Categoria: Medicamentos

carbamazepina

Carbamazepina: descubra seu mecanismo de ação

  |  Tempo de leitura: 10 minutos

A carbamazepina é um medicamento usado para tratar distúrbios e dores neurológicas e transtornos afetivos. Conhecida comercialmente por Tegretol, também é usada para aliviar sintomas da síndrome de abstinência alcoólica e auxiliar no tratamento de dependentes químicos. É extremamente eficaz para patologias neuropsiquiátricas. O que é carbamazepina Primeiramente, ela consiste em um anticonvulsivante, antipsicótico e antiepilético prescrito para o tratamento e a prevenção de determinadas condições psicológicas. Assim, trata-se de um comprimido que pode conter as dosagens de 200 mg e 400 mg e um comprimido de liberação prolongada com as doses de 200 mg e 400 mg. Nesse contexto, a dosagem repassada pelo médico depende do quadro e resposta do paciente ao tratamento. No caso das crianças, o peso também é considerado. A receita psiquiátrica pode conter doses diferentes das mencionadas anteriormente, como, por exemplo, 100 mg ou 600 mg, conforme a necessidade do caso. Ainda ssim, para reduzir...

Continue lendo
Quetiapina, esquizofrenia e transtorno bipolar

Quetiapina: um tratamento para transtorno bipolar

  |  Tempo de leitura: 9 minutos

Quetiapina é um medicamento tipicamente usado por pacientes com transtorno bipolar e esquizofrenia. Ela é classificada em quatro categorias: antipsicótico atípico, antipsicótico de segunda geração, antagonista da serotonina-dopamina e, por fim, estabilizador de humor. Se você ouvir qualquer uma dessas definições, saiba que as quatro estão corretas. Ela também pode ser usada para tratamento de insônia e ansiedade leve como também ser potencializador de antidepressivos, no caso de depressão grave ou depressão associada à bipolaridade. O que é Quetiapina A quetiapina é um antipsicótico atípico derivado da dibenzotiazepina e possui ampla afinidade por diferentes subtipos de receptores presentes no sistema nervoso central. Ela é considerada tão eficaz quanto a clorpromazina no tratamento de sintomas negativos e positivos da esquizofrenia e, ainda, apresenta menos efeitos colaterais. Ela pode ser encontrada em formato de comprimido nas doses 25 mg, 100 mg, 200 mg e 300 mg. Também existem os comprimidos de liberação...

Continue lendo
medicamentos psiquiátricos

Medicamentos psiquiátricos: quais são os mais utilizados e para o que servem

  |  Tempo de leitura: 11 minutos

No Brasil, o consumo de medicamentos psiquiátricos é crescente. Em 2017, foi reportado um aumento de 74% no consumo de antidepressivos. Este dado faz todo sentido considerando que o nosso país é o mais deprimido da América Latina, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Por conseguinte, as pessoas passaram a ingerir mais medicamentos para tratar a desordem de químicos no cérebro provocada pela depressão. Porém, esta não é a única doença psicológica que merece a nossa atenção. Ansiedade, síndrome do pânico, agorafobia, transtorno obsessivo compulsivo, transtorno de estresse pós-traumático, entre outros, também são tratados com remédios específicos. O que são medicamentos psiquiátricos? Os medicamentos psiquiátricos, psicofármacos ou psicotrópicos são grupos de substâncias químicas que trabalham no sistema nervoso central. Por afetarem os processos mentais, alteram a percepção, emoções e comportamentos dos pacientes. Assim, é possível “se desligar” dos sintomas dos transtornos mentais, combatendo-os. Há dezenas de psicofármacos no Brasil...

Continue lendo
topiramato

Topiramato: saiba para que serve e quando usar esse remédio

  |  Tempo de leitura: 13 minutos

Topiramato é um medicamento com propriedades anticonvulsionantes ou antiepiléticas. Trata-se de um fármaco normalmente prescrito para controlar conclusões em pacientes com epilepsia. Também é indicado para prevenir ou reduzir a incidência de enxaqueca. No entanto, é importante lembrar que o topiramato não trata a dor de cabeça quando a enxaqueca surge, ele apenas atua na redução da sua incidência. O topiramato é o princípio ativo presente nos medicamentos vendidos sob os seguintes nomes comerciais: Arasid ®, Sigmax ®, Amato®, Topamax®, Temax®, Égide®, Topit®, ®, Topit®, Toptil® O que é o Topiramato O topiramato [2,3:4,5-bis-O-(1-metiletilideno)-β-D-frutopiranose sulfamato] (TPM) é um derivado sulfamato do monossacarídeo D-frutose, cujo uso é aprovado em vários países, na prevenção ou redução da frequência de ataques epilépticos. Ou seja, é um medicamento anticonvulsivante, com múltiplos mecanismos de ação, eficaz no tratamento da epilepsia e também na profilaxia da enxaqueca. Esse fármaco influencia vários processos químicos no cérebro, reduzindo...

Continue lendo
risperidona

Risperidona: conheça o efeito desse remédio no cérebro

  |  Tempo de leitura: 13 minutos

Risperidona é um medicamento utilizado para tratar determinados transtornos mentais, entre eles citamos a esquizofrenia, o transtorno bipolar e irritabilidade associada ao transtorno do espectro autista. A risperidona pertence a uma classe de medicamentos denominados antipsicóticos atípicos. Sua função é ajudar a restaurar o equilíbrio de neurotransmissores no cérebro. Trata-se de um medicamento que pode ajudar os indivíduos diagnosticados com os transtornos citados acima a pensar com clareza e ter uma vida cotidiana mais próxima do natural. Pode ser encontrada sob os seguintes nomes comerciais: Risperidon®, Risleptic®, Ripevil®, Riss®, Risperd Risperidon®, Risleptic®, Ripevil®, Riss®, Risperdal®, Ri sperdal Consta®, Zargus®, Respidon® e Viverdal®. É um fármaco potente, que foi desenvolvido pela Farmacêutica Janssen. Quer saber mais à respeito desse remédio? Continue lendo e descubra os seus efeitos colaterais, para que ele serve e como ele age no cérebro. Boa leitura! O que é Risperidona e para que serve? Como já dito...

Continue lendo
diazepam

Diazepam: saiba tudo sobre este ansiolítico

  |  Tempo de leitura: 10 minutos

Diazepam é um medicamento controlado, prescrito por psiquiatras para tratamento de ansiedade, síndrome do pânico e outras questões psicossomáticas ligadas a transtornos ansiosos. A ansiedade está cada vez mais presente e intensa na vida moderna. O corre-corre do dia-a-dia desperta no ser humano reações não tão comuns aos seus hábitos. Um país de ansiosos Segundo um relatório divulgado pela OMS (Organização Mundial da Saúde), em 2017, cerca de 3,6% da população mundial foi diagnosticada com ansiedade. Não só isso, nosso país foi listado como sendo o mais ansioso do mundo. É uma triste realidade! Estamos falando de 18,6 milhões de brasileiros diagnosticados com o transtorno, aproximadamente 9,3% da população. Diante desse problema, infelizmente, temos visto mais e mais pessoas mantendo, na cabeceira da cama, remédios para ajudar a controlar essa ansiedade. É assustador perceber que o consumo de remédios tarja preta, não somente para ansiedade como também para depressão tem...

Continue lendo