Teste de depressão, teste de ansiedade, teste de estresse

Como anda seu nível de depressão, ansiedade e estresse? Faça o teste agora!

  |  Tempo de leitura: 4 minutos

Teste de Depressão, Ansiedade e Estresse – Saiba mais sobre o DASS-21

O questionário DASS-21 (Depression, Anxiety and Stress Scale) é um teste de depressão, ansiedade e stress que mede os níveis desses transtornos a partir de comportamentos e sensações experimentados nos últimos sete dias. Ele tem 21 perguntas e leva cerca de 3 minutos para ser respondido. Entenda como funciona e faça sua avaliação!

O DASS-21 (Depression, Anxiety and Stress Scale), desenvolvido pelo PhD Peter Lovibond, da University of New South Wales (UNSW), na Austrália, possui capacidade de mensurar simultaneamente e distinguir a depressão, a ansiedade e o estresse. Trata-se  de um teste em domínio público, que pode ser originalmente acessado no site da UNSW, sendo esta uma tradução livre realizada pela Vittude.

Trata-se de um questionário com 21 perguntas, que medem a intensidade de comportamentos e sensações experimentados nos últimos sete dias. Cada pergunta é classificada em uma escala Likert de quatro pontos de frequência ou gravidade das experiências dos participantes durante a última semana com a intenção de enfatizar os estados emocionais sobre os traços.

Lovibond, comparou propriedades psicométricas do DASS-21 com as Escalas de Beck para ansiedade e depressão, obtendo resultados satisfatórios na comprovação das análises fatorial exploratória e confirmatória. Isso mostra que as respostas do questionário de fato apontam para um indicativo bastante preciso dos quadros de depressão, ansiedade e estresse.

O teste DASS-21

A função principal do teste DASS-21 é avaliar a severidade dos sintomas centrais da depressão, ansiedade e stress. Desta forma, a avaliação permite não só uma maneira para medir a gravidade dos sintomas do paciente, mas também um modo de acompanhar e medir a resposta do paciente ao tratamento psicológico.

O resultado do DASS não deve ser usado sozinho para avaliar a presença ou ausência de depressão ou ansiedade. Pontuações mais altas no DASS certamente devem alertar o psicólogo ou psiquiatra para um elevado nível de sofrimento no paciente e isso precisa ser mais explorada no âmbito do processo de entrevista. Da mesma forma, as baixas pontuações no DASS não devem ser um substituto para uma entrevista clínica abrangente.

Segundo Heloisa Caiuby, psicóloga com mais de 30 anos de experiência clínica, uma avaliação como o DASS-21 constitui uma medida objetiva, confiável e clara para que um indivíduo entenda como está se sentindo. Ele fornece o ponto de partida e aponta a direção a tomar.

>> Além de saber se tem depressão, ansiedade ou estresse, que tal se conhecer melhor? Nossa equipe preparou uma trilha do conhecimento gratuita, com conteúdos sobre autoconhecimento, autocuidado, dicas de meditação, respiração e recomendações de filmes e livros. Esses conteúdos foram divididos em 5 e-mails, que você pode começar a receber à partir de agora, basta clicar aqui e se cadastrar!

 O Teste DASS-21 e o diagnóstico

Embora o DASS possa contribuir para a avaliação dos níveis de ansiedade ou depressão, o questionário não é concebido como uma ferramenta de diagnóstico. Na verdade, uma série de sintomas típicos da depressão não são cobertos pelo DASS e precisam ser avaliados de forma independente. São eles: alterações no sono, no apetite e o surgimento de distúrbios sexuais. Por isso, o DASS não se destina a substituir uma entrevista clínica abrangente.

Aviso importante

O resultado da avaliação não indica um diagnóstico conclusivo. Para determinar qualquer diagnóstico potencial discuta seu resultado com um psicólogo ou um médico psiquiatra.

Instruções

Por favor, leia cuidadosamente cada uma das afirmações abaixo e assinale o número apropriado 0, 1, 2 ou 3. A pontuação indicará o quanto ela se aplicou a você durante a última semana, conforme a indicação a seguir:

0 – Não se aplicou de maneira alguma

1 – Aplicou-se em algum grau ou por pouco tempo

2 – Aplicou-se em um grau considerável ou por uma boa parte do tempo

3 – Aplicou-se muito ou na maioria do tempo

Campos obrigatórios são marcados com *

1.Achei difícil me acalmar *
2.Senti minha boca seca *
3.Não consegui vivenciar nenhum sentimento positivo *
4.Tive dificuldade em respirar em alguns momentos (ex. respiração ofegante, falta de ar, sem ter feito nenhum esforço físico) *
5.Achei difícil ter iniciativa para fazer as coisas *
6.Tive a tendência de reagir de forma exagerada às situações *
7.Senti tremores (ex. nas mãos) *
8.Senti que estava sempre nervoso *
9.Preocupei-me com situações em que eu pudesse entrar em pânico e parecesse ridículo (a) *
10.Senti que não tinha nada a desejar *
11.Senti-me agitado *
12.Achei difícil relaxar *
13.Senti-me depressivo (a) e sem ânimo *
14.Fui intolerante com as coisas que me impediam de continuar o que eu estava fazendo *
15.Senti que ia entrar em pânico *
16.Não consegui me entusiasmar com nada *
17.Senti que não tinha valor como pessoa *
18.Senti que estava um pouco emotivo/sensível demais *
19.Sabia que meu coração estava alterado mesmo não tendo feito nenhum esforço físico (ex. aumento da frequência cardíaca, disritmia cardíaca) *
20.Senti medo sem motivo *
21.Senti que a vida não tinha sentido *

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.

Tatiana Pimenta

CEO e Fundadora da Vittude. É apaixonada por psicologia e comportamento humano, sendo grande estudiosa de temas como Psicologia Positiva e os impactos da felicidade na saúde física e mental. Cursou The Science of Happiness pela University of California, Berkeley. É maratonista e praticante de Mindfulness. Encontrou na corrida de rua e na meditação fontes de disciplina, foco, felicidade e produtividade. Você também pode me seguir no Instagram @tatianaacpimenta

Avalie esse artigo:

Comentários:

2.4K Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Carola
2 dias atrás

Sinceramente achei que meu resultado seria pior. Eu me chamo Carol tenho 22 anos, e desde que sai da escola á 5 atrás a minha vida virou um inferno, não paro de pensar nas escolhas de merda que fiz, deixei de fazer faculdade para viver o sonho do meu pai de tirar a carteira pra ele poder comprar um carro e sinto que perdi todo uma vida, todos os meus amigos estão se formando em seus tecnicos e faculdades e eu nao fiz nada pq minhas crises de ansiedades nao deixaram nem tirar a carteira AB. Vivo em um loop… Read more »

evelyn alves
2 dias atrás

meu nome é evelyn, tenho 15 anos. nunca fui de ser uma pessoa com motivos para querer se suicidar. mas tudo começou em 2021. desde la eu só consigo chorar e chorar. sempre pensei que isso fosse passar, afinal é o que todos dizem. meus pais não sabem o quanto eu preciso de ajuda (o que eu tenho consciência que preciso), mas tudo para eles é “falta de deus”, “você precisa ir a igreja” e tudo o que for relacionado a religião. as vezes me pego pensando se isso que eu sinto sumiria caso eu morresse de vez. não tenho… Read more »

Isana Stark
3 dias atrás

Oi, eu sou de mato grosso do sul e tenho só 12 anos. Desde os meus 6 anos sempre tive problemas, como por exemplo: chorar escondido,ter pensamentos negativos sobre mim, achar que ninguém me ama e ver alucinações. Com o tempo eu fui piorando e comecei a me cortar, ter muitas tremedeira, ouvir o meu coração bater muito rápido e ter falta de ar. Eu comecei a pensar que tenho ansiedade ou depressão, e vim aqui exatamente para descobrir se tenho um desses dois, e os resultados não foram os melhores; a depressão deu 42 de 42, stress 42 de… Read more »

Maia
6 dias atrás

Oii, eu sou de Portugal, daqui a uns meses faço apenas 14 anos, sei que parece muito estranho alguém da minha idade aqui, mas estou com demasiados problemas e demasiado farta, já tive um monte de ataque de pânico, ficava vomitando toda a noite, a boca secando, tremia tudo, mãos, joelhos, pernas, braços, cabeça, a respiração ofegante, hiperventilando, foi horrível.. e ainda é. Agora acabo por associar as coisas, e tenho esses mesmos sintomas quando me sinto enjoada, ou mal. Claro que tenho minha mãe do meu lado, e alguns amigos que me escutam, mesmo assim me sinto extremamente sozinha,… Read more »

Victória Viana
14 dias atrás

Eu só queria estar bem! Mas vai ficar tudo bem, todo mundo passa por problemas. Então pq o meu não pode passar?

Last edited 14 dias atrás by Victória Viana
Dudu Dabi
16 dias atrás

Oie me chamo Thiago e tenho 17 anos , eu estou no 2 ano do ensino médio e sempre fui sozinho, fiz o teste e deu severa, sempre tive pensamentos negativos e já tentei me matar umas 16 vezes mais não tenho coragem disso isso e questão de tempo para mim parar de me sentir fraco e enviar uma faca no meu peito ou morrer afogado tanto faz, bom eu já ajudei muita pessoas e todas ela me deixaram sinceramente não tou triste por eles ter me deixado, pq faz tanto tempo q acabei me acostumando com isso, e ss… Read more »

Raquel Rodrigues barros
19 dias atrás

Depressão: 42 de 42
Ansiedade: 42 de 42
Estresse :34 de 42

Ok …..

little_frog
19 dias atrás

Meu nome é Sara, tenho 18 anos anos e estou no 3 °ano do ensino médio. Fiz o teste e o resultado do diagnóstico foi depressão severa. Tenho pensamentos constantes de suicídio e estou sempre desanimada com tudo. Não tenho motivos. Nenhum trauma, problema em ambiente escolar ou em casa. Só não vejo sentido na minha vida. Meu desejo de morte é motivado pelo simples e sublime fato de que minha vida não significa nada. Pelo o que estou vivendo? Por que estou viva? Eu não sinto prazer algum na vida ou sequer tenho alguma expectativa para o futuro. Tenho… Read more »

Daniel Alves meira
19 dias atrás

Oiii, então se alguém quiser alguém pra conversar ou desabafar podem me chamar, eu espero que fiquem bem isso que vocês sentem não é frescura, vcs vão superar isso vcs são fortes, confio insta : srdl200680

Vitoria Christina Santos Silva
20 dias atrás

bjjs

Last edited 20 dias atrás by Vitoria Christina Santos Silva
Vitoria Christina Santos Silva
20 dias atrás

Oi! Meu nome é Vitória, tenho 13 anos. eu nunca fui em um psicólogo, já tentei contar aos meus pais do que eu realmente sinto quando estou nervosa ou nos dias em que quero ficar sozinha no meu canto, e eu sei oq é vc se sentir sozinha no mundo e n ter o apoio de seus pais em nada. eu sei a sensação q é vc querer se machucar pq eu faço isso comigo mesmo sabendo que meus pais nunca vão me perguntar o porque eu fiz aqui, sabendo q só o que eles vão dizer é ” se… Read more »

Last edited 20 dias atrás by Vitoria Christina Santos Silva
Kael Santos
21 dias atrás

Olá, vou fazer 19 anos, e eu quero morrer 🙃

Graciele Costa
22 dias atrás

Oi! Meu nome é grazy, tenho 14 anos, e sofro de ansiedade, não sei como/quando isso começou, mas isso me mata a cada dia; diferente de todos aqui eu não tenho um motivo pra isso tudo, desde que tive problemas no colégio com bullying… Eu fiquei diferente, eu sabia que aquilo era uma consequência de um ato que eu fiz… Minha vida mudou a partir daí, fiquei mas ansiosa, preocupada com coisas não tão importantes…comecei a ter uma estima muito baixa, eu me achava horrível, me comparava os outros, aí comecei uma dieta, onde me levou a ficar doente… Daí… Read more »

WƏŁI
27 dias atrás

Oi, meu nome é welinton, tenho 14 anos, sou gay, e sou apaixonado no meu melhor amigo, ele é a melhor pessoa q eu ja conheçi, me ajudou sempre q precisei, ele é minha inspiração, mas sabe…, ele planeja ir em bora para outro pais, planeja se casar e ter filhos com uma garota q ele conheçeu, e isso me abalou mt, eu quero que ele seja feliz, mas doi muito saber que eu n poderei mais ficar ao lado dele, ja sabia que eu n tinha chances com ele, mas queria ficar sempre ao lado dele, porem isso foi… Read more »

Eduarda Grings Goulart
30 dias atrás

Olá… Meu nome é Eduarda, tenho 13 anos e meus pais se separaram quando eu tinha uns 9 anos. Eu morei com minha mãe e meu irmão com meu pai. eu estou devastada por dentro pois meu irmão mais velho de 20 anos me estuprou desde meus 5 anos eu reuni coragem para contar para minha família sobre isso mais eles simplesmente deram um aviso para ele e o deixaram em paz, e ainda nem me deixaram contar para meu pai, pois, vai que o pobre anjo seja espulso ou preso afinal é só uma criança que não sabe direito… Read more »

Andreia Reis
1 mês atrás

Pontuação depressão 42 , Ansiedade 42 e estresse de 36 há 42 …. Enfim Boa noite , me chamo Andreia Reis tenho 42 anos , solteira sem filhos e moro sozinha, e nunca fui de entrar em blogs de pesquisa e tals , ou ir no medico , ou procurar uma ajuda espiritual , sempre fui muito sozinha ,na igreja católica eu vou sempree , me dá momentos de paz na missa , mas saindo dela passa tudo mas por eu ser bem fechada com os meus pesares , eu me isola mais , e nunca falo nada com ninguem… Read more »

Anny Eisten!
2 meses atrás

Oii, tenho 18 anos, e sofro com ansiedade desde 2020, era muito pior, n dormia, ficava andando de madrugada pela casa, tenho medo do futuro, do que poderá acontecer… tenho medo tbm do meu passado de algumas coisas voltarem, por conta de certos traumas que tive na infância! Eu ja fiz terapia a um tempo, porem tive que parar… mais quero voltar a fazer! Eu tomava o Almeida Prado 35 que é pra ansiedade me ajudava, e agr mudei pro Seakalm que ate me ajuda, por ser leve a situação… preciso de ajuda!

Ana Clara Freitas Marcelino
2 meses atrás

Oie meu nome é Ana e tenho apenas 11 anos, o meu teste deu que tenho 36/42 depressão, 32/42 ansiedade e 34/42 de stress, nunca fiz terapia mas quero fazer

Giullyana Gabryele
2 meses atrás

Oi meu nome giullyana tenho 13 anos depressão 32-42. Ansiedade 32-42.extresse 32-42

kethelyn rodrigues
2 meses atrás

Oiii meu e kethelyn tenho 15 anos a minha depressao deu 42 de 42 a ansiedade deu 38 de 42 e meu stress deu 42 de 42 eu sempre tive isso dei mais nova tinha ate passado um pouco so q dei do ano passado voltou tudo de dnv so q mais pior nunca subi oq e direito se era ansiedade ou depressao eu ja tive varios ataque na escola forte e mto ruim pq eu nuca tive e nem tenho ngm pra convesar falar oq eu sinto eu tenho medo pq mta gente q fala q e frescura q… Read more »

Jessica Girão
2 meses atrás

Me chamo Jéssica, tenho 30 anos, sempre fui muito “agoniada” para fazer tudo, sempre gostei de fazer as coisas com antecedência, também tenho o abito de roer as unhas desde que me entendo por gente, sempre achei normal, mas infelizmente perdi meu pais a pouco tempo para um câncer de pulmão, desde de então, tenho sensações estranhas, falta de ar as vezes, peito apertado, vontade de chorar e quando fico assim não consigo ficar quieta, balanço as pernas tantas vezes que chego a ficar cansada, passei a roer não só as unhas das mãos, mas tbm arranco as dos pés… Read more »

Catarina Costa
2 meses atrás

Desejo que todos vocês fiquem bem💗

Last edited 2 meses atrás by Catarina Costa
Clarice Nepomuceno
2 meses atrás

Tenho exatamente 12 anos!!,e acredito q venho tendo ansiedade,não sei exatamente ao certo pois nn procurei fazer diagnóstico (*ainda*),mass atualmente venho tendo alguns problemas na minha casa,e tipo vem me deixando mt pensativa!,eu acho q já tive crises de ansiedade e de pânico na escola e se realmente for já me ocorreu 4x na escola,na quinta tive outra “crise” (*nn sei se é!*) mas fiquei com mnhs mãos trêmulas,mnh respiração ficou ofegante, senti sensação de tontura do nada!,nn conseguia controlar minha respiração formigamento nos pés e meus pés estavam inquietos,senti meu coração acelerar,e nn conseguia me alcamar de jeito nenhum!,senti… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Clarice Nepomuceno
Eduardo Palmela
2 meses atrás

O meu resultado deu 40 de depressão, 40 de ansiedade e 42 de stress. Eu já faço acompanhamento psicóloga vai fazer dois anos esse ano, eu sempre tive problemas de ansiedade e quando eu falo que sempre tive é pq sempre tive mesmo, desde que eu comecei a me entender por gente que foi com uns 5 anos eu lembro que eu já era ansioso nessa época, e tbm pra completar o combo tbm sou agnósticado com TDAH desde os meus 6 anos, eu sempre tive ataque de ansiedade recorrente como taquicardia, náusea, tontura, falta de ar entre muitas outras… Read more »

Last edited 2 meses atrás by Eduardo Palmela
Caroline Vitoria
3 meses atrás

Me sinto desanimada demais, eu tenho apenas 14 anos e isso me preocupa, e eu tento fazer as coisas, mas não consigo terminá-las eu estou cansada o tempo todo e não tenho vontade de fazer nada, nem quero mais tentar…. Além disso fiquei muito frustrada ultimamente por causa de uma prova que eu fiz, e eu estudei 2 anos duramente por isso, e no final me lasquei na prova….A ansiedade subiu e comecei a morder muito os lábios (minha boca até sangra) me sinto uma inútil e sem esperança, falhei apenas na minha única tarefa… Todos perguntam a mim se… Read more »

Last edited 3 meses atrás by Caroline Vitoria
By Raquel
3 meses atrás

Olá.

Danilo Oliveria
3 meses atrás

Meu nome é Danilo, tenho 35 anos, e tenho ansiedade. Sempre tive um pouco de ansiedade desde 18 anos, porem quando tive covid , mesmo tendo sido leve , minha cabeça piorou demais , sinto falta de ar e acho que vou morrer , a sensação é terriviel, so quem passa sabe explicar, parece que voce esta com a cabeça dentro da agua e tem alguem segurando ela para não sair, ja tive paralisia do sono e perdi o animo de fazer as coisas. pensei que era forte para superar sozinho , pois a maioria das pessoas acha que pedir… Read more »

Priscila de Sousa Lima
3 meses atrás

Tenho 21 anos, falta cerca de um ano e meio para minha formatura na faculdade. Esse foi um grande choque de realidade, nunca acreditei que pudesse chegar neste ponto em questão de saúde mental, por isso nunca cuidei tão bem da minha saúde mental. Não sei dizer a quanto tempo isso começou, pois eu vinha mascarando (inconscientemente) todos os sinais. Chamei de viver no automático, não ter medo mais de nada, de cansaço, busquei todas as explicações possíveis pra fugir da realidade, eu estou doente e não consigo mais fingir que está tudo bem.

Thais Barbosa
3 meses atrás

Me sinto fracassada, mas ainda sou jovem e tô tentando sair dessa sensação desde os 16 anos, porém tenho pensamentos mais abertos e maduros agora, eu dependo de mim e preciso progredir, mas não tô conseguindo, me sinto fracassada diante de certos pontos da vida.
Sinto desânimo e falta de esperança constantemente e minha mente fica tipo cansada e não consigo progredir por isso. Guardo pra mim, pois não gosto de demostrar fraqueza.

Soft Myle
3 meses atrás

a algumas semanas atrás (talvez quase dois meses) eu ia sair pela primeira vez com o menino que eu gostava. eu fiquei o dia inteiro nervosa e pensando e nisso e não comi direito também. chegou a hora e eu fui encontrar ele (nunca tínhamos conversado direito pessoalmente). nós fomos comer açaí e pegamos pra ir andando, a gente andou bastante e desde o começo eu sentia meu corpo pesado e eu tava suando mais que o normal. até que em um momento em que estávamos andando próximo a minha casa eu comecei a ter falta de ar, meu corpo… Read more »

Artigo publicado em Estresse