Modelo de plano de carreira: para qual tipo sua empresa está preparada?
Avalie este artigo
12 de maio de 2021 | 5 min de leitura
Desenvolvimento de Pessoas

Modelo de plano de carreira: para qual tipo sua empresa está preparada?

Salários e benefícios são muito importantes para reter bons talentos, mas é preciso ir além. Estruturar uma rota de possibilidades de crescimento para os colaboradores é essencial para que eles se sintam valorizados e motivados. E, para isso, é importante pensar em qual modelo de plano de carreira faz mais sentido para a sua empresa.

O desenvolvimento dos funcionários não pode ser ignorado, afinal, todo mundo quer evoluir e receber novas oportunidades. É necessário, portanto, que as organizações pensem em como estruturar e comunicar o plano de carreira para que todos fiquem na mesma página e enxerguem possibilidades de crescimento.

Ficou curioso para entender mais sobre o assunto e conhecer os diferentes modelos de plano de carreira? Então vem comigo nesta leitura repleta de informações valiosas!

O que é um plano de carreira?

Antes de nos aprofundarmos nos vários modelos de plano de carreira, é importante entender bem este conceito isoladamente. Afinal, o que é um plano de carreira?

Basicamente, se trata de uma estratégia utilizada para definir os passos que cada profissional deve dar dentro da empresa de acordo com o seu cargo. Dessa forma, cria-se uma sequência lógica de evolução para cada funcionário e todos têm clareza sobre as possibilidades de crescimento.

O plano de carreira, portanto, nada mais é do que um programa bem estruturado que orienta em relação às competências necessárias para cada cargo. Além disso, também aponta quais são as expectativas da empresa em relação aos cargos e funções.

Qual é a importância de oferecer um modelo de plano de carreira?

São muitos os benefícios de um plano de carreira. Em seguida, confira os principais que, com certeza, farão a diferença no dia a dia da sua empresa.

Melhora na atração e retenção de talentos

O primeiro e mais óbvio benefício de um plano de carreira é que ele ajuda a atrair e manter bons profissionais na organização. Como citado no início deste artigo, as pessoas não buscam mais apenas por salários e benefícios. Elas também desejam trabalhar em lugares com grandes oportunidades de crescimento.

Um plano de carreira bem estruturado motiva e valoriza os colaboradores, se tornando um grande diferencial. Consequentemente, também contribui para a redução de índices como o turnover e o absenteísmo.

Redução dos gastos com recrutamento

Seguindo a lógica da melhora na atração e retenção de talentos, consequentemente um plano de carreira também favorece para a redução de gastos com recrutamento. Isso porque, com a queda no turnover, a área de Recursos Humanos pode focar tempo e dinheiro em outras estratégias que não sejam substituir profissionais que pediram demissão.

Aumento da motivação e engajamento

Quando os colaboradores se sentem valorizados, o sentimento de pertencimento cresce. Assim, a motivação e o engajamento com o dia a dia de trabalho também são impactados positivamente.

Um plano de carreira tem o poder de motivar os profissionais e fazê-los se sentirem importantes, afinal, alguém estruturou o passo a passo que eles precisam trilhar para evoluírem na carreira. Dessa forma, ficam muito mais claras as possibilidades de crescimento, o que é muito bem visto por qualquer colaborador.

Profissionais melhor preparados e direcionados

Plano de carreira é sinônimo de direcionamento. Quando um profissional deseja evoluir, subir de cargo, se tornar um líder ou especialista, precisa saber o que é necessário fazer para chegar lá. O plano de carreira é o meio do caminho, que vai ajudar cada pessoa a atingir os seus objetivos e chegar aonde deseja muito mais preparado tanto tecnicamente como emocionalmente.

Aumento da produtividade

O aumento da produtividade também é uma consequência do plano de carreira, afinal, está atrelado à motivação, engajamento e sentimento de valorização. Tudo isso contribui para que o profissional se dedique ainda mais ao seu trabalho e seja mais produtivo porque tem mais direcionamentos em relação ao que deve fazer para atingir os seus objetivos.

Melhora no clima organizacional

Por fim, outro benefício atrativo de se estruturar um plano de carreira é a melhora significativa no clima organizacional, um indicador que tem como objetivo medir a satisfação e percepção dos colaboradores de uma empresa em relação ao ambiente de trabalho.

Pense comigo: se um plano de carreira motiva, engaja, retém talentos e aumenta o sentimento de pertencimento… Com certeza contribui para um clima organizacional muito melhor, não é mesmo?

Quais são os principais modelos de plano de carreira?

Você já entendeu o que é um plano de carreira e os seus principais benefícios. Agora, portanto, está na hora de conhecer os vários tipos e qual modelo de plano de carreira faz mais sentido para a sua empresa. Confira!

Carreira horizontal

Organizações que adotam a carreira horizontal não contam com a possibilidade de crescimento no nível hierárquico. Achou esquisito? Bom, vale a pena conhecer melhor para entender é o modelo de plano de carreira ideal para a sua empresa.

Nesse contexto, não há divisões hierárquicas e todos os colaboradores trabalham em um mesmo nível. Dessa forma, quando alguém cresce não sobe de cargo (porque eles não existem), mas evolui em termos de tarefas e responsabilidades.

Há a possibilidade de aumento salarial quando o profissional demonstrar um alto nível de desempenho. Como pode parecer um pouco subjetivo, é importante que todos na empresa tenham clareza sobre as metas e objetivos para que consigam trabalhar diariamente com foco no que precisam desenvolver para alcançarem a performance esperada.

Carreira em linha

Já o modelo de plano de carreira em linha tem uma característica peculiar, que é a seguinte: é muito difícil mudar de área. Isso porque os níveis hierárquicos e os cargos são bem padronizados e, em muitos casos, as promoções são automáticas, conforme o tempo de serviço do colaborador. No serviço público e instituições militares, por exemplo, a carreira em linha é muito utilizada.

Carreira paralela

A carreira paralela, por sua vez, é um modelo de plano de carreira que, além das características da em linha, tem outra particularidade. Neste contexto, os profissionais que têm chances maiores de serem líderes seguem um ramo hierárquico separado dos outros. Um bom exemplo para entender melhor são as empresas que selecionam trainees, que normalmente usam um plano de carreira paralelo para eles.

Carreira em Y

O modelo e plano de carreira em Y diz respeito a um momento em que o profissional tem a possibilidade de escolher se prefere seguir o caminho de especialista ou gestão dentro da empresa.

É um modelo interessante, que visa valorizar funcionários da área técnica, que muitas vezes acabam não se identificando tanto com as responsabilidades contempladas por um gestor. Dessa forma, há oportunidades de crescimento para os dois perfis de profissionais.

Carreira em W

A carreira em W, por sua vez, é um modelo de plano de carreira que oferece outro caminho, ideal para quem deseja ser gestor de projetos. Não se trata de um líder tradicional que é responsável pelo desenvolvimento dos membros do time, mas alguém que acompanha pontualmente o desempenho de algumas pessoas dentro de um projeto.

O gestor de projetos tem liberdade para dar feedbacks técnicos e atua com uma postura mais consultiva em projetos específicos.

Carreira em rede

É semelhante com o modelo em Y, mas tem uma particularidade: a carreira em rede conta com uma variedade maior de cargos que o profissional pode escolher seguir. É interessante porque dá a oportunidade da pessoa atuar com as funções que mais gosta e se identifica.  

Vale a pena pontuar que, neste modelo de plano de carreira, é importante que só pode ser colocado em prática se as metas forem cumpridas. Caso contrário, não é possível realizar a mudança de cargo.

Como estruturar um plano de carreira na sua empresa?

Para finalizar este artigo repleto de informações valiosas sobre os modelos de plano de carreira, confira um passo a passo simples para estruturá-lo na sua empresa. Vamos lá!

  • Defina a estrutura organizacional da empresa: quais são os cargos atuais e que podem surgir no futuro?
  • Escolha o modelo de plano de carreira da empresa: entre tantas opções, analise qual faz mais sentido para a sua organização e para o perfil dos colaboradores.
  • Defina as competências de cada cargo e função: quais habilidade e competências são necessárias para cada cargo e função?
  • Planeje as metas e objetivos: cada colaborador deve ter clareza de quais são as suas metas e objetivos e como poderão alcançá-las.
  • Implemente ciclos de feedbacks e um PDI: o meio do caminho só funciona se houver uma relação transparente por meio de feedbacks e todos tiverem um PDI (Plano de Desenvolvimento Individual) que irá direcionar e orientar para que consigam atingir seus objetivos.

Defina o modelo de plano de carreira e comece a estruturá-lo

Depois de tantas informações interessantes, fica difícil não querer estruturar um plano de carreira para os colaboradores da sua empresa, não é mesmo? Lembre-se de que é essencial ir além dos salários e bonificações, oferecendo também oportunidades de desenvolvimento e crescimento na organização. É assim que se atrai e retém os melhores talentos!

Se você gostou deste artigo, continue navegando pelo blog do Vittude Corporate!

Por Bruna Cosenza

Este post ajudou você? Então, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de mais conteúdos bacanas e novidades!
Avalie Este artigo

Leia também

Receba novidades da Vittude