Terapia para alto desempenho profissional: o que é e quais são seus benefícios
Avalie este artigo
4.4/5 - (13 votes)
29 de janeiro de 2020 | 8 min de leitura
Saúde Mental

Terapia para alto desempenho profissional: o que é e quais são seus benefícios

4.4/5 - (13 votes)

Nem todo mundo sabe, mas a terapia para alto desempenho profissional pode ser um divisor de águas na vida de muitas pessoas.

Muita gente ainda associa a terapia apenas às doenças mentais, como por exemplo, depressão, ansiedade, bipolaridade, entre outras. No entanto, cada vez mais ficam claros os benefícios da prática para o dia a dia profissional.

Pesquisas já confirmam que verbalizar seus sentimentos pode ter um impacto terapêutico significativo no seu cérebro.

Isso quer dizer que quando você fala sobre as suas preocupações e o que está sentindo (principalmente com um profissional especializado), você está proporcionando benefícios para o seu bem-estar e o seu desenvolvimento.

13 razões para investir em saúde mental

Isso vale tanto para a vida pessoal como profissional. Às vezes, as pessoas se esquecem como o mundo corporativo pode ser desafiador e que ter o auxílio de um psicólogo para superar obstáculos e se desenvolver é essencial para evoluir como profissional.

O que é terapia para alto desempenho profissional?

Primeiro, é preciso entender sobre o que se trata a terapia, pois algumas pessoas ainda têm ideias equivocadas em relação a esse processo.

A terapia é conduzida por um profissional formado em Psicologia que, para exercer a sua profissão, precisa estar inscrito no Conselho Regional de Psicologia (CRP).

Essa prática não é exclusiva apenas para quem sofre de distúrbios mentais e é muito valiosa também para quem busca desenvolver novas habilidades ou sente necessidade de se conhecer melhor e resolver questões pessoais e/ou profissionais.

Basicamente, o processo da terapia é um profundo mergulho de autoconhecimento conduzido pelo psicólogo ao longo de sessões semanais. A prática acontece por meio da conversa entre o paciente e o profissional especializado.

O psicólogo é, portanto, responsável por ajudar a pessoa a investigar as suas emoções e comportamentos de tal forma que se possa chegar a um diagnóstico.

A terapia para alto desempenho profissional, por sua vez, está associada a elevar os níveis de performance de uma pessoa. Vamos entender com um exemplo prático: imagine que você está se preparando para assumir um novo cargo na empresa na qual trabalha e se sente inseguro e despreparado emocionalmente.

A terapia é capaz de te ajudar a desenvolver as habilidades necessárias para esse novo desafio, além de ser um espaço no qual você pode desabafar e externalizar o que está sentindo.

Até porque muitas vezes as pessoas têm medo de dizer para os outros o que sentem – em uma situação dessas, colocar as emoções para fora pode ser essencial para conseguir se preparar para um novo cargo.

Esse é apenas um exemplo, pois a terapia para alto desempenho profissional pode auxiliar em diversas situações ao longo da carreira, mas é importante saber que essa ferramenta existe para te ajudar a se desenvolver e crescer, atingindo altos níveis de performance.

Benefícios da terapia para alto desempenho profissional

Agora que você já sabe sobre o que se trata a terapia para alto desempenho profissional, vamos conferir em mais detalhes os seus benefícios.

1. Ajuda a lidar com as emoções

Em vários momentos da sua carreira você vai se deparar com situações que causam um rebuliço dentro de si. Nessas horas, é normal ficar confuso e um pouco perdido.

Você pode estar passando por muita coisa ao mesmo tempo e, para lidar com a avalanche de emoções e não deixar que tudo isso afete o seu desempenho, é importante buscar suporte com um profissional especializado.

Um psicólogo pode te ajudar a entender como reconhecer e controlar as suas emoções e impedir que tudo o que você sente tenha um impacto na sua performance no trabalho.

E quantas vezes não passamos por mudanças inesperadas ou dificuldades que balançam os nossos eixos? É super importante estar preparado para lidar com tudo isso da forma mais inteligente possível.

2. Prepara lideranças e alto executivos

Imagine só o frio na barriga de assumir pela primeira vez um cargo de liderança? Nem todo mundo se sente à vontade logo de cara.

Por mais que, muitas vezes, a pessoa esteja preparada tecnicamente para o cargo, pode ser que não esteja pronta emocionalmente.

Isso porque toda mudança de cargo exige novas habilidades de um profissional e estar despreparado pode afetar não somente o seu rendimento como o de toda a sua equipe, o que não é vantajoso para a empresa.

Alguns líderes, por exemplo, têm grande dificuldade de se comunicarem com as pessoas, ficam muito nervosos em apresentações ou não conseguem lidar com pressões de metas e resultados.

Por mais que sejam bons profissionais, precisam aprender a conciliar novas obrigações e responsabilidades, sem deixar que esses gaps interfiram em seu rendimento.

E não se engane ao pensar que apenas líderes de primeira viagem precisam de suporte psicológico. Muitas vezes, a mudança da gerência para a diretoria, por exemplo, pode ser assustadora.

Líderes e altos executivos de todos os níveis precisam da terapia para se desenvolverem.

Existem psicólogos especializados em profissionais com cargos de liderança que ajudam essas pessoas a compreenderem suas dificuldades e como superá-las.

3. Desenvolve a inteligência emocional

Uma das habilidades mais procuradas pelos recrutadores hoje em dia é a inteligência emocional.

Profissionais emocionalmente inteligentes estão mais preparados para lidar com adversidades, têm habilidades interpessoais mais desenvolvidas e conseguem se colocar no lugar do outro.

Além disso, são pessoas com maior facilidade em identificar e controlar as suas emoções, o que é essencial em diversas situações no ambiente profissional.

O que muita gente não sabe é que é possível sim desenvolver a inteligência emocional e a terapia é uma das melhores ferramentas para isso, pois há uma relação direta entre o autoconhecimento e a inteligência emocional.

Ao se permitir vivenciar um profundo mergulho dentro de si mesmo na terapia, consequentemente você está descobrindo os seus gatilhos emocionais e comportamentais e refletindo sobre eles.

Pesquisas como a da Talent Smart afirmam que 90% dos trabalhadores com alta performance no ambiente profissional possuem a inteligência emocional bem desenvolvida, enquanto 80% dos que performam menos têm o QE mais baixo também.

Portanto, já deu para perceber que ao desenvolver a inteligência emocional você também está trabalhando para elevar o seu desempenho profissional, não é mesmo?

4. Diminui os riscos de burnout

A síndrome do Burnout é um esgotamento emocional causado pelo ambiente de trabalho que já afeta a vida de milhões de brasileiros.

Altos níveis de estresse e esgotamento são o que caracteriza essa síndrome e fazem com que o profissional sinta que chegou ao seu limite físico e psicológico.

Entre os sintomas, podemos citar: baixa produtividade, náuseas, insônia, raciocínio lento, alterações de apetite e dores musculares.

Em casos mais graves, a pessoa pode precisar se afastar temporariamente do ambiente de trabalho para se recuperar, o que não é legal nem para a pessoa nem para a empresa.

O burnout é apenas uma das causas de baixo rendimento no trabalho. A depressão e a ansiedade são outros exemplos de distúrbios que, se não forem devidamente tratados, podem ocasionar na baixa performance e até no afastamento temporário.

Para evitar esse tipo de situação, vale usufruir da terapia, que é altamente indicada para a prevenção e tratamento de doenças mentais.

Aliás, oferecer a terapia como um benefício corporativo é uma maneira inteligente de cuidar do bem mais valioso da empresa, os seus funcionários, e ao mesmo tempo garantir que o desempenho dos profissionais não será afetado por conta de questões que podem ser prevenidas.

5. Ajuda a superar mudanças

As pessoas passam por mudanças em diversas esferas da vida. Às vezes você pode estar mudando de cidade, de estado civil ou até de área de atuação. Independentemente de qual for o tipo de mudança pela qual você está passando, pode ser uma hora difícil e assustadora da sua vida.

Situações de mudança são capazes de elevar os níveis de ansiedade e tirar as suas noites de sono, o que consequentemente afeta o seu desempenho no trabalho.

O psicólogo será um apoio importante nesse momento, pois por meio da escuta qualificada te ajudará a refletir sobre tudo o que está acontecendo ao seu redor. Dessa forma, você consegue trabalhar suas angústias e ansiedades e impedir que elas impactem negativamente na sua performance profissional.

6. Eleva a autoconfiança

A autoconfiança é muito importante para o desempenho profissional de um indivíduo. Muitas vezes, por mais que a pessoa seja boa tecnicamente, se ela não confia em si mesma e não consegue transparecer que tem domínio sobre o que está falando, dificilmente os outros confiarão nela.

O baixo nível de autoconfiança acaba afetando a autoestima também e pode ser muito danoso para o profissional, que ao não confiar em si mesmo pode ter o seu rendimento afetado.

A terapia ajuda a elevar a autoconfiança dos profissionais, pois ao proporcionar um processo de autoconhecimento é possível descobrir o que está abalando a confiança daquela pessoa e trabalhar para que este deixe de ser um problema no seu dia a dia.

Por que as pessoas ainda não fazem terapia?

Por mais que bastante gente já tenha consciência da importância da terapia tanto para a vida pessoal como profissional, muitas pessoas ainda não aderem à prática. Existem algumas barreiras que vão além do conhecimento sobre a sua relevância.

Uma delas é o custo. Segundo o Conselho Federal de Psicologia (CFP), a terapia presencial exige, em média, um gasto de R$226,38. Visto que o recomendado é que se faça uma sessão por semana, no final do mês o valor será em torno de R$1.000,00.

Infelizmente, não são todas as pessoas do nosso país que conseguem investir essa quantia de dinheiro em terapia, não é mesmo?

Outra barreira é o tempo. Quem tem uma rotina muito atribulada pode acabar despriorizando a terapia em prol de outras atividades por não conseguir encaixar esse compromisso na agenda.

Por fim, uma última barreira muito comum é a localização. Segundo levantamentos do Conselho Federal de Psicologia, no Brasil há em torno de 150 mil psicólogos, mas a maioria deles, cerca de 60%, está no Sudeste.

Não é a toa que em um país como o nosso, muita gente desista de fazer terapia porque não encontra um bom profissional.

Como as empresas podem ajudar a democratizar o acesso à terapia

Entre tantos benefícios que as empresas oferecem com o objetivo de atrair e reter os melhores talentos, muitas vezes se esquecem de olhar para uma das maiores necessidades que existem hoje, a terapia.

Como citado anteriormente, infelizmente ainda existem diversas barreiras que impedem as pessoas de fazerem terapia. A boa notícia é que as empresas podem e devem ajudar a mudar esse cenário.

Em um contexto em que a maioria dos benefícios corporativos envolvem vale-transporte, vale-refeição e plano de saúde, já pensou que incrível seria poder oferecer uma espécie de “vale-terapia” para os seus colaboradores?

Isso já existe! Aos poucos, as empresas estão se dando conta de que cuidar da saúde mental dos funcionários não é mais uma opção e sim uma obrigação.

Ao oferecer a terapia como um benefício corporativo, as organizações demonstram preocupação genuíno com a saúde mental e o desenvolvimento dos profissionais que estão todos os dias trabalhando por um mesmo objetivo.

Além disso, ao promover uma cultura de saúde mental dentro da organização, consequentemente você está focando no bem-estar e na qualidade de vida dos funcionários, o que só irá reverter em vantagens para a empresa.

A terapia para alto desempenho profissional existe para ajudar as organizações a desenvolverem colaboradores mais produtivos e felizes, com níveis de performance elevados.

É dessa forma, unindo esforços em prol de um objetivo comum, que todos chegam mais longe.

Se agora você está se perguntando “Mas como eu faço para implementar a terapia como um benefício corporativo?”, pode deixar que eu tenho a resposta.

orçamento beneficio vittude corporate

Conheça o Vittude Corporate, um benefício corporativo que ajuda empresas a cuidarem da saúde mental dos seus colaboradores! Por meio de um investimento fixo mensal, por colaborador, sua empresa oferece ao time um subsídio parcial ou integral para sessões de psicoterapia, com psicólogos Vittude. 

Conheça algumas das empresas que já investem em saúde mental com o Vittude Corporate: Campari, Resultados Digitais, eduk, 99, imovelweb, ismart, entre muitas outras! Entre em contato e saiba mais clicando aqui!

Este post ajudou você? Então, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de mais conteúdos bacanas e novidades!

Leia também:

Aprenda a desenvolver uma cultura de saúde mental na sua empresa

Saúde mental no trabalho: entenda como investir nisso pode alavancar os resultados da sua empresa

Por Bruna Cosenza

Este post ajudou você? Então, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de mais conteúdos bacanas e novidades!
Avalie Este artigo
4.4/5 - (13 votes)
benefícios desempenho profissional terapia

Leia também

Receba novidades da Vittude