atividade física

6 benefícios da atividade física para a saúde mental

  |  Tempo de leitura: 10 minutos

Você sabia que é possível fazer atividade física para saúde mental?

É indiscutível a importância de mover o corpo em nossas vidas. A cada ano, são criadas campanhas de alerta e incentivo para as pessoas deixaram o estilo de vida sedentário, ressaltando a necessidade de atividades e exercícios físicos para o bem-estar e a saúde.

Para a saúde mental, a importância permanece a mesma. Na verdade, chega até ser mais necessária já que a atividade física contribui para a produção dos hormônios e neurotransmissores do bem-estar. Estes nos ajudam a estar sempre bem, dispostos e contentes. 

atividade física ao ar livre

Relação atividade física x saúde mental

Você já sentiu uma vontade enorme de mexer o corpo? Em algum momento de sua rotina diária, seu corpo já se sentiu cansado, como se precisasse de uma injeção de energia para funcionar? Mesmo que você não tenha feito nenhum esforço físico, seus músculos parecem cansados. 

Isso acontece porque até mesmo o sedentarismo e as posições que fazemos diariamente (muito tempo sentado em um escritório ou em pé no trabalho, por exemplo) são cansativas. O nosso próprio organismo clama por algum tipo de movimento.

Esse comando, na verdade, pode estar vindo do cérebro para que você reequilibre a produção de serotonina, dopamina e endorfina.

Quando em desequilíbrio, esses hormônios podem levar a transtornos mentais, especialmente à depressão. A atividade física para saúde mental torna-se, então, um desejo do próprio organismo para aliviar o mau humor, a indisposição e o mal-estar.  

Um estudo da Escola de Saúde Pública de Harvard descobriu que apenas 15 minutos de caminhada ao dia reduzem os riscos de depressão em 26%.

Além disso, exercícios físicos são extremamente eficazes para tratar depressão leve e moderada sem o auxílio de medicamentos psiquiátricos

A atividade física, diferente do exercício físico, é caracterizada por qualquer movimento corporal que fazemos. Os simples atos de sentar, levantar, andar, subir escadas, carregar objetos cabem nessa definição. 

Por isso, você não precisa ser adepto dos exercícios físicos, que são planejados para garantir algum efeito em nosso corpo, para movimentar-se.

Atividades aeróbicas, como dançar, caminhar, pedalar e correr, já são suficientes para criar um estilo de vida mais saudável

pedalar é uma excelente atividade física

Benefícios da atividade física para saúde mental

Há muitos benefícios atrelados à prática constante da atividade física para saúde mental e também física. Afinal, a plenitude acontece quando encontramos o equilíbrio perfeito entre a saúde da mente e do corpo. 

1. Reduz o estresse

Ninguém quer viver uma vida estressante, certo? Todos nós precisamos aliviar o estresse adquirido ao longo da semana com compromissos, projetos no trabalho, expedientes longos, e desentendimentos para funcionar melhor na semana seguinte. 

Porém, quando o cortisol, o conhecido hormônio do estresse, sofre alterações, as consequências são ruins para nosso organismo. O seu aumento causa dificuldade na aprendizagem, lapsos de memória, aumento de peso, diminuição do apetite, entre outros. 

O cortisol baixo também é um problema, pois resulta em fadiga, fraqueza, desejo repentino de comer doces (o que contribui para uma alimentação nada saudável) e depressão. 

Além de reduzir os níveis de cortisol, a atividade física relaxa o corpo e a mente. Práticas como yoga e pilates, em especial, são ótimas para nos ajudar a controlar o fluxo de pensamentos, limpar a mente de problemas os quais não conseguimos resolver e focar no presente.

stress

2. Melhora a qualidade do sono

Não consegue adormecer facilmente? 

A atividade física melhora a qualidade do sono, diminuindo a insônia e nos ajudando a estabelecer uma rotina de sono. Por mais que você não goste de ter rotinas pré-estabelecidas, para prevenir distúrbios do sono é essencial estabelecer horários fixos. Assim, seu corpo irá se acostumar a adormecer na hora certa.  

A privação do sono afeta muito o nosso humor. Por isso, quando dormimos pouco, parece que mal conseguimos funcionar no dia seguinte e tudo é motivo de irritação.

Pouco sono gera fadiga, alterações hormonais, aumento de peso, estresse, sonolência, confusão mental, dor muscular, e mais efeitos colaterais negativos. 

3. Equilibra a produção de hormônios

A atividade física para saúde mental atua diretamente na produção dos hormônios da felicidade, os quais até hoje são constantemente debatidos e estudados. 

O neurotransmissor mais conhecido por nos trazer alegria e influenciar em nossas emoções de maneira positiva é a serotonina.

Alguns de seus benéficos são a diminuição do estresse, redução de dores de cabeça e enxaquecas, promoção da saciedade, alívio dos sintomas da TPM, melhora do bem-estar e favorecimento do relaxamento.

Já a dopamina trabalha na regulação do humor e do estresse, controle das funções motoras, exercício da memória, melhora da concentração e do apetite.

Por fim, a endorfina regula funções do sistema nervoso, também garantindo o relaxamento e a reação do corpo à tensão. 

Uma vida menos estressante significa melhor qualidade de vida e menos desânimo, tristeza e pensamentos ruins.

Este estado de felicidade quase constante pode ser alcançado com a inclusão da atividade física em nossas vidas. 

4. Aumenta a disposição no dia a dia

Novamente, vamos falar da endorfina. A sua produção dispara mensagens de relaxamento e bem-estar para o corpo.

Ela também contribui para a elevação da autoestima, que, consequentemente, aumenta a nossa motivação para concluir tarefas e perseguir metas. Ou seja, a disposição surge com o aumento do hormônio. 

Com a prática constante de atividades físicas, mantemos a nossa disposição sempre constante e, assim, a fadiga desaparece. Conseguimos realizar bem mais do que estávamos acostumados. 

5. Previne diversas doenças 

Algumas horas de atividade física por semana são capazes de reduzir níveis elevados de açúcar e colesterol no sangue. Também diminui a probabilidade de incidência de doenças cardiovasculares, dores musculares, osteoporose, diabetes, câncer e transtornos mentais

Movimentar o corpo garante a circulação do sangue, regula os batimentos cardíacos, fortalecimento de músculos, melhora a postura corporal, combate a obesidade e o sobrepeso.

Todos esses fatores afetam também a nossa saúde mental, pois, como você já aprendeu neste artigo, o corpo e a mente estão intrinsecamente ligados e precisam permanecer em equilíbrio. 

São diversos os benefícios que, à primeira vista, podem não conquistar a pessoa sedentária. Os resultados dos exames podem não mudar nos primeiros meses de atividade ou exercício físico. Isso porque esses benefícios atuam ao longo dos anos, proporcionando uma maior longevidade. 

Uma mentalidade imediatista neste caso é prejudicial porque pode deixar-nos cegos ao que realmente é importante para a nossa saúde. 

atividade física previne doenças

6. Alivia os sintomas de transtornos mentais

Com a produção dos hormônios da felicidade em ordem, os sintomas de transtornos mentais como a depressão, ansiedade, síndrome do pânico, transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH), entre outros, tornam-se mais leves.  

O cortisol, a privação do sono e a indisposição nos deixam estressados. Neste estado, nossa mente permanece sempre em alerta. Passamos a procurar ameaças e pretextos para a irritação em todos os cantos. Dessa forma, sobrecarregamos o cérebro e o corpo com altos níveis de tensão. 

A atividade física combate este estado nocivo para a nossa saúde. Sob essas condições, os sintomas dos transtornos mentais, são de fácil administração. Obviamente, a pessoa com transtorno mental deve continuar consultando o psicólogo e o psiquiatra para dar continuidade ao tratamento.

Tabela Transtornos Mentais

Plataformas como a Vittude podem facilitar a busca por um psicólogo que atenda a requisitos específicos para atender a todos que precisem de acompanhamento. Acesse nosso site e confira você mesmo todas as oportunidades oferecidas!

A atividade física é um complemento, não um substituto.  

Como começar uma atividade física

A atividade física para saúde mental deve ser prazerosa. Você deve sentir-se bem antes, durante e depois de fazê-la para que, assim, se torne um hábito. Para isso, você deve combater o sedentarismo e a vontade de passar horas no sofá de frente para a TV com calma. 

Diversas pesquisas apontam períodos diferentes para a formação de um hábito novo.

Algumas dizem ser 19 ou 21 dias enquanto outras afirmam serem necessários 66 dias para nos acostumarmos com mudanças em nossa rotina.

A questão é que devemos praticar algo novo por muito tempo para que isso se torne parte de nós. 

Primeiro passo: a escolha da atividade física

Escolha uma atividade física simples. Preferencialmente, algo que seja possível praticar tanto em casa quanto na rua ou na academia, se preferir. Abaixo, confira uma lista de sugestões:

  • Natação;
  • Dança;
  • Ciclismo;
  • Caminhada;
  • Hidroginástica;
  • Alongamento;
  • Zumba;
  • Treino funcional.

Se não gostar da atividade escolhida, tudo bem. Escolha outra e vá experimentando até encontrar a que mais se encaixa com seu perfil. 

Segundo passo: exercite a perseverança

Os primeiros dois ou três meses são os mais sofridos para quem nunca teve o hábito de movimentar o corpo. Você precisará criar força de vontade para vestir as roupas de ginástica e seguir com o plano. 

Este curto momento árduo, no entanto, gerará resultados positivos para toda vida. A cada sessão de 30 minutos concluída, se dê uma recompensa, como um elogio ou momento de lazer, para manter o entusiasmo. 

Terceiro passo: perpetue a prática da atividade física

Passado o período de adaptação e consolidação do hábito, você notará uma diferença incrível tanto na disposição e resistência quanto no desejo pelo movimento corporal. Será mais fácil dar continuidade a atividade física para saúde mental.

Gostou do post? Então assine nossa newsletter para receber, em sua caixa de emails, notificações de nossos conteúdos e novidades!

Leia também:

Alimentação saudável: sua dieta pode impactar sua felicidade

Felicidade pode impactar positivamente sua saúde física

Tatiana Pimenta

CEO e Fundadora da Vittude. É apaixonada por psicologia e comportamento humano, sendo grande estudiosa de temas como Psicologia Positiva e os impactos da felicidade na saúde física e mental. Cursou The Science of Happiness pela University of California, Berkeley. É maratonista e praticante de Mindfulness. Encontrou na corrida de rua e na meditação fontes de disciplina, foco, felicidade e produtividade. Você também pode me seguir no Instagram @tatianaacpimenta