados, a situação é ainda mais complicada. Ainda assim, é possível se livrar de um relacionamento tóxico que não te faz bem. Já avisamos: o processo é longo e exige muita determinação para se autoconhecer fora da esfera do relacionamento. Livrar-se de um relacionamento doentio pode ser um desafio. Este artigo vai ajudá-lo a reencontrar a liberdade, longe do parceiro possessivo. Como reconhecer um relacionamento doentio? Reconhecer que você está em um relacionamento abusivo é...

Continue lendo
indiferenca

5 maneiras de lidar com a indiferença sem sofrer

  |  Tempo de leitura: 9 minutos

A indiferença é um sentimento que machuca. Ele passa uma mensagem dolorosa para quem o recebe: “eu não me importo com você”. Esta apatia incompreensível nos causa angústia e temor. Passamos a elaborar razões para explicar a insensibilidade do outro, mas nem sempre conseguimos encontrar uma explicação boa o suficiente. O que fazer, então, diante desse comportamento? Como não se deixar levar pela impassibilidade alheia? O que é indiferença? Este sentimento está associado a uma forma de desapego insensível e fria. O indivíduo indiferente não se importa com os sentimentos alheios. Se suas ações causam sofrimento, ele não liga. Se resultam em felicidade, ele também não se importa. Ou seja, é uma pessoa que parece ser uma casca oca incapaz de sentir e se emocionar.  Como seres humanos que convivem em sociedade, queremos interagir, sentir, rir, chorar, conversar, sonhar, fracassar, tentar outra vez. É a experiência completa que torna a...

Continue lendo