Saúde Ocupacional

Psicoterapia dentro das empresas: por que apostar nesse benefício?

O cenário de saúde mental no Brasil é um dos piores do mundo, mas até a pandemia de Covid-19 essa era uma realidade invisível. Porém, depois que ele foi descoberto muita coisa mudou e a psicoterapia dentro das empresas começou a aparecer com mais frequência. 

E, se isso aconteceu, é porque as organizações passaram a entender que este era um investimento necessário para evitar prejuízos maiores. Segundo Josh Bersin, um dos maiores especialistas globais de RH, escreveu num artigo para a MIT Sloan:

 “(…) pelas conversas com líderes de RH pelo mundo todo, fica claro que as empresas que estão superando seus concorrentes são as que têm cultivado empatia e flexibilidade, desenvolveram novas habilidades para atender as necessidades dos trabalhadores e estenderam a eles o apoio à saúde mental.”

Em 2022, a síndrome de burnout se transformou numa doença ocupacional, o que mudou a situação para as empresas. Agora, é muito mais difícil ser negligente em relação ao bem-estar psicológico, porque as consequências financeiras e legais aumentaram muito. 

Mas, é um fato que ainda existe um longo caminho a ser percorrido pelas empresas brasileiras. Por isso mesmo produzimos este material. Ele vai ajudar líderes e gestores de saúde mental a entenderem os principais benefícios que a psicoterapia pode trazer para as organizações.

Veja:

Psicoterapia dentro das empresas: o contexto atual

Com a epidemia de saúde mental que estamos atravessando, pesquisas sobre o assunto se tornaram ainda mais comuns. Por um lado, é ótimo que saibamos mais sobre o que  está acontecendo com a população, por outro, é assustador e nos mostra como estamos atrasados neste tópico, socialmente, e evidencia os grandes riscos para as organizações. 

Entre eles, podemos elencar os seguintes dados de organizações internacionais:

  • A cada ano empresas perdem US$1 trilhão em produtividade por depressão e ansiedade (OMS e OIT);
  • US$ 6 trilhões serão os custos globais com transtornos psicológicos no mundo em 2030 (OMS);
  • Menos de 2% é a média global de orçamento dedicado pelos governos para a saúde mental (OMS).

Essa média global acompanha o investimento brasileiro e, como dito pela Organização Mundial da Saúde, está muito longe do suficiente, especialmente se considerarmos as dimensões continentais do nosso país. 

Um exemplo disso é que 9 entre 10 cidades brasileiras têm menos de 1 psicólogo a cada mil habitantes

Considerando que, com sessões de 50 minutos, o total de pacientes que um profissional consegue atender individualmente é de 40 pessoas, 99,6% das pessoas ficarão desassistidas pelo SUS.

Essa é a realidade em mais de 5.000 cidades e, em outras 400, não existe nenhum psicólogo atendendo na rede pública. 

Nesta conta não estão inseridos os profissionais que atendem de maneira particular, porém, com 90% dos brasileiros ganhando menos de R$3.500 por mês, o número de pessoas que consegue pagar por este serviço é irrisório. 

Ao mesmo tempo, estamos há anos entre os países com piores índices de saúde mental:

  • Somos o país mais ansioso do mundo (OMS);
  • O segundo país mais estressado e com casos de síndrome de burnout (ISMA);
  • O mais depressivo da América Latina (OMS).

Com a pandemia de Covid-19, casos de depressão e ansiedade ainda aumentaram 25% e estamos enfrentando um crescimento trágico no número de suicídios.

E como isso afeta sua empresa? Todas as questões de saúde mental dos empregados são levadas para dentro dela. 

Isso significa menos produtividade, mais afastamento, absenteísmo e presenteísmo, taxas maiores de FAP e RAT, maior probabilidade de processos judiciais por doenças ocupacionais, etc. 

Agora, na hora de computar se investir em saúde mental vale a pena, a maioria das empresas ainda cometem o erro de pensar só nos gastos que terão com psicólogos ou empresas especializadas em saúde mental. 

Porém, deixam de fora o cálculo sobre o dinheiro que elas já estão perdendo por não cuidar do bem-estar psicológico dos funcionários. 

Como dissemos, há muito para ser revisto e desconstruído. Mas existe um caminho possível e que ainda gera enormes ganhos para as empresas.

Veja um dos nossos cases de sucesso no tópico seguinte!

Os resultados da prática psicoterapêutica nas empresas

A Resultados Digitais é um ótimo exemplo de empresa que enxergou as verdadeiras necessidades dos colaboradores e passou a oferecer psicoterapia para os funcionários em parceria com a Vittude.

Entre outros fatores, esse benefício contribuiu para que a empresa entrasse na lista de Top Companies para se trabalhar em 2019. Essa lista, organizada pelo Linkedin, também colabora para que as organizações consigam atrair novos talentos.

Ou seja, além de melhorar o ambiente interno que já existe, contribui de outras maneiras para ter uma imagem mais interessante diante do mercado.

Ainda: se, por um lado, os índices de saúde mental no Brasil são muito ruins, como você já viu, e podem impactar negativamente as empresas; por outro, a cada 1 dólar investido em programas de saúde mental, o retorno é de 4 dólares no que diz respeito a maior produtividade e capacidade dos trabalhadores.

Desta forma, os retornos superam os custos, pois a projeção é de um aumento de 5% na participação da força de trabalho e sua produtividade, avaliado em 399 bilhões de dólares. Ao mesmo tempo, a melhoria na saúde adiciona mais 310 bilhões de dólares de retorno.

Veja alguns dos motivos pelos quais investir na saúde mental de funcionários é um ótimo negócio!

5 razões para investir na psicoterapia dentro da sua empresa

Agora que você já tem mais clareza sobre a importância do acesso aos tratamentos para questões de saúde mental e como o retorno em relação ao investimento é benéfico para a economia e para as empresas, vamos um pouco além!

É preciso ficar claro que além de tudo o que já abordamos, a psicoterapia dentro das empresas é capaz de impactar a imagem da organização e também o desenvolvimento dos funcionários. Confira os principais benefícios que listamos:

1. Employer Branding

O employer branding está relacionado à imagem da sua empresa. Pare e reflita: como a sua organização é vista pelos seus funcionários, concorrentes e pelo mercado em geral?

Ao construir uma imagem positiva, você atrai e retém talentos, pois a organização se torna desejada. No entanto, essa não é uma missão simples e envolve diferentes esferas. 

Hoje em dia, com o vasto acesso à informação, as empresas precisam estar atentas em relação a tudo que comunicam, como se posicionam e o que oferecem para os seus colaboradores.

Um levantamento da Infojobs mostrou que 70% dos candidatos, a reputação da marca pesa na hora de aceitar uma vaga de emprego. Segundo a mesma pesquisa, os principais diferenciais são ter um plano de carreira e bons salários e benefícios, nesta ordem. 

Pensando em como você quer construir a imagem da organização na qual trabalha, imagine como as pessoas enxergam uma empresa que está preocupada com as verdadeiras necessidades do trabalhador, como por exemplo, a saúde mental?

Hoje em dia, é padrão as empresas oferecerem vale alimentação, vale refeição, vale transporte e plano de saúde, mas a oportunidade de ir além está logo ali! Investir em saúde mental é investir no desenvolvimento dos seus funcionários e na imagem que você quer estabelecer para a sua organização.

2. Desenvolvimento de habilidades de liderança

Poucas são as empresas que se preocupam genuinamente em desenvolver seus talentos para que assumam posições de liderança.

A psicoterapia é uma aliada poderosa nesse sentido, pois um psicólogo especializado nessa área é capaz de ajudar funcionários a se prepararem para assumirem novos desafios e alavancarem as metas da empresa.

Toda organização é feita por pessoas e quando há o interesse em desenvolver os talentos, o sucesso é pura consequência.

Assumir novas posições exige muito mais do que preparo técnico, é preciso estar pronto emocionalmente para lidar com todas as novas responsabilidades.

3. Diminuição de custos com contratação

Os custos com contratações malsucedidas são muito altos no mundo todo. Um levantamento realizado pelo Linkedin com a Price Waterhouse Coopers Auditores revelou que são desperdiçados 19,8 bilhões de dólares por ano em más contratações. Além disso, a produtividade perdida por conta desse problema chega a 130 bilhões de dólares.

A conclusão é simples: contratar é complexo e exige tempo e dinheiro. Para evitar gastos desnecessários, as empresas devem focar em diminuir os índices de afastamento e turnover. Como já citamos anteriormente, transtornos comportamentais e ligados à saúde mental são a terceira maior causa de afastamento do trabalho.

Quando isso acontece, os colaboradores são prejudicados por conta de carga excessiva de trabalho e, em casos mais sérios, é preciso substituir temporariamente a pessoa que está afastada. O tempo e dinheiro que o seu RH gasta com atividades como essa com certeza poderiam ser investidos em outras áreas.

4. Funcionários mais produtivos

Uma pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia revelou aquilo que todos nós já sabemos, mas muitas vezes ignoramos. O estudo identificou que um trabalhador feliz é, em média, 31% mais produtivos, 3x mais criativo e vende 37% a mais.

Além desses dados impactantes, o funcionário que está feliz se sente mais motivado para realizar o seu trabalho e reduz desperdícios.

Todos os seres humanos possuem questões mal resolvidas e que poderiam ser melhor trabalhadas por meio do suporte da psicoterapia. Quando as empresas enxergam valor na felicidade de seus colaboradores, passam a investir em saúde mental e, consequentemente, recebem o retorno do investimento por meio do trabalho executado pelos funcionários.

5. Aumento dos níveis de inteligência emocional

A inteligência emocional está entre as habilidades mais importantes para ter sucesso na carreira, superando índices como o QI.

Cada vez mais, a ciência traz estudos que comprovam o poder e a necessidade da inteligência emocional.

Entre os benefícios, um estudo da Universidade de Toronto já revelou que pessoas com maior conhecimento sobre a regulação emocional possuem maior tendência de pensarem no bem-estar social quando enfrentam um conflito. Outra pesquisa, realizada na África do Sul, apontou que existem relações inversas entre a capacidade de controle emocional e o estresse no trabalho.

Nem todo mundo sabe, mas a inteligência emocional pode ser desenvolvida por meio da terapia, pois as sessões com um psicólogo proporcionam uma profunda jornada de autoconhecimento que é essencial para desenvolver tais habilidades.

Essas são só algumas das vantagens em levar a psicoterapia para dentro da sua empresa! Com a Vittude, você pode transformar o ambiente interno e ainda elevar o patamar da organização.

Nós somos a líder em saúde mental organizacional do mercado. Ajudamos a revolucionar a psicologia do Brasil atuando junto ao Conselho Federal de Psicologia para a lei que possibilita a psicoterapia online.

Mas não paramos por aí. Hoje, já estamos num estágio mais avançado. Oferecemos não só uma plataforma com psicólogos especialistas, mas um ecossistema de saúde mental que envolve diagnóstico, educação, clínica e inteligência.

Tudo isso para garantir que o seu investimento seja muito bem recompensado. Com funcionários mais felizes e profissionais C-level mais satisfeitos, todos ganham!

Converse com um dos nossos consultores para viabilizarmos esta parceria.

Carol Motta

Redatora sênior, especialista em SEO On Page, cientista social e com experiência em conteúdos de saúde e RH. Trabalha para viver num mundo em que as pessoas sejam mais saudáveis e as organizações, mais inclusivas.

Recent Posts

Tristeza: entenda as causas e aprenda a lidar com esse sentimento

Aprender como lidar com a tristeza é fundamental para construir uma vida mais saudável e…

16 horas ago

Motivação: 7 Estratégias para se manter inspirado em qualquer situação

Entenda o que é a motivação e quais fatores internos e externos influenciam essa força…

3 dias ago

Benefícios dos exercícios de mindfulness + 5 exemplos para incluir na sua rotina

Os exercícios de mindfulness são uma ótima estratégia para encontrar um pouco de paz, silêncio…

1 mês ago

Qual é a relação entre saúde mental e qualidade de vida?

Entenda como saúde mental e qualidade de se relacionam e confira hábitos que você deve…

1 mês ago

Quais são os efeitos colaterais de medicamentos psiquiátricos?

Entenda quais são os efeitos colaterais que podem ser causados por medicamentos psiquiátricos e tire…

1 mês ago

Técnicas de relaxamento para ansiedade: 8 dicas para aliviar crises

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem a maior prevalência…

1 mês ago