perdoar

Perdoar: esta atitude pode aumentar sua felicidade!

  |  Tempo de leitura: 6 minutos

Perdoar é uma atitude nobre. Principalmente para quem sofreu uma traição ou algum tipo de violência. Certas situações deixam marcas profundas em qualquer pessoa. E, com isso, uma mágoa grave e um grande rancor se instalam. Logo, perdoar pode se tornar algo difícil e até mesmo improvável.

Mas você sabia que guardar rancor por um tempo prolongado gera sérias implicações em nosso bem-estar emocional, mental e físico? Quando alguém nos faz o mal, o melhor remédio para isso é perdoar.

No entanto, essa difícil tarefa precisa ser aprendida e exercitada. Sabemos que não se trata de algo tão simples e que essa atitude não pode ser subestimada.

Por isso, devemos entender que perdoar não significa livrar o outro da culpa. Tampouco esquecer o que aconteceu. Significa deixar o sofrimento ir embora. E leva tempo até que estejamos prontos para aprender a perdoar.

Antes disso, porém, devemos entender o que é, de fato, o perdão. Continue a leitura e descubra como aprender a perdoar pode fazer toda a diferença para alcançar mais felicidade na sua vida!

O que é o perdão?

Para a psicologia, a definição do perdão é, basicamente, “uma decisão consciente de liberar sentimentos de ressentimento em relação a uma pessoa que o prejudicou, independentemente de ela merecer isso ou não.”

Para começar a entender o poder do perdão é preciso, antes de tudo, compreender que perdoar tem a ver com o fato de que o mundo não gira apenas ao seu redor. Sim, você é aquele cujo ego foi ferido e que executará a ação de perdoar. Mas, além de pensar apenas em si mesmo, você também precisa olhar para toda a situação do ponto de vista da outra pessoa.

Por que você deve aprender a perdoar?

Por que alguém deveria querer perdoar uma pessoa que o prejudicou, não é mesmo?

Tenha em mente que perdoar não significa deixar alguém de fora por seus erros ou esquecer completamente o passado. E, com certeza mesmo, não significa voltar ou manter contato com a pessoa que o feriu. E muito menos tolerar qualquer tipo de maus-tratos. O que o perdão significa é libertar-se para que você possa seguir em frente.

A razão pela qual você deve perdoar as pessoas não é libertá-las da culpa. Mas sim, transformar sua própria raiva e mágoa em cura e positividade. Ou seja, você pode perdoar a pessoa e ainda testemunhar contra ela no tribunal. Uma coisa não anula a outra.

Como o perdão pode te ajudar?

Aprender a perdoar pode ajudá-lo a melhorar sua saúde mental e emocional porque leva à superação de sentimentos de raiva, ansiedade, rancor e depressão. Isso ajudará você a parar de pensar sobre o sofrimento do passado e a se tornar capaz de melhorar seu futuro.

A atitude de perdoar pode melhorar seu bem-estar psicológico e físico. E, fisicamente falando, o perdão muitas vezes está relacionado à diminuição da frequência cardíaca, redução da pressão arterial e maior alívio do estresse. Também pode reduzir a fadiga e melhorar a qualidade do sono.

Em termos psicológicos, o perdão elimina a experiência negativa do estresse e do conflito interno. E, ao mesmo tempo, ajuda a restaurar sentimentos, comportamentos e pensamentos positivos.

Como aprender a perdoar?

Quando falamos em aprender a perdoar tudo parece muito fácil, mas colocar isso em prática é bem mais complicado. Às vezes, podemos acreditar que perdoamos alguém, mas, na realidade, lá no fundo ainda nos ressentimos dessa pessoa.

Confira, então, algumas dicas que irão ajudá-lo a aprender a perdoar:

1. Pratique a meditação

A meditação nos ajuda no processo de aprender a perdoar. Mas, para meditar (e perdoar) adequadamente, precisamos estar cientes da razão pela qual estamos meditando.

Quando feito com propósito e compreensão, a meditação terá valor e um resultado positivo. No entanto, se meditarmos sem um forte propósito, nossa meditação se tornará simplesmente uma ação aleatória.

2. Busque entender por que a pessoa faz o que faz

Olhar para as pessoas de diferentes perspectivas é o primeiro passo para aprender a perdoar. Pense na razão que pode ter motivado a pessoa a te magoar.

Será que o comportamento dela era parte do mecanismo de defesa? Do que ela está tentando se defender? Pode ser que esteja sofrendo com certas questões psicológicas, como depressão ou ansiedade?

Fazer perguntas diferentes e tentar entender por que alguém se comporta dessa maneira cria compaixão e reduz os sentimentos negativos em relação à pessoa que nos causou dano. Se possível, tente conversar e discutir o evento infeliz em detalhes.

Certifique-se de falar com a pessoa quando estiver calmo e focado, não com raiva e irracional.

3. Expresse suas emoções

Você tem que estar consciente de seus sentimentos e da maneira como eles afetam seu corpo e mente. Nosso corpo registra todas as emoções que sentimos e isso afeta nosso sistema imunológico, equilíbrio hormonal e química do cérebro.

Existem várias maneiras de expressar suas emoções de maneira saudável. A primeira coisa que você pode fazer é liberar sua raiva, mas sem descontar em que te fez mal ou nas pessoas ao seu redor.

E a melhor maneira de fazer isso é realmente muito primitiva: você pode ir a algum lugar onde ninguém irá ouvi-lo para gritar. Você pode, também, bater, rasgar ou quebrar coisas (apenas certifique-se de não se machucar, nem outra pessoa ou ainda quebrar algo valioso). Use essa raiva a seu favor, e não deixe que ela domine a situação!

Chorar e dar vazão à tristeza também é uma opção. Isso lhe permitirá libertar toda a tensão que sente por dentro. Além disso, conversar com um psicólogo ajudará você a se sentir muito melhor.

4. Redefina seus limites

Depois de expressar todas as suas emoções negativas, sinta-se à vontade para criar novos limites no relacionamento que você tem com a pessoa lhe magoou.

Isso pode incluir não ver a pessoa até que você tenha tempo suficiente para curar ou estabelecer novas diretrizes na relação. A coisa mais importante a fazer é garantir proteção a si mesmo e às suas emoções.

5. Deixe ir

Essa é uma das etapas mais difíceis quando falamos em perdoar. O abandono total pode acontecer em poucos dias, mas também pode levar anos. Você pode se sentir melhor logo em seguida e, tempos depois, encontrar-se sofrendo novamente. Isso é uma coisa natural.

Você não pode perdoar e curar instantaneamente, nem pode escolher quanto tempo levará para fazê-lo. Dê a si mesmo algum tempo e espaço. Expresse seus sentimentos e espere. Acredite: a liberdade um dia irá acontecer!

Aprender a perdoar é algo que lhe dará empoderamento. Com certeza irá elevá-lo em todas as esferas do ser. E é importante ter em mente que esta não é uma habilidade inata. Mas você deverá trabalhar nela para que essa capacidade se aprimore.

E lembre-se que perdoar significa escolher se ajudar, evitando sentimentos negativos como raiva, mágoa ou rancor. O perdão irá ajudá-lo a viver em paz e espalhar positividade para todos ao seu redor.

Se você gostou desse artigo e aprendeu um pouco mais sobre o exercício do perdão, aproveite para seguir a Vittude no Instagram e também assinar nossa newsletter!

Tatiana Pimenta

CEO e Fundadora da Vittude. É apaixonada por psicologia e comportamento humano, sendo grande estudiosa de temas como Psicologia Positiva e os impactos da felicidade na saúde física e mental. Cursou The Science of Happiness pela University of California, Berkley. É maratonista e praticante de Mindfulness. Encontrou na corrida de rua e na meditação fontes de disciplina, foco, felicidade e produtividade.