Descubra seu nível de estresse

Descubra seu nível de estresse – faça o teste agora

Descubra seu nível de estresse – faça o teste agora
77 avaliações

  |  Tempo de leitura: 3 minutos

Compreenda o impacto do estresse no longo prazo

As pessoas usam a palavra “estresse” para descrever uma grande variedade de situações – de seu telefone celular tocando enquanto você está falando em outro telefone – para os sentimentos associados à intensa sobrecarga de trabalho, ou a morte de um ente querido.

Mas talvez a definição mais útil e amplamente aceita de estresse seja: O estresse é uma condição ou sentimento experimentado quando uma pessoa percebe que “demandas excedem os recursos pessoais e sociais que o indivíduo é capaz de mobilizar. ” Em termos menos formais, nos sentimos estressados ​​quando sentimos que “as coisas estão fora de controle”.

Nossa capacidade de lidar com as demandas sobre nós é fundamental para a nossa experiência de estresse. Por exemplo, iniciar um novo emprego pode ser uma experiência totalmente emocionante se tudo o mais em sua vida é estável e positivo. Mas se você começar um novo emprego quando você acabou de se mudar para uma nova casa, ou seu parceiro está doente, ou você está enfrentando problemas de dinheiro, você pode achar que é muito difícil lidar.

Quanto o acúmulo de diversas situações estressantes podem comprometer sua saúde? Nem todos os eventos incomuns são igualmente difíceis de lidar. Por exemplo, compare o estresse do divórcio com o de uma mudança nas responsabilidades no trabalho. Devido a isso, você precisa ser capaz de avaliar e medir sua pontuação de estresse total adequadamente.

A Escala de Avaliação do Reajuste Social, mais comumente conhecida como Escala de Stress Holmes e Rahe, foi criada para fazer exatamente isso. Esta ferramenta nos ajuda a medir a carga de estresse que carregamos, e pensar sobre o que devemos fazer sobre isso.

Este artigo analisa a Escala de Stress Holmes e Rahe, e explica como você pode usá-lo para gerenciar o estresse em sua vida.

Escala de Estresse Holmes e Rahe

Em 1967, os psiquiatras Thomas Holmes e Richard Rahe decidiram estudar se o estresse contribui ou não para a doença. Eles pesquisaram mais de 5.000 pacientes médicos e pediu-lhes para dizer se eles tinham vivenciado a experiência de uma série de 43 eventos de vida nos dois anos anteriores.

Cada evento, chamado de Unidade de Mudança de Vida, tinha um “peso” diferente para o estresse. Quanto mais eventos o paciente adicionou, maior a pontuação. Quanto maior a pontuação, e quanto maior o peso de cada evento, maior a probabilidade de o paciente ficar doente.

A Escala de Estresse

Para entender seus níveis de estresse, basta selecionar Sim ou Não para cada um dos eventos abaixo. Considere eventos que aconteceram com você no último ano. Em seguida, clique em resultados.

O que você pode fazer sobre isso

Se o teste apontar um nível de risco moderado ou alto, então uma primeira coisa óbvia a fazer é tentar evitar futuras crises de vida.

Embora isto seja claramente mais fácil dizer do que fazer, você pode geralmente evitar uma mudança de casa, por exemplo, perto do momento da sua aposentadoria. Ou quando um de seus filhos vai para a faculdade. Você pode aprender habilidades de resolução de conflitos Você pode evitar assumir novas obrigações ou engajar-se com novos programas de estudo. E você pode tomar as coisas fáceis, e cuidar de si mesmo.

Aviso

Este teste não é um diagnóstico. Para fins de diagnóstico, discuta os resultados com um médico ou um profissional de saúde mental qualificado. Seus resultados serão anônimos.

Instruções

Responda quais dos eventos abaixo você vivenciou no último ano. Não há respostas certas ou erradas. A escala tem 43 itens e leva cerca de 2 minutos para ser concluída.

Campos obrigatórios são marcados com *

1.Morte de cônjuge *
2.Divórcio *
3.Separação ou divórcio *
4.Prisão *
5.Morte de familiar próximo *
6.Acidente ou doença graves *
7.Casamento *
8.Demissão *
9.Reconciliação amorosa *
10.Aposentadoria do trabalho *
11.Mudança significativa na saúde ou comportamento de um familiar *
12.Gravidez *
13.Dificuldades sexuais *
14.Um novo elemento na família (ex: nascimento, adoção, mudança de um familiar mais velho para cuidados em sua casa) *
15.Mudança significativa nos negócios *
16.Mudança significativa na situação financeira (para melhor ou pior) *
17.Morte de um amigo próximo *
18.Mudança de área de atuação profissional *
19.Mudança significativa no nº de discussões de casal (muito mais ou muito menos, relativo à educação dos filhos, hábitos pessoais, etc) *
20.Pedido de empréstimo (crédito à habitação, crédito pessoal, financiamento de empresa, etc) *
21.Execução de uma hipoteca ou crédito *
22.Mudança significativa de responsabilidades profissionais (promoção, despromoção, etc) *
23.Filho que sai de casa (para viver sozinho, casar-se, ir estudar ou trabalhar fora, etc) *
24.Problemas com os sogros *
25.Realização pessoal significativa *
26.Cônjuge começou ou parou de trabalhar fora de casa *
27.Começo ou término de atividade acadêmica (estudos) *
28.Mudança significativa nas condições de vida (casa nova, reformas, nova vizinhança, etc) *
29.Mudança nos hábitos pessoais (regime alimentar, parar de fumar, apresentação pessoal, novos círculos de amigos ou de networking profissional, etc) *
30.Problemas com a chefia *
31.Mudanças significativas no nº de horas trabalhadas ou nas condições de trabalho *
32.Mudança na localidade de residência *
33.Mudança para uma nova escola *
34.Mudança significativa no tipo ou quantidade de tempo livre *
35.Mudança significativa de atividade espiritual ou religiosa (mudança de crença, maior ou menor dedicação) *
36.Mudança significativa nas atividades sociais (tipo de atividades, círculos de interesse, etc) *
37.Tomada de crédito pessoal (empréstimo) *
38.Mudança significativa nos hábitos de sono (muito mais horas de sono ou muito menos, horários para dormir, etc) *
39.Mudança significativa no número de reuniões de família *
40.Mudança significativa de hábitos alimentares (maior ou menor ingestão, mudança de regime ou horários, etc) *
41.Férias fora de casa *
42.Feriados importantes *
43.Pequenas infrações à lei (ex: multas de trânsito ou perturbação do silêncio) *

Avalie esse artigo:

Descubra seu nível de estresse – faça o teste agora
77 avaliações

Artigo publicado em Estresse

Comentários:

Deixar um comentário

Maraisa Nazario

Fiz tratamento para crise de pânico a 6 meses. E estou tendo crises novamente mais fortes. E estou com medo ainda maior de estar entre as pessoas. Ate medo de dormir sozinha

Maraisa Nazario

Foz tratamento para crise de pânico a 6 meses. E estou tendo crises novamente mais fortes.

Débora Vargas
Débora Vargas
Gente sinto dores no peito como se estivesse um peso sobre ele, fica difícil respirar, o coração acelera , fico pensando q vou infartar q vou ter um ataque no meio da rua , ja parei em lugares públicos tentando melhorar a respiração tentando respirar fundo,pra ver se me sinto melhor sinto dores no braço esquerdo no pescoço e isso vem.do nada , as vezes tão tranquila feliz e cheia de vida e outras vezes preocupada desesperada achando q meus sintomas me levarão a morte, tenho dificuldade quando deito pra dormir preciso sentar parece q a respiração não sai ,… Read more »