Todos

Estabilidade emocional: o que é e como desenvolver

Alcançar a estabilidade emocional é um desejo de muitas pessoas, mas nem sempre é uma tarefa fácil, pois envolve muitos aspectos.

Ao longo da vida, é normal se sentir desestabilizado em alguns momentos, afinal, somos impactados por muitos imprevistos e situações negativas. No entanto, quanto maior for a estabilidade emocional, maior também é a capacidade de lidar com as adversidades e desafios de maneira mais saudável e equilibrada.

Não é novidade que a capacidade de reconhecer e manejar as emoções têm um impacto direto em todas as outras esferas da vida e, ao longo deste artigo, você tem a oportunidade de se aprofundar no assunto. Vamos lá?

O que significa alcançar a estabilidade emocional?

A estabilidade emocional está atrelada à capacidade que um indivíduo tem de se manter calmo e equilibrado mesmo diante das situações adversas da vida. 

Sendo assim, diz respeito à regulação e não à repressão dos sentimentos, ou seja, a pessoa que tem estabilidade emocional consegue encarar as dificuldades e os desafios que cruzam o seu caminho de maneira saudável, administrando os sentimentos sem sucumbir aos mesmos. 

Indivíduos estáveis emocionalmente costumam ter as seguintes características:

  • Reconhecem e administram as suas emoções;
  • Revelam menos vulnerabilidade ao estresse;
  • Conseguem viver emoções positivas, desfrutando-as de maneira agradável;
  • Têm alta tolerância às frustrações;
  • São capazes de manter o foco e a concentração diante de situações adversas;
  • Têm maior capacidade de autocontrole em momentos críticos;
  • São resilientes;
  • Tendem a demonstrar maior autoconfiança e autoestima.

A estabilidade emocional, portanto, é resultado da administração adequada das instabilidades que geram emoções positivas e negativas. Essa é a chave para enfrentar com muito mais confiança todas as adversidades da vida.

Por que a estabilidade emocional é tão importante?

Ter estabilidade emocional é fundamental para viver de maneira equilibrada e saudável e, assim, alcançar os seus sonhos e objetivos.

Há uma relação direta com aspectos como autoestima, resiliência, autoconhecimento e autocontrole. Ao desenvolvermos essa estabilidade, é possível entender, controlar e expressar as suas emoções de maneira muito mais positiva.

Dessa forma, constrói-se uma maturidade emocional muito maior para encarar os mais diversos tipos de instabilidades e adversidades que a carreira, os relacionamentos e tantas outras esferas da vida impõem em nossos caminhos.

Como a estabilidade emocional impacta as demais esferas da vida?

Existem outros tipos de estabilidade, como a financeira e a profissional, que são fundamentais para a construção de uma vida plena e equilibrada. Além disso, elas têm uma relação direta com a estabilidade emocional.

A saúde mental é capaz de influenciar todos os outros aspectos da vida de uma pessoa. Se a mente não está saudável, então há grandes chances de que todo o resto desande também.

Basta pensar na sua realidade: quando você está muito ansioso, triste ou deprimido, sem conseguir entender e lidar com as suas emoções de maneira saudável, sente que outras esferas da sua vida são afetadas?

Provavelmente sim.

Isso acontece porque o ser humano é único e indivisível e, portanto, se a mente não vai bem, isso gera consequências para todo o restante e vice-versa. Uma pessoa com instabilidade profissional ou financeira, por exemplo, também pode sofrer os impactos na saúde mental.

Para compreender, basta analisar alguns dados. Uma pesquisa feita pela Serasa revelou que 51% dos entrevistados sofrem com sintomas de estresse por causa das dívidas. E 43% também convivem com ansiedade e depressão.

Já no cenário profissional, quando uma pessoa está muito insatisfeita com a sua carreira, pode acabar desenvolvendo problemas relacionados à ansiedade e depressão também. 

Como alcançar a estabilidade emocional?

Conquistar a estabilidade emocional não é simples, mas é possível. Trata-se de uma construção diária, pautada por mudanças de comportamento e de mentalidade, além de muito autoconhecimento, é claro.

Confira dicas importantes para alcançar esse tipo de estabilidade, que tem tanta influência em outros aspectos da vida:

1. Aprofunde o seu autoconhecimento

É muito difícil conseguir equilibrar as suas emoções se, antes de mais nada, você não tem autoconhecimento. 

Ter clareza sobre quais são as suas camadas mais profundas em termos de inseguranças, gatilhos, padrões de comportamento, limitações e tantos outros aspectos, é fundamental para alcançar a tão desejada estabilidade emocional.

Afinal, como administrar as suas emoções se você não sabe nem mesmo como você pode estar inferindo nesse manejo?

2. Aprenda a expressar seus sentimentos e necessidades

A comunicação é importante em diversos aspectos da vida, principalmente no que diz respeito à construção de relações mais saudáveis, sem grandes conflitos e desavenças.

Não conviva com a ideia equivocada de que os outros são responsáveis por decifrar seus sentimentos e necessidades. É preciso expressá-los por meio de uma comunicação clara e objetiva. 

Assim, é possível se tornar mais consciente em relação a quais são as verdadeiras possibilidades que envolvem outras pessoas e, consequentemente, lidar melhor com frustrações que nascem naturalmente a partir dos relacionamentos.

3. Saiba dizer “não”

Todo “não” que você diz para o outro significa um “sim” para si mesmo. 

Diante de uma rotina repleta de responsabilidades e obrigações, é importante ter esse autocuidado. Pessoas que aceitam qualquer compromisso ou tarefa pelo medo de magoar os outros ou porque realmente acreditam que dão conta de tudo, acabam se sentindo sobrecarregadas.

A longo prazo, isso pode gerar grandes prejuízos e danos emocionais. Por isso, aprender a falar “não” para o que não te faz bem ou não é uma prioridade nesse momento é um ato de autocompaixão que contribui para a sua estabilidade emocional.

4. Tenha tempo para si mesmo

Nem todas as pessoas reservam tempo para si mesmas em suas agendas e isso é nocivo para o bem-estar e a qualidade de vida.

Cultivar hobbies e priorizar atividades que são fonte de prazer e satisfação deve ser uma prioridade, afinal, a vida precisa de equilíbrio. Sem momentos de lazer e felicidade, é impossível manter a mente sã a longo prazo.

Por isso, pelo menos uma vez por semana reserve tempo para fazer aquilo que não é uma obrigação e que torna os seus dias agradáveis e as responsabilidades mais leves.

5. Cuide dos seus relacionamentos

Relacionamentos tóxicos são capazes de desequilibrar as emoções de qualquer pessoa. Em alguns casos, é muito difícil se desvencilhar do outro e a relação se prolonga por meses ou até mesmo anos, gerando grandes prejuízos.

O melhor a fazer pela sua saúde emocional, por mais difícil que seja, é se afastar de quem não agrega e apenas provoca sentimentos negativos. O ideal é se cercar de pessoas positivas, que querem o seu bem e ajudam a tornar o seu dia a dia mais equilibrado e feliz.

Pode ter certeza de que isso vai reverberar na sua vida como um todo.

6. Invista em psicoterapia

A psicoterapia é uma ótima aliada para a manutenção da saúde mental e, consequentemente, da estabilidade emocional.

Isso porque se trata de um profundo processo de autoconhecimento, em que, junto do psicólogo, o paciente desvenda as suas mais diversas camadas e vivencia uma jornada de autodescoberta.

É impossível alcançar a estabilidade emocional sem se conhecer e, ao longo do processo psicoterapêutico, o indivíduo tem a oportunidade de identificar seus padrões de comportamento e compreender gatilhos para, assim, fortalecer o que traz paz para a sua vida e eliminar aquilo que não contribui de forma positiva.

Estabilidade emocional é a chave para viver com equilíbrio

Ao longo deste artigo, você aprendeu que a estabilidade emocional é muito importante porque tem influência direta em outros aspectos fundamentais da vida de um ser humano.

É necessário levar em consideração que se trata de uma construção diária e essencial para quem deseja viver com mais bem-estar, equilíbrio e saúde.

Para continuar lendo artigos sobre saúde mental e aprendendo sobre este e outros assuntos, acesse o blog da Vittude e confira todos os conteúdos disponíveis.

Bruna Cosenza

Escritora, produtora de conteúdo freelancer e LinkedIn Top Voice 2019. Autora de "Sentimentos em comum" e "Lola & Benjamin", escreve para inspirar as pessoas a tornarem seus sonhos reais para que tenham uma vida mais significativa.

Recent Posts

Motivação: 7 Estratégias para se manter inspirado em qualquer situação

Entenda o que é a motivação e quais fatores internos e externos influenciam essa força…

22 horas ago

Benefícios dos exercícios de mindfulness + 5 exemplos para incluir na sua rotina

Os exercícios de mindfulness são uma ótima estratégia para encontrar um pouco de paz, silêncio…

1 mês ago

Qual é a relação entre saúde mental e qualidade de vida?

Entenda como saúde mental e qualidade de se relacionam e confira hábitos que você deve…

1 mês ago

Quais são os efeitos colaterais de medicamentos psiquiátricos?

Entenda quais são os efeitos colaterais que podem ser causados por medicamentos psiquiátricos e tire…

1 mês ago

Técnicas de relaxamento para ansiedade: 8 dicas para aliviar crises

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem a maior prevalência…

1 mês ago

Psicoterapia dentro das empresas: por que apostar nesse benefício?

O cenário de saúde mental no Brasil é um dos piores do mundo, mas até…

1 mês ago