Como lidar com a solidão na quarentena

Como lidar com a solidão na quarentena

3.8/5 - (6 votes)

  |  Tempo de leitura: 7 minutos
3.8/5 - (6 votes)

Como lidar com a solidão na quarentena se tornou uma preocupação de muitos brasileiros. Mesmo aqueles que vivem com a família ou colegas são afetados.

Afinal, a solidão não se trata somente de estar fisicamente sozinho, mas de sentir-se sozinho. 

O sentimento é mais profundo e deturpa as percepções de pertencimento e de identificação. Assim, a pessoa é incapaz de se conectar com terceiros ou com uma situação particular, sentindo-se solitária, como se ninguém fosse capaz de compreendê-la. 

O isolamento social vivido hoje é algo incontrolável que forçou as pessoas a reduzirem ou cortarem por completo o contato com outros indivíduos. Neste contexto atípico, é praticamente impossível a saúde mental não ser afetada, especialmente quando a saudade aperta

Embora o isolamento seja uma medida preventiva, o simples fato de não ser permitido sair de casa para conduzir a vida da mesma forma que antes é motivo de apreensão.

É muito diferente de quando você escolhe ficar em casa no fim de semana, não é? Já que este é um momento programado para um descanso temporário. O caráter impositivo deste isolamento tem um peso diferente. 

Aprender como lidar com a solidão é essencial para que você continue bem na quarentena. Desse modo, até os momentos mais críticos passarão a ser mais brandos!

Solidão na quarentena

Como lidar com a solidão na quarentena?

A necessidade de comunicar-se com o próximo está intrínseca no ser humano. Procuramos interações sociais para fins de diversão, de prazer e de necessidade, como, por exemplo, transações financeiras.

A verdade é que as pessoas naturalmente gostam de estar com outras pessoas. Não somente no sentido de estar no mesmo local, mas no de compartilhar experiências. Gostarmos de criar memórias com as pessoas que consideramos importantes. 

Com a quarentena, as vivências foram reduzidas a uma rotina tediosa a quatro paredes. Mesmo que você esteja trabalhando fora, por necessidade, ou remotamente, não há muito espaço disponível para experiências novas como na vida pré-pandemia.

A ansiedade, a tristeza, o medo, a raiva, a incerteza, o estresse e, principalmente, a solidão são sentimentos que têm estado bem presentes no período de isolamento. Mas não precisa ser assim. 

Em seguida, vamos ver maneiras simples, mas poderosas, de como lidar com a solidão na quarentena! 

Aproveite o lado bom da solidão

Existe um lado bom na solidão? 

Neste caso, existe sim. Aproveite este momento de silêncio e tranquilidade para se conectar consigo mesmo. Em vez de se desesperar com as notícias ruins, seja um pouco “egoísta” e volte a sua atenção para você. 

Quer fazer algo para ajudar a situação? Pense em como pode fazê-lo e ainda manter a sua segurança. Quer iniciar um projeto? Vá em frente! Você se interessa por autoconhecimento? Esta é a oportunidade perfeita para rever o comportamento e pontuar mudanças. Quer melhorar o relacionamento com a sua família? Agora é a hora. 

Este autocuidado é algo que as pessoas costumam deixar passar em meio aos compromissos da rotina. No isolamento social, no entanto, o número de obrigações reduziu. Então, aproveite o tempo extra para melhorar o seu relacionamento consigo mesmo.   

Trilha de emails autoconhecimento

Mantenha contato com amigos e familiares para lidar com a solidão

Marque um horário para conversar com pessoas próximas por videoconferência. Não deixe de compartilhar a sua vivência na quarentena, os seus sentimentos e planos para o futuro. Por vezes, o ócio tem a capacidade de tirar a nossa vontade de interagir com os demais. 

Isso acontece porque o desânimo surge da solidão e do aborrecimento. Nos primeiros dias de isolamento social, a necessidade de conversar provavelmente era mais intensa. A situação era nova e muitos ainda se adaptavam às mudanças feitas em seu modo de vida. 

É comum essa vontade ter se acalmado um pouco com a passagem do tempo. Além disso, a perda de contatos com amizades mais casuais também é esperada. Ainda assim, sempre converse com as pessoas mais próximas para nutrir esses relacionamentos. 

Busque aprendizados

O que podemos aprender nesta quarentena? Como lidar com a solidão, por exemplo, é uma ótima lição para ser carregada para o resto da vida. Afinal, nem sempre teremos pessoas queridas ao nosso redor ao enfrentar desafios. 

A rotina mais tranquila também pode despertar reflexões sobre o modo de vida acelerado que muitos viviam. No mundo pré-pandemia, será que você prestava atenção na sua saúde mental ou focava demais em chegar ao próximo compromisso?

Outro ponto a ser pensado é sobre a saúde coletiva. Embora não seja prazerosa, a quarentena é uma forma de ajudar o próximo. À medida que você cuida de você, também cuida do outro. Isso pode ser aplicado em outros aspectos da vida. 

Para que este momento incomum não passe em branco, reflita sobre as lições que você pode aprender com ele. Desse modo, a visão opressiva de isolamento forçado se torna mais branda e, consequentemente, de fácil assimilação

Preencha o seu tempo 

Um dos melhores remédios para afastar a solidão é se engajar em atividades produtivas, aquelas em que você precisa usar a mente para concluir. Aprender algo, por exemplo, é uma forma de exercitar o cérebro e mudar o foco dos pensamentos. 

Preferencialmente, opte por um hobby ou uma habilidade de longo prazo, como aprender um idioma ou a tocar um instrumento. Na internet, existem muitos materiais, gratuitos e pagos, para conduzir o aprendizado. Assim, você cria um propósito. 

Todos os dias, terá um objetivo além das suas responsabilidades, que são costumeiramente vistas como maçantes. Simultaneamente, você melhora o seu humor, autoestima e pensamentos. 

Trilha autoestima

Procure auxílio psicólogo

Se você já tentou de tudo e ainda não descobriu como lidar com a solidão, pode recorrer à ajuda psicológica. Não há nada de errado ou de vergonhoso em admitir que não está conseguindo administrar suas emoções.

Os psicólogos são profissionais com experiência em ajudar as pessoas a lidarem com dúvidas, angústias e dores.

No isolamento social, a importância deles para manter a saúde mental dos pacientes triplicou. 

A Vittude pode ajudá-lo a encontrar um psicólogo para aliviar a solidão na quarentena e, ainda, desenvolver estratégias eficazes para administrar as suas emoções neste momento difícil.

Ebook 24 razões

Se você gostou desse artigo, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e também assinar nossa newsletter!

Tatiana Pimenta

CEO e Fundadora da Vittude. É apaixonada por psicologia e comportamento humano, sendo grande estudiosa de temas como Psicologia Positiva e os impactos da felicidade na saúde física e mental. Cursou The Science of Happiness pela University of California, Berkeley. É maratonista e praticante de Mindfulness. Encontrou na corrida de rua e na meditação fontes de disciplina, foco, felicidade e produtividade. Você também pode me seguir no Instagram @tatianaacpimenta