SIPAT: o que é e como promover na sua empresa
Avalie este artigo
8 de outubro de 2021 | 6 min de leitura
Ambiente de Trabalho

SIPAT: o que é e como promover na sua empresa

Os profissionais que trabalham diretamente com a saúde, segurança e qualidade de vida dos demais colaboradores da empresa sabem sobre a importância da SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho).

O Brasil, infelizmente, é o 2º país do G20 em mortalidade por acidentes de trabalho. Para se ter uma ideia, segundo o relatório do Ministério Público do Trabalho e da Organização Internacional do Trabalho de 2002 a 2020 foram registrados 6 óbitos a cada 100 mil empregos formais.

A estimativa é que doenças e acidentes do trabalho causem uma perda de 4% no PIB global todos os anos. E não estamos falando somente sobre acidentes físicos. Os transtornos psicológicos também impactam a saúde dos colaboradores: apenas em 2020, o total de auxílios-doença devido aos distúrbios como depressão e ansiedade no trabalho atingiu 289 mil solicitações.

Para informar, conscientizar e promover mais saúde e segurança no dia a dia de trabalho, é importante entender da SIPAT e como implementar o evento. Neste artigo, você poderá conferir tudo sobre o assunto!

O que é a SIPAT?

A SIPAT, Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho, se trata de um evento que contribui para a diminuição dos acidentes de trabalho dentro das organizações.

Talvez você não saiba, mas é uma atribuição obrigatória da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e está prevista em lei.

Com foco na prevenção, ao longo desta semana de evento são realizadas atividades e palestras com o objetivo de informar e conscientizar os funcionários em relação às doenças e acidentes de trabalho.

O que é considerado um acidente de trabalho?

De acordo com o art. 19 da Lei nº 8.213/91, a definição é a seguinte:

“acidente de trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa ou pelo exercício do trabalho dos segurados referidos no inciso VII do art. 11 desta lei, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho.”

Quem é responsável pela SIPAT?

A SIPAT é promovida pela CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), que é composta por empregados e empregadores.

Trata-se de uma exigência legal para empresas com mais de 20 funcionários. O papel da CIPA é analisar os riscos no ambiente de trabalho e promover formas de prevenção.

Qual é a importância da SIPAT para as empresas?

Infelizmente, como já visto anteriormente, o Brasil tem um índice bem alto de acidentes de trabalho. Por isso, a SIPAT é tão importante.

Não há dúvidas, portanto, de que se trata muito mais do que uma exigência legal. É também de uma estratégia eficiente para promover mais qualidade de vida, bem-estar e produtividade no dia a dia de trabalho.

Entre os seus principais benefícios para a empresa, podemos citar:

Redução de turnover e absenteísmo

Doenças e acidentes de trabalho podem obrigar alguns colaboradores a se afastarem temporariamente ou até mesmo se desligarem da empresa. A conscientização e o acesso às informações adequadas podem evitar acidentes de trabalho e, assim, reduzir estes índices.

Isso é muito interessante para a empresa, afinal, toda vez quer um funcionário se afasta ou se demite há gastos com uma nova contratação e/ou substituição temporária.

Profissionais mais saudáveis e produtivos

Os acidentes de trabalho podem reduzir drasticamente a produtividade de um colaborador, o que não é nem um pouco vantajoso para a organização. Por isso, quanto menores forem os índices de doenças e acidentes, melhor para o crescimento da empresa.

Melhores condições de trabalho

O trabalho da CIPA com a SIPAT e outras iniciativas é essencial para garantir um dia a dia de trabalho mais saudável. Para isso, é realizado um acompanhamento contínuo para detectar erros e corrigir falhas. Tudo isso faz com que os colaboradores se sintam mais seguros.

Melhora no clima organizacional

Definitivamente não faz bem para o clima organizacional da empresa quando há um número muito alto de colaboradores enfrentando doenças ou acidentes de trabalho. Cria-se um ambiente inseguro e que maiores níveis de insatisfação.

O que incluir na semana SIPAT?

A SIPAT deve ser realizada uma vez por ano, com duração de uma semana a ocorrer durante o horário de expediente dos funcionários.

Existem vários tipos de ações que podem ser trabalhadas. Conhecendo o perfil dos colaboradores é possível traçar uma estratégia mais efetiva, capaz de realmente atrair a atenção dos funcionários e fazê-los refletirem.

Confira algumas ideias para implementar na sua empresa:

Palestras e workshops

A parte informativa sempre será muito importante, por isso, não deixe de considerar palestras e workshops na sua SIPAT. De acordo com as temáticas abordadas ao longo da semana, vale a pena convidar especialistas, como médicos, psicólogos e outros profissionais que possam trazer informações de qualidade e complementares.

Diagnóstico da saúde

Uma ação mais prática e que desperta bastante interesse dos colaboradores é o diagnóstico de saúde, que pode englobar:

  • acuidade visual;
  • aferimento de pressão;
  • avaliação dental;
  • cuidados com doenças crônicas.

Brindes para os colaboradores

Para motivar a participação dos funcionários na SIPAT, uma dica é fazer um sorteio de brindes. No entanto, esse não deve ser o foco principal do evento. É interessante pensar em como alguns dos brindes podem ajudar os funcionários a cultivarem hábitos mais saudáveis no dia a dia. Algumas ideias são:

  • squeeze;
  • canecas personalizadas;
  • ecobags;
  • mouse pad;
  • caderno e/ou agenda;
  • kit de yoga.

Intervenções nos setores

Algumas organizações não conseguem parar a linha de produção por muito tempo para que os colaboradores assistam a palestras mais longas. Uma alternativa nesses casos são as intervenções nos setores, ou seja, pequenas apresentações de 10 a 20 minutos no local onde os funcionários exercem suas funções.

Dinâmicas de grupo

As dinâmicas de grupo também são bem interessantes para tornar a semana da SIPAT mais atrativa e não ser puramente informativa.

Dependendo dos temas abordados ao longo do evento é possível pensar em formas de interação que, além de divertidas, repassam informações importantes.

Aula de Yoga e mindfulness

Se estamos falando sobre qualidade de vida, saúde e bem-estar, não podemos deixar de citar como mente e corpo precisam estar em harmonia. Para incentivar esse tipo de cuidado, aulas de Yoga e mindfulness podem ser bem interessantes.

Caso haja espaço o suficiente no escritório da empresa, é possível promover as aulas por lá. Mas, se houver verba e necessidade, uma ideia é alugar algum outro espaço para oferecer uma experiência fora do ambiente de trabalho.

Com esse tipo de iniciativa, muitos funcionários podem acabar se interessando pela prática e aderi-la no dia a dia para cultivar uma vida mais saudável.

Quick massage

A quick massage também é muito adorada pelos colaboradores. É prática e acessível. Com atendimentos mais curtos, vários colaboradores podem se beneficiar e se sentir mais relaxados.

Aula de ginástica laboral

Por fim, uma aula de ginástica laboral também é muito bem-vinda. Trata-se de uma série de exercícios que são realizados no ambiente de trabalho com o objetivo de evitar lesões por esforço repetitivo e doenças ocupacionais.

Muitos colaboradores nem têm consciência dos benefícios da ginástica laboral e, ao fazer uma aula, podem se sentir mais motivados para implementar algumas mudanças a fim de melhorar a própria saúde e bem-estar.

Quais temas podem ser trabalhados na SIPAT?

Entre os diversos assuntos que podem ser abordados na SIPAT, leve em consideração aqueles que são mais relevantes para o contexto da sua empresa. Em seguida, confira algumas sugestões:

Como promover a SIPAT na sua empresa?

Por fim, após entender o que a SIPAT, a sua importância e iniciativas que podem ser promovidas ao longo dessa semana, é importante entender como implementar o evento na sua empresa. Para ajudar, confira o seguinte passo a passo:

1. Planeje com antecedência

O primeiro ponto é ter em mente que uma semana inteira de eventos não pode ser planejada e executada da noite para o dia. Por isso, é necessário que a CIPA se organize com antecedência para conseguir promover conteúdos de valor ao longo da SIPAT.

Nessa etapa de planejamento, é interessante fazer algumas definições, por exemplo:

  • data e horários da SIPAT;
  • temas que serão abordados;
  • atividades que serão promovidas e onde acontecerão;
  • plano de comunicação interna do evento;
  • responsáveis por cada uma das tarefas;
  • recursos financeiros necessários.

2. Estruture um cronograma

Junto do planejamento deve ser estruturado um cronograma para que tudo saia conforme o planejado e dentro dos prazos. Considere que podem ocorrer alguns imprevistos, portanto, é interessante criar um cronograma com folgas para possíveis atrasos.

Aqui, além de definir as datas e responsáveis por toda a organização do evento em si, vale também já estabelecer os horários e a duração das atividades da SIPAT.

3. Defina o tema central

Existem muitos assuntos que podem ser abordando na SIPAT e é praticamente impossível falar sobre tudo relacionado à saúde e segurança.

A definição do tema central deve ser bem pensada, pois deve ser relevante e útil e, ao mesmo tempo, atrativa para os colaboradores. Com isso, todas as atividades promovidas ao longo do evento precisam estar relacionados à temática macro.

4. Convide os parceiros e defina os locais

Outro ponto importante é a realização dos convites para profissionais que irão palestrar, dar aulas ou promover algum tipo de serviço. Além disso, dependendo das atividades que serão executadas, também é preciso pensar se tudo será realizado no escritório ou se é necessário buscar outros espaços.

5. Planeje a comunicação interna

Para que os funcionários se interessem pela SIPAT é importante traçar um plano de divulgação eficiente. Definir os meios de comunicação e a mensagem que será transmitida é essencial para atrair o maior número de pessoas engajadas.

A comunicação deve esclarecer o que é a SIPAT, a sua importância, datas e horários e as atividades que serão promovidas ao longo do evento.

6. Peça feedbacks

É essencial que, após o evento, os colaboradores possam contar como foi a experiência, pontos positivos e negativos. Dessa forma, no ano seguinte a CIPA poderá aprimorar a SIPAT e oferecer um evento ainda melhor.

Além disso, os funcionários gostam de ser levados em consideração, por isso, o feedback é tão importante.

Comece agora mesmo a estruturar a sua próxima SIPAT

Após a leitura deste artigo você não deve ter mais nenhuma dúvida sobre a importância da SIPAT, não é mesmo?

Com todas essas dicas e informações em mãos, não há mais desculpas para postergar o planejamento do evento na sua empresa. Não se esqueça: todo mundo sai ganhando com um dia a dia de trabalho mais saudável e seguro!

Para mais artigos, acompanhe o blog do Vittude Corporate!

Por Bruna Cosenza

Este post ajudou você? Então, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de mais conteúdos bacanas e novidades!
Avalie Este artigo

Leia também

Receba novidades da Vittude