Por que o trabalho híbrido é tendência no pós-pandemia?
Avalie este artigo
13 de agosto de 2021 | 7 min de leitura
Ambiente de Trabalho

Por que o trabalho híbrido é tendência no pós-pandemia?

A pandemia provocou diversas transformações no mercado de trabalho, sendo uma delas o home office. Apesar da difícil adaptação para algumas pessoas, não há como negar que deu certo e o medo da queda de produtividade não se concretizou. Com isso, conforme a vida volta ao normal, uma nova tendência é o trabalho híbrido.

Este formato de trabalho não é novidade em muitos países, mas, no Brasil, em que as organizações ainda engatinhavam até mesmo para estabelecer políticas claras de trabalho remoto, o híbrido parece ser uma grande novidade.

Com este novo cenário se desenhando, ficam os questionamentos: o modelo de trabalho híbrido é bom para empresa e funcionários? Qual é a sua importância no pós-pandemia? Estas e outras perguntas serão respondidas neste artigo completo sobre o assunto. Continue a leitura!

O que é o trabalho híbrido?

O trabalho híbrido é um modelo no qual os colaboradores podem alternar dias de trabalho em casa e no escritório, ou seja, há maior flexibilidade.

Durante a pandemia, o home office foi adotado por mais de 40% das empresas. E por mais que no começo muitos tenham enfrentado dificuldades e inseguranças com este novo modelo de trabalho, acabou dando certo e superando as expectativas.

Mesmo assim, manter os colaboradores em home office permanente não está nos planos de muitas empresas. O meio termo parecer ser o caminho mais atrativo, afinal, boa parte dos profissionais sente falta da socialização e reuniões presenciais do dia a dia. Com isso, para chegar a um formato que agrade a todos, o trabalho híbrido surge como uma possibilidade repleta de benefícios.

A cultura do anywhere office

Nos últimos tempos muito se falou sobre o “anywhere office”, um termo em inglês que pode ser traduzido como “escritório em qualquer lugar”. Na prática, prega por um modelo de trabalho em que as pessoas podem realizar as suas tarefas em qualquer lugar: em casa, no escritório ou onde mais desejarem.

Um estudo realizado pela Workplace Intelligence, nos Estados Unidos, revelou que 95% dos funcionários americanos desejam ter algum nível de controle sobre o local em que trabalham.

Outro dado interessante da pesquisa é que 53% dos colaboradores desejam trabalhar no escritório somente três dias da semana. Assim, o restante da carga horária seria realizada em outros locais.

E, se pararmos para pensar, os dados revelam o óbvio: há pessoas que conseguem se concentrar melhor e ser muito mais produtivas em um café, na casa da praia, em uma livraria e por aí vai… O “anywhere office” oferece essa liberdade e, para acompanhar a tendência, é importante que as empresas esteja de acordo com o trabalho híbrido.

O que a CLT diz sobre o trabalho híbrido?

É importante considerar que a Consolidação das Leis do Trabalho ainda não engloba o trabalho híbrido. No entanto, as empresas podem usar como base as regras estabelecidas para o trabalho remoto para entender o que pode e não pode ser feito quando se mescla o presencial e o teletrabalho.

Para funcionar, é necessário que seja realizado um aditivo nos contratos de trabalho, ou seja, que seja adicionada a modalidade de home office nos documentos para que haja a proteção da relação trabalhista. Dessa forma, tanto empregador como funcionário ficam de acordo com a jornada de trabalho híbrida e as regras, obrigações e direitos envolvidos.

Quais são as vantagens do trabalho híbrido?

O trabalho híbrido é vantajoso tanto para a empresa como para o funcionário. A tendência é que este formato mude a maneira que as pessoas encaram o dia a dia de trabalho. Confira algumas das principais vantagens:

Redução de custos com escritórios

A tendência é que muitas empresas reduzam o tamanho dos escritórios, que deixam de ser apenas um local físico do expediente e passam a ser um ponto de encontro entre os colaboradores.

Isso é vantajoso para as organizações, que podem investir em lugares menores e, assim reduzir custos. Ao mesmo tempo, os funcionários tem a liberdade de trabalhar de casa quando sentirem necessário, mas também há a garantia de um espaço onde podem realizar reuniões e socializar.

É um meio termo que contribui bastante para a balança financeira da empresa e para a satisfação com o dia a dia de trabalho.

Maiores possibilidades de contratação

A mentalidade do trabalho híbrido também é importante porque reduz algumas barreiras no momento da contratação de novos talentos.

Isso porque, antes, muitas empresas só contratavam pessoas que poderiam ir todos os dias ao escritório. Agora, com os novos formatos de trabalho, há uma maior flexibilidade e, com isso, é possível recrutar profissionais de outras cidades ou estados.

Isso é interessante, afinal, muitos bons talentos podem não morar onde está localizada a sede da empresa. Diminui-se, portanto, as barreiras físicas que podem interferir no preenchimento de vagas.

Maior flexibilidade e qualidade de vida para os colaboradores

Outro ponto interessante é que o trabalho híbrido proporciona maior flexibilidade para os colaboradores. Para muitos, escolher de onde trabalhar é importante para conseguir equilibrar vida pessoal e profissional. 

Além disso, é muito positivo para a saúde mental e qualidade de vida, afinal, muitas pessoas gostam de realizar esportes no horário do almoço ou almoçar com os filhos, por exemplo. Tudo isso agrega para um dia a dia mais saudável e feliz. A flexibilidade utilizada com responsabilidade é muito positiva.

É uma vantagem competitiva

A partir do momento em que o home office se tornou uma possibilidade real, agora muitas pessoas passam a definir o trabalho híbrido como um pré-requisito no momento da procura por oportunidades de emprego.

Portanto, oferecer esse tipo de formato de trabalho acaba se tornando uma vantagem competitiva atrativa e as organizações que se recusarem a trabalhar nesses moldes podem acabar perdendo espaço.

Reduz o microgerenciamento

O microgerenciamento diz respeito a uma liderança que tem a necessidade de controlar o tempo todo o que os membros do seu time estão fazendo. Esse tipo de comportamento é muito comum no dia a dia de trabalho no escritório, mas com o home office, os líderes que ainda cultivavam essa postura precisaram encarar uma nova realidade.

É difícil controlar tudo o que as pessoas fazem em um modelo de trabalho híbrido, em que líder e liderado não estão no mesmo espaço físico o tempo todo.

Por mais desafiador que seja, pode ser interessante para fortalecer a autonomia e o senso de responsabilidade de todos os colaboradores para, assim, evitar problemas como o microgerenciamento.

Diminuição de atrasos

Principalmente em cidades grandes e caóticas, com muito trânsito, é normal que os funcionários se atrasem com maior frequência.

Com o trabalho híbrido, a tendência é que este problema seja resolvido, afinal, as pessoas quem moram longe e enfrentam o estresse do trânsito ou do transporte público, não precisam mais lidar diariamente com estas questões.

O efeito positivo, apesar de não ser tão óbvio, é que os funcionários ficam até mais descansados e produtivos.

Os desafios do trabalho híbrido que merecem atenção

Apesar de tantas vantagens, não podemos negar que o trabalho híbrido também é bastante desafiador em alguns pontos, mas vale ressaltar que é tudo uma questão de tempo. Afinal, a maioria das empresas é capaz de se adaptar.

Entre os principais desafios está a questão da manutenção da cultura organizacional. Como mantê-la viva no modelo de trabalho híbrido e garantir que todos tenham clareza sobre os valores e modo de agir naquele ambiente?

Outro ponto de atenção são os ruídos de comunicação, afinal, muita gente pode enfrentar dificuldades para lidar com reuniões e discussões em âmbito digital. É necessário garantir algumas boas práticas para lidar da melhor forma com este contexto.

E, por fim, as lideranças também enfrentam um desafio extra, afinal, gerir um time digitalmente é bem diferente do que as pessoas estão acostumadas, mas tem os seus benefícios também.

Aqui, autonomia e maturidade passam a ser mais exigidos de todos os envolvidos e isso é importante para a evolução profissional de cada um. Pensando nisso, podem ser necessários treinamentos específicos para este novo modelo de trabalho híbrido.

Como garantir o sucesso de uma equipe híbrida?

Agora que você já entendeu o que é o trabalho híbrido e as suas vantagens, é importante conferir como estruturar um dia a dia de trabalho que comporte este formato da melhor maneira possível.

Invista em tecnologia e conectividade

É essencial que a empresa se responsabilize por garantir plataformas e aplicativos que contribuam para a comunicação, documentação e acompanhamento de processos. Os colaboradores precisam ter acesso a toda infraestrutura tecnológica para que o funcionário realize o seu trabalho dentro e fora do escritório.

Além disso, em relação aos equipamentos, é importante garantir os dispositivos móveis ideais para a execução das tarefas no dia a dia. Deve existir uma ponte simples de conexão entre os colaboradores, independentemente de onde estiverem trabalhando.

Garanta a proteção de dados

Também é primordial que a empresa tenha um sistema de proteção e segurança de dados. Dessa forma, as informações podem ser acessadas de forma segura dentro e fora do escritório. As soluções em nuvem, por exemplo, podem ser bem interessantes para atender essa necessidade.

Treine as lideranças

Para que o modelo de trabalho híbrido funcione, é muito importante garantir lideranças preparadas para lidar com os times trabalhando nesse formato. As responsabilidades de um líder continuam as mesmas, mas é essencial que o profissional esteja preparado para os desafios que envolvem gestão de pessoas, comunicação e gerenciamento de projetos.

Para isso, pode ser necessário treinar os líderes atuais e ficar atento ao recrutamento para estas posições, pois podem ser exigidas novas características e habilidades para lidar com o novo cenário.

Acompanhe a produtividade

O maior temor das empresas durante a pandemia era que a produtividade caísse com o home office, mas não foi isso o que aconteceu com a grande maioria. É claro que os índices podem variar conforme o cargo, função e até mesmo segmento da organização, mas no geral pode-se afirmar que o home office não é nocivo à produtividade dos funcionários.

No trabalho híbrido, isso deve continuar sendo acompanhado, mesmo que de forma diferente. Os líderes devem estruturar uma rotina de acompanhamento dos processos e projetos para entender o quanto cada profissional está produzindo. Também podem ser implementados sistemas que ajudem nesse monitoramento independentemente do lugar onde o funcionário está trabalhando.

Garanta uma boa comunicação interna

Outro ponto de atenção é a comunicação interna, que é tão importante para que haja um alinhamento entre os colaboradores e todos fiquem sempre na mesma página. Os ruídos na comunicação podem ser bastante nocivos, por isso, é necessário ter um olhar atento aqui.

É necessário pensar em estratégias de comunicação eficientes que garantam o diálogo entre os funcionários de onde quer que eles estejam.

Adapte ações voltadas para a cultura organizacional

Um dos maiores receios em relação ao trabalho híbrido é o enfraquecimento da cultura organizacional. Para que isso não aconteça, é necessário repensar alguns processos para que continuem cultivando os valores e modo de pensar e agir da organização.

O onboarding, por exemplo, precisa ter versões presenciais e digitais e ser um momento de proximidade e mergulho na cultura. Além disso, um RH digital também contribui para o dia a dia e o fortalecimento deste ponto.

Já começou a pensar no trabalho híbrido na sua empresa?

Com todas essas informações em mãos, não há mais como negar que o trabalho híbrido é uma tendência. Agora é avaliar se faz sentido para a sua empresa e, para isso, vale a pena conversar com os próprios colaboradores também e entender as suas preferências.

O importante é não ignorar o fato de que restringir os funcionários somente ao trabalho dentro do escritório é ultrapassado e indesejado por muitos. Por isso, é preciso ficar atento às tendências e necessidades dos profissionais que fazem a sua empresa crescer para que eles estejam sempre motivados e satisfeitos.

Gostou do conteúdo? Continue navegando pelo blog do Vittude Corporate.

Por Bruna Cosenza

Este post ajudou você? Então, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de mais conteúdos bacanas e novidades!
Avalie Este artigo

Leia também

Receba novidades da Vittude