Como testar o fit cultural e garantir a sinergia entre candidato e empresa?
Avalie este artigo
14 de outubro de 2020 | 8 min de leitura
Contratação

Como testar o fit cultural e garantir a sinergia entre candidato e empresa?

A compatibilidade entre o perfil de um profissional e os valores da empresa é muito importante para todos os envolvidos nessa relação. Estamos falando sobre o fit cultural e a sua relevância para um dia a dia de trabalho mais harmônico e eficiente.

Analisar se um determinado candidato está alinhado à cultura organizacional, missão e valores da empresa é essencial para garantir uma contratação mais certeira.

Basta pensar em como pode ser equivocado contratar uma pessoa que gosta de ambientes flexíveis e pouco hierárquicos para trabalhar em um lugar que é o oposto disso.

O profissional em questão não vai se adaptar facilmente e, na pior das hipóteses, pode acabar resultando em um turnover.

Isso não é bom para o profissional e nem para a empresa. Para evitar esse tipo de situação, testar o fit cultural do candidato é essencial para garantir uma boa sinergia.

Neste artigo, você vai entender mais a fundo esse conceito e a sua importância para o crescimento da empresa. Continue a leitura para ter acesso a todas essas informações!

O que é fit cultural?

O fit cultural se trata do alinhamento entre a cultura de uma empresa e os valores e o perfil comportamental de um candidato. Isso quer dizer que o profissional que está sendo avaliado deve ser compatível à cultura da organização, sua missão, visão e valores para que haja uma harmonia nessa relação.

Lembre-se, portanto, de que não adianta simplesmente avaliar um candidato tecnicamente, ou seja, mesmo que ele seja incrível para assumir uma posição dentro da empresa, se não tiver nenhum fit cultural provavelmente não é a melhor escolha.

O fit cultural é importante porque diz respeito à adaptabilidade da pessoa naquele novo ambiente. Se os valores e crenças da empresa forem muito distantes do profissional, as chances de não dar certo são maiores.

É preciso que o colaborador se identifique verdadeiramente com aquilo que a empresa prega no dia a dia, afinal, isso impacta na motivação, produtividade e a permanência na organização.

Contratar uma pessoa que tem valores muito distantes pode ocasionar em saídas precoces e, consequentemente, na elevação do índice do turnover. Por outro lado, os benefícios de ter na empresa funcionários alinhados à cultura são muitos, mas vamos explorar isso no próximo tópico!

Quais são os benefícios de se avaliar o fit cultural?

Uma empresa com colaboradores alinhados à sua cultura já sai ganhando. Confira, em seguida, alguns dos principais benefícios de se avaliar o fit cultural antes de realiar contratações!

Melhora a atração e retenção de talentos

Um dos pontos sobre os quais já falamos ao longo deste artigo é a retenção de talentos. O que isso significa na prática? Bom, para começo de conversa, ao contratar um profissional que é compatível à cultura, missão e valores da sua empresa, ele com certeza se sentirá mais feliz e motivado naquele ambiente.

Visto que ele se identifica com a forma de pensar a agir da empresa, se sentirá mais à vontade e enxergará um terreno fértil para o crescimento ali. Dessa forma, irá impactar positivamente outros colaboradores também, afinal, quando uma pessoa não se identifica com a cultura de uma empresa acaba não contribuindo para a harmonia do ambiente.

Os profissionais com alto fit cultural se adaptam mias rápido e, portanto, esses indivíduos atingem o máximo do seu potencial mais rápido. Motivado e engajado, ele tem mais chances de permanecer por mais tempo na empresa.

Assim, índices preocupantes, como o turnover e o absenteísmo tendem a cair.

Melhora do clima organizacional

O clima organizacional é um indicador analisado pela área de Recursos Humanos que tem como objetivo medir a satisfação e percepção dos colaboradores de uma empresa em relação ao ambiente de trabalho no qual estão inseridos.

É claro que esse indicador tende a melhorar quando a sua empresa conta com colaboradores com alto fit cultural. Entre os vários pontos que são analisados em uma pesquisa de clima organizacional, um deles é a questão da cultura daquele ambiente.

Portanto, contar com um quadro de funcionários alinhado à cultura, missão, visão e valores da organização com certeza irá impactar no nível de satisfação. Por outro lado, se o fit cultural dos profissionais da sua empresa for muito baixo, você perceberá que eles não se adaptam àquela realidade e isso ficará nítido em pesquisas como essa.

Aumento da produtividade

Não é novidade que quando as pessoas se identificam com o lugar no qual trabalham, se sentem mais motivadas para produzirem, não é mesmo? Nesse caso, não seria diferente.

Quando um profissional se identifica com os valores da empresa e se orgulha de trabalhar lá, se empenhará muito mais para fazer um bom trabalho e atingir seus objetivos e metas. A preocupação com o fit cultural, portanto, não é algo pontual, mas que tem um efeito cascata que impacta a produtividade de todos os profissionais da empresa.

Fortalecimento do DNA da empresa

Por fim, outro benefício interessante de poder contar com profissionais com alto fit cultural é que eles ajudam a fortalecer o DNA, ou seja, a cultura organizacional.

Ao vestirem a camisa da empresa e se tornarem disseminadores, os valores ganham força e a própria imagem da organização ganha força diante do mercado.

Por que primeiro é preciso definir a cultura organizacional?

Antes de sair fazendo testes de fit cultural com os candidatos às vagas da sua empresa, é preciso ter bastante clareza sobre qual é a cultura organizacional.

Afinal, é só estabelecendo uma cultura forte que você terá clareza sobre qual o perfil de profissionais que devem ser atraídos para cada vaga.

Nesse momento, é importante definir alguns aspectos culturais, além da missão, visão, valores e comportamentos que irão reger o dia a dia da organização. Estamos falando sobre pontos como:

  • a empresa possui um dress code?
  • as estruturas hierárquicas são muito rígidas?
  • há flexibilização no formato e horário de trabalho?
  • as tomadas de decisões são centralizadas?
  • há abertura para a inovação e tomada de riscos?

Depois das definições que irão permear a cultura organizacional, é válido documentar tudo isso por meio de um culture code, ou seja, código de cultura.

É um documento que contempla as práticas da cultura da empresa com a missão, visão, valores e comportamentos que são esperados no ambiente em questão.

Como tangibilizar o fit cultural na atração de talentos?

Não basta estruturar toda a cultura organizacional da empresa e deixá-la guardada em um documento no computador.

Para usá-la a seu favor, é preciso comunicá-la nos canais certos para que os interessados nas vagas da organização tenham clareza sobre o que é esperado dos candidatos em termos comportamentais.

A página de vagas do site da sua empresa é o primeiro lugar que deve ser atualizado com as informações sobre a cultura organizacional. Esse é o principal canal onde as pessoas irão procurar por informações, portanto, não pode ficar em branco.

Uma forma interessante de contar para as pessoas qual é o perfil dos profissionais da empresa é por meio de vídeos e depoimentos de colaboradores atuais. Tudo isso fortalece a marca empregadora.

Por fim, também é importante ficar atento em relação às descrições das vagas, pois elas devem enaltecer o DNA da organização.

Lembre-se, no entanto, de que os valores se manifestam de formas diferentes em cada área. Isso porque cada setor tem responsabilidades e funções que variam. Portanto, o que é mais forte no dia a dia de um profissional pode não estar tão presente na realidade de outro.

Ter essa clareza é importante tanto para a empresa, que precisa definir o que espera de cada colaborador, como para o próprio profissional, que precisa entender o que será esperado dele em determinada posição.

Como testar o fit cultural em sua empresa?

Agora vamos, enfim, falar um pouquinho sobre como avaliar o fit cultural dos candidatos às vagas da sua empresa. Confira, em seguida, algumas das boas práticas do mercado!

Aplicação de testes

Uma das primeiras etapas, que pode servir como um filtro inicial, é a aplicação de testes comportamentais online. Trata-se de um questionário que analisar os padrões de comportamento da pessoa de tal forma que seja possível entender qual é o seu perfil dominante de acordo com algumas classificações.

É uma ótima ideia filtrar e já descartar pessoas com um perfil que foge muito daquilo que a empresa está buscando. Dessa forma, é possível poupar tempo dos dois lados.

Nessa etapa de testes, o ideal é utilizar perguntas situacionais que procuram investigar como o candidato agiu em experiências passadas. Por isso, é importante ter clareza sobre quais são as competências importantes para a organização.

Entrevistas

Por mais que os testes sejam uma ótima maneira de fazer um filtro inicial, vale também incluir nas primeiras etapas a entrevista comportamental.

Trata-se de uma conversa em que o recrutador conta sobre a cultura organizacional e conhece mais o perfil e experiências passadas do profissional.

Vale incluir na entrevista perguntas situacionais também, pois assim o candidato não fica apenas nas respostas do tipo “sim” e “não”. Dê preferência para perguntas relacionadas às competências e vivências da vaga em questão.

Além disso, analise o perfil comportamental, é claro. Por meio desse bate-papo fica mais fácil entender os valores da pessoa e ter certeza de que os resultados obtidos nos testes condizem com a realidade.

Dinâmicas de grupo

Outra maneira muito interessante de analisar o comportamento do candidato é por meio das dinâmicas de grupo.

Em situações como essa os candidatos precisam resolver algum problema juntos, ou seja, é como uma simulação do dia a dia de trabalho. Visto que essas dinâmicas acontecem em grupo, é possível analisar pontos relativos ao trabalho em equipe e respeito.

Mas não para por aí não, pois as dinâmicas de grupo também ajudam na análise da personalidade dos candidatos, ou seja, como eles se portam em situações de adversidade, como lidam com pressão, se têm ou não perfil de liderança etc.

Resgate experiências passadas do candidato

Um ponto que merece atenção também diz respeito às empresas nas quais o profissional já trabalhou. Um exemplo: caso ele sempre tenha trabalhado em empresas no estilo start up, com pouca hierarquia e processos fluídos, vale analisar se iria se adaptar em um ambiente mais burocrático e rígido.

É claro que não podemos limitar as pessoas por conta de suas experiências passadas, afinal, às vezes as pessoas desejam fazer transições e mudar de ares. Mesmo assim, é um ponto no qual vale ficar de olho.

Quais são as perguntas que avaliam o fit cultural do candidato?

Por fim, confira também algumas perguntas que são muito utilizadas quando a empresa está analisando o fit cultural de um profissional:

  • o que você mais gostou e menos gostou na última empresa em que trabalhou?
  • você prefere trabalhar sozinho ou em equipe?
  • imagine que você está ocupado com um projeto importante, mas um membro da equipe pede a sua ajuda. O que faria nessa situação?
  • conte sobre um erro que você já cometeu no trabalho e como lidou com a situação.
  • como você lida com prazos apertos?
  • você acredita que é mais importante trabalhar rápido ou fazer o trabalho corretamente?
  • como você se sente quando alguém critica o seu trabalho?
  • o que te motiva a ser um profissional melhor?
  • como você se sente em relação a estruturas hierárquicas dentro de uma empresa?
  • como é o seu processo de tomada de decisão?
  • o que você faria para motivar sua equipe ao longo de um projeto desafiador?
  • o que te inspira no seu dia a dia?
  • por que você deseja trabalhar nessa empresa?
  • para você, qual seria o horário e formato de trabalho ideais?
  • conte sobre uma situação em que você precisava resolver algo que não sabia como fazer. Como você lidou com a situação?
  • conte sobre um projeto do qual você tem muito orgulho e como evoluiu com ele.

Ah, lembre-se de que esses são apenas alguns exemplos para ilustrar, mas as perguntas sempre devem ser guiadas de acordo com a cultura da organização e com a vaga em questão.

Comece agora a testar o fit cultural dos seus candidatos

Agora você já entendeu a importância do fit cultural para a atração e retenção de talentos, além dos seus benefícios para todo o negócio da empresa.

Portanto, é a hora de começar a traçar um plano de ação para implementar o teste de fit cultural na sua organização.

E para continuar lendo conteúdos como esse, navegue pelo blog do Vittude Corporate clicando aqui!

Por Bruna Cosenza

Este post ajudou você? Então, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de mais conteúdos bacanas e novidades!
Avalie Este artigo
ambiente corporativo contratação cultura organizacional fit cultural motivação produtividade turnover

Leia também

Receba novidades da Vittude