Endomarketing: uma estratégia para redução do turnover
Avalie este artigo
23 de julho de 2021 | 7 min de leitura
Employer Branding

Endomarketing: uma estratégia para redução do turnover

O turnover, ou seja, a rotatividade de colaboradores, é um dos grandes inimigos das empresas. Existem diversas maneiras de se lidar com este desafio, sendo uma delas uma boa estratégia de endomarketing.

Estamos falando sobre estruturar ações que sejam voltadas para o público interno, ou seja, os funcionários, com o objetivo de elevar a satisfação e motivação no dia a dia de trabalho.

Não basta ter um olhar apenas para fora, ou seja, focado no cliente. Para os negócios prosperarem a longo prazo também é necessário prestar atenção em quem faz acontecer todos os dias, ou seja, o capital humano.

Neste artigo, você poderá conferir orientações essenciais sobre endomarketing para entender como implementar essa estratégia na sua empresa. Confira!

O que é endomarketing?

O endomarketing também é conhecido como marketing interno. Trata-se de uma estratégia de marketing voltada para público interno de uma empresa, ou seja, os colaboradores.

As bases do endomarketing são pautadas em um relacionamento saudável e duradouro entre a organização e os funcionários. Isso é benéfico para todos os envolvidos: de um lado, profissionais muito mais felizes e satisfeitos, e de outro, uma empresa que fortalece a sua imagem e se torna muito mais atrativa no mercado.

Para funcionar, a estratégia deve contar com a união entre RH e marketing. Os profissionais de recursos humanos pesquisam e analisam as necessidades dos colaboradores para, então, criar ações de melhorias. Junto, o marketing atua em conjunto para empacotar as soluções da forma mais atrativa possível e desenvolver iniciativas que visem a fidelização do funcionário.

Infelizmente, ainda não são todas as empresas que trabalham boas estratégias de endomarketing, mas aquelas que o fazem se destacam e colhem os frutos, que não são poucos.

Qual é a importância do endomarketing?

Para ter certeza da necessidade desse tipo de investimento, é importante conhecer os principais benefícios do endomarketing. Confira:

Redução do turnover

O primeiro e mais óbvio benefício do endomarketing é a diminuição da rotatividade de funcionários, afinal, eles passam a se sentir mais felizes no ambiente de trabalho. Dessa forma, a empresa sai ganhando e evita gastos com recrutamento também.

Aumento da motivação e satisfação

Outra consequência direta positiva é a elevação significativa da motivação e satisfação no dia a dia de trabalho. Quando a organização demonstra genuína preocupação com o bem-estar e felicidade dos colaboradores, eles se sentem mais valorizados e motivados para realizarem as suas tarefas.

Maior produtividade

Da mesma forma que a motivação aumenta, a produtividade também se eleva em empresas com boas estratégias de endomarketing. Isso porque, ao se sentirem mais satisfeitos, executam seus trabalhos com maior, assertividade, agilidade e menos propensão a erros.

Fortalecimento da marca empregadora

O endomarketing também tem um impacto muito positivo no employer branding, ou seja, na marca empregadora. Imagine que quando os colaboradores estão felizes e motivados, a tendência é que falem muito bem da empresa e contem aos seus amigos, colegas e familiares sobre o dia a dia de trabalho com um sorriso no rosto.

Isso gera um efeito muito benéfico, pois a imagem positiva vai se fortalecendo e a empresa se torna mais competitiva e desejável no mercado.

Melhora no clima organizacional

O clima organizacional se trata de um indicador que tem como objetivo medir a satisfação e percepção dos colaboradores de uma empresa em relação ao ambiente de trabalho. Quando todos estão mais felizes, motivados e satisfeitos, a tendência é que o clima reflita tudo isso também.

Colaboradores mais comprometidos e engajados

As ações de endomarketing fortalecem os sentimentos de acolhimento e pertencimento dos profissionais na empresa. Não há como negar que isso impacta diretamente no comprometimento com o trabalho, o que impacta nos resultados também.

Melhora na qualidade de vida

Quando a organização tem uma preocupação genuína com a qualidade de vida e o bem-estar, é perceptível a melhora na saúde mental e equilíbrio emocional dos colaboradores. E isso influencia diretamente no trabalho que é executado, pois funcionários mais saudáveis são mais produtivos.

Empresas que já adotam o endomarketing

Existem várias empresas que já aplicam ações de endomarketing. Vale a pena conhecer alguns cases para entender, na prática, como funciona:

Golden Cross

A operadora de planos de saúde já destinou mais de R$750 mil reais para o endomarketing. Os melhores vendedores são premiados de diferentes formas, por exemplo, com a compra e reforma da casa própria e premiações em eletrodomésticos. É uma maneira eficiente de demonstrar reconhecimento e valorizar um bom trabalho.

Toyota

A Toyota é uma empresa que visa, por meio das suas ações de endomarketing, dar voz aos funcionários. Para isso, investe bastante em treinamentos para os novos colaboradores e fortalece uma cultura de troca e inovação, para que todos se sintam a vontade para dar ideias.

Workshops, palestras e cursos fazem parte do DNA da organização que fortalece essa cultura voltada para o desenvolvimento de competências e espaço para crescimento.

Google

Um exemplo muito conhecido de empresa que se preocupa em oferecer diversos benefícios aos colaboradores e criar um ambiente de trabalho com diversas regalias, como academia, lanches e sala de videogame.

Tudo isso ajuda a construir um ambiente muito mais positivo e agradável, o que impacta na satisfação e motivação.

7 estratégias de endomarketing para implementar na sua empresa

Agora é a hora de conferir algumas estratégias de marketing interno que podem ser trabalhadas na sua empresa para promover a satisfação e motivação dos colaboradores.

1. Treinamentos, palestras e workshops

Focar no desenvolvimento dos colaboradores é essencial para garantir a motivação. É importante para a empresa que, dessa forma, pode contar com profissionais melhor preparados. Por outro lado, a funcionário se sente valorizado e satisfeito porque percebe que há um investimento da organização no seu desenvolvimento e futuro.

Podem ser pensados treinamentos específicos para cada tipo de pessoa para que sempre sejam bem proveitosos, por exemplo:

  • novos colaboradores;
  • lideranças;
  • estagiários.

2. Benefícios corporativos

Os benefícios são um ponto alto quando estamos falando sobre endomarketing. Todo mundo quer trabalhar em um lugar que oferece algo diferenciado e realmente atrativo. Por isso, é interessante traçar uma estratégia de benefícios alinhada às reais necessidades dos colaboradores para que, assim, sejam realmente valorizadas.

Os benefícios passam por detalhes do dia a dia, como:

  • snacks;
  • aulas de ginástica laboral e/ou yoga;
  • políticas de home office;
  • salas mais descontraídas no escritório.

Mas também dizem respeito a questões maiores, como plano de saúde, vale-alimentação, vale-cultura, psicoterapia etc. Programas de reconhecimento também são muito importantes, pois garantem que todo trabalho bem executado será valorizado, seja por meio de bonificações financeiras ou outros tipos de premiações.

3. Programa de qualidade de vida

Um programa de qualidade de vida no trabalho se trata de um conjunto de técnicas e ações que tem como objetivo promover a satisfação e bem-estar dos colaboradores no meio corporativo.

Não podemos mais ignorar o fato de que as pessoas buscam, cada vez, equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Dessa forma, buscam por empresas que contribuam positivamente para essa balança.

O ideal é que a sua organização pense em iniciativas voltadas para a saúde mental e física. Estamos falando desde oferecer um espaço físico adequado até benefícios voltados para esportes e psicoterapia.

4. Plano de carreira

Oferecer um plano de carreira também é uma maneira de focar esforços no público interno. Isso porque todo profissional deseja ter perspectivas de crescimento no trabalho para, assim, se sentir motivado e valorizado.

Essa ferramenta ajuda a reter talentos na organização por mais tempo e garantir possibilidades interessantes para todos que desejam continuar evoluindo e se desenvolvendo. Assim, ninguém se sente estagnado e sem futuro.

5. Comunicação interna

A comunicação faz parte do dia a dia de trabalho e é essencial para que um negócio prospere. Quando há ruídos na comunicação, a tendência é que conflitos e desentendimentos sejam gerados com maior frequência, o que impacta nas entregas e resultados.

Empresas com muitos colaboradores podem ter mais dificuldade para administrar a comunicação, mas é essencial que haja um alinhamento para que todos sempre fiquem na mesma página e entendam o que acontece no dia a dia de trabalho tanto em nível macro como micro.

6. Clima organizacional

O clima organizacional é responsável por medir a satisfação dos colaboradores e é muito importante não negligenciar este ponto, pois um clima tóxico afeta a saúde mental dos colaboradores e prejudica o negócio como um todo.

Para garantir essa análise de tempos em tempos, é necessário rodar pesquisas de clima organizacional que tem como objetivo entender pontos fortes e fracos no ambiente corporativo. Assim, é possível traçar um plano de ação eficiente.

7. Eventos de integração

Por fim, os eventos de integração também são uma arma poderosa dentro da estratégia de endomarketing, pois ajudam a fortalecer o senso de pertencimento. É interessante que a empresa, dentro das suas possibilidades, promova happy hours, dias temáticos, comemorações de aniversários e festas de fim de ano.

Passo a passo para aplicar o endomarketing

Tenha em mente que não existe uma fórmula pronta para todas as organizações. É necessário entender que cada contexto pode exigir uma estratégia diferente, por isso, não basta replicar o que deu certo em outras empresas. É necessário estudar, testar e ajustar o que ainda não está dando certo.

Para isso, confira um passo a passo simples que irá te ajudar a implementar o marketing interno:

1. Conheça o público interno

Um dos grandes erros está pautado justamente na ausência de estratégia, ou seja, em sair criando ações sem antes entender o público para o qual elas se destinam. Por isso, considere se aprofundar nos motivações, necessidades e aspirações dos colaboradores antes de traçar as iniciativas.

Levante essas informações por meio de pesquisas online e, se necessário, conversas mais profundas individuais ou em grupo. O importante, antes de tudo, é ter embasamento.

2. Respeite a cultura organizacional

Além de se aprofundar no público interno, suas características e necessidades, também é importante considerar a cultura organizacional antes de estruturar a estratégia.

Isso porque é a cultura que direciona os valores, hábitos, crenças e condutas da de todos na empresa. Portanto, é necessário que as ações de endomarketing estejam alinhadas a tudo isso e contribuam para que a cultura seja sempre fortalecida (e não o contrário).

3. Defina objetivos

Feitas as análises e estudos, chega a hora de entender qual será o objetivo da sua estratégia de endomarketing. Não é necessário (e nem possível) resolver todos os problemas e necessidades de uma vez. O ideal é ter um objetivo macro principal e trabalhar em cima disso.

Posteriormente, quando uma frente tiver sido aprimorada e os feedbacks forem positivos, pode ser a hora de partir para um próximo desafio dentro do marketing interno. Nesse momento, não se esqueça de também definir quais são os indicadores de performance para analisar os resultados da maneira mais eficiente.

4. Execute e comunique

Enfim, chega o momento de executar, ou seja, colocar tudo o que foi planejado em prática. Para isso, é preciso pensar nos canais que serão utilizados para comunicar aos colaboradores sobre as ações e, portanto, traçar um bom plano de divulgação.

5. Mensure

Como toda estratégia, é importante mensurar os resultados para garantir que sejam feitas as ações corretivas necessárias. Só assim é possível entender o que está dando certo e o que ainda necessita ajustes.

Os indicadores de desempenho devem ser definidos no momento de estruturação de objetivos. Não adianta olhar para vários indicadores que não ajudam a construir a percepção correta sobre o resultado das ações. Alguns exemplos são:

  • turnover e absenteísmo;
  • nível de produtividade;
  • metas alcançadas;
  • nível de satisfação medido nas pesquisas de clima organizacional.

Comece agora mesmo a pensar na sua estratégia de endomarketing

Com todas essas informações em mãos, não há por que continuar sem trabalhar o marketing interno da sua empresa.

De acordo com uma pesquisa relacionada pela Gallagher-GateHouse realizada com mais de 800 profissionais de recursos humanos e comunicação interna, em mais de 40 países, por volta de 33% das lideranças das organizações já estão voltadas para a implementação de ações nessa frente nos próximos anos.

Fortalecer o relacionamento com os colaboradores é essencial para garantir um negócio sustentável e de sucesso nos próximos anos. Por isso, comece agora mesmo a revisão ou implementação de iniciativas de endomarketing na sua empresa!

Para mais artigos como este, acompanhe o blog do Vittude Corporate!

Por Bruna Cosenza

Este post ajudou você? Então, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de mais conteúdos bacanas e novidades!
Avalie Este artigo

Leia também

Receba novidades da Vittude