Psicoterapia

Como escolher um psicólogo? Dicas e critérios essenciais

Como escolher um psicólogo é o primeiro questionamento que as pessoas fazem quando decidem buscar a terapia. Afinal, existe algo como o melhor psicólogo do Brasil? Na verdade, não. 

As características que envolvem a escolha de um profissional para o atendimento psicólogo vão além de suas especialidades e anos de experiência (embora essas também sejam importantes). O paciente também precisa se identificar com o psicólogo para conseguir desenvolver um relacionamento bom com ele. 

Neste post, respondemos as dúvidas mais comuns que surgem durante esse processo de busca e seleção de um psicólogo ou psicóloga. 

Como saber se preciso de terapia?

A terapia é indicada, em primeiro lugar, para quem quer tratar ou amenizar sintomas de transtornos mentais, como ansiedade, depressão, síndrome do pânico, distúrbios alimentares, transtornos de personalidade, entre outros. 

Ela também é benéfica para quem passa por momentos frequentes de estresse em razão de conflitos conjugais, dúvidas profissionais, falta de confiança, problemas com relacionamentos interpessoais, perda de uma pessoa amada, entre outros. Basicamente, qualquer questão pessoal que seja de difícil resolução pode ser abordada na terapia. 

Outra razão comum que leva as pessoas à terapia é a vontade de se autoconhecer e cuidar da saúde mental.

Muitas pessoas atualmente compreendem a importância de preservar o seu bem-estar emocional para obterem sucesso, terem bons relacionamentos e se aceitarem como são. Assim, buscam a terapia mesmo que não apresentem sintomas de um transtorno mental. Isso é imprescindível: terapia não é só para quem sofre com algum problema!

Você provavelmente se encaixa em algum desses três casos se está interessado em iniciar a terapia. A primeira pergunta a se fazer quando essa vontade surge é porque você quer buscar ajuda psicológica. Qual é o seu objetivo? Quais são as suas angústias? Como elas estão afetando o seu dia a dia? 

Quanto mais específica for a sua resposta, melhor. Essa reflexão vai ajudá-lo a responder à pergunta seguinte – “como escolher um psicólogo?” – e, ainda, a aproveitar ao máximo as suas consultas.

Como escolher um bom psicólogo?

A escolha do psicólogo faz muita diferença na terapia. Uma das principais características que garantem o sucesso do acompanhamento psicológico é a empatia entre profissional e paciente (ou cliente). 

As sessões não serão satisfatórias se não houver uma conexão e entendimento mútuo entre eles. Mesmo se o psicólogo for considerado um profissional renomado e a abordagem psicológica for a correta para o perfil do paciente, ele não conseguirá aproveitar os benefícios da terapia

Mas como escolher bem um psicólogo e evitar esse tipo de problema? 

Como é difícil ter uma percepção profunda de qualquer pessoa ao conhecê-la ou durante as primeiras interações, as pessoas tendem a escolher seus psicólogos com base nos seguintes critérios:

  • Finanças: se possuem condições de investir na terapia e quais as opções de pegamento disponíveis. Se você tem seguro de saúde, pode verificar se as sessões de terapia estão cobertas e como iniciar o procedimento para ter esse benefício;
  • Credenciais: além de se certificar que o psicólogo é credenciado junto ao Conselho Regional de Psicologia, é importante avaliar o seu perfil para saber se ele se mantém atualizado e se pode ajudá-lo a solucionar seus problemas. Por exemplo, se você experiencia sintomas de ansiedade, faz sentido buscar um profissional com especialidade em transtornos ansiosos;
  • Disponibilidade: a agenda do psicólogo bate com a sua ou ele tem poucos horários e dias disponíveis? Outro ponto a ser verificado é se você tem disponibilidade para fazer múltiplas consultas ao longo de meses ou não. Por questões de trabalho, por exemplo, alguns indivíduos podem encontrar dificuldade para manter uma consistência.

Embora esses pontos sejam muito importantes, existem outros elementos a serem considerados ao escolher um psicólogo. 

Características de um bom psicólogo

Ao se perguntar como escolher um bom psicólogo ou psicóloga, você também deve considerar fatores como sensibilidade, empatia e valores pessoais. 

  • Sensibilidade: o psicólogo precisa ser sensível para perceber as características da sua personalidade, suas crenças e objetivos pessoais, e as circunstâncias do problema apresentado a ele. Se ele não conseguir entender esses fatores a seu respeito, será difícil ter uma conversa sincera e satisfatória. O paciente precisa sentir que está sendo compreendido pelo psicólogo;
  • Empatia: a empatia é fundamental para você construir um bom relacionamento com o profissional. Ela gera confiança, facilitando a comunicação. Se não houver um entendimento entre vocês, o psicólogo não conseguirá entender seu ponto de vista e vice-versa; e
  • Valores pessoais: um bom psicólogo é honesto e acredita na sua capacidade de prosseguir ao longo da terapia. Ele também é flexível e tem a mente aberta para compreender diferentes realidades sem fazer julgamento. Caso você não concorde com os valores dele, não conseguirá se sentir confortável para falar sobre assuntos delicados. Por exemplo, uma pessoa que se identifica como LGBTQIA+ provavelmente não se sentirá bem com um profissional que não tem empatia com pessoas de sexualidades além da heterossexual.

Essas características são identificadas ao longo das consultas dado que é difícil percebê-las logo de cara ou durante as primeiras sessões. Você precisa de um tempo maior com o psicólogo para notar esses detalhes e identificar se a terapia está tendo um bom resultado. 

Se você não se sentir confortável com o psicólogo selecionado, não hesite em buscar outro profissional. Você pode achar que a terapia não é uma alternativa para você e, na verdade, o profissional que não “deu match”. 

Como saber que tipo de psicólogo necessito?

Muitas pessoas se perguntam “qual tipo de psicólogo devo procurar?” quando cogitam fazer terapia. Afinal, existem múltiplas abordagens psicológicas e elas certamente fazem diferença tanto na evolução do paciente quanto na conexão do mesmo com o psicólogo. 

Alguns pacientes, por exemplo, não respondem bem a algumas abordagens e maneiras de trabalhar. Há muitas questões envolvidas, desde como será o andamento da sessão até os questionamentos a serem levantados. Por isso, o ideal é conhecer, pesquisar e buscar aquela que mais se adequa ao seu perfil.

Se você iniciar a terapia e perceber que após semanas ou meses pouco progresso foi feito, pode estar com dificuldade para se identificar com o método do profissional. É muito comum isso acontecer, principalmente se você não tem experiência alguma com a terapia.  

Neste caso, é aconselhado conversar com o próprio psicólogo sobre as suas dificuldades para que sejam feitos ajustes nas sessões ou para que outra abordagem seja recomendada. 

Onde encontrar psicólogos?

Como você pode ver, há muitos critérios que devem ser levados em conta na escolha de um psicólogo. Além de ficar atento a cada um deles, você precisa começar a sua busca no local certo para encontrar os melhores profissionais. É aí que entra a Vittude!

A Vittude é uma plataforma de terapia online com cinco anos de experiência em conectar pessoas em busca de atendimento psicólogo com os profissionais mais qualificados do mercado. 

As consultas são realizadas dentro da própria plataforma por meio de videochamada, em um Consultório Virtual exclusivo. Não precisa se preocupar com o vazamento de dados pessoais nem de assuntos compartilhados nas sessões. A Vittude utiliza uma tecnologia de proteção em sua plataforma para garantir essa tranquilidade aos pacientes. 

Encontrar o psicólogo ou psicóloga ideal pode ser difícil, mas nós queremos ajudar! A primeira ferramenta é o Vittude Match, que te auxilia em poucos minutos a encontrar o profissional desejado. Basta colocar o que está procurando e quais conflitos estão lhe incomodando. 

Outros dois materiais que podem te ajudar nessa busca são:

Fazer terapia online é muito prático, uma vez que não necessita de deslocamento nem causa uma interferência significativa em sua rotina. Os horários e dias das consultas tendem a ser mais flexíveis, bem como o valor das mesmas. Assim, é possível cuidar da saúde mental sem precisar interferir nos demais compromissos!

Quer agendar uma sessão agora mesmo? Use a ferramenta abaixo e comece a entrar de cabeça nessa jornada de autoconhecimento e cuidado.

Tatiana Pimenta

CEO e Fundadora da Vittude. É apaixonada por psicologia e comportamento humano, sendo grande estudiosa de temas como Psicologia Positiva e os impactos da felicidade na saúde física e mental. Cursou The Science of Happiness pela University of California, Berkeley. É maratonista e praticante de Mindfulness. Encontrou na corrida de rua e na meditação fontes de disciplina, foco, felicidade e produtividade. Você também pode me seguir no Instagram @tatianaacpimenta

View Comments

Recent Posts

O que são as abordagens da psicologia e quais as principais?

Você conhece as abordagens da psicologia? Aprender sobre elas pode mudar muito sua visão sobre…

1 dia ago

Depressão não é frescura! Como conscientizar as pessoas a esse respeito?

Depressão não é frescura, e entender isso é extremamente importante. Transtornos depressivos são sérios e…

7 dias ago

Ansiedade social: causas, sinais e dicas para conviver com ela

Você já conheceu alguém e falou "Ah, que antissocial..."? Talvez essa pessoa sofra de algo…

1 semana ago

Quando o cansaço mental passa a ser um problema?

O cansaço mental está presente na vida de todos nós, principalmente para quem tem a…

2 semanas ago

Tipos de depressão: como o transtorno se manifesta?

Existem diversos tipos de depressão, cada um com sua particularidade e sinais de alerta. Entenda…

2 semanas ago

TEA – Transtorno do Espectro Autista ou Autismo: causas e tratamento

O Transtorno do Espectro Autista é um distúrbio de neurodesenvolvimento, e é possível perceber seus…

1 mês ago

Já fez Terapia Online? 😉

Começar agora!