Planos de saúde corporativos: o que são e como escolher
Avalie este artigo
21 de Maio de 2020 | 8 min de leitura
Bem-estar

Planos de saúde corporativos: o que são e como escolher

Você sabia que, segundo a lei, as empresas não são obrigadas a oferecer planos de saúde corporativos aos seus colaboradores? Mesmo assim, para construir uma imagem empregadora forte, atrair e reter bons talentos, é um benefício considerado indispensável.

Quando os profissionais se deparam com uma vaga de emprego, uma das primeiras coisas que analisam são os benefícios oferecidos pela organização.

Os planos de saúde corporativos são muito importantes, visto que o sistema de saúde público brasileiro ainda é defasado e não consegue dar conta de todas as demandas da população.

Quando estamos falando de planos de saúde corporativos, a primeira coisa que vem à cabeça é o acesso a hospitais e laboratórios de exames. No entanto, sabia que este benefício pode ir muito além? Estamos falando também de planos de saúde mental!

Neste artigo, você poderá conferir em mais detalhes a importância de oferecer planos de saúde para os seus funcionários. Continue a leitura para ter acesso a diversas informações importantes sobre este universo.

13 razões para investir em saúde mental

O que são planos de saúde corporativos?

Vamos começar esclarecendo o que são os planos de saúde corporativos. Trata-se de um plano de saúde coletivo, ou seja, um serviço contratado por uma empresa (pessoa jurídica) para um grupo de pessoas.

No caso, este grupo de pessoas se refere aos colaboradores da empresa. Estes planos costumam ter um preço mais acessível do que os individuais porque os riscos ficam diluídos por conta do número maior de clientes.

Vale pontuar que o plano de saúde corporativo pode ser custeado total ou parcialmente pela empresa. Nos casos em que ela decide pagar apenas uma parte do valor, o restante é repassado ao funcionário. Além disso, os planos de saúde empresariais podem ir além do colaborador da empresa, ou seja, há a possibilidade de contemplar também os seus dependentes.

Outro ponto importante é que o funcionário não é obrigado a aderir ao plano de saúde oferecido pela empresa. Ele pode avaliar as vantagens e desvantagens e, assim, considerar se deseja ou não aderir.

Além disso, o benefício vale apenas durante o período em que o funcionário está trabalhando na empresa — após o seu desligamento também é interrompido o fornecimento de serviços de plano de saúde.

Por que é importante oferecer planos de saúde corporativos?

Você deve estar se perguntando por que é importante incluir os planos de saúde corporativos entre os benefícios da uma empresa. Bom, uma pesquisa conduzida pela Catho já demonstra a importância do plano de saúde. 

De acordo com o estudo, mais de 70% dos entrevistados afirmam que o plano de saúde empresarial é decisivo no momento da escolha de uma vaga de trabalho.

Quer se aprofundar ainda mais nas razões? Então confira, em seguida, outros benefícios dos planos de saúde corporativos para a sua empresa.

Atração e retenção de talentos

Quando um profissional escolhe por uma empresa e não outra, além de avaliar oportunidades de crescimento e salário, ele também coloca na balança os benefícios corporativos.

Isso quer dizer que empresas que não oferecem planos de saúde já saem perdendo. Esta é uma necessidade de muitos brasileiros, portanto, quando se deparam com uma vaga de emprego que não oferece o benefício podem acabar optando por outra oportunidade.

Além dos planos de saúde corporativos serem uma arma poderosa para atrair talentos, também são importantes para reter bons profissionais. Isso quer dizer que se a sua empresa oferece um plano de saúde completo, isso pode acabar pesando no momento em que seu funcionário recebe uma proposta de emprego.

Ele provavelmente irá analisar o que tem em mãos hoje e o que irá receber na outra empresa. Se você contempla todos os benefícios básicos relacionados à saúde já está saindo na frente!

Redução de absenteísmo

Outro ponto que deve ser levado em consideração quando o assunto são os planos de saúde empresariais é a redução de absenteísmo. Isso acontece por duas razões.

Em primeiro lugar, quando o funcionário tem acesso a um plano de saúde que, muitas vezes, não teria condições financeiras para arcar totalmente, o número de faltas no trabalho por questões de saúde pode cair significativamente. Além disso, se o plano corporativo cobrir também dependentes pode ser mais uma razão para a taxa de absenteísmo cair.

Muitas vezes o colaborador precisa se ausentar do trabalho para cuidar de um parente doente porque o mesmo não tem acesso a um médico e exames de qualidade. A partir do momento em que os dependentes também têm acesso ao plano, os problemas relacionados à saúde podem deixar de ser uma justificativa recorrente para faltas no trabalho.

Engajamento e produtividade dos colaboradores

Os benefícios corporativos estão relacionados à qualidade de vida dos funcionários. Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia fez uma comparação entre o comportamento de diferentes profissionais.

A descoberta foi que a qualidade de vida impacta no desempenho e na produtividade durante o trabalho. Portanto, fica claro que ao oferecer benefícios atrativos e relevantes, como planos de saúde corporativos, você está contribuindo para elevar o nível de performance dos seus colaboradores.

Já parou para pensar em como a produtividade de uma pessoa pode cair se ela estiver com problemas de saúde? Cuidados tanto com a saúde física como mental são muito importantes para manter o bem-estar das pessoas e garantir que continuem produzindo com qualidade.

No momento de pandemia do coronavírus, por exemplo, os benefícios corporativos são muito importantes para manter os profissionais engajados. Neste contexto de instabilidade e insegurança, as pessoas estão ainda mais apegadas às empresas que se preocupam com elas e oferecem benefícios essenciais.

O que um plano de saúde corporativo cobre?

A cobertura diz respeito aos procedimentos que estão inclusos em um plano de saúde sem que haja acréscimo de valores. As coberturas variam conforme os tipos de planos, mas no geral podem incluir o seguinte:

  • Exames;
  • Consultas;
  • Cirurgias;
  • Tratamentos;
  • Internações;
  • Partos.

Vale conferir a lista de procedimentos obrigatórios no site da ANS (Agência Nacional de Saúde). Para ter uma ideia geral e entender um pouco melhor sobre as coberturas, confira os principais tipos de plano de saúde corporativos abaixo:

Plano de referência

Este é o plano mais completo, cobrindo consultas, exames (laboratoriais e de imagem), diversos tratamentos, cirurgias, internações hospitalares e atendimentos de emergência. Além disso, também cobre atendimento obstétrico.

Plano ambulatorial

O plano ambulatorial se trata de uma versão reduzida do plano de referência. Ele costuma contemplar consultas em clínicas e demais estabelecimentos da área médica. Além disso, também cobre internações de até 12 horas e alguns tratamentos.

Plano hospitalar

O plano hospitalar foca em um atendimento hospitalar bem completo, com direito a internação, cirurgia e demais procedimentos e exames referentes ao universo hospitalar.

Plano hospitalar obstétrico

Semelhante ao plano hospitalar, mas além disso oferece atendimento especializado na área de obstetrícia. É muito importante para as gestantes, pois inclui pré-natal, parto e pós-parto. Além disso, o plano também cobre assistência ao bebê por 30 dias.

Plano odontológico

Algumas empresas oferecem também o plano odontológico, que é feito à parte. Ele cobre cuidados odontológicos, ou seja, consultas, emergências, exames e procedimentos cirúrgicos.

Como escolher um plano de saúde corporativo?

Agora que já esclarecemos o que é um plano de saúde empresarial, a sua importância e os principais tipos, vamos entender o que levar em consideração na escolha. Afinal, é importante saber o que analisar antes de contratar um plano de saúde corporativo para os funcionários da sua empresa!

Para começo de conversa, vale entrar mais uma vez no site da ANS (Agência Nacional de Saúde), que é responsável pela fiscalização e regularização dos planos de saúde. Por lá, você pode consultar o índice de reclamações e satisfação dos clientes.

Já é possível excluir algumas opções nesse primeiro momento. No entanto, outros pontos devem ser levados em consideração para a sua escolha. Confira alguns deles!

Conheça os seus colaboradores

Antes de contratar um plano de saúde corporativo é importante analisar o perfil e as necessidades dos seus funcionários. Isso porque é apenas conhecendo quem trabalha na sua empresa que você será capaz de oferecer um plano de saúde corporativo realmente útil e relevante. É importante que o plano gere satisfação e não o contrário.

Para isso, faça um levantamento que contemple as seguintes informações dos colaboradores:

  • Faixa etária média;
  • Sexo;
  • Localização da residência;
  • Riscos no trabalho;
  • Número de dependentes;
  • Existência de doenças crônicas.

Analise as redes referenciadas

A rede referenciada diz respeito ao conjunto de estabelecimentos (clínicas, ambulatórios e hospitais) que o plano de saúde oferece para os clientes. Portanto, é importante ficar atento às redes referenciadas inclusas no plano de saúde escolhido.

Fatores como qualidade e localização devem ser levados em consideração. Ao fazer um estudo mais profundo sobre as características dos seus colaboradores, leve em consideração a localização da residência da maior parte da equipe. É importante que o plano conte com clínicas e hospitais relativamente próximos ao trabalho e à moradia das pessoas.

Em casos em que a empresa conta com muitos colaboradores externos que realizam atividades em diferentes partes do país é válido ficar de olho em um plano com maior abrangência.

Dessa forma, todos os funcionários poderão usufruir do benefício independentemente de onde estiverem.

Por fim, outra possibilidade interessante é contratar um plano de saúde que ofereça a opção de reembolso. Isso porque o funcionário pode querer consultar um médico de confiança ou deseje se consultar em um centro médico específico. Para casos como esse, é interessante ter disponível a alternativa de reembolso.

Considere as necessidades de homens e mulheres

Quando for contratar um plano de saúde corporativo, não se esqueça de considerar que tanto as necessidades de homens quanto de mulheres devem ser atendidas. A saúde de cada um dos gêneros envolve particularidades que merecem atenção.

Vale, portanto, considerar planos que ofereçam suporte a diferentes demandas e que contem com uma boa rede de serviços obstétricos, ginecológicos e urológicos.

orçamento benefício vittude corporate

E os planos de saúde mental?

Agora que já falamos sobre os planos de saúde corporativos mais tradicionais do mercado, precisamos também falar sobre os planos de saúde mental. Como você deve ter notado, nenhum dos tipos de planos citados acima cobre cuidados com a saúde mental, certo?

Isso acontece porque, infelizmente, a saúde mental ainda é muito negligenciada. Por mais que o assunto tenha ganhado espaço e relevância com a chegada do novo coronavírus, ainda há muito o que fazer nesta frente.

Durante o isolamento social startups de saúde mental, como a Vittude, cresceram porque as pessoas se depararam com a necessidade gritante de cuidarem do bem-estar psicológico.

Mas por que esperamos a crise para pensar em oferecer este benefício para os colaboradores? Por mais que algumas empresas já enxerguem a importância de oferecer a psicoterapia como um benefício corporativo, a saúde mental nem sempre está entre as prioridades de muitas organizações. O ponto aqui é que de nada adiante cuidar da saúde física e deixar a mental de lado.

Você provavelmente já ouviu falar sobre o burnout, certo? A síndrome que afeta mais de 20 milhões de brasileiros provoca inúmeros afastamentos do ambiente de trabalho. Isso sem contar a depressão, que já é uma das maiores causas de afastamento também.

Cuidar da saúde mental é essencial para reduzir taxas de turnover e absenteísmo. No entanto, os benefícios não param por aí. Ao introduzir a psicoterapia como um benefício corporativo, a sua empresa está:

  • Elevando os níveis de produtividade;
  • Reduzindo gastos com sinistralidade;
  • Melhorando o clima organizacional;
  • Obtendo colaboradores mais saudáveis e satisfeitos;
  • Fortalecendo a sua imagem de marca empregadora.

Conte com o Vittude Corporate

É preciso cuidar da saúde dos seus colaboradores de maneira holística, ou seja, tanto no que diz respeito à saúde física quanto mental. O Vittude Corporate existe para te ajudar nessa missão!

Trata-se de um benefício corporativo que ajuda empresas a cuidarem de forma preventiva da saúde mental de seu time. Por meio de um​ investimento fixo mensal, por colaborador, sua empresa oferece um subsídio parcial ou integral para sessões de psicoterapia com psicólogos da nossa base.

Especialmente desenhado para empresas que desejam desenvolver o pipeline de liderança, investir em inteligência emocional, ter funcionários mais engajados e cuidar preventivamente da saúde emocional do ativo mais precioso: o colaborador.

Está convencido de que deve incluir o plano de saúde mental na sua lista de benefícios corporativos? Então clique aqui para conhecer melhor o Vittude Corporate e falar com um de nossos especialistas!

Por Bruna Cosenza

Este post ajudou você? Então, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de mais conteúdos bacanas e novidades!
Avalie Este artigo
cultura organizacional; ambiente corporativo; saúde mental nas empresas plano de saúde

Leia também

Receba novidades da Vittude