Qualidade de vida no trabalho em empresas de alta performance
Avalie este artigo
24 de junho de 2021 | 7 min de leitura
Bem-estar

Qualidade de vida no trabalho em empresas de alta performance

Entre tantas adversidades provocadas pela pandemia causada pela COVID-19, uma delas diz respeito à qualidade de vida no trabalho. Um levantamento realizado pela Robert Half apontou que 26% dos entrevistados consideram que a sensação de equilíbrio entre qualidade de vida e trabalho piorou.

Mudanças relacionadas ao trabalho remoto, menos descanso e isolamento social acabam ocasionando essa percepção negativa. Não é a toa que a mesma pesquisa revelou que 28% dos recrutadores afirmam que a saúde mental é a maior preocupação em 2021.

É claro que qualidade de vida no trabalho não é um assunto exclusivo da pandemia, mas que com certeza ficou ainda mais evidente com todas as consequências causadas pelo coronavírus. As empresas que já estavam atentas reforçaram ainda mais suas ações voltadas para o tema, mas aquelas que ainda não valorizavam a qualidade de vida no trabalho precisaram mudar completamente a postura para sobreviver.

E é sobre isso que falaremos neste artigo: o que é, a sua importância e quais tipos de ações voltadas para qualidade de vida podem ser implementadas na sua organização. Leia até o final para conferir tudo!

O que é qualidade de vida no trabalho?

Nem todo mundo sabe, mas a qualidade de vida no trabalho, também conhecida como QVT, se trata de um índice de satisfação do colaborador no ambiente de trabalho. É mensurado a partir de níveis de saúde e bem-estar, reconhecimento, interações sociais, crescimento profissional etc.

Apesar da sua importância para a evolução de uma empresa, o Índice Sodexo de Qaulidade de Vida no Trabalho aponta que em uma escala de 0 a 10 o índice é de 6,5 para o trabalhador brasileiro.

Por fim, vale pontuar que a área de Recursos Humanos de uma empresa é a grande centralizadora das ações que têm como objetivo elevar a qualidade de vida no trabalho. O RH tem um papel fundamental no diagnóstico, implementação e análise de resultados relacionados a este tema.

Qual é a importância da qualidade de vida no trabalho?

A qualidade de vida no trabalho não é benéfica apenas para os colaboradores, mas para o crescimento da empresa como um todo também. Confira, em seguida, algumas das principais vantagens desse investimento na organização:

Aumento da motivação e produtividade

Um dos efeitos nocivos da falta de equilíbrio e bem-estar dentro de uma organização é que os funcionários se sentem esgotados e desmotivados o que impacta diretamente o desempenho de cada um. Por outro lado, quando o foco é a qualidade de vida no trabalho, tanto a produtividade como a motivação crescem.

Isso acontece porque ambientes nos quais os colaboradores se sentem extremamente pressionados e exaustos não contribuem para uma performance elevada.

Reduz turnover e absenteísmo

A qualidade de vida elevada no ambiente profissional ajuda a reduzir índices importantes, como o turnover e o absenteísmo, que são nocivos para a balança financeira da empresa. A partir do momento em que os colaboradores estão mais felizes e satisfeitos, a rotatividade e as faltas no trabalho tendem a reduzir.

Melhora a atração e retenção de talentos

Outro ponto que se beneficia fortemente de uma boa qualidade de vida no trabalho é a atração e retenção de talentos. Por um lado, empresas que tem este ponto como diferencial conseguem atrair melhores profissionais, afinal, todo mundo valoriza qualidade de vida hoje em dia. Ao mesmo tempo, os colaboradores atuais se sentem mais satisfeitos e tendem a permanecer mais tempo na empresa.

Melhora o clima organizacional

O clima organizacional é um indicador que tem como objetivo medir a satisfação e percepção dos colaboradores de uma empresa em relação ao ambiente de trabalho no qual estão inseridos. Quando o índice de qualidade de vida no trabalho vai mal, a tendência é que o clima organizacional sofra também.

Você provavelmente já ouviu histórias de pessoas que trabalhavam em lugares em que todo mundo era muito estressado, havia vários casos de burnout e, assim, o clima era muito pesado. Esse é um exemplo típico de organização em que a qualidade de vida é muito baixa e os funcionários se sentem extremamente insatisfeitos.

É favorável para employer branding

Employer branding é um conjunto de ações que têm como objetivo criar e manter uma imagem positiva de uma marca para os seus atuais colaboradores e potenciais funcionários. E uma dessas ações pode ser voltada para qualidade de vida, pois é um algo muito valorizado pelos profissionais hoje em dia.

A partir do momento em que a empresa levanta essa bandeira e demonstra, com ações práticas, como está preocupada com a qualidade de vida no trabalho, isso é benéfico para a sua marca empregadora.

Um ótimo exemplo aconteceu quando o LinkedIn, no meio da pandemia da COVID-19, decidiu das uma semana de folga para os seus colaboradores ao redor do mundo todo com o objetivo de auxiliar na saúde mental e prevenir distúrbios, como burnout. A notícia repercutiu na mídia e ajudou a empresa a fortalecer uma imagem positiva em relação ao assunto.

O que pode impactar negativamente a qualidade de vida no trabalho?

A qualidade de vida no trabalho pode ser impactada negativamente por inúmeros fatores. Dependendo da frequência e intensidade, podem ser mais ou menos nocivos. Em seguida, confira alguns dos pontos mais comuns nos quais é preciso ficar de olho:

  • carga de trabalho excessiva, levando ao esgotamento físico e mental;
  • ambiente altamente competitivo, gerando pressões excessivas;
  • condições de trabalho inadequadas e insalubres;
  • ausência de plano de carreira e perspectivas de crescimento;
  • clima organizacional negativo e tóxico;
  • conflitos e brigas;
  • pressão psicológica nociva;
  • ausência de relacionamentos interpessoais;
  • horário de trabalho pouco flexível;
  • ausência de reconhecimento profissional.

O ideal é que a empresa tenha mapeado quais aspectos interferem mais na qualidade de vida no trabalho dos colaboradores para, assim, traçar um plano de ação eficiente.

Como elevar a qualidade de vida na sua empresa?

Agora que já ficou claro o que é a qualidade de vida no trabalho, seus principais aspectos e importância, chegou a hora de falar sobre ações práticas. Afinal, o que pode ser feito para elevar, na sua empresa, a qualidade de vida no trabalho? Confira!

Ofereça um espaço físico adequado

Um dos pontos mais básicos, mas que ainda é negligenciado por algumas empresas é a questão do espaço físico adequado. Luz, ventilação, internet, cadeiras ergonômicas e aparatos tecnológicos podem parecer coisas muito óbvias, né? Por isso mesmo é importante que a sua organização não deixe de prestar atenção nelas!

No modelo de trabalho home office também cabe à empresa disponibilizar os utensílios necessários para que todos os colaboradores possam executar as suas tarefas com conforto e agilidade. Por isso, durante a pandemia muitas empresas passaram a oferecer kits de boas-vindas que incluem itens para o trabalho remoto.

Cuide do clima organizacional

Como já citado anteriormente ao longo deste artigo, o clima organizacional pode sofrer o impacto da ausência de qualidade de vida no trabalho. Por isso, é importante que o RH esteja sempre monitorando este índice e avaliando o que pode estar afetando negativamente o dia a dia de trabalho dos funcionários.

A pesquisa de clima organizacional é uma ferramenta extremamente valiosa nesse sentido, que pode ser uma grande aliada dos profissionais de recursos humanos para a realização de um diagnóstico mais certeiro.

Reconheça um bom trabalho

A falta de reconhecimento de um bom trabalho também é um dos fatores que contribuem para a queda da qualidade de vida no trabalho. Uma dica é implementar um programa de reconhecimento profissional, que nada mais é do que uma política específica da empresa, com critérios de acordo com a cultura organizacional, que tem como objetivo valorizar o desempenho elevado dos colaboradores da empresa.

Quando a organização conta com um programa formalizado garante que sempre que um funcionário executar um bom trabalho e/ou bater suas metas, será recompensado de alguma forma. Assim, são reduzidos os riscos de queda de motivação e produtividade por falta de reconhecimento.

Ofereça perspectivas de crescimento

Além do reconhecimento de um bom trabalho, os colaboradores também desejam trabalhar em um lugar que ofereça perspectivas de crescimento. Para isso, o plano de carreira é uma ferramenta valiosa, pois se trata de um programa bem estruturado que tem como objetivo estipular o caminho que cada profissional vai percorrer dentro de uma empresa.

Dessa forma, o funcionário passa a enxergar com mais clareza quais são as possibilidades de crescimento e o que é necessário fazer para chegar aonde deseja. Sem um plano de carreira, muitos podem se sentir perdidos em relação aos próximos passos profissionais e, consequentemente, desmotivados.

Tenha uma política de home office

Qualidade de vida no trabalho hoje em dia está muito atrelado à flexibilidade. A maioria das pessoas quer maior equilíbrio entre vida pessoal e profissional, o que se torna mais possível com uma política de home office e horários flexíveis.

Com a pandemia causada pela COVID-19, muitas empresas que ainda não adotavam esse regime de trabalho se viram sem alternativas e precisaram se adaptar rapidamente. As mudanças vieram para ficar e agora é esperado que todas as organizações ofereçam esse tipo de flexibilidade para os trabalhadores que atuam em áreas que não são prejudicadas pelo trabalho remoto.

Valorize saúde e bem-estar

A mudança começa no discurso. Em primeiro lugar, é preciso que o RH e as lideranças da empresa valorizam a saúde e o bem-estar e demonstrem tal preocupação diante dos colaboradores. Isso significa não valorizar cargas de trabalho excessivas, que levam ao desgaste emocional e físico.

Além do discurso, é necessário implementar ações práticas para incentivar os funcionários a cuidarem da saúde mental e física no ambiente de trabalho. Estamos falando sobre oferecer, entre outras possibilidades::

  • aulas de yoga;
  • ginástica laboral;
  • áreas de descanso dentro da empresa;
  • palestras e workshops;
  • materiais informativos.

Ofereça a psicoterapia como um benefício corporativo

Estamos vivendo um contexto em que a prevenção e tratamento de distúrbios mentais estão sendo cada vez mais discutidos no ambiente de trabalho. Pesquisas apontam que a saúde mental é uma das maiores preocupações das organizações em 2021. Este novo cenário é consequência dos efeitos colaterais da pandemia da COVID-19, que ressaltou questões já existentes.

Com o isolamento social, o home office e todas as inseguranças financeiras e de saúde, mais pessoas passaram a procurar auxílio psicológico para cuidar da ansiedade, depressão e tantos outras questões psíquicas.

As empresas, por sua vez, estão cada vez mais atentas em relação ao assunto e cresceu a procura por parceiros da área de saúde mental que ajudem a cuidar do bem-estar e qualidade de vida no trabalho. Com isso, se torna possível levar a psicoterapia como um benefício corporativo para os colaboradores e, dessa forma, todos passam a ter acesso a um serviço ainda elitizado em um país como o Brasil.

Conheça o seu próximo parceiro: Vittude Corporate

Agora você deve estar se perguntando: “como levar a psicoterapia até a minha empresa?”. A resposta é simples: com o Vittude Corporate esse processo é simples e eficiente.

O nosso objetivo é democratizar o acesso aos serviços de saúde mental e uma das formas de se fazer isso é por meio das empresas, que saem ganhando (e muito) com colaboradores mais saudáveis.

O Brasil, infelizmente, é o país mais depressivo e ansioso da América Latina, e isso reverbera diretamente nos ganhos das empresas. Nunca parou para pensar nessa relação?

Mais de 200 mil brasileiros foram afastados do mercado de trabalho por conta de transtornos mentais só em 2017 e 207 bilhões de reais é o valor perdido pelas empresas brasileiras devido ao adoecimento psicológico, faltas e baixa produtividade.

Os números falam por si só, não é mesmo? Quando as empresas ignoram quadros de ansiedade, burnout e depressão, todo mundo sai perdendo. Por isso, é preciso quebrar barreiras e prevenir e tratar esse tipo de distúrbio que afeta tantas brasileiros.

Entre tantos pontos que influenciam a qualidade de vida no trabalho, a saúde mental é uma delas. E com a Vittude e a sua base de mais de 3000 psicólogos é possível oferecer um serviço de qualidade e confiança para os colaboradores cuidarem do próprio bem-estar. Por meio de um​ investimento fixo mensal, por colaborador, sua empresa oferece um subsídio parcial ou integral para sessões de psicoterapia com psicólogos da nossa base.

É simples, eficiente e benéfico para o colaborador e a empresa. Converse com um dos especialistas do Vittude Corporate para conferir as melhores soluções para a sua organização!

Por Bruna Cosenza

Este post ajudou você? Então, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de mais conteúdos bacanas e novidades!
Avalie Este artigo

Leia também

Receba novidades da Vittude