Transtorno de personalidade narcisista tudo o que preciso saber a respeito

Transtorno de personalidade narcisista: tudo que preciso saber à respeito

  |  Tempo de leitura: 7 minutos

Transtorno de personalidade narcisista é um dos vários tipos de transtornos de personalidade. Trata-se de uma condição mental em que as pessoas têm um senso inflado de sua própria importância, uma profunda necessidade de atenção e admiração excessivas, relacionamentos conturbados e falta de empatia pelos outros. Mas por trás dessa máscara de extrema confiança está uma frágil autoestima que é vulnerável à menor crítica.

O transtorno de personalidade narcisista causa problemas em muitas áreas da vida, como relacionamentos, trabalho, escola ou assuntos financeiros. Pessoas narcisistas podem ser geralmente infelizes e desapontadas quando não recebem favores especiais ou admiração que acreditam que merecem. Eles podem achar seus relacionamentos insatisfatórios, e outros podem não gostar de estar perto deles.

O tratamento para os distúrbios narcísicos da personalidade gira em torno da psicoterapia.

Sintomas do transtorno de personalidade narcisista

Sinais e a gravidade dos sintomas variam. Pessoas com este distúrbio podem:

  • Ter um senso exagerado de auto-importância e falta de empatia;
  • Ter uma sensação de direito e exigir admiração constante e excessiva;
  • Esperar ser reconhecido como superior, mesmo sem conquistas que garantam isso;
  • Exagerar em suas conquistas e talentos;
  • Preocupar-se com fantasias sobre o sucesso, poder, brilho, beleza ou o companheiro perfeito;
  • Acreditar que eles são superiores e só podem se associar com pessoas igualmente especiais;
  • Monopolizar as conversas e menosprezar as pessoas que elas percebem como inferiores;
  • Esperar favores especiais e cumprimento inquestionável de suas expectativas;
  • Aproveitar os outros para conseguir o que eles querem;
  • Apresentar uma incapacidade ou falta de vontade para reconhecer as necessidades e sentimentos dos outros;
  • Ter inveja dos outros e acreditar que os outros invejam;
  • Comportar-se de maneira arrogante, parecendo vaidoso, pretensioso e pouco assertivo
  • Insistir em ter o melhor de tudo – por exemplo, o melhor carro ou escritório.

Desafios em lidar com críticas

Ao mesmo tempo, pessoas com transtorno de personalidade narcisista têm dificuldade em lidar com qualquer coisa que percebam como crítica, e podem:

  • Tornar-se impaciente ou irritado quando eles não recebem tratamento especial; 
  • Ter problemas interpessoais significativos e facilmente sentirem-se menosprezados;
  • Reagir com raiva ou desprezo e tentar depreciar a outra pessoa para que ela pareça superior;
  • Ter dificuldade em regular emoções e comportamento;
  • Experimentar os principais problemas que lidam com o estresse e se adaptam à mudança;
  • Sentir-se deprimido e mal humorado porque estarem aquém da perfeição;
  • Ter sentimentos secretos de insegurança, vergonha, vulnerabilidade e humilhação.

O que dizem os pesquisadores?

Não existe uma única causa definida de transtorno de personalidade narcisista. Muitos pesquisadores concordam que causas genéticas e ambientais estão em jogo. Indivíduos com transtorno de personalidade narcisista submetidos a pesquisas apresentaram menor volume de massa cinzenta na ínsula esquerda anterior, a parte do cérebro relacionada à empatia, regulação emocional, compaixão e funcionamento cognitivo.

Muitos dos traços do distúrbio da personalidade narcisista ocorrem durante os estágios normais de desenvolvimento. Os cientistas acreditam que o início completo do distúrbio de personalidade narcisista pode ocorrer quando o desenvolvimento interpessoal durante essas fases é conflitante. Exemplos de tipos de ambientes interpessoais negativos ou destrutivos que interagem com as fases do desenvolvimento incluem:

  • Nascer com um temperamento super sensível;
  • Aprender comportamento manipulativo de pais ou colegas;
  • Ser excessivamente elogiado por bons comportamentos e excessivamente criticado por maus comportamentos;
  • Sofrer abuso grave na infância;
  • Receber cuidados parentais inconsistentes – cuidados não confiáveis ou imprevisíveis;
  • Ser exagerado por pais, colegas ou familiares;
  • Ser excessivamente admirado sem feedback realista para equilibrar o indivíduo com a realidade;
  • Receber elogios excessivos dos pais ou de outras pessoas por sua aparência ou habilidades

Causas do transtorno de personalidade narcisista

Podemos intuir que a causa do distúrbio da personalidade narcisista é provavelmente complexa. O transtorno de personalidade narcisista pode estar ligado a:

  • Meio ambiente – desencontros nas relações entre pais e filhos com excessiva adoração ou excessiva crítica que é pouco sintonizada com a experiência da criança;
  • Genética – características hereditárias;
  • Neurobiologia – a conexão entre o cérebro e o comportamento e o pensamento.

Fatores de risco

O distúrbio de personalidade narcisista afeta mais homens do que mulheres, e geralmente começa na adolescência ou no início da idade adulta. Tenha em mente que, embora algumas crianças possam apresentar traços de narcisismo, isso pode ser simplesmente típico da idade delas e não significa que elas desenvolverão uma personalidade narcisista.

Embora a causa do transtorno de personalidade narcisista não seja conhecida, alguns pesquisadores acreditam que, em crianças biologicamente vulneráveis, os estilos parentais que são superprotetores ou negligentes podem ter um impacto. A genética e a neurobiologia também podem desempenhar um papel no desenvolvimento do transtorno de personalidade narcisista.

Complicações potenciais

Complicações do transtorno de personalidade narcisista e outras condições que podem ocorrer junto com ele podem incluir:

Quando procurar ajuda profissional

As pessoas com transtorno de personalidade narcisista podem não querer pensar que algo esteja errado. Então, é improvável que procurem tratamento. Se eles procuram tratamento, é mais provável que seja por sintomas de depressão, uso de drogas ou álcool, ou outro problema de saúde mental. Mas insultos percebidos à autoestima podem dificultar a aceitação e o tratamento.

Se você reconhecer aspectos de sua personalidade que são comuns ao distúrbio da personalidade narcisista ou se estiver se sentindo sobrecarregado pela tristeza, considere entrar em contato com um psiquiatra ou psicólogo. Obter o tratamento certo pode ajudar a tornar sua vida mais gratificante e agradável.

Como tratar o Transtorno de personalidade narcisista?

A psicoterapia é a abordagem chave no tratamento do distúrbio da personalidade narcisista. A terapia cognitivo comportamental pode ser usada para ajudar o sujeito a aprender como se relacionar melhor com os outros, a fim de estimular relacionamentos interpessoais mais funcionais e obter uma melhor compreensão de suas emoções.

Como observado acima, a prevalência de tratamento para indivíduos que vivem com transtorno de personalidade narcisista é baixa e lenta. Como o tratamento é focado em traços de personalidade, que são bastante constantes ao longo do tempo, pode levar muitos anos de psicoterapia antes de se dar conta de uma ruptura. Os comportamentos de mudança estão focados em aceitar a responsabilidade por suas ações e aprender maneiras de interagir pessoalmente de maneira mais apropriada. Esses incluem:

  • Aceitar e manter relacionamentos com colegas de trabalho e familiares;
  • Desenvolver maior tolerância a críticas e falhas;
  • Entender e regular seus sentimentos e emoções;
  • Minimizar o desejo de atingir metas irreais e condições ideais;

Intervenção medicamentosa

Não existem medicamentos conhecidos para tratar o distúrbio de personalidade narcisista. Mas, muitas vezes, quando uma pessoa está vivendo com essa condição, ela pode também estar vivendo com depressão e ansiedade. Medicamentos são úteis para essas condições e podem ser usados ​​para controlar e tratar esses problemas. Indivíduos que vivem com transtorno de personalidade narcisista também apresentam maior probabilidade de abusar de drogas e álcool – então o tratamento para problemas de dependência também é benéfico no tratamento dessa condição.

Manter a mente aberta em relação ao tratamento é muito importante. Cumprir os planos de tratamento, informar-se sobre a própria condição e manter-se focado em seu objetivo. O indivíduo pode se sentir negativo em relação ao tratamento, mas é preciso entender que a psicoterapia irá ajudar.

Prevenção

A causa do distúrbio de personalidade narcisista é desconhecida. Por isso, não há maneira conhecida de prevenir a doença. No entanto, algumas ações podem ser extremamente úteis:

  • Procure tratamento o mais rápido possível para problemas de saúde mental na infância. Um psicólogo especializado em transtornos de personalidade pode ser fundamental para uma melhor qualidade de vida no futuro;
  • Informe-se e engaje-se em um processo de  terapia familiar para aprender maneiras saudáveis de se comunicar ou lidar com conflitos ou sofrimento emocional;
  • Assista a aulas de pais e busque orientação de psicólogos ou assistentes sociais, se necessário

Fontes:

Maio Clinic

Psycom

Outros textos que podem te interessar

👉 Inteligência emocional: como se relacionar bem com seus sentimentos

👉 Síndrome de Borderline: conheça os sintomas e tratamentos deste transtorno

👉 Agorafobia: conheça o transtorno associado a ataques de pânico

Tatiana Pimenta

CEO e Fundadora da Vittude. É apaixonada por psicologia e comportamento humano, sendo grande estudiosa de temas como Psicologia Positiva e os impactos da felicidade na saúde física e mental. Cursou The Science of Happiness pela University of California, Berkley. É maratonista e praticante de Mindfulness. Encontrou na corrida de rua e na meditação fontes de disciplina, foco, felicidade e produtividade.