psicopedagogia

Psicopedagogia: quem pode fazer e qual a sua importância

  |  Tempo de leitura: 5 minutos

Psicopedagogia é uma combinação de dois ramos principais de estudo, a pedagogia e a psicologia. Alguns dos autores mais influentes neste campo são Jean Piaget, Ausubel, Jerome Bruner e Lev Vygotsky.

O estudo de psicopedagogia fornece as ferramentas para participar das diferentes fases em todas as áreas do processo de ensino e aprendizagem. Psicopedagogos podem atuar diretamente nas pessoas que participam desse processo de ensino e aprendizagem ou indiretamente, projetando o material de suporte necessário para facilitar esse processo.

O principal objetivo desta área é elaborar e desenvolver atividades e programas de aconselhamento para ajudar a comunidade educacional a melhorar e renovar os processos educacionais e criar as condições adequadas para realizá-los.

O que é psicopedagogia?

A psicopedagogia cuida do eu na aprendizagem, facilitando os processos de educação. Para isso, visa compreender a complexidade dos fatores envolvidos neste processo, pesquisando e resolvendo os problemas de aprendizagem através de uma intervenção dinâmica.

Mais do que apenas olhar para as dificuldades de aprendizagem, é necessário considerar o tema da aprendizagem em seu próprio estilo. Ou seja, relacionado ao conhecimento e à capacidade de saber, alojado em um contexto cultural onde opera sua singularidade. É um trabalho terapêutico focado na aprendizagem, utilizando todos os tipos de recursos que facilitam a recuperação da capacidade de aprender de forma independente e prazerosa.

Qual a importância da psicopedagogia

Crianças, jovens e adultos podem enfrentar obstáculos durante o aprendizado ao longo da vida escolar, provocados por vários motivos. É com essas dificuldades que o profissional habilitado em psicopedagogia trabalha.

Diante de um problema, ele utiliza seus conhecimentos e técnicas para melhorar a capacidade do aluno de compreender os ensinamentos transmitidos pelos professores e o ajuda a conhecer as próprias deficiências, que o impedem de acompanhar os colegas. Além de atuar na identificação desses problemas, o psicopedagogo busca soluções para situações como evasão escolar e distúrbios comportamentais dos estudantes.

Entre as pessoas que atuam no ramo da educação, ter conhecimentos sobre psicopedagogia é fundamental. Esse conhecimento auxilia o professor a compreender melhor seus alunos e contribuir para um processo de educação mais inclusivo e eficaz.

Com técnicas de psicologia e pedagogia e influências de outras áreas, como psicanálise, linguística, semiótica, neuropsicologia, psicofisiologia, filosofia humanista-existencial e medicina, o profissional psicopedagogo tem em mãos as ferramentas para alterar não só os indivíduos, mas os sistemas de educação de forma benéfica.

Sintomas de dificuldades de aprendizagem

psicopedagogia menina sentada apoiando o rosto nas mãos

A psicopedagogia procura identificar, compreender e alterar os sintomas de dificuldades na aprendizagem que se manifestam em crianças e adultos. Alguns deles são:

  • Baixo nível de aprendizagem de linguagem, articulação, leitura e escrita;
  • Mudanças nas sequências percebidas;
  • Incapacidade de construir imagens claras de fonemas, sílabas e palavras;
  • Gráficos de inaptidão;
  • Fraco desempenho escolar;
  • Dificuldade em adotar bons hábitos de estudo;
  • Maior desorganização.

Numa abordagem dinâmica, o foco da intervenção é principalmente lidar com conflitos que afetam o processo de aprendizagem e, mais especificamente, se manifestam na educação. Considerando que a aprendizagem bem-sucedida é a combinação de sentimento, pensamento e ação, poderíamos dizer que o centro de controle da aprendizagem são nossas emoções.

O comportamento pode ser inteligente ou não, porque enquanto as emoções podem ser facilitadoras, elas também podem ser constrangedoras sobre como o indivíduo aprende. Nesse sentido, a assistência psicopedagógica baseia-se na teoria cognitiva. Ela busca capacitar o indivíduo para entender suas emoções, entender como elas afetam seu desempenho. A partir daí, modificar-se a fim de encontrar uma maneira mais produtiva de pensar e se relacionar com a vida. Assim, obter uma otimização dos resultados em relação ao crescimento pessoal.

Objetivos do serviço psicopedagógico

Existem quatro objetivos principais do serviço psicopedagógico educacional:

  1. educação sobre o que é psicopedagogia educacional e como funciona;
  2. orientação aos pais sobre o comportamento da criança ou adolescente em relação à educação;
  3. tratamento pedagógico baseado na teoria cognitivo-comportamental, identificando o status ativo, pensamentos, sentimentos e comportamentos relacionados à desatenção, baixa concentração e desempenho;
  4. criar um ambiente agradável onde possam discutir desafios e compartilhar experiências sobre dificuldades de aprendizagem e sobre formas de superá-las.

É importante ter em mente que as recaídas são uma parte normal e esperada do tratamento. A chave é ver o que pode ser aprendido com elas. Da mesma forma, planejar como resolver as dificuldades atuais, primeiro usando seu próprio aprendizado. Em seguida, se necessário, usando uma ajuda profissional para revisar e fortalecer alguns pontos.

Plataformas como a Vittude podem facilitar a busca por um psicólogo que atenda a requisitos específicos para atender a todos que precisem de acompanhamento. Acesse nosso site e confira você mesmo todas as oportunidades oferecidas!

Leia também:

Psicologia: o que é, para que serve e como surgiu?

“Psicologia Analítica: conheça a abordagem de Jung”

Juliana Battistelli

Formada em Comunicação e Multimeios pela Universidade Estadual de Maringá, trabalha como redatora de conteúdos. O que mais encanta e move Juliana no mundo são as tentativas constantes e impossíveis de compreender o outro.