O que é e como implementar um plano de carreira na sua empresa
Avalie este artigo
7 de agosto de 2020 | 8 min de leitura
Desenvolvimento de Pessoas

O que é e como implementar um plano de carreira na sua empresa

Apesar de considerada importante para o desenvolvimento profissional, 70% das empresas analisadas na Pesquisa dos Profissionais Brasileiros não oferecem plano de carreira aos seus funcionários.

O levantamento realizado pela Catho aponta um dado preocupante, afinal, o plano de carreira é essencial para manter os níveis de engajamento e satisfação altos dentro de uma organização.

Isso porque é importante que os profissionais tenham clareza sobre as perspectivas de crescimento na empresa em que trabalham. Desvalorizar a necessidade de ter um plano de carreira é também desvalorizar o ativo mais precioso de uma organização: o colaborador.

Fica claro, portanto, que ter um plano de carreira bem organizado e estruturado impacta diretamente na atração e retenção de talentos.

Vamos neste artigo conferir em mais detalhes os tipos de planos de carreira, seus benefícios e como implementar esta ferramenta na sua empresa. Leia o artigo até o final para conferir todas as informações.

O que é um plano de carreira?

O plano de carreira nada mais é do que um programa bem estruturado que tem como objetivo estipular o caminho que cada profissional vai percorrer dentro de uma empresa.

Isso significa que o plano de carreira deixa claro quais são as competências necessárias para cada cargo, além das expectativas da organização em relação às posições hierárquicas e funções.

Dessa forma, ambos os lados ficam alinhados em relação àquilo que é esperado de cada profissional e o colaborador passa a enxergar mais possibilidades de desenvolvimento e crescimento na empresa.

Quais são os tipos de planos de carreira?

Não pense que criar um plano de carreira é simples. Para começo de conversa, existem vários tipos e é importante conhecê-los para ter clareza sobre qual faz mais sentido para a realidade da sua empresa.

Plano de carreira em Y

O próprio nome deste tipo de plano de carreira explica o que ele significa. Ele sugere que a partir do momento em que o profissional atingir um determinado cargo ele vai encontrar uma bifurcação. Dessa forma, precisa decidir se irá seguir uma carreira de gestor ou especialista.

Em áreas de engenharia e tecnologia, por exemplo, que exigem um conhecimento técnico em cargos mais elevados, a carreira de especialista é muito comum.

Por outro lado, em áreas como marketing, financeiro e comercial, o profissional técnico tem um pouco menos de espaço para se tornar especialista em um cargo muito alto. O mais comum, portanto, é que acabem abraçando a posição de gestão.

Plano de carreira em W

Já o plano de carreira em W oferece um terceiro caminho, que é o de gestor de projetos. Este profissional não segue como especialista ou gestor e sim como alguém que transita pela área em alguns projetos específicos.

Não se trata de um líder tradicional que é responsável pelo desenvolvimento de outros membros do time e sim de alguém que acompanha pontualmente a performance de determinadas pessoas dentro de um projeto. Pode dar feedbacks técnicos e atua em uma posição mais consultiva.

Empresas consolidadas X Empresas em crescimento

Precisamos falar também sobre a diferença entre planos de carreira para empresas já bem consolidadas e aquelas que estão em constante expansão, por exemplo, as startups.

Quando a empresa tem bastante tempo no mercado, processos bem definidos e não está vivenciando um processo de crescimento altíssimo (muitas startups dobram de tamanho em menos de um ano), é mais simples estabelecer um plano de carreira.

Por outro lado, quando estamos falando de empresas com altos índices de crescimento, é mais complexo pensar no futuro de cada posição e função.

Isso porque as coisas mudam e evoluem muito rápido, ou seja, é complexo se comprometer com uma trilha de desenvolvimento quando tudo está em constante transformação. Podem ser necessárias reestruturações de áreas e formações de novos líderes que não tinham sido previstas anteriormente.

Não é a toa que as startups têm esse espírito mão na massa em que o colaborador além de participar muito ativamente do crescimento da empresa, também assume uma boa responsabilidade pelo seu próprio desenvolvimento. Dificilmente ele receberá um plano redondo sobre o seu futuro nos próximos anos dentro da empresa, pois tudo está em evolução.

Nestes casos, é importante que a empresa alinhe as expectativas com os colaboradores. É necessário deixar claro que por mais que a organização não possa oferecer uma rota perfeita para o profissional naquele momento, estará ao seu lado proporcionando o suporte e as ferramentas necessárias para que evoluam juntos.

Vale apresentar as possibilidades e demonstrar que há oportunidades interessantes de crescimento, mas que é importante entender se o profissional em questão tem o perfil para esse tipo de ambiente.

Quais são os benefícios de implementar um plano de carreira?

Se ainda ficou alguma dúvida sobre a importância do plano de carreira, agora vamos resolver isso. Confira como esta ferramenta é valiosa e os principais benefícios que pode proporcionar para a sua empresa.

Atração e retenção de talentos

O primeiro ponto é bem óbvio, mas precisamos reforçar. Conforme os colaboradores de uma organização têm maiores perspectivas de desenvolvimento e crescimento, menores são as chances de buscarem por novas oportunidades. Dessa forma, o turnover e até o absenteísmo podem sofrer quedas, o que é ótimo.

Ao mesmo tempo, ser reconhecida como uma empresa que conta com planos de carreira claros e bem definidos é muito bom para a sua imagem no mercado. Assim, a atração de talentos também se beneficia, afinal, uma das preocupações das pessoas é sempre em relação às oportunidades de crescimento dentro de uma organização.

Atração e retenção de talentos se tratam de dois índices muito valiosos para a área de recursos humanos e são capazes de impactar diversas frentes do dia a dia de trabalho. Portanto, este é um benefício muito relevante da estruturação de bons planos de carreira.

Profissionais melhor preparados

Ter clareza sobre o que é necessário desenvolver para atingir um objetivo e alcançar uma posição dentro de uma empresa contribui para a formação de profissionais muito mais preparados.

Muitas vezes, grandes potenciais são desperdiçados porque não possuem os direcionamentos corretos e não focam no desenvolvimento das competências certas.

Ao estruturar um plano de carreira para o seu quadro de funcionários você poderá contar com profissionais mais preparados tanto tecnicamente como emocionalmente.

Formação de pipeline de liderança

O desenvolvimento do pipeline de liderança é um enorme desafio para muitas empresas. Sabia que segundo uma pesquisa feita pelaGallup, 70% do engajamento de um time é atribuído à qualidade do seu líder? Justamente por isso é de extrema importância cuidar da formação das lideranças de uma organização.

A boa notícia é que o plano de carreira pode ajudar nesta frente também. Caso você não saiba, o pipeline de liderança se trata de um modelo de desenvolvimento criado por Ram Charan, Stephen J. Drotter e James Noel que aponta que as lideranças devem ser desenvolvidas de forma individual, de acordo com as habilidades e perfil de cada profissional.

Um plano de carreira bem estruturado contribui para a formação destes profissionais gestores de times que precisam desenvolver competências totalmente diferentes de um especialista.

Ao ter clareza sobre o que precisa aprimorar para assumir uma liderança, o profissional consegue atacar os pontos certos e se tornar um gestor muito mais eficaz e competente.

Para ajudar na formação destas lideranças, muitas empresas oferecem a psicoterapia como um benefício corporativo — esta é uma ferramenta muito valiosa quando o assunto é o desenvolvimento de soft skills e habilidades de liderança.

Aumento dos níveis de satisfação e engajamento

Um dos grandes benefícios de ter um bom plano de carreira na sua empresa é que com certeza você poderá contar com colaboradores mais satisfeitos e engajados.

Isso porque todo profissional deseja sentir que o ambiente no qual trabalha o valoriza e se preocupa com o seu crescimento. Ao ter o suporte necessário para conquistar seus objetivos e evoluir, ele se sentirá muito mais feliz, desafiado e, consequentemente, será mais produtivo também.

Maiores direcionamentos em relação ao futuro

Não há nada pior para uma pessoa que dedica pelo menos oito horas do seu dia para uma empresa do que sentir que não tem perspectivas de futuro. Este é um dos grandes motivos que faz com que os índices de motivação caiam bruscamente.

O plano de carreira existe para diminuir esse problema também, afinal, ele proporciona direcionamentos mais claros para o futuro de cada profissional da organização.

Trata-se de uma ferramenta valiosa que ajuda a orientar os colaboradores para que o sentimento de que estão perdidos navegando em um barco sem rumo desapareça completamente.

Diminuição de gastos com recrutamento

Por fim, vale ressaltar que conforme um bom plano de carreira ajuda na retenção de talentos, consequentemente os gastos com recrutamento são reduzidos. Isso é ótimo, afinal, dessa forma a empresa consegue direcionar tempo e dinheiro para outras frentes e focar no que realmente importa.

Quando os índices de turnover estão muito altos, os profissionais de recursos humanos perdem muito tempo trabalhando para contratar novos profissionais, portanto, diminuir esse problema é essencial para a produtividade também.

Como criar um plano de carreira na sua empresa?

Agora chegou a hora de conferir dicas práticas em relação a como criar um plano de carreira eficiente na sua empresa. Preparamos um passo a passo para te guiar nesse primeiro momento. Que tal conferir?

1. Desenhe a estrutura organizacional da empresa

Antes de tudo é importante ter clareza sobre quais são os cargos atuais e os que podem surgir no futuro. Só assim você conseguirá desenhar o plano de carreira de cada posição.

Nesta etapa, não se esqueça de considerar o momento pelo qual a empresa está passando e o contexto externo também — analise se a projeção dos próximos anos é crescimento ou retração, por exemplo.

2. Faça um mapeamento de competências

Este segundo passo pode ser realizado em conjunto com as lideranças das áreas, afinal, são as melhores pessoas para sinalizar as habilidades e competências essenciais para cada cargo e função.

3. Ouça os próprios colaboradores

Junto da segunda etapa, o mapeamento de competências, vale dar voz aos funcionários da sua empresa, ou seja, ouvir o que eles projetam para si mesmos no âmbito profissional. É importante saber as expectativas e sonhos, mas muitas vezes eles podem não ter clareza sobre como chegar lá.

É para isso que o plano de carreira existe. Vale rodar uma pesquisa online na qual todos podem expor um pouco críticas, sugestões e a visão pessoal sobre os pontos relacionados ao plano de carreira.

4. Defina as progressões de carreira

Agora chegou a hora de definir as progressões, ou seja:

  • Estruturar se as movimentações serão verticais ou horizontais;
  • Clarear os critérios para subir de cargo;
  • Estabelecer quanto tempo o processo vai demorar.

Nesta etapa vale reforçar a comunicação entre os gestores e colaboradores para que as progressões sejam realistas e de acordo com a estrutura oferecida, os cargos e demais variáveis.

5. Estruture um modelo de PDI

O PDI (Plano de Desenvolvimento Individual) vai ajudar a direcionar cada profissional rumo aos seus objetivos profissionais, registrando orientações em relação ao que é necessário o indivíduo desenvolver tanto em termos técnicos como comportamentais.

É importante que a empresa crie um formato de PDI, mas que também fomente uma cultura que incentive a realização deste processo entre líder e liderado, caso contrário, vai ficar tudo apenas na teoria.

6. Ofereça budget para desenvolvimento

Para atingir determinados objetivos muitos profissionais podem precisar realizar cursos, treinamentos, mentorias etc. Para isso, é importante que a empresa reserve uma parcela de seu budget para focar no desenvolvimento dos seus colaboradores. Uma forma muito inteligente de se fazer isso é oferecendo a psicoterapia como benefício corporativo.

Sabia que muitas empresas buscam nesta ferramenta uma maneira de oferecer o desenvolvimento de soft skills, habilidades de liderança e ainda cuidar da saúde mental dos seus funcionários?

O Vittude Corporate conta com este tipo de solução e pode ser o seu braço direito na implementação de ações efetivas para ajudar na evolução dos seus colaboradores.

Banner Corporate

Por que você ainda não investe no ativo mais valioso da sua empresa?

O plano de carreira bem estruturado é uma das maneiras de investir nos seus colaboradores, afinal, profissionais mais felizes e engajados são mais produtivos, o que reverbera positivamente para a sua empresa.

O Vittude Corporate sabe disso e queremos te ajudar a tornar o dia a dia de trabalho mais saudável e focado na evolução dos seus colaboradores. Clique aqui para conversar com um de nossos especialistas e conferir as nossas soluções personalizadas.

Por Bruna Cosenza

Este post ajudou você? Então, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de mais conteúdos bacanas e novidades!
Avalie Este artigo
plano de carreira; carreira profissional; trajetória profissional; crescimento profissional; metas

Leia também

Receba novidades da Vittude