Como a psicologia organizacional apoia a cultura da empresa?
Avalie este artigo
22 de dezembro de 2021 | 5 min de leitura
Employer Branding

Como a psicologia organizacional apoia a cultura da empresa?

A psicologia organizacional se tornou um campo da psicologia fundamental para o crescimento sustentável das empresas, pois visa entender o comportamento humano no meio corporativo. A partir disso, tem como objetivo auxiliar na manutenção de um dia a dia com mais qualidade de vida.

Ao longo dos anos, as empresas foram se dando conta de que se atentar às necessidades de um ambiente de trabalho saudável para os colaboradores é essencial para aumentar a produtividade, atrair talentos e reduzir índices negativos, como o turnover.

E é aí que entra o trabalho da psicologia organizacional. Para aprender mais sobre o assunto, leia este artigo até o final!

O que é a psicologia organizacional?

A psicologia organizacional tem como foco estudar o comportamento humano dentro do ambiente corporativo. Assim, os conhecimentos da psicologia são implementados nas empresas com o objetivo de se ter um maior entendimento sobre o comportamento individual e coletivo dos funcionários.

Dessa forma, é possível traçar estratégias a fim de elevar a qualidade de vida e o bem-estar no ambiente laboral e, consequentemente, contar com colaboradores mais satisfeitos, motivados e produtivos.

Os psicólogos organizacionais são capazes de identificar e atuar em diversos fatores que influenciam o dia a dia nas organizações, entre eles:

  • o perfil dos funcionários da empresa;
  • doenças psicossomáticas e transtornos relacionados ao trabalho;
  • causas e turnover e absenteísmo;
  • fatores que impactam a produtividade;
  • comportamento organizacional do RH;
  • fatores de motivação e desmotivação.

Em quais frentes a psicologia organizacional atua?

O psicólogo organizacional pode atuar em várias frentes dentro da área de RH, sempre com foco no estudo do comportamento humano para estruturar ações estratégicas voltadas para o bem-estar.

Entre as principais áreas de atuação deste profissional, podemos citar:

Recrutamento e seleção

O psicólogo organizacional impacta o processo de recrutamento e seleção, pois conhece muito bem a cultura e as necessidades da organização. Assim, é capaz de fazer uma atração muito mais certeira.

Isso acontece por meio de entrevistas, dinâmicas e testes psicológicos. Este profissional está totalmente capacitado para fazer uma seleção de alto nível, em que o contratado tem fit cultural com a empresa.

Cultura organizacional

O papel da psicologia organizacional é contribuir para uma cultura mais saudável, voltada para a saúde emocional, o equilíbrio e bem-estar dos colaboradores. Quando um bom trabalho é executado pelos profissionais desta área, há o fortalecimento de uma cultura benéfica e positiva.

Lembrando que a cultura é responsável por impactar fortemente a produtividade e o bem-estar dos funcionários. Quando é tóxica, fomenta a competitividade excessiva, não valoriza o funcionário e não preza pelo equilíbrio entre vida pessoal e profissional, se torna muito nociva para todos na empresa.

Por isso, o trabalho da psicologia organizacional é tão importante, afinal, a cultura é a essência, o DNA da organização.

Benefícios corporativos

Os benefícios corporativos devem ser estratégicos e sanar as principais necessidades dos colaboradores. A psicologia organizacional deve estar de olho no que realmente é capaz de fazer a diferença, afinal, tais benefícios podem impactar a saúde e o bem-estar dos funcionários.

Nesse âmbito, vale pensar em tudo o que vai além do que já é comum nas organizações, como o vale-refeição e o vale-transporte. Pensar em benefícios que valorizam o profissional e contribuem para a sua qualidade de vida é fundamental.

Entre as possibilidades, considere auxílio para a realização de atividades físicas e sessões de psicoterapia, ambos essenciais para a manutenção da saúde de qualquer indivíduo.

E lembrando, é claro, que os benefícios se tornam uma vantagem competitiva no mercado e facilitam para a atração e retenção de talentos.

Treinamentos e capacitações

Os treinamentos e capacitações são fundamentais para garantir e evolução profissional de cada funcionário e, ao mesmo tempo, a manutenção de uma cultura voltada para o crescimento e desenvolvimento. E isso é essencial para manter a motivação e produtividade lá em cima.

Para funcionar, é necessário que os colaboradores tenham acesso a um plano de carreira e haja clareza sobre como cada investimento em treinamentos irá reverberar no sucesso da empresa. Caso contrário, acaba sendo um tiro no escuro e, em muitos casos, um investimento jogado no lixo.

O psicólogo organizacional irá trabalhar em todo esse processo e estruturar as regras e condições para a realização das capacitações de acordo com as principais necessidades.

Plano de cargos e salários

O plano de cargos e salários é uma ferramenta de gestão de RH relacionada à elaboração de um sistema capaz de organizar informações sobre tarefas e responsabilidades de cada profissional. Além disso, também estabelece a remuneração de cada um de acordo com o cargo.

O psicólogo organizacional é responsável por analisar o organograma da empresa e estruturar as políticas salariais, benefícios e funções de cada cargo.

Clima organizacional

O clima organizacional é um indicador muito importante em qualquer empresa, pois mede a satisfação e percepção dos colaboradores em relação ao ambiente de trabalho ao qual estão inseridos. Portanto, é uma maneira eficaz de compreender pontos positivos e negativos dentro da empresa e traçar estratégias eficazes para suprir necessidades e aumentar os níveis de motivação, bem-estar e produtividade.

Os conceitos do ramo da psicologia organizacional podem ser aplicados em pesquisas de clima organizacional que, se bem executadas, proporcionam um diagnóstico claro para, posteriormente, serem definidos os próximos passos.

Quais são os benefícios da psicologia organizacional?

Um psicólogo organizacional é capaz de contribuir de várias formas para o crescimento de uma empresa. Os principais benefícios da sua atuação são:

1. Aumento da produtividade

Quando o ambiente de trabalho não é saudável, a produtividade tende a cair bastante. Estresse, alta competitividade, metas inalcançáveis e falta de reconhecimento são apenas alguns dos pontos capazes de interferir na motivação e, consequentemente, na capacidade de produzir dos colaboradores.

O papel da psicologia organizacional é entender quais fatores estão afetando a produtividade e como é possível tratar a causa raiz do problema para reverter o cenário. Este profissional é responsável por elaborar estratégias que visam a promoção de um ambiente saudável e tranquilo, que favoreça a produtividade dos funcionários.

2. Redução do turnover e absenteísmo

Estes dois índices tiram o sono de qualquer profissional de RH. Quando são aplicadas estratégias voltadas para a manutenção de um dia a dia com mais qualidade de vida, a tendência é que eles sejam reduzidos.

Isso porque equilíbrio, saúde e bem-estar são uma enorme prioridade para a maioria dos profissionais e quando eles encontram isso no seu ambiente de trabalho, se sentem mais satisfeitos e motivados.

A consequência? Menos demissões, atrasos e afastamentos. E, é claro, redução de custos com novas contratações.

3. Melhora nos níveis de motivação

De maneira geral, as ações sob responsabilidade da psicologia organizacional já influenciam a motivação de forma positiva.

Mas um ponto específico que acaba influenciando bastante este índice é a avaliação de desempenho. Quando aplicada da maneira correta e com o suporte de psicólogos organizacionais, favorece a motivação e a satisfação.

Afinal, se trata de uma ferramenta fundamental para que o colaborador receba o reconhecimento por um bom trabalho e saiba quais são os próximos passos do seu desenvolvimento profissional.

4. Fortalecimento da marca empregadora

Não há como falar de psicologia organizacional sem citar a sua importância para o employer branding.

Além de todos os benefícios desse ramo da psicologia na gestão de pessoas, também contribui para o fortalecimento da marca empregadora. O investimento na saúde e na qualidade de vida se torna um grande diferencial competitivo e promove uma imagem positiva da organização no mercado.

Com isso, os processos de recrutamento tendem a sofrer os impactos positivos e mais profissionais talentosos passam a se interessar em trabalhar na empresa.

O psicólogo organizacional deve ser interno ou externo?

Existem consultorias externas voltadas para a psicologia organizacional, em que profissionais da área, que são qualificados e imparciais, atuam na realização de um diagnóstico e um plano de ação estratégico de ações.

Se a empresa preferir, também pode contar com uma consultoria interna, ou seja, feita por um psicólogo formado que é um colaborador CLT da empresa e atua diariamente com o contexto da organização. O ponto positivo é que ele conhece muito bem o dia a dia e, por isso, terá bastante insumo para as suas análises e propostas.

É importante saber que não existe um formato melhor, tudo depende do contexto da empresa e das suas principais necessidades.

Invista na psicologia organizacional para a sua empresa crescer

É muito interessante como os conceitos desse ramo da psicologia podem ser aplicados em diversas frentes da área de RH e influenciar no desenvolvimento da empresa como um todo.

Não deixe de contar com um psicólogo organizacional para ver a motivação, produtividade e felicidade dos seus colaboradores lá em cima. Esse é o ponto de partida para um crescimento sustentável!

Por Bruna Cosenza

Este post ajudou você? Então, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de mais conteúdos bacanas e novidades!
Avalie Este artigo

Leia também

Receba novidades da Vittude