Recursos Humanos: o que é e as suas principais funções
Avalie este artigo
4 de setembro de 2020 | 7 min de leitura
Habilidades e Competências

Recursos Humanos: o que é e as suas principais funções

A área de Recursos Humanos, o famoso RH, evoluiu muito nos últimos anos. Nem todo mundo tem clareza sobre a importância deste setor, afinal, por muito tempo foi apenas responsável pelas contratações, benefícios e salários. Hoje, no entanto, o cenário já é outro.

Esta área já assume um papel muito mais estratégico em algumas empresas e, portanto, essencial para o crescimento das organizações. Estamos falando sobre profissionais que são responsáveis por mais do que a folha de pagamento!

Neste artigo, proporcionaremos todas as informações necessárias para que você entenda, de uma vez por todas, a relevância da área de Recursos Humanos. Caso a sua empresa ainda não tenha um olhar estratégico para estes profissionais, essa é a hora de mudar. Continue a leitura para mergulhar neste universo e conhecer ainda melhor o RH!

O que é a área de Recursos Humanos?

A área de Recursos Humanos é o setor de uma empresa responsável por funções como recrutamento, seleção, benefícios, treinamentos e remuneração dos colaboradores. Para entender melhor, vale pontuar que o RH surgiu com a primeira Revolução Industrial, mas naquela época não tinha um papel estratégico, se limitando apenas a garantir que as decisões dos patrões fossem cumpridas e resolver possíveis conflitos.

Foi apenas com a chegada das leis trabalhistas e a criação de um novo olhar para as relações de trabalho que a ação dos Recursos Humanos começou a mudar. A área se tornou responsável por garantir que as relações profissionais fossem harmoniosas, zelando pelo ativo mais valioso de uma empresa: o colaborador.

Anos atrás, os profissionais desta área apenas cuidavam de burocracias, como folha de pagamento, contratação (sem muita estratégia) e benefícios. Agora, o cenário é totalmente diferente, pois já está claro que contar com um setor de Recursos Humanos estratégico é essencial para o crescimento das organizações.

Estamos falando sobre a era do RH 4.0, em que se passou a utilizar a tecnologia para automatizar alguns processos rotineiros e, assim, conseguir focar estes profissionais no que é mais importante: o papel estratégico na gestão do capital humano. Dessa forma, o principal objetivo dos Recursos Humanos passa a ser garantir o alinhamento de políticas de administração de colaboradores aos objetivos da organização.

Por que o RH é importante?

O futuro do RH já chegou. Pelo menos é o que apontam diversos estudos sobre as novas funções deste setor. Contar com uma área de Recursos Humanos estratégica é muito importante para a evolução de uma organização.

Na prática, isso significa que o RH passa a ser responsável por um recrutamento de talentos muito mais inteligente, ou seja, precisa ser capaz de atrair profissionais com alto fit cultural com a empresa.

Além disso, também são necessárias estratégias de retenção de talentos, afinal, é importante conseguir manter os funcionários mais tempo dentro de casa para reduzir índices de turnover.

Isso pode ser feito de diversas formas, sendo uma delas a criação de uma estratégia de treinamentos e benefícios atrativa e que atenda às necessidades dos colaboradores. Vale pontuar que também é de responsabilidade do RH manter um clima organizacional agradável e harmonioso, fator que contribui muito para a satisfação dos funcionários.

Portanto, fica claro que a área de Recursos Humanos tem um papel importantíssimo quando o assunto é a manutenção dos níveis de produtividade e engajamento dos funcionários.

Falando nisso, você já pensou como monitorar o clima da sua empresa? Pode parecer difícil, mas com o Termômetro de clima Vittude Corporate juntos com a Feedz, apresentamos um material que vai te ajudar manter seus colaboradores motivados, atraindo e retendo talentos.

O RH que é estratégico de verdade está o tempo todo estudando o que deve ser aprimorado dentro da empresa com o objetivo de alinhar as suas ações ao crescimento da organização. E para ser estratégico, é importante aliviar o dia a dia das atividades mecânicas e processos repetitivos por meio do auxílio tecnológico e de automação.

Quais são as suas principais funções do RH?

Vamos, em seguida, conferir as principais responsabilidades do time de Recursos Humanos, tanto em relação às funções mais burocráticas como as mais estratégicas.

Vale apontar que, apesar de a tecnologia proporcionar o suporte necessário, ainda assim é necessário um ser humano para coordenar os processos.

Departamento pessoal

Responsável pelas rotinas mais burocráticas do RH, ou seja, cuida da documentação dos processos da área, além de garantir que as leis trabalhistas estão sendo cumpridas adequadamente. O RH deve, portanto, garantir que a empresa está atuando de acordo com a lei e conforme os direitos dos trabalhadores. Essa função do RH é essencial para que sejam evitados conflitos entre os colaboradores e a organização.

Recrutamento e seleção

Uma das funções mais conhecidas dos Recursos Humanos é o recrutamento de novos talentos. Um bom RH não tem a função de apenas divulgar as vagas em aberto na organização.

É preciso ter um olhar estratégico em relação à cultura da empresa para que o processo de seleção seja organizado por meio de testes e entrevistas que avaliem se os profissionais contratados realmente têm fit cultural com aquele ambiente.

Uma boa contratação é essencial para que os índices de turnover sejam reduzidos, afinal, trazer para dentro de casa um profissional alinhado à cultura já é metade do caminho para um vínculo duradouro e de sucesso. Para que o processo seja completo, hard e soft skills também precisam ser avaliadas.

O RH é responsável por criar toda a estratégia de divulgação de vagas em aberto, estruturar o processo de seleção como um todo e integrar os novos colaboradores à empresa. Isso significa que o trabalho do RH não termina quando o profissional é contratado, pois também é necessário estruturar todo o onboarding.

Retenção de talentos

Além da atração e contratação de novos profissionais, o RH também é responsável por manter os colaboradores por mais tempo trabalhando na empresa. A estratégia de retenção de talentos deve levar em consideração diversas esferas, entre elas benefícios, salários, plano de carreira, treinamentos e clima organizacional (todos estes pontos são outras responsabilidades do RH que, juntas, contribuem para a redução do índice de turnover).

Manter os colaboradores mais tempo trabalhando em sua empresa exige esforço para criar um ambiente propício que estimule o crescimento e garanta mais satisfação e felicidade para todos. Isso porque quando os índices de rotatividade são muito altos é possível ter problemas com gestão do conhecimento, engajamento e produtividade.

Cargos e salários

Outra função muito importante do RH é a definição de cargos e salários de todos os colaboradores. Para isso, é necessário estudar as médias salariais do mercado e garantir remunerações competitivas.

Além disso, é de responsabilidade do RH também a criação de um plano de carreira para todos os cargos, afinal, esta ferramenta ajuda na visualização das funções e responsabilidades de cada posição dentro da empresa.

Ela também eleva significativamente os índices de engajamento e satisfação dos funcionários. Afinal, ter clareza sobre as possibilidades de crescimento na organização é motivador.

Clima organizacional

A manutenção do clima organizacional é uma responsabilidade dos Recursos Humanos. Este índice de satisfação dos colaboradores deve ser medido de tempos em tempos por meio de pesquisas de clima organizacional. O objetivo é detectar as necessidades, percepções e preocupações dos profissionais .

A partir destas análises periódicas, o RH é capaz de traçar estratégias que visam aprimorar o que ainda não é bem percebido pelos funcionários. Normalmente, os pontos avaliados contemplam as estruturas oferecidas pela empresa, a remuneração, os benefícios, os valores etc.

Treinamentos

É de responsabilidade de uma empresa proporcionar algum tipo de incentivo ao desenvolvimento de seus colaboradores. Isso pode ser feito por meio de treinamentos e capacitações.

O RH deve estruturar qual será a política de treinamentos oferecidos. É possível, por exemplo, oferecer um budget anual para cada gestor coordenar os investimentos com cada membro do seu time. Os treinamentos podem ser feitos dentro ou fora da empresa, de forma presencial ou online.

Política de benefícios

Não é novidade que é preciso ir além dos cargos e salários para atrair e reter bons talentos. Uma política de benefícios estratégica e bem comunicada faz toda a diferença nesse sentido, afinal, é preciso estar atento às verdadeiras necessidades das pessoas. Oferecer vale-refeição, vale-transporte e planos de saúde já é praticamente o mínimo que toda empresa pode fazer.

Como ir além? Cabe ao RH estudar o mercado, as tendências e o público interno da empresa para entender o que é mais atrativo para os seus colaboradores. Um pacote de benefícios diferenciado pode fazer a diferença tanto para atrair bons profissionais como para mantê-los na empresa por mais tempo.

Saúde e segurança

Cabe à empresa, mais especificamente à área de Recursos Humanos, garantir a segurança de seus colaboradores no ambiente de trabalho. Quando estamos falando sobre saúde e segurança, significa que o RH deve evitar doenças ocupacionais e acidentes.

Além disso, deve fazer um trabalho educacional em relação aos procedimentos de segurança da empresa e uso de equipamentos. Essa função é essencial para que se mantenha o bem-estar de todos os colaboradores da organização.

Gerenciamento de performance

Com o papel mais estratégico e o suporte da tecnologia, ficou mais fácil para o RH medir a produtividade dos colaboradores conforme as metas da organização. É importante, portanto, que a área faça uma definição clara de KPIs, ou seja, indicadores de performance com o objetivo de medir a eficiência dos funcionários.

Dessa forma, as lideranças têm maior clareza sobre os resultados e quedas de rendimento para que seja possível tratar as causas dos problemas detectados.

Para que este gerenciamento de performance tenha sucesso, é importante que as metas da empresa sejam claras e o RH seja capaz de construir uma gestão de desempenho alinhada a tais objetivos.

Qual é o perfil do profissional de Recursos Humanos?

Existem algumas habilidades que são essenciais para um profissional de RH, tanto em termos de hard como soft skills. Em seguida, indicamos qual é o perfil necessário para atuar nesta área tão importante dentro de uma empresa — lembrando que não é escrito em pedra, afinal, as necessidades podem mudar conforme o perfil da organização.

Visão sistêmica

O profissional de RH precisa ter uma visão sobre o todo e não focar apenas nas pequenas partes. Isso fica claro quando estamos falando sobre um processo de atração de talentos, por exemplo.

O RH não pode simplesmente abrir a vaga e se preocupar somente em preenchê-la. É preciso ter um olhar estratégico em relação ao perfil de candidato e como tornar o processo seletivo mais eficiente como um todo.

Adaptabilidade

Não é um skill necessário apenas para o profissional de RH. Neste caso, não podemos deixar de lembrar que a evolução tecnológica na área em questão exige pessoas cada vez mais flexíveis e adaptáveis. Os processos mudam com a chegada da tecnologia e é preciso estar preparado para lidar com o novo cenário.

Conhecimento tecnológico

Com isso, também precisamos citar que ter familiaridade com a tecnologia é extremamente importante. Big Data, novos softwares… Ter conhecimento (ou estar disposto a aprender) sobre tudo isso é essencial para se adaptar a este novo contexto em que o RH é muito mais estratégico.

Comunicação

Os profissionais da área de RH precisam, o tempo todo, se comunicar com outros times da empresa, fazer comunicados e conduzir entrevistas. Portanto, não há dúvidas de que ser capaz de conduzir uma comunicação clara, objetiva e transparente é essencial para o dia a dia do setor.

Escuta ativa

Vale pontuar também que o profissional de RH deve sempre ter uma postura receptiva, afinal, todos os colaboradores podem procurá-lo para expor dúvidas ou fazer questionamentos.

Dessa forma, é importante ter uma escuta ativa, ou seja, demonstrar verdadeiro interesse e preocupação pelo outro.

Conheça mais sobre o RH 4.0

Se você gostou deste artigo e quer continuar se aprofundando nos diferenciais do RH 4.0 que está provocando grandes transformações por meio da tecnologia, não deixe de ler um artigo completo que temos sobre o assunto clicando aqui!

Por Bruna Cosenza

Este post ajudou você? Então, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de mais conteúdos bacanas e novidades!
Avalie Este artigo

Leia também

Receba novidades da Vittude