Motivação no trabalho: 7 estratégias para garanti-la no home office
Avalie este artigo
15 de julho de 2020 | 7 min de leitura
Ambiente de Trabalho

Motivação no trabalho: 7 estratégias para garanti-la no home office

A avalanche de mudanças e incertezas causada pela pandemia do coronavírus fez com que o mundo corporativo precisasse se adaptar rapidamente. Diante de uma realidade em que o home office virou o novo padrão, se tornou necessário ficar ainda mais atento em relação à motivação no trabalho.

Um estudo realizado pelo software Capterra e pelo instituto de estudos Gartner com mais de 4600 profissionais de pequenas e médias empresas de diversos países, inclusive o Brasil, revelou dados que apontam a tendência do trabalho remoto. A pesquisa confirmou que 77% das pequenas e médias empresas do Brasil adotaram o home office.

E é claro que tudo isso criou uma rotina diferente para os profissionais. A pandemia acelerou a tendência do home office, que no Brasil ainda não era uma realidade. Muitas empresas não contavam com uma política clara de trabalho a distância. Enquanto alguns enxergam este novo formato de trabalho com otimismo, outros ainda enfrentam dificuldades para se adaptar.

É responsabilidade das empresas ajudar os seus colaboradores no período de adaptação e fornecer os materiais e suporte necessário para que o home office funcione da melhor forma possível. Tanto o RH como as lideranças precisam ter um olhar ainda mais atento nesse momento atípico que estamos vivendo.

Conforme o home office se transformar no novo normal (e deixar de ser um formato de trabalho “para momentos de crise”), então as pessoas passarão a lidar com mais tranquilidade com essa nova maneira de trabalhar.

Preparamos um artigo completo com diversas estratégias eficazes para garantir que seus colaboradores se mantenham motivados no trabalho. Continue a leitura para ter acesso a todas as informações!

E aproveite para conferir este conteúdo original Vittude, sobre como o investimento em saúde mental impacta a produtividade dos colaboradores de uma empresa.

O que é motivação no trabalho?

Antes vamos falar sobre o conceito de motivação no trabalho, que nada mais é do que um conjunto de fatores relacionados ao contexto e ao próprio indivíduo que movem uma pessoa a realizar determinada ação. No ambiente de trabalho a motivação está diretamente relacionada ao nível de produtividade, engajamento e satisfação.

No trabalho, a motivação está muito relacionada à vontade de permanecer no emprego e realizar as suas tarefas. Trata-se daquilo que te move para cumprir obrigações, bater metas e atingir bons resultados. Portanto, fica claro que o comprometimento do funcionário também está muito relacionado à motivação no trabalho.

Por que a motivação no trabalho é importante?

Você já deve ter entendido a importância da motivação no trabalho, mas vamos reforçar aqui alguns pontos que não podem ser esquecidos. Quando seus colaboradores estão mais motivados, comprometidos, engajados e satisfeitos, tanto a empresa como os demais funcionários se beneficiam.

Confira, abaixo, algumas das principais vantagens da motivação no trabalho:

  • Melhora no clima organizacional;
  • Crescimento pessoal;
  • Aumento da produtividade;
  • Melhora no atingimento de metas e resultados;
  • Relacionamentos interpessoais mais positivos;
  • Aumento da autoestima dos colaboradores;
  • Melhora da otimização de tempo.

Quais são os tipos de motivação no trabalho?

Quando estamos falando sobre motivação no trabalho também é preciso entender que existem dois tipos: a intrínseca e a extrínseca. Isso significa que uma parte da motivação é sempre de responsabilidade de cada indivíduo, mas, ao mesmo tempo, há uma parcela que é responsabilidade da empresa.

Motivação intrínseca

A motivação intrínseca diz respeito à força interior de cada pessoa, portanto, se trata de uma motivação que depende totalmente do indivíduo.

Vale pontuar também que, apesar de interna, a motivação intrínseca é constantemente impactada tanto por fatores internos como externos. Isso quer dizer que se a pessoa está passando por um problema pessoal ou está sem sonhos e ambições, a sua motivação pode cair.

Motivação extrínseca

Por outro lado, a motivação extrínseca é responsabilidade da empresa, pois está ligada a fatores externos. Trata-se de como a empresa vai contribuir para a motivação de seus colaboradores diariamente.

Estamos falando sobre bônus, premiações, aumentos salariais, reconhecimentos, treinamentos etc. Ações como essas são exemplos de como aumentar a motivação dos funcionários. Os benefícios podem ser financeiros ou não, afinal, existem diversas maneiras de incentivar e engajar os colaboradores.

Como garantir a motivação no trabalho no home office?

Enfim, agora vamos falar sobre as estratégias para garantir a motivação no trabalho no home office. Este formato de trabalho chegou de maneira um pouco forçada em nosso dia a dia, ou seja, não houve um preparo prévio para criar uma adaptação.

De repente as pessoas simplesmente precisaram trabalhar em casa. Como consequência, muitos (principalmente os jovens) se desiludiram com o home office — 73% afirmaram que preferem não trabalhar em tempo integral em casa após a pandemia.

Parte dessa desilusão é decorrente do fato de que não estamos vivendo um home office como ele realmente é. Não podemos sair, ver pessoas e espairecer. Sem a liberdade de ir e vir, um mesmo ambiente se tornou casa e escritório.

Todas essas mudanças de formato de trabalho aliadas à ansiedade e medo causados pela pandemia tornaram o home office mais difícil do que ele realmente pode ser.

As pressões que podem influenciar o ambiente de trabalho

Uma pesquisa da Harvard Business Review apontou que colaboradores em home office ficam menos motivados do que quando estão no escritório. Além disso, quando o home office é forçado (como no caso da pandemia), a motivação cai ainda mais.

A pesquisa também detectou que as pressões emocionais e econômicas atrapalham muito, pois as pessoas têm medo de perder seus empregos e se sentem sufocadas com o bombardeio de notícias ruins.

Mesmo assim, estudos apontam que muitas empresas devem manter o home office mesmo após a pandemia. Isso porque há diversos benefícios relacionados à redução de custos que são atrativos para a empresa.

O novo cenário pós-pandemia deve ser diferente da realidade com a qual estávamos acostumados, mas fica o alerta: para implementar um home office vantajoso é preciso estar atento à motivação no trabalho neste formato também.

Para isso, confira algumas estratégias que separamos que podem ajudar a sua empresa a implementar o home office de maneira adequada e sem se esquecer do seu bem mais valioso: o colaborador!

1. Comunique e alinhe as mudanças

Infelizmente, como tudo aconteceu muito rápido, durante a pandemia as empresas não tiveram muita escolha e simplesmente precisaram fazer a transição para o home office sem grandes planejamentos.

Agora é preciso começar a estruturar melhor a dinâmica deste formato de trabalho, que já virou a realidade do dia a dia de muitos profissionais.

O primeiro passo por parte da empresa é estabelecer uma política de home office. Conforme as pessoas forem voltando para o escritório, é interessante que tenham clareza sobre como será o home office a partir de então. Muitos podem se interessar por equilibrar melhor o trabalho em casa e no escritório.

O segundo passo é dar o suporte necessário para quem está trabalhando em home office. Uma ideia é criar um “Guia do Home Office” com boas práticas para se adaptar ao novo ritmo de trabalho.

Por mais que algumas coisas possam parecer óbvias, muita pessoas nunca trabalharam em home office e podem necessitar de orientações básicas para ter um dia a dia mais produtivo e se sentirem mais motivadas.

O pior erro que as empresas podem cometer é simplesmente “jogar” as pessoas no home office sem oferecer nenhum tipo de assistência. Isso pode ser muito danoso para a motivação dos colaboradores que, diante de uma realidade totalmente nova, se sentem perdidos e sozinhos.

2. Oriente as lideranças

As lideranças são uma peça chave fundamental para a motivação dos funcionários da sua empresa. Estes profissionais serão responsáveis por acompanhar e motivar seus times no dia a dia do home office.

Uma das maiores mudanças que vem com o trabalho a distância é a dificuldade para se comunicar e acompanhar projetos. Diferente da rotina no escritório, em que você simplesmente se levanta e vai até a mesa do colega, o home office exige maior jogo de cintura.

Justamente por isso as lideranças precisam estar preparadas para acompanhar seus times de perto mesmo no formato home office. Boa parte do engajamento e motivação dos colaboradores é decorrente de um bom relacionamento com chefes e de feedbacks frequentes.

Pode ser interessante pensar em treinamentos específicos para as lideranças aprenderem como lidar com a nova realidade do trabalho a distância.

Como: estruturar uma rotina de acompanhamento? Se colocar à disposição para oferecer suporte? Fornecer feedbacks? Tudo isso deve continuar acontecendo, mas agora a partir da nova dinâmica do home office. Lideranças bem orientadas já são metade do caminho para manter os seus colaboradores motivados!

3. Dê a oportunidade para as pessoas resolverem problemas

Outra estratégia muito eficaz no que diz respeito à motivação no trabalho é garantir que as pessoas se sintam importantes e capazes dentro da empresa.

O home office pode gerar a sensação de solidão e afastamento, gerando enorme frustração. Para evitar que isso aconteça é importante que cada funcionário continue se sentindo útil e necessário, o que também é de grande responsabilidade das lideranças.

Garanta que todos tenham desafios interessantes em mãos e sintam que têm como contribuir para resolver problemas e propor ideias. Para isso, pode ser interessante que cada equipe crie reuniões de branistormings virtuais para que todos possam interagir e sentir que fazem parte de um time.

4. Promova reuniões de time virtuais

Tanto o RH quanto as lideranças devem se preocupar em manter o contato visual frequente. Isso significa que as reuniões virtuais podem ser uma boa estratégia para gerar o senso de união mesmo que a distância.

É válido ter um momento semanal ou quinzenal na agenda para que todos se reúnam e alinhem expectativas e desafios da empresa. Além de criar a ideia de que todos estão no mesmo barco, também é importante para que os colaboradores fiquem todos na mesma página e saibam qual é o momento pelo qual a organização está passando.

5. Não incentive horas extras de trabalho

Uma das reclamações de quem está experimentando o home office pela primeira vez é sobre a sensação de estar trabalhando muitas horas a mais do que trabalhavam no escritório.

Para evitar que seus colaboradores se sintam exaustos e, consequentemente, desmotivados, vale abordar como é importante evitar horas extras a não ser que seja extremamente necessário.

A partir do momento em que a empresa se posiciona em relação a temas polêmicos como esse, os funcionários começam a criar maior conscientização também.

 6. Faça pesquisas de motivação

A única maneira de saber de verdade se as pessoas estão ou não motivadas no trabalho é perguntando a elas.

O RH pode criar pesquisas simples que todos os funcionários devem responder e, em seguida, cada liderança se responsabiliza por conversar com os membros do seu time individualmente para entender o que poderia ser aprimorado para que a motivação no trabalho aumente.

7. Cuide da saúde mental dos seus colaboradores

Por fim, mas não menos importante, as empresas também precisam ficar de olho na saúde mental dos funcionários.

Durante a pandemia os casos de depressão e ansiedade dispararam, pois as pessoas estavam angustiadas e nervosas com todo o contexto de incertezas no campo da saúde e da economia. Tudo isso reflete na motivação, produtividade e engajamento no dia a dia de trabalho.

Além disso, o home office é um formato de trabalho que pode causar a sensação de solidão e perda de privacidade, além da carga excessiva de trabalho.

Tudo isso adicionado à ansiedade e outros distúrbios são questões que precisam de atenção. Dessa forma, nos últimos meses cresceu significativamente a procura por cuidados com a saúde mental dentro das empresas.

Muitas já estão oferecendo a psicoterapia como um benefício corporativo e, para isso, estão contando com o Vittude Corporate, uma das melhores soluções para quem desejar implementar cuidados com a saúde mental no quadro de benefícios da empresa.

Banner Corporate

Isso porque contamos com mais de 5.000 psicólogos qualificados para consultas presenciais e online, além de um benefício extensível para dependentes legais dos colaboradores.

Para completar, também oferecemos ações de engajamento in company por meio da realização de painéis, rodas de conversa e produção de materiais que ajudam a empresa a cultivar uma cultura de saúde mental! 

Para conhecer o Vittude Corporate e falar com um de nossos especialistas, clique aqui!

Por Bruna Cosenza

Este post ajudou você? Então, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de mais conteúdos bacanas e novidades!
Avalie Este artigo
motivação; home office; trabalho remoto; ambiente saudável; estratégias motivação

Leia também

Receba novidades da Vittude