saúde bucal

Como a saúde bucal influencia na saúde emocional

  |  Tempo de leitura: 5 minutos

Ter dentes bonitos e saudáveis faz bem não apenas para a saúde do corpo, como também com a autoestima. É fato que pessoas que não possuem um sorriso bonito, sofrem de baixa autoestima. Mas qual é a relação entre saúde bucal e a saúde emocional?

Embora algumas pessoas não percebam, a saúde bucal pode influenciar em diferentes aspectos da vida. Isso inclui desde a vida profissional, quanto pessoal, já que um sorriso bonito e saudável tem desdobramentos sobre a vida de um indivíduo.

Por ajudar muito a conquistar uma vaga de trabalho, nas conquistas amorosas, entre outros aspectos, bons hábitos de higiene bucal aumenta a qualidade de vida. Portanto, quem não se atenta a esses cuidados, tende a passar por emoções negativas. Saiba mais!

Por que a saúde bucal influencia tanto na autoestima?

Existe uma relação forte entre a saúde oral e fatores psicológicos e isso influencia muito em nossas vidas. Afinal, ter dentes tortos, para frente, entre outros, é bastante desconfortável, especialmente para crianças, adolescentes e jovens.

De acordo com a OMS, a saúde bucal em dia eleva a autoestima, já que o sorriso pode deixar uma pessoa desconfortável ou não. É por isso que cada vez mais a odontologia está aliada a outras áreas da medicina, inclusive a psicologia e/ou terapia.

O bem-estar é fundamental para todas as pessoas e os dentes contribuem muito com isso. Continue acompanhando!

Questões estéticas estão cada vez mais evidenciadas

Atualmente, as pessoas estão se preocupando muito mais com fatores estéticos e isso inclui o sorriso. Dentes amarelados, com cáries, placas e tortos, deixam as pessoas envergonhadas e constrangidas.

De acordo com muitos dentistas, alguns pacientes não se sentem à vontade de abrir a boca nos consultórios odontológicos. Isso está se tornando tão comum que a OMS considera os índices de qualidade de vida e autoestima, medindo o impacto que a saúde bucal, bem como a estética, causam na vida das pessoas.

A vontade de se sentir bonito e bem é inerente para pessoas de todas as faixas etárias e isso contribui com a qualidade de vida. Com isso, cada vez mais está aumentando a procura por tratamentos odontológicos, com a finalidade de melhorar a aparência.

De acordo com estudos realizados em diferentes partes do mundo, quando as pessoas estão satisfeitas com a sua imagem, têm maior êxito em seus relacionamentos, tanto profissionais quanto sociais e amorosos.

É fato que as pessoas que não se sentem bem por conta de uma falha dental, levam a mão à boca ao falar. Em uma entrevista de emprego, por exemplo, isso se torna em um ponto negativo.

Falhas nos dentes, tártato, dentes quebrados ou trincados, mau hálito, imperfeições ou quaisquer outros problemas relacionados à boca, podem trazer consequências negativas. Entre elas, a baixa autoestima é a mais importante. Quando o indivíduo não se sente bem ao falar com outras pessoas, tende a desenvolver problemas sociais.

Além dos dentes, a saúde bucal envolve outras partes internas da boca, como a gengiva. Por isso, se torna essencial um acompanhamento de um profissional especializado, de forma a ajudar os pacientes a elevar sua autoestima.

Qual a solução para quem sofre de baixa autoestima por conta da saúde bucal?

Como você percebeu, a saúde bucal é de grande importância para as pessoas. Quando o sorriso não está bonito, a pessoa tem grandes chances de desenvolver baixa autoestima, se isolando do mundo e correndo riscos até mesmo de sofrer com depressão.

Para evitar esse problema, existem diferentes tratamentos disponíveis hoje. No caso dos dentes tortos, alguns casos podem ser solucionados com o uso de um aparelho transparente. Além de ser eficaz, o produto é de grande ajuda para quem não quer chamar muito a atenção, como informado por Guilherme Rother, especialista em dentística e pós-graduado em estética.

Porém, existem ainda outras alternativas, de acordo com o que o paciente precisar. Entre eles:

  • Clareamento dental: remove o amarelado dos dentes, contribuindo com um sorriso mais bonito.
  • Aparelho ortodôntico: existem diferentes modelos, conforme as necessidades do paciente, inclusive, os que são mais discretos.
  • Toxina botulínica: ideal para quem sofre com sorriso gengival, em que a gengiva fica evidente.
  • Lente de contato dental: popular entre os famosos, é a solução perfeita para pequenas correções.
  • Implantes dentários: solução para quem perdeu o dente permanente, independente da causa.
  • Preenchimento labial: realizado com ácido hialurônico, aumenta o volume dos lábios e ajuda na definição do contorno labial.

A saúde bucal influencia na saúde emocional, como você pode perceber, já que a boa aparência dos dentes é de real importância em diferentes aspectos da vida. Além disso, é de grande importância que o paciente que sofre com baixa autoestima, tenha acompanhamento de um psicólogo.

Juntos, ambos os profissionais podem ajudar muito o paciente, já que enquanto o dentista trabalha para resolver questões estéticas e de saúde oral, o psicólogo ajuda o paciente a se recuperar socialmente. Ao final, os profissionais conseguirão ajudar o paciente a recuperar sua saúde emocional.

Fontes: G1

Outros artigos que podem interessar:

👉 10 dicas para se tornar uma pessoa mais resiliente 

👉Tripofobia: o medo excessivo de padrões geométricos

👉 Stress: 10 dicas simples para gerenciar e reduzir seus níveis de estresse

👉 Assertividade: 11 dicas para ser mais assertivo

Tatiana Pimenta

CEO e Fundadora da Vittude. É apaixonada por psicologia e comportamento humano, sendo grande estudiosa de temas como Psicologia Positiva e os impactos da felicidade na saúde física e mental. Cursou The Science of Happiness pela University of California, Berkley. É maratonista e praticante de Mindfulness. Encontrou na corrida de rua e na meditação fontes de disciplina, foco, felicidade e produtividade.