O que é clima organizacional e como elevá-lo em sua empresa
Avalie este artigo
11 de setembro de 2020 | 8 min de leitura
Ambiente de Trabalho

O que é clima organizacional e como elevá-lo em sua empresa

O clima organizacional é um indicador no qual a área de Recursos Humanos das empresas precisa ficar de olho, afinal, quando ele não vai bem significa que os colaboradores estão pouco satisfeitos com o dia a dia de trabalho.

Ambientes com altos níveis de competitividade e cargas horárias de trabalho excessivas, por exemplo, podem acabar resultando em um clima organizacional muito ruim. E quando as coisas vão pior ainda, muitos profissionais podem desencadear síndromes como o Burnout, que em 2019 foi incluído na Classificação Internacional de Doenças da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os fatores que interferem no clima organizacional de uma empresa são muitos, desde os processos de comunicação internos até o modelo de gestão das lideranças. O fato é que se trata de um indicador que precisa ser acompanhado de perto para que não gere problemas muito graves como turnover e absenteísmo.

Para saber tudo sobre o assunto e entender como promover um clima organizacional melhor em sua empresa, continue a leitura deste artigo!

O que é clima organizacional?

Clima organizacional é um indicador que tem como objetivo medir a satisfação e percepção dos colaboradores de uma empresa em relação ao ambiente de trabalho no qual estão inseridos diariamente. Trata-se, portanto, de uma forma de mensurar o estado de ânimo individual e geral dos membros da organização.

Tais índices sofrem influência direta de diversos fatores, entre eles: benefícios corporativos, modelo de gestão, carga horária de trabalho, estrutura física do escritório, valorização profissionais, processos de comunicação etc.

É preciso pontuar também que o clima organizacional tem impactos diretos no dia a dia dos colaboradores, podendo afetar a produtividade e engajamento. Além disso, interfere também na balança financeira da empresa, afinal, turnover, absenteísmo e baixa produtividade não são nada bons para a organização como um todo.

Qual a diferença entre clima e cultura organizacional?

Muita gente confunde estes dois termos, mas cultura e clima organizacional são diferentes, apesar de ambos se mostrarem fundamentais para as empresas.

A cultura está relacionada aos valores, hábitos, pontos de vista e comportamentos comuns dentro de uma organização. Trata-se de uma base comum que direciona a empresa como um todo.

Por outro lado, o clima organizacional diz respeito à percepção dos funcionários em relação ao ambiente de trabalho, o que inclui a cultura também, afinal, ela faz parte da essência.

São, portanto, conceitos totalmente relacionados, mas que não podem ser confundidos, pois possuem objetivos finais totalmente diferentes.

O que é a pesquisa de clima organizacional?

Voltando a focar exclusivamente no clima organizacional, vamos falar agora sobre a pesquisa, uma ferramenta essencial para o dia a dia de uma empresa. A única maneira de detectar a percepção e satisfação dos colaboradores com o ambiente de trabalho é por meio de uma pesquisa, certo?

O RH é responsável por estruturar todo o processo da pesquisa de clima organizacional que tem como objetivo detectar pontos positivos e negativos para, enfim, traçar um plano de ação que seja capaz de melhorar o que ainda não está indo bem na empresa.

Esta ferramenta é capaz de identificar padrões de comportamento dos colaboradores, problemas de convivência, a causa raiz de insatisfações e quedas de produtividade.

Vale pontuar, no entanto, que não vale investir tempo na execução de uma pesquisa de clima organizacional se nada for feito após a análise dos resultados. Este instrumento só tem valor se realmente for utilizado para a realização de mudanças.

Qual é a importância de um bom clima organizacional?

Caso ainda não tenha ficado clara a importância do clima organizacional para uma empresa, confira em seguida algumas das principais esferas que são diretamente impactadas por um clima ruim dentro da empresa.

Eleva a produtividade

Colaboradores satisfeitos e felizes com o ambiente de trabalho consequentemente produzem mais, afinal, estão mais engajados com a empresa e os seus objetivos. Por outro lado, aqueles que estão insatisfeitos e pouco envolvidos com o trabalho acabam produzindo menos, o que não é benéfico para a empresa e nem para o próprio profissional.

Melhora a imagem da empresa

Aqui estamos falando sobre employer branding, ou seja, a imagem que a sua organização tem no mercado. Quando o clima organizacional é positivamente reconhecido tanto interna como externamente, eleva-se o prestígio da empresa, o que traz inúmeros benefícios em relação à atração e retenção de talentos e à própria competitividade do negócio.

Redução de custos

A redução de custos é consequência de diversos outros pontos relacionados a um bom clima organizacional, afinal, quando as pessoas estão mais produtivas e atentas ao trabalho, cometem menos erros e falhas.

Ao mesmo tempo, os índices de turnover e absenteísmo caem, o que reduz custos de contratação, e o investimento pode ser transferido para outras necessidades mais estratégicas.

Facilita o processo de recrutamento e seleção

Ao fortalecer a imagem da empresa como um lugar com bom clima organizacional, consequentemente se torna mais fácil atrair bons talentos. Isso é ótimo, afinal, trazer bons profissionais e retê-los dentro de casa é crucial para o crescimento de uma empresa.

O que pode interferir no clima organizacional?

Precisamos falar também sobre o que tem o potencial de interferir diretamente no clima organizacional da empresa. Estes pontos devem ser investigados e estudados por meio da pesquisa de clima, é claro.

Vamos conferir, em seguida, alguns dos principais pontos de interferência!

Modelo de gestão das lideranças

Muitas vezes, a razão da falta de engajamento e dos baixos níveis de felicidade dos colaboradores pode ser resultado de um modelo de gestão ineficaz. A empresa precisa ficar atenta ao treinamento dos líderes para garantir que eles contribuam positivamente para o clima organizacional da empresa (e não o contrário).

Rigidez X flexibilidade

Ambientes muito rígidos e hierárquicos, nos quais as pessoas não se sentem confortáveis para se posicionarem e fazerem críticas ou sugestões, podem ser nocivos também.

É claro que este ponto tem muita relação com a cultura e valores da empresa, mas nos dias de hoje é preciso ficar atento para não criar um ambiente tóxico e nocivo no qual os colaboradores se sintam sufocados e sem nenhuma autonomia.

Benefícios

A sua empresa exige muito e dá pouco em troca? Os benefícios fazem parte da motivação de qualquer pessoa dentro de um ambiente empresarial. É preciso ficar atento às reais necessidades das pessoas hoje em dia para oferecer benefícios e recompensas realmente atrativas.

Salário competitivo

O mesmo vale para as faixas salariais. Se a sua empresa paga muito abaixo do mercado e não equilibra a balança de outras maneiras, seja por meio de reconhecimento ou outros tipos de recompensas, os profissionais podem começar a se sentir desvalorizados.

Plano de carreira

É normal que as pessoas queiram ter clareza sobre as suas possibilidades de crescimento dentro de uma empresa. O plano de carreira estruturado é responsável por isso, mas nem todas as organizações o oferecem aos colaboradores, o que também pode acabar interferindo na satisfação com o dia a dia de trabalho.

Cultura de feedback

O feedback é essencial para que o profissional se sinta valorizado e reconheça melhor seus pontos fortes e fracos. No entanto, ainda existem organizações que pecam neste quesito e não contam com uma cultura de feedbacks organizada. Vale ficar de olho neste ponto, afinal, tem potencial para impactar negativamente o clima organizacional se for negligenciado.

Sistema de metas

Empresas que trabalham com sistemas de metas precisam ficar atentas. Tenha certeza de que as metas propostas não são inatingíveis, caso contrário poderão gerar insatisfação e desmotivação entre os colaboradores.

Infraestrutura

A sua empresa fornece o básico para que o dia a dia de trabalho seja agradável e saudável? Sistema de ventilação, iluminação, mobília e aparatos tecnológicos que funcionem adequadamente são o mínimo para que as pessoas consigam exercer seus ofícios.

Carga horária de trabalho e competitividade

Por fim, outro ponto que interfere bastante no clima organizacional é a carga horária de trabalho excessiva e níveis altos de competitividade. Ambos podem levar os colaboradores ao esgotamento mental e físico.

Quais são os indicadores de clima organizacional?

Existem alguns indicadores nos quais é preciso ficar de olho quando o assunto é clima organizacional. Em seguida, confira os mais comuns para incluir no seu radar!

Turnover

O turnover é o índice que aponta a rotatividade dos colaboradores de uma empresa. A saída de um profissional de uma empresa pode ser resultado de diversos fatores, tanto externos como internos. Quando o turnover é muito alto, ou seja, as pessoas ficam pouco tempo na organização, é sinal de que algo não vai bem.

A pergunta que deve ser respondida é: por que as pessoas não querem ficar muito tempo trabalhando em sua organização? O que as motiva a irem embora? A pesquisa de clima organizacional ajuda a investigar as causas e responder essas perguntas.

O turnover é um fator no qual o RH precisa ficar de olho, afinal, quando muito alto ele tem consequências ruins para a empresa, como custos com desligamento e novas contratações.

Além disso, há um efeito cascata de desmotivação, pois os funcionários começam a perceber que ninguém fica na empresa e podem se sentir sobrecarregados toda vez que um colaborador da sua equipe pede demissão.

Absenteísmo

O absenteísmo é um indicador que controla o número de faltas e atrasos de um colaborador, sejam estes justificados ou não. Mas por que ficar atento a este índice? Simplesmente porque se o absenteísmo estiver muito elevado pode significar que o dia a dia de trabalho não suficientemente estimulante para que os colaboradores estejam presentes.

A ausência ou atraso frequente de um colaborador pode ter diversas consequências negativas para os demais funcionários e para a empresa como um todo. Longe de suas tarefas e responsabilidades, o ritmo de trabalho sofre interferências e, muitas vezes, outros profissionais podem precisar cobrir estas faltas para não quebrar totalmente o fluxo de entregas.

Vale deixar claro, no entanto, que o absenteísmo pode ser ocasionado por diversos fatores, entre eles problemas pessoais relacionados à família ou saúde, por exemplo.

Por isso é importante alinhar com o colaborador em questão a causa raiz das faltas e/ou atrasos. Quando se tornam muito frequentes pode ser sinal de insatisfação com o trabalho, problemas com colegas ou com a própria liderança, metas inatingíveis que geram falta de estímulo, carga de trabalho excessiva, entre outros fatores.

Produtividade

Você já deve ter se dado conta de que a produtividade é muito afetada por um clima organizacional ruim. Portanto, este é um indicador que deve ser acompanhado também. O RH e os próprios líderes dos times devem ficar atentos em relação às entregas e resultados para que seja possível detectar quando o rendimento cai drasticamente. Caso a empresa trabalhe com metas, por exemplo, vale ficar de olho neste indicador para analisar a produtividade também.

Presenteísmo

Outro indicador importante para ficar de olho é o presenteísmo, que nada mais é do que estar presente fisicamente no trabalho, mas totalmente desconectado mentalmente. Apesar de o colaborador estar no escritório todos os dias, ou seja, não é um problema de absenteísmo, o seu rendimento também cai. Isso acontece porque ele não está realmente engajado e interessado naquilo que está fazendo, o que pode ocasionar um acúmulo de tarefas e atrasos.

É preciso pontuar também que o presenteísmo pode ser consequência de problemas familiares ou de saúde, mas que muitas vezes a causa é o próprio trabalho.

Como melhorar o clima organizacional na sua empresa?

Lembre-se de que antes de sair realizando mudanças na sua empresa é preciso fazer uma pesquisa de clima organizacional, ou seja, conhecer a percepção dos próprios colaboradores. O que trouxemos de sugestões para fechar o artigo são ideias que devem ser consideradas após a realização da pesquisa e sua respectiva análise.

1. Garanta uma boa infraestrutura

É o básico sobre o qual falamos anteriormente. É preciso garantir que os funcionários terão acesso ao mínimo para trabalhar em um ambiente saudável e agradável: mobília, aparatos tecnológicos, iluminação etc.

2. Foque na gestão de pessoas

Um dos principais pontos que levam à insatisfação no ambiente de trabalho é a ausência da gestão de pessoas. É importante que o RH foque em estratégias focadas nessa esfera com o objetivo de treinar as suas lideranças e criar um canal de diálogo com os colaboradores.

3. Estruture uma política de benefícios atrativa

Por fim, criar uma política de benefícios mais adequada às reais necessidades das pessoas também é bastante necessário. O que a sua empresa tem oferecido hoje em dia? VR, VT, plano de saúde? Tudo isso é importante, é claro, mas como ela vai além?

Já pensou, por exemplo, que nos tempos em que vivemos hoje é importante pensar em saúde mental também? Os cuidados com ela no ambiente corporativo são importantes para prevenir e tratar transtornos, mas também para desenvolver habilidades importantes no contexto atual.

O Vittude Corporate pode ser o seu braço direito nesta jornada: um benefício corporativo que ajuda empresas a cuidarem de forma preventiva da saúde mental de seu time. Por meio de um​ investimento fixo mensal, por colaborador, a sua empresa oferece um subsídio parcial ou integral para sessões de psicoterapia com psicólogos da nossa base.

Por Bruna Cosenza

Este post ajudou você? Então, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de mais conteúdos bacanas e novidades!
Avalie Este artigo
absenteísmo ambiente corporativo clima organizacional cultura organizacional presenteísmo rh estratégico saúde mental

Leia também

Receba novidades da Vittude