Afinal, porque a compreensão da autoestima é tão importante para nós?

Na perspectiva analítico-comportamental a autoestima do indivíduo tem início desde o seu nascimento com as relações de afetividade fortalecidas,   ou não,  por seus pais. Assim, o indivíduo será capaz de estabelecer relações afetivas equilibradas que consequentemente irão proporcionar respeito, confiança e ações assertivas nas relações profissional, social e familiar.

A autoestima é compreendida como capacidade que o indivíduo tem de se auto avaliar, atribuindo o seu valor às suas características biológicas e sociais aceita, ou não, nos grupos  que faz parte (familiar, profissional, sociais). Assim, a pessoa quando criticada, rejeitada, passa a se ver de forma inadequada em situações essenciais no seu cotidiano.

A aceitação que o individuo tem por si próprio é resultado de aprendizagens desenvolvidas durante sua história de vida. A história de circunstâncias experienciadas pelo indivíduo, pode não ter desenvolvido comportamentos que favorecessem a instalação de elevada autoestima. O sentimento de autoestima é resultado de elementos reforçando positivamente ou negativamente sua existência no contexto em que está inserido. Cada individuo teve um histórico de reforços positivos ou ate mesmo de punição social, que desencadearam um processo de elevada ou baixa autoestima .

O autoconhecimento é o passo muito importante para identificação dos nossos valores. Identificados estes valores, verificamos como foi a nossa forma de pensar, agir durante a historia de aprendizagem na vida. Padrões Comportamentais construídos por nós na relação com os acontecimentos no nosso entorno irão dar direcionamento ao desenvolvimento pessoal de cada pessoa. Para tanto, procuraremos investir na modificação dos comportamentos que precisam ser melhorados.

Investir em nossas metas de vida é investir na nossa autoestima. Cada dia deveremos exercitar a reorganização comportamental que necessitamos, no sentido de sentirmos valorizados por nós mesmos e no contexto que estamos inseridos.

A Psicoterapia irá ajudar ao paciente que se sente com baixa autoestima, programando e implementando aprendizagens reforçadoras positivas, enriquecendo assim, seu repertório comportamental. 

Avalie esse artigo:

Comentários:

Please Login to comment