Tipos de coaching para alavancar sua vida pessoal e carreira

Tipos de coaching, conheça alguns e saiba como eles podem ser uma alavanca profissional

  |  Tempo de leitura: 9 minutos

Coaching como alavanca profissional

Ao se falar em alavancar seu lado profissional, logo associamos ao Coaching. Trata-se de uma dinâmica de autoconhecimento, estabelecimento de metas, elaboração e prática de planos de ação. As sessões com o coach (profissional que trabalha com Coaching) têm como objetivo encorajar uma maneira diferente de pensar, ser e agir para uma mudança crescente e contínua.

E apesar desta associação com o aspecto profissional, o Coaching é bastante amplo e pode ser utilizado nos mais diversos nichos. Isso porque as habilidades aplicadas pelo Coach possuem a mesma base. O processo estabelece-se e aprofunda-se através da relação pessoal. O vínculo firmado entre o coach e o coachee (quem procura pelo atendimento de Coaching) vai se consolidando com a troca de experiências e conhecimentos.

Leia em mais em Coaching: alcançando resultados fora do comum.

Quais tipos de Coaching podem te ajudar

Há duas grandes áreas: o Coaching Empresarial e Executivo (também chamado de Business and Executive Coaching) e o Coaching de Vida (ou Life Coaching). Essas classificações são mais didáticas. Elas são interessantes para que você conheça as possibilidades do processo e saiba se utilizar adequadamente do processo. Mesmo porque, existe uma sobreposição considerável entre aspectos pessoais e profissionais.

Por exemplo, quando você está fazendo um Coaching para seu lado profissional (Executivo ou Empresarial) e, de repente, se vê levantando uma questão pessoal (Coaching de Vida). Talvez, essa situação pessoal esteja impedindo seu crescimento de carreira. O Coach ajudará a perceber, delimitar e lidar da maneira mais adequada, focando seu trabalho.

Business and Executive Coaching

Vivemos em uma época especialmente exigente, dentro de um mercado altamente competitivo. Apresentar resultados fora do comum em um curto prazo passou a ser uma preocupação constante dos profissionais e das empresas. Focado neste universo corporativo, o Coaching proporciona um empowerment individual e/ou coletivo. Ou seja, é um processo de reconhecimento, criação e utilização de recursos e instrumentos, traduzindo um fortalecimento psicológico e um empoderamento na realização de mudanças internas e externas.

Conheça alguns dos nichos do Coaching nessa categoria.

Coaching de Vendas

Bem diferente de um treinamento de vendas, em que se fala em técnicas – como as de negociação e de fidelização dos clientes – o Coaching de Vendas promove o autoconhecimento e o desenvolvimento de competências comportamentais para realizar o que você quer. As técnicas são uma parte das competências necessárias para estar nos topos de venda, mas não é tudo.

Quer ver um exemplo interessante? Você sabe que mencionar a palavra “não” em uma negociação pode derrubar sua venda. Mas se você tiver uma postura de negação e defesa, que diferença faz o seu discurso? É isso que o Coaching de Vendas pretende trabalhar: sua postura interna. Por isso, o processo é tão efetivo e duradouro.

Coaching de Liderança

Se você é líder de equipe – seja o presidente, o diretor de um departamento, o professor de uma sala de aula entre outros – sabe que é fundamental manter as pessoas motivadas, comprometidas com as suas metas pessoais, alinhadas com os objetivos do grupo, entre outras boas características. Algumas vezes, no entanto, mesmo após uma série de cursos e aplicações de técnicas de reconhecimento e motivação, o seu time chega até determinada marca e não consegue ultrapassá-la. O que fazer?

O coach de Liderança entra como parceiro para ajudar a descobrir comportamentos pessoais que possibilitem e/ou limitem a ação junto à equipe. Um contato maior, uma construção de cenários envolventes, metáforas que direcionem os esforços e motivação. Como consequência, o time será conduzido intensa e vividamente, ainda mais confiante em sua liderança.

Coaching Executivo

Este tipo de Coaching é focado para aqueles que detêm sob seus ombros a estratégia e a definição da própria organização. Os executivos (Level-C) trilham um caminho mais solitário.   Boa parte de seus pensamentos, perspectivas, dilemas e temores raramente podem ser compartilhados com seus pares ou mesmo colaboradores.

O espaço de comunicação proporcionado pelo coach possibilita o “ser escutado”, a redução do estresse das decisões e a troca experiências e conhecimentos. Óbvio que um executivo desempenhando melhor suas competências tem um efeito multiplicador, significando mais, muito mais, dólares para a empresa (e para si próprio).

Coaching Empresarial

Quem é empreendedor está sempre de olho em como fazer seu negócio evoluir sempre. Com o coach Empresarial é possível assimilar melhor as estratégias e desenvolver métodos próprios para mirar e alcançar metas altas. Aqui, o foco está no empresário, na empresa e na equipe como um todo.

A troca de experiências e conversas aprofundadas entre o coach e coachee ajudarão no diagnóstico da situação atual da empresa, na compreensão da forma de atuação da equipe, na organização mais adequada de processos para que seja possível alcançar sucesso aceleradamente.

Provavelmente também se utilizará de um Coaching de Equipe (Team Coaching), atuando-se diretamente na equipe, desenvolvendo as interações, comportamentos e atitudes, centrando as pessoas nos objetivos da empresa.

Life Coaching ou Coaching de Vida

Quem de nós nunca passou por um momento limitante – e até sufocante – em que sentimos necessidade urgente de mudar o rumo de nossas vidas? A intenção do Coaching de Vida (Life Coaching) é auxiliar nesta transformação e fazer com que isso ocorra o mais confortável e ecologicamente possível, olhando para todas as dimensões do ser humano – aspectos pessoais, profissionais, de relacionamento, de saúde.

Ou seja, a velha pergunta: Como transformar sonhos em realidade? Quem ainda não ouviu que devemos estabelecer passos para que o sonho se torne um objetivo palpável? O coach entrará catalisando esse processo, permitindo que possamos perceber esses passos e planejá-los, criando gradativamente os novos cenários.

Essa categoria também abriga diversos nichos de Coaching.

Coaching de Carreira

Estamos em um período em que há muitas possibilidades, desde crescimento de carreira a mudança de atividade, passando pela escolha da profissão e retomada do mercado de trabalho. Coach e coachee descobrirão as habilidades, potenciais, limitações e características pessoais, além de traçarem estratégias para se chegar à meta baseado em contextos únicos.

Aqui, é mais comum ver a sobreposição com o Coaching Empresarial ou Pessoal.

Coaching de Relacionamento

Este Coaching é destinado a pessoas que têm dificuldade em relacionar-se, seja em uma paquera, em encontrar um parceiro adequado e desenvolver relacionamentos duradouros. Perceber posturas para mudar atitudes está entre os processos. A ideia é desmistificar mitos sociais sobre os relacionamentos, com um olhar individualizado a cada pessoa.

Coaching de Emagrecimento

Já ouvimos por aí que muitos de nós não comem por fome, mas por uma necessidade emocional. O Coach de Emagrecimento entra junto com o coachee para buscar comportamentos que o levam a devorar alimentos sem limites e, na outra ponta, a encontrar formas personalizadas de mudar hábitos arraigados, possibilitando, além do emagrecimento, uma vida mais saudável.

Vale lembrar que o Coaching não é substituto das consultas médicas e nutricionais, como também de uma rotina de exercícios físicos.

Como encontrar um Coach

Esse é um momento em que as informações da Internet deixam a desejar. Cada site, como se diz no popular, puxa a brasa para a sua sardinha.

Nos quadrinhos do Asterix há uma bela metáfora. Um carvoeiro é questionado por que vende carvão para os romanos inimigos. Ele se justifica dizendo que cobra dos romanos o dobro do valor que recebe das pessoas da aldeia. Aí, habilmente, Asterix pergunta qual a quantidade de carvão que ele vende para a aldeia, e o carvoeiro responde: “Vendo toda a minha produção para os romanos. ” Para se refletir.

Então, preferimos enfatizar os principais aspectos a serem considerados, para que cada pessoa os avalie dentro de seu contexto.

Motivos

Um questionamento importante a se considerar é o que o motivou a ser coach. Além de suas palavras, busque perceber o seu real comprometimento com a profissão. Busca a parte financeira, um meio de vida, ou é realmente apaixonado pelo que faz? Também verificar  se os valores e as crenças do coach coincidem com os seus. Se um apoia a tecnologia e outro prefere soluções mais tradicionais, ou um é avesso a riscos e o outro adora se arriscar, a comunicação será muito prejudicada.

Flexibilidade

Seja criterioso em perceber se o coach trabalha com base nas necessidades do cliente, escolhendo métodos e abordagens dentro do contexto da relação. O coach, ele próprio, deve ser a melhor ferramenta do processo. Quer dizer, suspeite se ele sempre aplica uma fórmula pronta para todos os seus coachees.

Honestidade

Considere se o profissional que você está selecionando é sincero. Você percebe que ele demonstra uma postura de comprometimento e responsabilidade com o seu bem-estar? Ou utiliza técnicas de venda focadas principalmente no fechamento do contrato? Aquele que promete resultados mirabolantes, vai acabar te decepcionando intencionalmente ou não. Isso é referência também para a confiabilidade nas trocas de experiência e, portanto, em todo o processo do Coaching.

Coerência

Por exemplo, um coach de elegância pessoal não pode estar visualmente descuidado e desalinhado. Como se pode acreditar que ele nos ajudará a chegar na meta desejada se ele mesmo ainda não demonstra ser um exemplo? Um coach muito emotivo ou muito racional, traz um viés para a análise de situações. Aqui se aplica a máxima do “caminho do meio”.

Experiência

O Coaching ainda não é uma profissão legalmente regulamentada no Brasil, como Medicina, Engenharia, Direito, Psicologia. É importante avaliar se a formação e a experiência são condizentes com o tipo de Coaching. Nada melhor que um profissional de educação física para realizar coaching com atletas.

Outro detalhe, compare sua experiência pessoal com a do coach. Se Você já está numa posição de destaque na sua atividade, procure um coach que tenha background suficiente para trazer novos conhecimentos e práticas. Trabalhos já realizados e com resultados positivos também cooperam para uma boa referência.

Preço

Você escolheria um médico para seu filho com base exclusivamente no preço? Serviços são muito mais complexos do que a simples cotação de mercado. A avaliação se baseia na certeza de que o valor entregue pelo profissional está coerente com o investimento realizado.  

 

Paulo Vaz Ferreira Filho, Psicólogo e Supervisor Clínico e Organizacional. Especializado em Psicologia Analítica (Jung) e Psicologia Positiva. Paulo é parceiro da Vittude. Atua como Coach Executivo para empreendedores e gestores. Atende adolescentes, adultos e casais em consultório, especialmente em terapias para Crescimento Pessoal e Resolução de Conflitos Pessoais e Profissionais. Marque já sua sessão!

Leia também:
Coaching e psicoterapia: qual a diferença
Como anda seu nível de depressão, ansiedade e stress? Faça o teste agora!

Tatiana Pimenta

CEO e Fundadora da Vittude. É apaixonada por psicologia e comportamento humano, sendo grande estudiosa de temas como Psicologia Positiva e os impactos da felicidade na saúde física e mental. Cursou The Science of Happiness pela University of California, Berkley. É maratonista e praticante de Mindfulness. Encontrou na corrida de rua e na meditação fontes de disciplina, foco, felicidade e produtividade.