Acolhimento psicológico no tratamentos de pacientes com câncer

Acolhimento psicológico no tratamento de pacientes com câncer

Acolhimento psicológico no tratamento de pacientes com câncer
7 avaliações

  |  Tempo de leitura: 7 minutos

Receber o diagnóstico de uma doença como o câncer mexe com a vida de qualquer pessoa e de todos que estão à sua volta. As reações são as mais diversas. “Em nossa experiência, cada indivíduo chega de uma forma diferente. Há os que passam por todas as fases – negação, revolta, depressão, aceitação – e há os que já aceitam tudo muito bem desde o início”, diz Gabriela Besser, terapeuta psicoenergética e fundadora do Portal SuperAção, do Rio de Janeiro. Assim como tratamento médico, o acolhimento psicológico é importantíssimo. E é disso que a especialista fala na entrevista a seguir. Confira!

Qual é a principal reação de quem recebe o diagnóstico de câncer?

Quando novos pacientes se inscrevem em nosso projeto, perguntamos quais são suas principais dificuldades. Em 98% dos casos, o medo está presente: medo de morrer, da cirurgia, das quimios, dos efeitos colaterais, de ficar careca, de deixar os filhos… A maioria relata afastamento de pessoas próximas e decepção. Orientamos ao não julgamento, pois é muito difícil para a maioria das pessoas lidar com a situação. Por fim, nossa rede acaba desempenhando um papel importantíssimo no suporte emocional dos participantes.

Em que momento o acolhimento psicológico deve começar?

O acolhimento começa assim que a pessoa recebe o diagnóstico. Procurar apoio é importantíssimo – seja o apoio da família, dos amigos, no hospital, em plataformas especializadas em psicologia como a Vittude ou em redes como o Portal SuperAção. Em nosso projeto o apoio é emocional, de paciente para paciente e de familiar para familiar, com a supervisão de um profissional voluntário que garante a segurança e o bem estar de todos. Mas a pessoa a ser apoiada precisa querer ser ajudada. Como ajudar a levantar uma pessoa que não lhe estende a mão para ser puxada? Para haver ajuda é necessário haver diálogo e abertura por parte do paciente/familiar a ser apoiado.

Quais os benefícios  do apoio emocional durante o tratamento?

Em dois anos de projeto, nos surpreendeu imensamente o resultado e o impacto positivo que a relação entre pessoas que passam pela mesma vivência possui. Entre eles não há julgamento. Há o real entendimento e empatia, a compreensão de quem viveu na pele o câncer e o tratamento e pode dizer: “Eu sei pelo que você está passando, mas vai ficar tudo bem, estou aqui para mostrar isso!” Para quem ajuda, observamos um amor imenso, sentimento de gratidão, uma cicatrização e um dar sentido a tudo o que se passou. Eles utilizam a sua experiência para ajudar o próximo. E, assim, ressignificam para o positivo através do amor, compreendendo cada vez melhor o crescimento e a capacidade que possuem hoje de lidar com a vida de outra maneira.

Esperança

Para quem é ajudado, observamos um grande aumento no sentimento de esperança, ao se mirar em um exemplo à sua frente, ver a si mesmo vitorioso em breve. Observamos uma grande cumplicidade entre eles, que conseguem se abrir com muito mais facilidade com uma pessoa que realmente compreende o que se está passando. Essa é uma relação única e insubstituível, complementar ao apoio psicológico de um profissional. A terapia também deve estar presente para ajudar a curar questões mais profundas, individuais e de autoconhecimento.

A família também participa desse processo?

Acolhimento psicológico no tratamento de pacientes com câncer

O apoio da família é de extrema importância durante o tratamento do câncer. O apoio psicológico aos familiares também é recomendado.

A participação da família é fundamental na recuperação dos pacientes. E muitas vezes os familiares sofrem até mais que eles, necessitando igualmente de apoio psicológico. O medo de perder alguém querido e as dificuldades práticas relacionadas ao tratamento (falta de dinheiro, cuidados, apoio emocional) atingem também de uma forma profunda os familiares.

Durante o tratamento a angústia e a ansiedade quase sempre estão presentes. Por este motivo é recomendado que tanto pacientes como os familiares procurem ajuda ou orientação de um profissional de psicologia.

Psico-oncologia

Existem profissionais especializados em psico-oncologia. Eles atuam auxiliando o paciente no enfrentamento de sua doença e ajudam a diminuir emoções negativas acerca da situação atual. O psicólogo trabalha em conjunto com o paciente para dar novos significados à  doença e melhorar sua qualidade de vida. Estes profissionais estão preparados para dar suporte aos pacientes e seus familiares.

teste-ansiedade

Nosso apoio se encerra quando o Superador (paciente ou familiar que passa pelo tratamento) nos informa que não precisa mais de ajuda. Na maioria dos casos, eles se tornam Anjos, desejando retribuir a alguém a ajuda que receberam. Geralmente a ajuda se encerra com o fim do tratamento e início do período de remissão, mas em alguns casos precisamos prolongar por mais um tempinho, para ajudar o Superador a retomar a vida cotidiana e se sentir seguro para ela.

Fale um pouco mais sobre o Portal SuperAção…

O SuperAção é uma associação sem fins lucrativos que tem como objetivo levar apoio emocional e saúde integral de forma gratuita para pacientes com câncer e seus familiares em todo Brasil, os quais em sua maioria não possuem acesso aos serviços necessários. Pretendemos fazer isso de uma forma inclusiva, pela tecnologia. Assim, construímos um portal online que possui diversos subprojetos. Entre eles está nossa rede de solidariedade “Anjos do SuperAção”, que já funciona há 2 anos. Nela, um paciente/familiar que está passando pelo tratamento do câncer (Superador), recebe a ajuda emocional de quem já passou exatamente pela mesma situação (Anjo), com a supervisão e o apoio de um profissional de psicologia voluntário (Arcanjo), que garante a segurança dessa relação. Nesse momento ainda estamos com administração manual dos participantes. Por isso, há um número limitado de vagas. Em janeiro, abriremos 10 novas vagas para Superadores e temos muitos Anjos disponíveis esperando e ansiosos para ajudar!

Atendimentos

Até o final de 2017 ou início de 2018, poderemos expandir nosso atendimento para aproximadamente 10 a 50 mil participantes. Isso graças ao lançamento do nosso aplicativo que está sendo construído com o apoio da Faculdade de Informática e Administração Paulista (FIAP). Também estamos construindo um banco de atividades práticas para ajudar na qualidade de vida do paciente. Ele abrange diversas técnicas de medicina complementar (nutrição, ioga, psicologia positiva, coaching), que trazem um benefício real ao paciente, naquele momento, em casa, a ser lançado em março de 2018.

Como você vê a importância do apoio psicológico e como startups como a Vittude podem ajudar no processo?

Acredito que a Vittude tem um papel social importantíssimo. Quando eu era criança e adolescente, queria muito ter tido apoio psicológico. Mas não sabia onde procurar e nem as referências do profissional. Para os pacientes com câncer, acredito que é muito importante também, pois a maioria tem dificuldade em encontrar esse apoio, que deve ser disponibilizado a todos! Algumas vezes, mesmo alguns pacientes que possuem serviços de apoio psicológico em suas clínicas, não se identificam com o mesmo. E precisam procurar fora. A Vittude possui um papel facilitador enorme nesse processo.

Importância do psicólogo no tratamento de pacientes com câncer

A atuação de um psicólogo é de fundamental importância no acolhimento de pacientes em tratamento contra o câncer

Vocês recebem doações?

O Portal SuperAção chegou até aqui colaborativamente. Todos os serviços jurídicos, de site, o aplicativo, contabilidade, tudo hoje é feito colaborativamente com empresas parceiras que acreditam em nossa causa. Ainda assim, não damos conta de atender à toda procura e até o final do ano que vem queremos atender em larga escala. Por isso, mesmo com os serviços colaborativos, precisamos uma equipe dedicada ao projeto 100% do tempo. Para gerenciar e executar nossos serviços com qualidade e para isso precisamos de doações. Quem quiser conhecer melhor e ajudar nossa causa, pode entrar em nosso site, onde estão todas as informações: http://portalsuperacao.org/quero-doar

Gabriela Besser é life & professional coach, terapeuta psicoenergética, fundadora do Portal SuperAção. 

Leia também:

Depressão: tudo o que você precisa saber sobre a doença

Ansiedade: 13 sintomas que merecem atenção

Psicólogo: quando é o momento de procurar ajuda deste profissional?