Resoluções de ano novo

50 Resoluções de Ano Novo e como fazer para atingi-las

50 Resoluções de Ano Novo e como fazer para atingi-las
7 avaliações

  |  Tempo de leitura: 17 minutos

Resoluções de ano novo: já começou a pensar nas suas? Chegamos ao último mês do ano! Nessa época boa parte das pessoas começa a fazer um balanço dos meses que se foram. Refletimos sobre o que foi legal, agradecemos e já começamos a nos preparar mentalmente para um novo período de 365 dias. É nessa época também que começamos a pensar naquela listinha (ou listona) de coisas que queremos fazer, mudar, parar ou aprender no ano que se aproxima. Estabelecer metas é uma forma de manter a motivação em dia.

Pesquisamos bastante, conversamos com diversas pessoas e preparamos uma lista com 50 desejos.  Incluímos dicas que vão ajudar você a lidar com os obstáculos que surgirem.

Se você está procurando por maneiras efetivas de mudar sua vida para melhor, confira abaixo as resoluções que preparamos com muito carinho.

Resoluções de Ano Novo

1. Emagrecer

Essa é com certeza um dos objetivos mais ouvidos mundo afora. Se o seu grande desejo é emagrecer, procure fazer isso de forma sustentável.  Evite aderir a dietas da moda, sem saber como está sua saúde e entender como funciona o seu metabolismo. Agende uma consulta com um nutricionista, aprenda a se alimentar corretamente, com alimentos que trazem os nutrientes que você precisa para ter energia e disposição no dia a dia.

Você costuma assaltar a geladeira à noite? Enfia o pé na jaca depois de um dia cansativo no trabalho? Não consegue resistir ao chocolate e ao invés de um pedacinho, come a barra inteira? Talvez seja importante entender qual é a sua relação emocional com a comida. Quais são os gatilhos que te levam ao excesso de calorias. Todos nós temos crenças que trazemos desde a infância e que podem interferir na relação saudável com o alimento. Pessoas cujos pais diziam que era feio deixar comida no prato, porque existem pessoas passando fome no mundo, tendem a comer bem mais do que pessoas que não ouviram esse tipo de fala. Nesses casos, além do nutricionista pode ser necessário o acompanhamento de um psicólogo.

2. Comer alimentos mais saudáveis ou deixar de comer determinados alimentos

Essa é geralmente uma extensão da resolução anterior. O objetivo não é necessariamente perder peso, mas passar a colocar na rotina alimentos que promovam maior saúde como legumes, verduras e frutas. Ou, para outras pessoas, reduzir o carboidrato, retirar de vez do cardápio itens como carne vermelha ou qualquer proteína de origem animal. Entram aqui também, aqueles que desejam parar de consumir refrigerantes, açúcares e doces.

Adotar um estilo alimentar saudável é extremamente difícil quando estamos rodeados de fast food e facilidades da vida moderna. Para ter sucesso em qualquer mudança é preciso ter consistência e paciência. De acordo com a psicóloga e pesquisadora Phillipa Lally, da University College of London, uma pessoa pode levar de 18 a 254 dias para mudar um hábito. Portanto, se você quer deixar de comer proteína animal, por exemplo, o ideal não é cortar radicalmente o alimento. Comece devagar, reduzindo os dias da semana em que consome este tipo de ingrediente. Técnicas como adotar uma “segunda sem carne”, podem ajudar você a chegar ao final do ano com sua meta 100% alcançada.

3. Parar de procrastinar

Muitas vezes adiamos tarefas importantes porque elas parecem muito difíceis ou porque achamos que vamos dar conta de tudo no futuro. No entanto, a procrastinação acaba gerando desgastes, trabalhos mal feitos e até mesmo comprometendo nosso desempenho profissional e até mesmo nosso equilíbrio emocional. O ato de procrastinar afeta nossa saúde e atrapalha nosso bem-estar. Pode levar ao aumento do nível de estresse, baixando as defesas do sistema imunológico e abrindo espaço para doenças infecciosas como resfriado ou gripe.

Se essa é sua meta para 2019, você pode começar adotando um pequeno caderno, agenda ou planner. liste as tarefas mais importantes e comece o dia por elas. Descobrir o período do dia em que é mais produtivo pode ajudá-lo a realizar tarefas importantes mais rapidamente. Tente sempre se afastar das distrações! Quando preciso concluir uma tarefa, procuro fechar minha caixa de e-mails, redes sociais e colocar o celular no modo avião.

4. Melhorar a concentração e as habilidades emocionais

Muitas pessoas têm tentado encontrar maneiras de melhorar seu foco e suas capacidades cognitivas. Para conseguir alcançar essa meta podemos usar diversos recursos: desde aplicativos a técnicas de meditação como o mindfulness. A meditação pode ser um recurso crucial para aumentar a concentração e aprimorar habilidades mentais como controlar seu humor, aprender mais rápido e ter mais facilidade para resolver problemas.

Os protocolos de mindfulness tem sido amplamente utilizados, inclusive em ambientes corporativos, para aumentar a inteligência emocional dos colaboradores. Com isso, é possível entender e gerenciar as emoções de forma positiva, melhorar a comunicação, ser empático, resolver conflitos e tomar decisões mais assertivas.

5. Conhecer novas pessoas

Você quer fazer novos amigos, conhecer pessoas interessantes, mas morre de preguiça de sair de casa? Quando ficamos em casa, perdemos a oportunidade de conhecer gente nova e bacana. O primeiro passo para concretizar essa meta é estar aberto para movimentar-se. Troque o sofá e o netflix por um passeio no parque ou esportes como o crossfit. Convide amigos para sair, aceite mais convites para confraternizações, faça aulas em grupo como dança, culinária, degustação de vinho, artesanato ou qualquer outra coisa que você curta. Essa é uma ótima oportunidade de conhecer pessoas que compartilhem hobbies ou afinidades contigo. Além de benéfico para seu bem-estar, conhecer novas pessoas pode ajudar no networking e na sua carreira.

6. Tornar-se mais ativo

Algumas pessoas não têm realmente um grande problema de peso, e até fazem algum exercício algumas vezes por semana. Porém, é comum ficarem sentadas a maior parte do tempo em casa e no trabalho, o que pode ter um efeito negativo na postura e saúde. Nesse caso, tudo o que você precisa é encontrar maneiras de se movimentar mais ao longo do dia, em vez de ficar debruçado sobre o computador. É ainda mais divertido compartilhar a atividade com amigos e familiares

7. Ser mais confiante e arriscar-se mais

Não dá pra negar que uma boa dose de autoconfiança nos ajuda a levar uma vida mais feliz. Quando nossa autoestima está elevada nos amamos e nos respeitamos pelo que somos. Geralmente nos sentimos satisfeitos na maior parte do tempo e tomamos mais riscos.

Procure observar a sua “voz interior”. Note se ela é negativa e crítica ou se ela é positiva e encorajadora. Se você tem a tendência de ser extremamente crítico consigo, é preciso trabalhar para reprogramar a maneira como você me pensa a respeito de si mesmo. Procure sempre observar as coisas positivas, suas conquistas, os elogios que recebeu, momentos bons que aconteceram no dia.

8. Ter experiências novas

Uma das minhas preferidas. Todo ano faço uma listinha dos restaurantes novos que quero conhecer. Coloco também gastronomias novas que quero experimentar, como a Koreana, por exemplo. Entram também metas como visitar parques ou espaços culturais novos, pular de bungee jumping, saltar de paraquedas, fazer um passeio de balão, fazer um retiro, escalar uma montanha, correr uma maratona, fazer um intercâmbio ou tirar um período sabático.

Para cumprí-las é preciso, antes de mais nada, entender a complexidade ou facilidade de cada uma. Ir a um novo restaurante é diferente de correr uma maratona ou escalar uma montanha. Se a sua experiência demanda uma preparação prévia, experimente estabelecer metas menores ao longo do tempo. Para correr uma maratona, por exemplo, talvez seja necessário criar milestones como 5, 10 e 21km até chegar aos sonhados 42km.

9. Ganhar mais dinheiro

Mesmo bilionários estão sempre procurando maneiras de ganhar mais dinheiro. E nós, pessoas comuns, podemos definitivamente usar uma fonte adicional de renda para tornar a vida um pouco mais confortável. Felizmente, há muitas opções disponíveis como alugar seu imóvel ou parte dele em aplicativos como Airbnb. Se você gosta ou tem animais de estimação, é possível também hospedar outros bichinhos fofos em sua casa e fazer uma renda extra. O Doghero é uma excelente opção para quem quer ganhar um dinheirinho a mais e ainda se divertir com os peludos. Começar um blog, usar seus dotes culinários, trabalhar como freelancer, realizar palestras ou dar aulas também podem ser formas de ganhar mais dinheiro no ano que se aproxima.

Agora se o seu objetivo é ser promovido ou encontrar um emprego que pague um salário maior, comece avaliando sua situação atual. Há espaço para crescimento e promoção na sua empresa atual? Você possui os requisitos necessários para uma movimentação de cargo? Se não, quais são os skills que precisam ser desenvolvidos? Comece trabalhando nisso, uma conversa franca com seu superior imediato por ser importante para entender os próximos passos de carreira e remuneração. E lembre-se, esteja super aberto ao feedback.

10. Ser mais gentil

Gentileza gera gentileza. Ser gentil pode trazer benefícios físicos e mentais. Quando somos gentis nosso cérebro libera uma substância chamada Oxitocina, também conhecido como o “hormônio do amor”. A gentileza abre portas, facilita a conexão com os outros, promove melhorias nas relações e aumenta a empatia. Para um 2019 mais gentil, experimente cumprimentar seus colegas de trabalho com um sorriso, agradecer e reconhecer trabalhos bem feitos, oferecer ajuda sempre que possível, ceder a sua vez ou simplesmente convidar alguém para um jantar ou drink.

11. Reduzir o estresse

O estresse pode ter um efeito muito destrutivo nossos relacionamentos e saúde. Sei que trata-se de um efeito colateral inevitável de nosso estilo de vida moderno e agitado. Um cliente difícil, um prazo apertado ou um problema em casa podem fazer seu nível de estresse ficar nas alturas. Aprender a gerenciar e reduzir o estresse passa a ser fundamental nos dias atuais. Algumas estratégias são fundamentais para atingirmos essa meta, entre elas estão sair para uma pequena caminhada (uma volta no quarteirão já pode ser bem útil), ouvir uma música que ajude a manter a calma, usar de algumas técnicas de respiração e aprender a dizer não.

12. Parar de fumar

Essa é uma excelente decisão para sua vida, saúde e também para o seu bolso. O tabagismo é responsável por aumentar os riscos de câncer de pulmão, infarto, bronquite crônica e derrame cerebral. Ele mata milhares de pessoas todos os anos! Como uma ex-fumante, fico muito muito feliz que você tenha decidido parar de fumar e sei que essa mudança não é fácil.

Para cumprir essa meta, será necessário um plano. Comece reduzindo aos poucos a quantidade de cigarros que você fuma diariamente. Procure evitar os gatilhos que te levam ao cigarro, como a cafeína e o álcool. No começo, tente cercar-se dos amigos não fumantes. À medida que você consiga reduzir o consumo, experimente parar. Aproveite e jogue fora cigarros, isqueiros e cinzeiros que você tenha em casa. Se for muito difícil, talvez seja importante entender o que o cigarro representa emocionalmente para você. A terapia cognitiva comportamental pode ser uma excelente aliada nesse momento. Com cerca de 12 sessões é possível compreender suas crenças, comportamentos e emoções ligados ao cigarro e se ver livre do vício. E tem mais, hoje já é possível fazer terapia online, existindo inclusive programas conhecidos como telecessação do tabagismo.

13. Ler mais

Livros são uma excelente maneira de adquirir conhecimento à respeito variedade de tópicos. Além disso, ler é um ótimo exercício para o seu cérebro. Há alguns anos eu tenho como meta pessoal ler pelo menos 2 livros por mês. Tento mesclar assuntos que gosto com títulos ligados ao meu desenvolvimento profissional. A leitura ajuda a ampliar o repertório, a cultura geral, melhora as habilidades de escrita, o vocabulário e a memória.

O ideal é sempre começar com metas pequenas e fáceis de serem cumpridas, como ler 20 minutos por dia, ler nos finais de semana ou ler 1 livro por mês. O legal é sempre respeitar o seu ritmo e ir criando o hábito. Uma atitude que me estimulou a ler mais, foi começar a escrever. Ano passado foi a primeira vez que escrevi um texto com dicas de leituras. Meu artigo acabou sendo publicado pelo portal Money Times e isso me deu motivação para repetir a dose esse ano. À medida que passei a ler mais, também virei adepta do Kindle. Por ser pequeno e mais leve, consigo carregá-lo na mochila e ler no metrô quando estou me deslocando para o trabalho. Só esse hábito já me garantem 40 a 50 minutos de leitura diária.

14. Assistir menos televisão

A vida é curta demais para ser vivida na frente da televisão. Estou cansada de ver pessoas darem a desculpa da “falta de tempo” para uma infinidade de atividades que gostariam de fazer: de exercícios físicos à terapia. No Brasil cada pessoa passa, em média, 5 horas diárias consumindo novelas, telejornais, reality shows, programas de auditório e transmissões esportivas. A maioria das pessoas desperdiçam muito tempo em frente à TV, tempo que poderia ser melhor gasto desenvolvendo habilidades, aprendendo ou mantendo o corpo ativo. Para quem decidiu assistir menos TV no próximo ano, a dica é investir o tempos nas atividades que tragam prazer, sejam produtivas e que agreguem maior valor para o seu dia a dia.

15. Ser mais feliz

Segundo Shaw Arcor, autor do livro “The Happiness Advantage”, a felicidade e o otimismo são combustíveis poderosos para o sucesso. Para ser mais feliz em 2019, você pode utilizar diversas técnicas e estratégias para reprogramar seu mindset. Todos nós temos a capacidade de mudar a forma como processamos nossos pensamentos, mudar nossas trilhas neurais e processos mentais, a fim de nos tornarmos mais positivos. Se a sua resolução de ano novo é ser mais feliz, procure criar um ambiente inspirador em casa e no trabalho, expressar mais gratidão, perdoar e seguir em frente e superar seus medos. Você também pode conferir mais dicas no artigo 12 dicas imperdíveis para ter mais felicidade.

16. Dormir mais e melhor

Para algumas pessoas, uma das metas de 2019 será dormir 8 horas por dia. Um sono de qualidade previne a obesidade, fortalece a memória, previne a depressão, controla doenças como o diabetes, diminui o risco de doenças cardiovasculares além de melhorar o desempenho no trabalho. Para um sono de qualidade procure manter uma rotina à noite e respeitar o horário de dormir. Desligue a televisão e coloque o celular no modo avião, de preferência não leve o celular para o quarto. Uma boa técnica é colocar um despertador que te avise o horário de “desligar”. Nesse momento apague eletrônicos e vá para a cama. Um livro que te traga paz e tranquilidade pode ser uma boa companhia. Evite tomar café, chá preto ou bebidas estimulantes depois das 17h. Tenha um quarto confortável, com cortinas que promovam um ambiente escuro. Um bom travesseiro também pode ajudar a relaxar melhor.

17. Encontrar um novo amor

Amar provoca transformações químicas em nosso corpo. Um amor correspondido nos motiva, nos deixa mais leves, bonitos e de bem com a vida. Muitas vezes não nos abrimos para um novo amor por conta de um trauma emocional. Para seguir em frente, primeiro perdoe o passado. É fundamental que se recupere o amor próprio e deixe medos e incertezas de lado. Para começar uma nova relação é preciso, antes de mais nada, se amar em primeiro lugar.

18. Eliminar as dívidas

Outra resolução bastante frequente. Quitar o financiamento do automóvel, da casa própria ou mesmo de um empréstimo é o desejo de milhares de pessoas para o ano que se aproxima. Depois de um período longo de crise econômica, e com imprevistos como o desemprego, muitas pessoas entraram no vermelho, precisaram usar do cheque especial e acabaram se endividando. Para colocar a vida financeira em dia, comece avaliando seu orçamento pessoal ou familiar e entenda para onde o dinheiro está indo. Comece ainda esse ano. Aproveite a renda extra, use o 13º para reduzir suas dívidas e compre presentes mais simples para o Natal. A ideia é cortar os gastos que não são essenciais.

19. Transformar um hobbie em profissão

Não está contente com seu momento de carreira? O seu trabalho parece não fazer mais tanto sentido? De acordo com Freddy Machado, em seu livro É possível, 36% dos brasileiros estão infelizes com seu emprego atual. As atividades profissionais podem ser prazerosas e é pensando assim que algumas pessoas elegeram como meta transformar seu hobbie em profissão. Há quem queira deixar o mundo corporativo para se dedicar à gastronomia, ao design, artes, música ou fotografia. Tente começar as atividades de forma paralela. Procure explorar e monetizar seu hobbie nas horas livres, gere conteúdo relevante sobre seu trabalho, ganhe clientes, seguidores e entenda o momento exato de fazer a troca. Poupar dinheiro também é um movimento crucial para quem deseja ter seu próprio negócio.

20. Viajar mais

Eu amo viajar e essa é uma meta sempre presente nos meus planejamentos. Para cumprir o ideal é fugir de viagens na alta temporada. Pesquise muito os destinos sonhados, deixe alertas em sites de busca, compare preços e considere rotas e destinos alternativos. Nunca deixe para planejar uma viagem na última hora. Escolher destinos próximos, que possam ser feitos de carro, também é uma alternativa para quem deseja conhecer novos destinos e descansar. Usar serviços como o airbnb podem ajudar a ter uma estadia super agradável, com custo menor.

Outras resoluções de ano novo

21. Cuidar da saúde mental ou começar a terapia

22. Reduzir o consumo de álcool ou eliminar a bebida alcoólica completamente

23. Ser mais organizado

24. Passar mais tempo com a família e com pessoas que realmente importam

25. Aprender uma nova língua

26. Adotar um animal de estimação

27. Fazer uma atividade voluntário ou envolver em um projeto de cunho social

28. Aprender a cozinhar

29. Se reinventar

30. Aprender a se vestir com estilo

31. Cultivar uma planta, uma horta ou jardim

32. Aprender a meditar

33. Atrasar-se menos para os compromissos

34. Aprender a controlar as emoções

35. Aprender mais sobre artes, música e cultura

36. Aprender uma técnica de defesa pessoal

37. Gastar menos tempo nas redes sociais

38. Começar a escrever um livro, blog, artigos ou diário

39. Arrumar um novo emprego

40. Encarar medos e insegurança

41. Doar sangue ou doar o cabelo para uma instituição que apoie mulheres com câncer

42. Perder o medo de dirigir

43. Desenvolver a espiritualidade e praticar o não julgamento

44. Ser mais responsável, mais criativo, mais sociável ou mais romântico

45. Perdoar mais e parar de ser mais crítico comigo

46. Ser ousado e perder o medo de errar

47. Fazer algo com as mãos e começar a expressar-se de forma artística

48. Visitar o médico e fazer um check up

49. Resgatar uma relação, fazer as pazes com um amigo ou antigo companheiro

50. Viver um dia por vez, sem criar grandes expectativas e sem ficar ansioso sobre o futuro.

E você, quais são suas resoluções de ano novo? Que tal compartilhar elas comigo?

Tatiana Pimenta

CEO e Fundadora da Vittude. É apaixonada por psicologia e comportamento humano, sendo grande estudiosa de temas como Psicologia Positiva e os impactos da felicidade na saúde física e mental. Cursou The Science of Happiness pela University of California, Berkley. É maratonista e praticante de Mindfulness. Encontrou na corrida de rua e na meditação fontes de disciplina, foco, felicidade e produtividade.