Produtividade: o guia completo para ter colaboradores mais produtivos
Avalie este artigo
25 de setembro de 2020 | 8 min de leitura
Habilidades e Competências

Produtividade: o guia completo para ter colaboradores mais produtivos

Não é novidade que funcionários felizes são mais produtivos: foi isso o que revelou um estudo realizado pela Universidade da Califórnia, que pontuou que um colaborador feliz é, em média, 31% mais produtivo. A pesquisa sobre produtividade no ambiente de trabalho também revelou que essas pessoas são três vezes mais criativas e vendem 37% mais em comparação com os outros funcionários.

E por que a felicidade impacta tanto a produtividade? Simples, quando uma pessoa está se sentindo bem pessoal e profissionalmente, se engaja com suas metas e objetivos, e acaba produzindo mais. Basta comparar com uma pessoa triste, insatisfeita e desmotivada, que com certeza não terá um desempenho tão bom.

O grande desafio das empresas é entender como elevar os níveis de produtividade dos colaboradores, afinal, isso é importante para todos os envolvidos.

Os profissionais ganham porque se desenvolvem mais e atingem suas metas e a empresa colhe os frutos de um bom trabalho. Pode parecer simples, mas a verdade é que hoje em dia cargos e salários não são mais o suficiente para manter a satisfação e a felicidade lá no alto.

É preciso ir além e, para isso, preparamos um guia completo que vai te ajudar a entender como elevar a produtividade dos funcionários da sua empresa.  Continue a leitura!

O que é produtividade no trabalho?

Muita gente ainda tem uma concepção equivocada sobre o conceito de produtividade. Ser produtivo se trata da relação entre o que foi produzido dividido pelos insumos ou recursos empregados nesta produção. Em muitos casos, a automatização de processos, portanto, ajuda as pessoas a serem mais produtivas, pois assim elas conseguem fazer mais em menos tempo.

É preciso reforçar sempre que a produtividade não está relacionada a trabalhar mais horas e sim a utilizar o seu tempo com maior eficácia, produzindo mais em menos horas, está bem?

Se ainda estiver em dúvida, basta pensar no seguinte: uma pessoa demora 12 horas para entregar X tarefas. Já outro profissional de mesmo cargo e função, leva 8 horas para entregar o mesmo volume de X tarefas. Quem é mais produtivo? Aquele que trabalha 8 horas. 

Qual é a importância da produtividade para as empresas?

A produtividade não é essencial apenas para o próprio colaborador. As organizações também colhem os frutos de equipes mais eficientes, afinal, tudo isso impacta na balança da empresa.

Contar com colaboradores mais engajados, produtivos e que cometem menos falhas é importante para os resultados gerais. Dessa forma, aqueles com altos níveis de produtividade impactam no crescimento da empresa, garantindo que ela ganhe espaço no mercado e se destaque diante dos concorrentes.

Quais são as principais métricas relacionadas à produtividade?

Alguns dos principais pontos nos quais é preciso ficar de olho são: absenteísmo, reclamações excessivas dos funcionários, indisciplina e ineficácia na comunicação entre líderes e liderados. Uma pesquisa de clima organizacional também é capaz de identificar outros problemas que podem estar afetando a produtividade dos profissionais.

De maneira geral, é importante que sejam estabelecidos critérios e métricas de produtividade por área ou função, pois assim se tem maior clareza em relação aos indicadores quantificáveis para medir o quanto cada um está sendo produtivo.

10 dicas para elevar a produtividade na sua empresa

Agora é a hora de conferir algumas dicas essenciais para implementar na sua empresa com o objetivo de garantir colaboradores mais produtivos e eficientes.

Para isso, lembre-se sempre de que é preciso estruturar estratégias que visem tornar o dia a dia dos funcionários mais feliz e agradável, pois tudo isso também impacta a balança da produtividade. Vamos lá?

1. Defina metas e objetivos para todos os colaboradores

Tem algo mais desmotivador do que trabalhar todos os dias sem ter clareza do que você está buscando? Ter metas e objetivos é essencial para trabalhar com maior eficiência e produtividade.

Cabe à empresa garantir que todos os colaboradores tenham consciência de quais são os grandes objetivos da organização e qual é o papel de cada um para que esses objetivos sejam alcançados.

Todos devem ter em mente os resultados que precisam atingir, caso contrário, podem se sentir completamente sem rumo e sem motivação para trabalhar.

2. Garanta processos organizados

Outro fator que pode desencadear frustração no dia a dia de trabalho é a ausência de processos claros.

A organização é fundamental para que a produtividade no trabalho seja elevada, afinal, se estiver tudo confuso e bagunçado, as pessoas vão perder muito tempo precisando organizar a casa antes de começarem a de fato executar suas funções.

A otimização dos processos internos é, portanto, essencial para evitar falhas, desperdícios de tempo, atrasos e garantir uma rotina muito mais ágil e eficiente.

3. Use a tecnologia para automatizar tarefas

Com o avanço da tecnologia, algumas tarefas e funções que são totalmente burocráticas e repetitivas já podem ser automatizadas. Existem softwares que são capazes de automatizar processos que, manualmente, demoravam horas para serem executados.

Dessa forma, o ser humano utiliza a tecnologia como o seu aliado e consegue focar em atividades mais estratégicas, garantindo um melhor índice de produtividade no dia a dia.

4. Cuide do clima organizacional

O clima organizacional é um indicador que tem como objetivo medir a satisfação dos colaboradores de uma empresa em relação ao ambiente de trabalho. Nada mais é do que uma forma de mensurar o estado de ânimo dos membros da organização, tanto em âmbito individual como coletivo.

Quando esse nível de satisfação não vai bem, significa que o engajamento e a produtividade dos funcionários podem estar baixos também. O clima organizacional sofre influências de diversos fatores, como benefícios corporativos, estrutura física do escritório, valorização dos profissionais e por aí vai.

É preciso analisar o que não está indo tão bem para traçar um plano de ação eficaz e, assim, garantir que a felicidade e, consequentemente, a produtividade dos funcionários não seja abalada.

Para isso, o RH deve sempre rodar pesquisas de clima organizacional que serão responsáveis por detectar pontos fortes e fracos e direcionar um plano estratégico.

5. Treine as lideranças

As lideranças de uma empresa são capazes de impactar a motivação dos colaboradores. Existem diversos estilos de líderes, mas todos precisam ter algo em comum: a gestão de pessoas.

Não basta ser um bom profissional tecnicamente, é preciso também dominar habilidades sociais e saber lidar com pessoas no dia a dia. Um dos maiores desafios do líder é criar esses relacionamentos duradouros e conseguir extrair o melhor de cada membro do time.

E nem precisamos falar que tudo isso impacta diretamente na produtividade da equipe, né?

Um líder ausente e sem visão estratégica irá afetar negativamente seus liderados. Já aquele que além de estar presente na rotina de trabalho, consegue direcionar, dar apoio e ser um guia para os membros do time, garante que todos produzam com maior eficiência.

Uma dica aqui é investir na saúde mental como benefício corporativo, pois ela pode ser uma grande aliada no desenvolvimento de lideranças.

Nem todo mundo sabe, mas as sessões junto de um psicólogo ajudam no desenvolvimento de soft skills, inteligência emocional e outras habilidades que são de extrema importância para um líder.

6. Estruture uma rotina de feedbacks

O feedback é uma ferramenta poderosa, mas infelizmente ainda negligenciada em muitas empresas. O seu objetivo é garantir o reconhecimento para aqueles que estão fazendo um bom trabalho e desempenhando conforme o esperado (ou acima do esperado).

Por outro lado, é também importante para corrigir rotas de performance que estão abaixo do esperado.

É comum que alguns profissionais estejam performando mal e não saibam como melhorar: o feedback existe para isso. O líder é responsável por analisar o desempenho de cada membro do seu time, estudar evidências, comportamentos, resultados e transmitir a mensagem correta.

Mas não pode parar por aí, é necessário também traçar um plano de ação para potencializar quem já está produzindo muito bem e, ao mesmo tempo, ajudar na recuperação daqueles que precisam elevar os níveis de produtividade e atingir melhores resultados.

7. Valorize a qualidade de vida e o bem-estar

Um ponto que não pode ser esquecido é a questão do ambiente de trabalho saudável. Algumas organizações ainda veneram jornadas de trabalho excessivas que levam seus colaboradores à exaustão e, em casos extremos, ao burnout.

Cultura tóxica, competitividade, metas inatingíveis, ausência de lideranças e outros fatores podem levar à ansiedade e outros problemas.

É importante que a empresa valorize uma cultura que promova o bem-estar e o cuidado com a saúde mental. E não estamos falando apenas sobre colocar uma piscina de bolinhas no meio do escritório e achar que isso vai resolver tudo. Estamos falando sobre um discurso alinhado à prática.

Os cargos de alta gestão precisam ser um exemplo em relação a isso e promover um ambiente saudável. Nada de fomentar cargas de trabalho excessivas, o foco deve ser equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Algumas dicas nesse sentido são: flexibilizar o home office, oferecer aulas de yoga ou meditação ao longo do expediente, promover palestras e eventos sobre bem-estar e equilíbrio profissional e por aí vai.

Tudo isso garante maiores níveis de felicidade e satisfação, ou seja, são importantes para a produtividade no trabalho também.

8. Invista em treinamentos

Funcionários melhor preparados tecnicamente e emocionalmente também são mais produtivos. Portanto, cabe à empresa destinar um pouco da sua verba para treinamentos que podem ser realizados interna ou externamente.

A capacitação dos profissionais da sua organização é essencial para que eles se desenvolvam e atinjam melhores resultados, o que está diretamente relacionado à produtividade.

9. Reconheça quando um bom trabalho é feito

Um estudo realizado pela McKinsey que entrevistou mais de 100 mil pessoas para avaliar a saúde organizacional das empresas revelou que a nota média de motivação do profissional brasileiro é de 45, numa escala de 0 a 100.

E está enganado quem pensa que o principal motivo para isso seja o salário. A causa desse problema encontra-se na falta de reconhecimento e ausência d e oportunidades na carreira. É por isso que batemos tanto na tecla da importância do reconhecimento de quem faz um bom trabalho.

Seja por meio de um feedback ou outros incentivos, financeiros ou não, é necessário garantir que os colaboradores da sua empresa receberão uma recompensa por desempenharem acima do esperado e serem eficientes em suas funções.

Caso contrário, entrarão para o índice da pesquisa da McKinsey e acabarão resultando em turnover para a sua organização.

10. Ofereça benefícios corporativos atrativos

Para finalizar este guia completo sobre como elevar os índices de produtividade dos seus funcionários, vale se lembrar de que os benefícios corporativos ainda têm um papel importante nisso tudo.

Sabe o vale-refeição, plano de saúde e vale-transporte que quase toda empresa já oferece? O ponto aqui é entender como ir além! Empresas antenadas estão o tempo todo estudando as novas necessidades do seu público interno, os colaboradores.

orçamento benefício vittude corporate

É assim que conseguem criar um plano de benefícios corporativos mais atrativo capaz de contribuir para a satisfação e felicidade dos funcionários.

Vale considerar a psicoterapia como um benefício corporativo, algo que empresas como Resultados Digitais, Banco do Brasil e Microsoft já estão fazendo com parceiros como o Vittude Corporate.

Cuidar da saúde mental do seu ativo mais valioso, o colaborador, traz grandes resultados. O burnout e a depressão, por exemplo, já são algumas das principais causas de afastamento das pessoas do ambiente de trabalho, o que obviamente afeta a produtividade no trabalho.

Prevenir e cuidar é responsabilidade de todos, inclusive das organizações. E fazer isso nunca foi tão fácil, pois você pode contar com o Vittude Corporate. Trata-se de um benefício corporativo que ajuda empresas a cuidarem de forma preventiva da saúde mental de seu time.

Por meio de um​ investimento fixo mensal, por colaborador, a sua empresa oferece um subsídio parcial ou integral para sessões de psicoterapia com psicólogos da nossa base.

Especialmente desenhado para empresas que desejam desenvolver o pipeline de liderança, investir em inteligência emocional, ter funcionários mais engajados e cuidar preventivamente da saúde emocional do colaborador.

Ficou interessado e quer começar agora mesmo a cuidar da produtividade do seu time? Clique aqui e fale com um de nossos especialistas.

Por Bruna Cosenza

Este post ajudou você? Então, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de mais conteúdos bacanas e novidades!
Avalie Este artigo
a importância do feedback produtividade psicoterapia resultados saúde mental vittude corporate

Leia também

Receba novidades da Vittude