Autocuidado

Qual é a relação entre saúde mental e qualidade de vida?

Há uma relação direta entre saúde mental e qualidade de vida.

Todos os hábitos e cuidados que uma pessoa cultiva no seu dia a dia podem impactar estas duas esferas que estão intimamente interligadas.  Afinal, é impossível ter qualidade de vida sem saúde mental, não é mesmo?

Para se aprofundar nessa relação e compreender como construir uma vida mais saudável, leia este artigo até o final e confira todas as dicas e informações.

O que significa ter qualidade de vida?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define qualidade de vida como:

“A percepção do indivíduo de sua inserção na vida, no contexto da cultura e sistema de valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações.”

Para ficar mais simples, há outras formas de explicar este conceito. Trata-se do equilíbrio entre as diferentes áreas da vida de um ser humano. Quando há harmonia entre saúde mental, física, espiritual e convívio social, a perspectiva é de que haja maior satisfação e realização pessoal.

Se nos aprofundarmos ainda mais, é possível detalhar diversos aspectos individuais e coletivos que estão atrelados à qualidade de vida:

  • Educação;
  • Carreira;
  • Moradia;
  • Relações sociais;
  • Hobbies;
  • Saúde.

Quando há desequilíbrio, por qualquer motivo que seja, a qualidade de vida tende a piorar. Para não restarem dúvidas, basta pensar em algum exemplo da sua própria vida.

Lembre-se de um momento em que você teve um problema na carreira, um conflito com um familiar ou alguma questão de saúde. Provavelmente sentiu uma piora na sua qualidade de vida, não é mesmo? Esse tipo de análise é fundamental para refletir sobre todos os âmbitos pessoais, profissionais e sociais que possam ser fonte de tristeza, frustração e insatisfação.

Preste atenção na sua rotina para identificar sentimentos que sinalizam quando algo não vai bem. Além das emoções, é preciso ficar atento aos sinais do corpo também, como gripes e resfriados ou doenças crônicas, afinal, tudo isso revela a necessidade de prestar atenção no bem-estar e na qualidade de vida.

O que impacta negativamente a qualidade de vida?

Várias atitudes podem prejudicar a saúde mental e a qualidade de vida de uma pessoa. É preciso ficar atento aos sinais para identificar quais são esses comportamentos que precisam ser eliminados. Confira:

Estresse

O estresse influencia tanto o corpo como a mente, afetando de forma bastante negativa a qualidade de vida de qualquer ser humano.

Pode ser decorrente de várias questões, como aspectos na carreira ou na família, problemas financeiros, perda de um ente querido ou até mesmo dúvidas e inseguranças em relação ao futuro.

É importante conseguir identificar os gatilhos para, então, tratar a sua causa raiz e aliviar os sintomas físicos e emocionais do estresse.

Privação de sono

Uma boa rotina de sono é essencial para se sentir energizado e disposto para enfrentar as responsabilidades e atividades do dia a dia. Quando você não tem um sono reparador, portanto, isso gera grandes prejuízos para o seu bem-estar como um todo.

Sedentarismo

Praticar exercícios físicos com regularidade é fundamental para manter saúde mental e física em dia e, consequentemente, alcançar maior qualidade de vida.

Alimentação desbalanceada

Os alimentos que você ingere também influenciam o funcionamento do corpo, a sua disposição e saúde. Por isso, é preciso fazer refeições balanceadas e nutritivas para evitar prejuízos maiores.

Saúde mental e qualidade de vida: qual é a relação?

A saúde mental está relacionada à maneira que uma pessoa reage às exigências e desafios da vida e à sua capacidade de equilibrar e administrar as emoções boas e ruins que fazem parte do dia a dia.

Quando uma pessoa não tem qualidade de vida, ou seja, quando os aspectos citados anteriormente estão em desequilíbrio, uma das consequências é que a saúde mental é afetada de forma negativa. Por outro lado, quando a qualidade de vida vai bem e se encontra em harmonia, a saúde da mente também se beneficia.

Portanto, a saúde mental é um dos termômetros da qualidade de vida, percebe? E quanto mais você cuidar de tudo o que envolve o bem-estar emocional e psicológico, mais qualidade de vida terá. Para isso, é importante adotar alguns hábitos e comportamentos sobre os quais falaremos em seguida.

Como cuidar da sua saúde mental para ter mais qualidade de vida?

Ao cuidar da sua saúde mental, naturalmente você está melhorando a sua qualidade de vida. Confira alguns hábitos que são importantes nesse sentido:

Sono de qualidade

Problemas no sono podem ser um sintoma de algum problema de saúde mental, como depressão ou ansiedade, por exemplo. Por isso, caso seja necessário, procure o suporte de um psicólogo e/ou psiquiatra.

O sono é responsável por diversos processos de manutenção da mente e do corpo e a sua privação pode gerar prejuízos como desatenção, cansaço físico, desgaste emocional, piora no humor etc.

É importante ter uma rotina de higiene do sono bem estabelecida, considerando:

  • Horários definidos para dormir e acordar;
  • Evitar telas pelo menos 1 hora antes de ir para a cama;
  • Praticar exercícios físicos com regularidade;
  • Fazer refeições leves à noite, evitando alimentos e bebidas estimulantes;
  • Ambiente silencioso e com temperatura agradável;
  • Meditar ou ler antes de dormir.

Além disso, analise como você se sente ao acordar: cansado ou revigorado? Isso pode ser um sinal indicativo sobre a qualidade do sono.

Prática regular de exercícios físicos

Realizar atividades físicas com regularidade é outro ponto fundamental para cuidar da saúde mental e física. 

Pessoas fisicamente ativas convivem com maior sensação de bem-estar, controle de sintomas de ansiedade e depressão, menos dores e muito mais disposição no dia a dia. 

Para se manter firme e forte na prática, é importante encontrar um exercício que você goste de realizar. Existem muitas possibilidades, como caminhadas, yoga, pilates, musculação, natação, dança ou até algum esporte coletivo.

Tempo para descanso e hobbies

Em meio à rotina é preciso encontrar tempo para se desconectar do trabalho e das obrigações e se dedicar apenas a relaxar o corpo e a mente.

Para isso, pode ser interessante tirar alguns momentos da semana para focar nos seus hobbies e atividades que proporcionam puro prazer. Leitura, séries, artes manuais, cinema e ida a museus e parques são alguns exemplos.

Alimentação saudável

Uma alimentação saudável e equilibrada faz muita diferença na saúde como um todo. O consumo de refeições nutritivas oferece ao corpo e à mente o que é necessário para um bom funcionamento.

O recomendado é que sejam realizadas cinco refeições durante o dia, contemplando café da manhã, lanche, almoço, lanche da tarde e jantar. O ideal é que sejam ingeridos diferentes grupos nutricionais, como proteínas, minerais, vitaminas, lipídios e carboidratos.

Outro ponto fundamental é a hidratação, pois a água é importante para que ocorram adequadamente vários processos do organismo humano. Por isso, a dica é sempre ter uma garrafinha ao lado.

Contato social

Os vínculos sociais também são muito importantes para a saúde mental e, é claro, para a qualidade de vida. 

Seja no ambiente de trabalho ou em âmbito pessoal, o cultivo dessas relações é necessário para aliviar o estresse, regular o humor, se desenvolver e até mesmo promover o autoconhecimento.

Meditação

Em um mundo hiperconectado e acelerado como este no qual vivemos, a meditação é um refúgio de paz e foco no momento presente, muito benéfica para alcançar a paz e reduzir o estresse e a ansiedade do dia a dia.

No começo, a prática pode ser bem desafiadora, afinal, nem todo mundo acha fácil desapegar dos pensamentos e focar no hoje e agora. Mas, com o tempo, a tendência é que meditar se torne mais simples e intuitivo.

Psicoterapia

Por fim, não poderíamos terminar esta lista de cuidados com a saúde mental sem citar a psicoterapia.

Contar com o suporte de um psicólogo é importante não apenas para tratar transtornos mentais, mas para preveni-los e, é claro, se desenvolver e se sentir mais preparado emocionalmente para lidar com os desafios e dificuldades impostos pela vida.

Além disso, a psicoterapia proporciona um espaço de reflexão, desabafo e acolhimento para que você consiga trabalhar as suas questões de maneira profunda e eficaz, aumentando o seu autoconhecimento.

Com todas estas dicas em mãos, você já sabe como cuidar da saúde mental para elevar a sua qualidade de vida, não é mesmo? Lembre-se de que estes dois aspectos caminham sempre juntos!

Bruna Cosenza

Escritora, produtora de conteúdo freelancer e LinkedIn Top Voice 2019. Autora de "Sentimentos em comum" e "Lola & Benjamin", escreve para inspirar as pessoas a tornarem seus sonhos reais para que tenham uma vida mais significativa.

Recent Posts

Tristeza: entenda as causas e aprenda a lidar com esse sentimento

Aprender como lidar com a tristeza é fundamental para construir uma vida mais saudável e…

1 mês ago

Motivação: 7 Estratégias para se manter inspirado em qualquer situação

Entenda o que é a motivação e quais fatores internos e externos influenciam essa força…

1 mês ago

Benefícios dos exercícios de mindfulness + 5 exemplos para incluir na sua rotina

Os exercícios de mindfulness são uma ótima estratégia para encontrar um pouco de paz, silêncio…

2 meses ago

Quais são os efeitos colaterais de medicamentos psiquiátricos?

Entenda quais são os efeitos colaterais que podem ser causados por medicamentos psiquiátricos e tire…

3 meses ago

Técnicas de relaxamento para ansiedade: 8 dicas para aliviar crises

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem a maior prevalência…

3 meses ago

Psicoterapia dentro das empresas: por que apostar nesse benefício?

O cenário de saúde mental no Brasil é um dos piores do mundo, mas até…

3 meses ago